Topo

Topo

terça-feira, 30 de junho de 2009

FENEART 2009: Santa Cruz do Capibaribe terá stand no evento


A CDL Santa Cruz do Capibaribe em parceria com a ASCAP, Secretaria de Indústria e Comércio e Prefeitura Municipal, irá participar da X Feira Nacional de Negócios de Artesanato (Fenneart 2009) que acontecerá de 03 a 12 de julho no Centro de Convenções de Olinda- PE. Este ano, a feira comemora o centenário do Mestre Vitalino, artesão do Alto do Moura, em Caruaru. As entidades têm como objetivo vender a imagem de Santa Cruz do Capibaribe, bem como proporcionar a divulgação do potencial da cidade. Os interessados em expor seus produtos na edição 2009 da feira nos stands devem procurar a CDL para entrega de material publicitário e/ou mostruários para exposição, até o próximo dia 02 (quinta-feira). As empresas poderão levar peças para comercialização, deste que, disponibilizem um representante que esteja disponível para comercializar no stand. Os empresários interessados não terão nenhum custo para exposição, mas no caso de encaminhamento do representante as despesas do mesmo são por conta da empresa a qual represente. A última edição da feira, em 2008, reuniu cerca de 600 stands e atraiu 250 mil visitantes, gerando uma movimentação econômica de R$ 20 milhões. Assim superando as expectativas dos organizadores e expositores.

Dentre os stands expositores terão:

- Salão de Arte Popular Ana Holanda;
- Galeria de Reciclados;
- Alameda dos Mestres;
- Oficinas Técnicas;
- Espaço Infantil;
- Rodadas de Negóci;o
- Desfiles de Moda;
- Espaço Indígena;
- Museu de Arte Popular, com parte do acervo da coleção de Janete Costa;
- Museu de Vitalino;
- Apresentações culturais.

Encerradas as festividades juninas em Santa Cruz do Capibaribe

As festividades juninas em Santa Cruz do Capibaribe começaram no dia 12 de junho e se encerraram na noite de ontem, 29. Este ano o evento foi diversificado atingindo todas as faixas etárias, tendo apresentações de artistas nacionalmente conhecidos no palco principal como: Mastruz com Leite, Geraldinho Lins, Elba Ramalho, entre outros e, apresentações culturais como as apresentações dos Mamulengos que fizeram a alegria da criançada, quadrilhas infantis (escolas municipais e estaduais), quadrilhas estilizadas (jovens da cidade) e a Orquestra Sanfônica de 8 baixos de Santa Cruz do Capibaribe, que por sua vez abriu e fechou os festejos juninos da cidade. Confira as fotos do São João 2009 em Santa Cruz do Capibaribe.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Governo prorroga o IPI em carro por mais 3 meses e o pão fica isento do imposto até 2010


Fonte: Uol


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou na manhã de hoje que o Imposto Sobre Produtos Industrializados – IPI será prorrogado por mais três meses. A prorrogação dos cortes do IPI vai beneficiar veículos, eletrodomésticos, material de construção e bens de capital. O PIS/Cofins sobre o pão e a farinha de trigo também ficará reduzido, deixando o preço do pãozinho estável até 2010.

A redução do IPI para veículos é acompanhada de um acordo com as empresas para não demitirem seus funcionários durante o período de vigência das medidas. O custo estimado pelo governo é de R$ 3,342 bilhões. As medidas tentam aquecer a economia para enfrentar a crise global. O IPI para carros, cuja redução acabaria amanhã, continuará até setembro. Em outubro, novembro e dezembro, volta gradualmente.

O corte do PIS/Cofins para trigo, farinha e pão foi prorrogado por um ano e meio, até o fim de 2010.

A chamada linha branca, de eletrodomésticos, como geladeira e fogão, que teria corte de IPI até 15 de julho, foi prorrogada por três meses e meio. A isenção ficará valendo até 31 de outubro.

Os cortes para material de construção foram prorrogados por mais tempo -seis meses, até o fim do ano. Foram incluídos os vergalhões, que não estava na lista original de desconto de imposto.

Os bens de capital (máquinas e equipamentos para produção) tiveram uma lista ampliada com mais 70 itens com corte de IPI. Entraram itens como válvulas industriais e partes de aerogeradores (para energia eólica, que usa o vento).

A TJLP (usada nos financiamentos do BNDES para obras e empresas) foi cortada de 6,25% para 6%. A Cofins terá redução prorrogada por mais três meses.


domingo, 28 de junho de 2009

Pensamento da semana...


"Se tivesse acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teria ouvido verdades que teimo em dizer brincando, falei muitas vezes como um palhaço, mas jamais duvidei da sinceridade da platéia que sorria."

Charles Chaplin

Participe!


Informações: 3731-2850

Artigo

Por Erik Penna
O cliente reclamou? Ainda bem!
Ninguém gosta de ouvir reclamação. Mesmo quando a crítica é construtiva, é difícil encará-la como algo positivo ou benéfico. No universo corporativo, quando se fala em atendimento ao cliente e prestação de serviços, ouvir reclamações é algo relativamente comum, mas a forma de receber e dar tratamento às queixas é que pode fazer toda a diferença para a organização. Pense bem: o que você tem a ganhar enfrentando um cliente insatisfeito ou sendo indiferente à sua queixa?

Existem pelo menos três aspectos altamente benéficos em uma reclamação. Quando um cliente diz para a empresa com a qual mantém uma relação comercial que está insatisfeito com um determinado produto ou serviço prestado significa simplesmente que ele deseja fazer alguns ajustes nesse relacionamento. É como um casamento: quando um reclama do outro é porque existe sentimento suficiente para se resgatar e manter a relação.

Muito pior seria se o cliente tratasse a empresa com indiferença. Quando um cliente está incomodado, mas não fala nada, no momento em que menos se espera ele migra, espontaneamente e quietinho, para a concorrência. Ainda fazendo analogia ao casamento, uma reclamação é um sinal de alerta importante para ambos repensarem o relacionamento. Portanto, na maioria das vezes, não há motivo para se ofender com uma crítica. Ela pode ser um instrumento excelente para aperfeiçoamento pessoal e profissional.

Outro aspecto positivo é que a reclamação de um cliente pode servir como consultoria, ainda que involuntária, para a empresa. Na maioria das vezes, ele mostra, de maneira inequívoca e sincera, uma série de erros que ela vem cometendo, sem ao menos se dar conta. Uma consultoria, aliás, cobra caro para dar os mesmos conselhos que o cliente pode dar.

Caso a empresa não possa atender ao pedido do cliente, que pelo menos lhe dê atenção, garantindo que ele seja ouvido. Tanto quanto obter soluções, as pessoas desejam ser ouvidas e seus pontos de vista respeitados. Saber ouvir é algo que não implica custo financeiro para a organização, mas ainda assim é uma qualidade muito desejada de um profissional, independentemente do setor em que atua.

Portanto, ao ouvir uma crítica, procure todos os aspectos positivos que ela pode trazer. Se você conseguir focar apenas neles, evitando a tendência natural de confrontar o cliente ou esquivar-se do problema, todos saem ganhando – o cliente é ouvido, a empresa consegui retê-lo e o profissional aprende que, com flexibilidade e jogo de cintura, pode transformar um problema em aprendizado e resultados. Muito longe de ser um inimigo, um cliente insatisfeito pode ser fonte de informações valiosas para a melhoria da gestão.

sábado, 27 de junho de 2009

Convite: venha aprender as habilidades da arte de vender

Venha conhecer a divertida arte da venda sob o comando do ministrador Erik Pena. Você nunca mais vai vender da mesma forma que vende atualmente. Erik virá a Santa Cruz do Capibaribe, no próximo dia 23 de julho e subirá ao palco do Teatro Municipal para mostrar que melhor é possível sempre!




sexta-feira, 26 de junho de 2009

Dia mundial de combate as drogas: a CDL Santa Cruz do Capibaribe faz sua parte


Hoje é o Dia Internacional de Combate às Drogas. A magnitude do problema tem atingido proporções cada vez mais graves, sendo hoje, um problema de saúde pública. O uso desenfreado das drogas tem se refletido em vários segmentos da sociedade e acarretado em acidentes de trânsito e trabalho, violência doméstica e crescimento da criminalidade.

As drogas surgiram para curar, e as conseqüências do abuso estão se tornando a doença mais grave do século 21. Os jovens estão começando a usar drogas cada vez mais cedo, ainda crianças, e raramente usam um tipo só, eles fazem uso de vários simultaneamente, a começar pelo álcool. No mercado de entorpecentes, nada interessa além do lucro. Nele, o respeito pela vida e pela dignidade humana é conduta desprezível. As entidades representativas, as instituições, sobretudo a familiar devem está inserida nesse contexto de preservação as drogas.

A CDL Santa Cruz do Capibaribe é uma entidade que participa de inúmeras parcerias relacionadas ao bem comum da população. E tendo em vista isso, o Diretor de Desenvolvimento e Empreendedorismo da CDL, Bruno Bezerra alerta para a questão social do problema das drogas. ”Precisamos unir esforços no combate às drogas hoje e sempre. Crianças, jovens e adultos estão desperdiçando um tempo preciso de suas vidas pela influência perversa das drogas. A droga além de levar a morte, tem o poder de destruir famílias inteiras. Nós enquanto CDL estamos procurando fazer a nossa parte no sentido de amenizar esse grave problema que atormenta a sociedade. Um exemplo do trabalho da CDL foi a campanha Eu Sou Um Craque na Luta Contra o Crack em parceria com o Ypiranga durante o campeonato pernambucano de futebol 2009”, enfatizou.

Bruno relata ainda da importância de Ongs e entidades de cunho social manter parceria com a sociedade civil organizada e com órgãos públicos. “Muitas pessoas em Santa Cruz do Capibaribe não têm ainda uma noção da gravidade que o problema das drogas representa. Recentemente entrou em funcionamento em Santa Cruz do Capibaribe o Conselho Municipal Anti-Drogas, que tem entre seus objetivos pensar e planejar ações que venham proteger nossa sociedade contra o avanço das drogas. Com a orientação do nosso presidente Fábio Lopes, a CDL Santa Cruz do Capibaribe participa ativamente do Conselho Anti-Drogas e tem procurado exercer esse trabalho da melhor maneira possível”, concluiu.

Para pensar...

"Se você passar por uma guerra no trabalho, mas tiver paz quando chegar em casa, será um ser humano feliz. Mas, se você tiver alegria fora de casa e viver uma guerra na sua família, a infelicidade será sua amiga"
Augusto Cury

Orgulho de Santa Cruz do Capibaribe para o mundo


A Orquestra Sanfônica de 8 Baixos foi a Caruaru a convite da TV Asa Branca, para ser entrevistada ao vivo para os telejornais ABTV, NETV e SPTV.
Os repórteres Roger Casé e Márcio Canuto levaram a seus telespectatores toda a desenvoltura desta expressão cultural que se tornou a grande sensação dos festejos juninos de 2009.

A Sanfônica já percorreu até o momento 2500 quilômetros, sempre levando a cultura nordestina e a boa imagem da terra da sulanca, através de vídeo produzido por Gil Geraldo em que mostra a cidade de Santa Cruz do Capibaribe, sua cultura e economia.
Já conheceram de perto o espetáculo da Orquestra Sanfônica as cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Matinhas-PB, Parnamirim, Olinda e Recife. Domingo, 28, será a vez de Caruaru e na segunda 29, Santa Cruz do Capibaribe volta a apreciar o trabalho da sua Orquestra antes do show de Elba Ramalho.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Pequenas empresas representam 97,6% do comércio de todo o País


Fonte: Infomoney


As pequenas empresas (com até 19 funcionários) são as que concentram o maior número de estabelecimentos e a maior parte dos funcionários que atuam no comércio do País, segundo a Pesquisa Anual de Comércio divulgada nesta quarta-feira (24) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Para se ter uma ideia do potencial das pequenas empresas, em 2007, eram 1,55 milhão de estabelecimentos no comércio brasileiro desse porte. Esse resultado corresponde a 97,6% de todo o segmento comercial do País.

Além disso, no ano de 2007, as empresas de pequeno porte foram responsáveis por R$ 388,6 bilhões da receita operacional líquida do comércio, empregando 5,3 milhões de funcionários, para os quais pagaram, no total, R$ 35,2 bilhões em salários.

Médias empresas

Já as 536 empresas de médio porte (com 500 ou mais funcionários) do comércio, no mesmo período de análise, foram responsáveis por 29,2% da receita operacional líquida do segmento, com R$ 367,5 bilhões e com 1,1 milhão das pessoas ocupadas.

Outra constatação do estudo é que, no atacado, as empresas de médio porte predominam na geração de receita, com R$ 203,3 bilhões, sendo responsáveis pela ocupação de 206.273 pessoas e gerando uma massa salarial de R$ 4,7 bilhões.

Setores

De acordo com o IBGE, os hipermercados e os supermercados se destacaram na geração de receita do comércio varejista. Apesar de representarem 0,8% das empresas de varejo do País, esse setor gerou 22,5% da receita líquida de revenda do segmento, com R$ 112,9 bilhões, empregando 798.250 pessoas e pagando R$ 7,1 bilhões em salários.

Além disso, essa atividade apresentou a maior média de pessoas ocupadas por empresa (72), enquanto a média geral do varejo é de cinco pessoas.

Já a revenda de combustíveis e lubrificantes obteve 21,8% da receita líquida de revenda, com R$ 109,4 bilhões, sendo responsável por empregar 4,8% das pessoas e pagando R$ 2,8 bilhões em salários.

O comércio de tecidos, artigos do vestuário e calçados, por sua vez, contou com 21,5% do número total de empresas e teve uma participação de 10,4% do total da receita líquida de revenda, com R$ 51,9 bilhões, empregando 1,1 milhão de pessoas e pagando em salários R$ 8,1 bilhões. Essa atividade representou 73,6% da taxa de margem de comercialização do varejo.

Comunicado

A Orquestra Sanfônica de 8 Baixos irá se apresentar hoje no Alto do Moura, às 15:30 hs.
Durante a manhã será destaque na TV Asa Branca.
Além da participação na TV de Caruaru, a Orquestra também será entrevistada para o SPTV, com a equipe do repórter Márcio Canuto.
Divulguem e assistam.
Gilberto Geraldo

Dica de Leitura


Por Ilana Telma

LIVRO: Construindo uma vida
AUTOR: Roberto Justus

Parece fácil começar uma carreira quando se tem uma graduação no currículo. Mas infelizmente só conhecimento não basta. É por isso que o estágio é tão importante para o universitário, assim como um bom livro. “Construindo uma Vida” é fascinante porque mostra a trajetória feita pelo Roberto Justus, desde a sua chegada junto com seu pai ao Brasil até o surgimento do seu programa de TV O Aprendiz. Além de suas experiências no mercado. Um livro importante não só para publicitários, mas para todos que desejam ter sucesso na profissão e que precisam de boas dicas para os negócios.
Faça uma excelente reflexão!

quarta-feira, 24 de junho de 2009

O tamanho da previdência privada em vários países


Notícia retirada integralmente do site Opinião e notícia


Aumenta a pressão sobre os regimes de previdência pública em meio ao declínio da produção e o aumento do desemprego. No entanto, nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), os fundos de pensão privados perderam US$ 5,4 trilhões no ano passado, ou 23% do seu valor. Em cinco países da OCDE estes fundos respondem por mais de 40% da renda dos aposentados.


Na Europa Oriental, onde tradicionalmente se conta com os fundos públicos de aposentadoria, muitos países têm planos de previdência privada obrigatórios hoje em dia. Para os trabalhadores atualmente na ativa, estes planos responderão por um terço dos rendimentos de aposentadoria na Hungria, cerca de metade na Polônia e 60% na Eslováquia.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Mais uma ação de responsabilidade social promovida pela CDL Santa Cruz do Capibaribe


A busca pelo desenvolvimento econômico, social e cultural da cidade de Santa Cruz do Capibaribe é de responsabilidade da sociedade e, pensando justamente assim que a CDL - Santa Cruz do Capibaribe e a ASCAP – Associação dos Confeccionistas de Santa Cruz do Capibaribe, lançaram na cidade, na sede da CDL o Comitê Gestor de Santa Cruz do Capibaribe - PE, denominado - "Projeto ACONTECER".

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Prefeitos são incentivados a implementar Lei Geral


Fonte: Agência Sebrae de Notícias


O Sebrae e a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) começam, em agosto, uma série de iniciativas para sensibilizar prefeitos de regiões metropolitanas a regulamentar e praticar a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, a Lei Complementar n° 123/06 que criou o novo Estatuto Nacional do segmento.
A idéia é iniciar por pontos estratégicos, tais como incentivo à formalização por meio do Empreendedor Individual, participação das empresas do segmento nas compras governamentais e a designação, pelas prefeituras, do Agente de Desenvolvimento que articulará as ações de desenvolvimento local e territorial tendo por base a lei.

A iniciativa é feita por meio de convênio e integra estratégia do Sebrae para ampliar a municipalização da lei. Conforme o consultor da FNP Newton Lima Neto, inicialmente a ação ocorrerá em 120 municípios envolvendo capitais e regiões metropolitanas de São Paulo, Pará, Minas Gerais, Paraná, Ceará, Goiás, Pernambuco, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

O trabalho começa com a realização de oficina para debater com prefeitos e secretários municipais, a lei e seus desdobramentos nos municípios. A partir desses encontros serão definidas agendas de atuação, como o treinamento de equipes que atuarão na área, incluindo quem trabalha com compras governamentais, além dos próprios empresários sobre como vender para as prefeituras.

A lei que cria o Empreendedor Individual permite a formalização de pessoas que desenvolvem atividades econômicas. São costureiras, manicures, pipoqueiros e artesão, entre outras e que tenham receita bruta de até R$ 3 mil ao mês, equivalente a R$ 36 mil por ano. Esse dispositivo entra em vigor dia 1º de julho e o trabalho com os prefeitos deve potencializar o incentivo à formalização desses empreendedores.


Oferta de empregos formais tem saldo positivo no mês de maio


Fonte: Uol com base no texto da repórter Azelma Rodrigues do Valor Online

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados CAGED constatou que foi gerado no mês de maio deste ano, uma demanda de empregos formais no montante de aproximadamente, 132 mil novos postos de trabalhos, tudo de carteira assinada. Foi o quarto mês consecutivo de resultado positivo após o pico da crise global, ao fim de 2008 e início deste ano. Foram admitidos 1.348.575 pessoas em maio e desligados 1.217.018 no período.
No acumulado do ano, foram gerados 180.011 novos empregos com carteira assinada, com forte retração em relação a janeiro e maio de 2008, quando houve a criação líquida de 1,051 milhão de vagas. Em 12 meses até maio, foram abertos 580.269 postos de trabalho.

No desempenho do mês de maio deste calendário, o destaque foi o agronegócio, com criação de 52.927 vagas, em especial na colheita de café e cana-de-açúcar.

Já a indústria de transformação, que tem registrado no ano seus piores desempenhos, verificou em maio a geração de 700 vagas, mas, nos cinco primeiros meses de 2009, continua com resultado negativo, com a eliminação líquida de 146.478 empregos.

domingo, 21 de junho de 2009

Pensamento da Semana...


“O homem nunca pode parar de sonhar. O sonho é o alimento da alma, como a comida é o alimento do corpo. Muitas vezes, em nossa existência, vemos nossos sonhos desfeitos e nossos desejos frustrados, mas é preciso continuar sonhando, senão nossa alma morre"...

Paulo Coelho - Escritor

Artigo

Educação Necessária...
*Por Jorge Dantas
Com tanta informação disponível na internet, na tv, no rádio ou nos meios de comunicação impressos, alguém pode perguntar pra quê escola?
As informações chegam numa velocidade tal que parece que o mundo está em nossas mãos ou o planeta na nossa cama (parodiando a banda de rock). Pois bem, digo que a escola continua sendo importante e necessária. Primeiro por que ela acumula as experiências de toda a humanidade ao longo da história. Segundo por que na escola o ser humano encontra um espaço de socialização inimitável. Não bastasse tudo isso, é a escola que pode levantar questionamentos, suscitar dúvidas e servir de elemento norteador para que não nos percamos a maré das notícias. Por último por que na escola se processa uma construção de conhecimentos, práticas e vivências que dificilmente encontramos igual.
Então, que a tecnologia seja bem-vinda e invada o nosso cotidiano mas, nem pr isso, a escola deve desaparecer e sim se reinventar.
*É Professor de História e Especialista em Epstemologia e História.

sábado, 20 de junho de 2009

Lei seca completa um ano e surte efeito entre os motoristas


Há um ano, a quantidade de flagrantes de motoristas embriagados ao volante era de um em cada seis. Hoje, esse número é de um para 40. As informações são de um estudo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), divulgado na última quinta-feira, 18. Hoje, a lei completa exatamente um ano e diante do estudo da PRF, não resta dúvidas de que a mesma está provocando mudanças no comportamento dos motoristas. No entanto, ainda há muitas críticas em relação as fiscalizações pelo Brasil afora. Foram 14 mil motoristas reprovados no teste do bafômetro. Deles, 9 mil foram presos em flagrante por embriaguez.

Segundo dados do Ministério da Saúde, houve queda de 22,5% no número de mortes em consequência de acidentes de trânsito. Mas, o próprio ministro José Gomes Temporão acredita que ainda existam muitos desafios, como a ampliação da fiscalização para todos os municípios do país. Especialistas apontam que, nas rodovias, o álcool é a 8ª causa de acidentes e potencializa a gravidade das colisões — a maior causa de desastres ainda é a imprudência dos condutores. E mais, a OMS alerta: atualmente, o trânsito mata 1,27 milhão de pessoas a cada ano no mundo todo.

Leia mais...

Serviços CDL

Em uma série de matérias, nós vamos fazer uma breve demonstração do que a Entidade de Santa Cruz do Capibaribe oferece ao associado e as ações desenvolvidas por ela.




Há 16 anos foi fundada a CDL – Santa Cruz do Capibaribe com o intuito de contribuir com o desenvolvimento da indústria e do comércio local. A entidade busca participar de eventos, incentivar cursos e palestras, fazer novas parcerias, assim, amplia sua rede de relacionamento, isso com o único e exclusivo objetivo de trazer através de novos conhecimentos uma maior interação entre a classe lojista santacruzense. E, para iniciar a série, vamos entender como funciona o serviço SPC:

A CDL – Santa Cruz do Capibaribe, com a finalidade de auxiliar o lojista na análise de crédito, disponibiliza à sociedade o SPC Brasil - Serviço de Proteção ao Crédito. Este Serviço é exclusivo da CDL, é a fonte de informação mais precisa para o empresário, pois dá subsídios para operações com cheques e aprovação de crédito com segurança. Através do maior banco de dados comerciais da América Latina, o SPC oferece desde uma simples consulta de cheque, até a mais complexa informação de pessoa jurídica, funcionando 24 horas, nos sete dias da semana, dando suporte ao lojista.

Distintas formas de arte!

Pernambuco é um Estado privilegiado pela sua gente batalhadora e criativa. Em todas as cidades do Estado, podemos ver esse povo que vive de forma tão singela e amena, mas que de suas mãos saem peças extraordinárias que enfeitam ambientes de muitos granfinos do Brasil e do mundo. Se for a Caruaru, o alto do Moura é centro de todas as atenções pela sua forma magnífica e força de expressão por meio do barro. Em Tracunhaém, Zona da Mata de Pernambuco, em cada casa há um artesão. É simplesmente espetacular. Conhecer gente como seu José Joaquim da Silva – conhecido como seu Zezinho Santeiro é algo que só você vendo para crer. A simplicidade de um artista nato, que tem o mérito de dividir o mesmo prêmio com Francisco Brennand, e aí eu não quero discutir de quem é de fato a honra. Pois, são diferentes módulos de arte. Contudo, seu Zezinho cativa as pessoas por onde passa ou quem vai até o seu atelier o visitar. Além do mais, ele é patrimônio vivo de Pernambuco!

Relatar a história de um artista de um quilate desses é mais que uma honra. Sei que tenho artistas em minha terra – Santa Cruz do Capibaribe, que são as mulheres batalhadoras que movem a economia do lugar. Sei que tenho artistas como o Mestre Vitalino na Capital do forró. Mas seu Zezinho, ahhh, esse é demais! Ele tem a facilidade de ser crítico quando preciso e muito habilidoso quando age. Quer um exemplo? Confiram os slides de peças elaboradas pelas mãos desse nobre artesão!


sexta-feira, 19 de junho de 2009

O sobe e desce no preço dos alimentos




As variações nos preços dos alimentos em todo o mundo estão afetando mais alguns países do que outros.

Apesar de ter havido uma grande desvalorização desde os picos registrados em 2008, a inflação dos preços dos alimentos continua alta em lugares como Quênia e Rússia. Na China, entretanto, a queda dos preços das commodities - feijão e arroz vem sendo rapidamente repassada aos consumidores.

Aqui nesse mesmo blog, outrora divulgamos o preço da cesta básica pelo Brasil afora. Mostramos a pesquisa do IBGE divulgando estudo onde a cesta teve maior aumento. Nossa capital, Recife estava inclusa.

Aumento de cheques devolvidos chega a 18,9% em maio, maior índice desde 1991


Fonte: UOL


A inadimplência com cheques registrou, em maio deste ano, um crescimento de 18,9% na comparação com o mesmo mês do ano passado e atingiu o maior patamar desde 1991, com 25,2 devoluções a cada mil compensações. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (18) pela Serasa.

No mês passado, foram devolvidos 2,49 milhões de cheques e 98,74 milhões foram compensados. Em maio do ano passado, 2,40 milhões retornaram, enquanto que 113,19 milhões foram compensados. Em Santa Cruz do Capibaribe, este índice também é alto, contudo a CDL local tem ajudado a combater a inadimplência auxialiando os lojistas com vendas seguras!

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Participe também!


ATENÇÃO!!!

O prazo para as inscrições da 21ª Convenção do Comércio Lojista de Pernambuco, no valor de R$ 80, será até o dia 15/07/2009 (quinze de julho de dois mil e nove). Após essa data, o valor da inscrição passará para R$ 100 – valor que será mantido até o dia 10/08/2009 (dez de agosto de dois mil e nove).

Para mais informações:
3731.2850

Dicas...


E, por falar em palestra com Erik Penna, no próximo dia 23 de julho, que o empresariado local não vai deixar de comparecer ao evento e, enquanto o grande dia não chega, poderão acompanhar pelo Blog da CDL uma série de artigos e dicas do palestrante para motivar sua equipe. Confira todas as sextas-feiras, não esqueça!


5 dicas para motivar sua equipe

1 – Desafio
"Aquele que procura pérolas deve mergulhar fundo".
John Dryden
A maioria dos profissionais alcança melhores resultados quando desafiados e colocados á prova. São os “apaixonados por recordes”, profissionais que amam o que fazem e estão continuamente em busca da superação.

2 – Reconhecimento
Por que economizar elogios? Já parou pra pensar como algumas pessoas são fortemente impulsionadas quando reconhecidas publicamente. Além de não custar nada, um elogio faz maravilhas, é um estímulo poderoso, que motiva as pessoas e os tornam ainda mais dedicados e esforçados.

3 – Treinamento
“Quanto mais eu treino mais sorte eu tenho”. Tiger Woods
Muitas vezes investimos em tantas coisas e as vezes esquecemos de investir em si mesmo. Aposte pra valer na sua constante capacitação, isso te proporcionará mais confiança e credibilidade junto ao cliente e um repertório de técnicas para agigantar seus resultados.

4 – Acompanhamento
O que acontecerá com as notas escolares do filho se os pais não se interessarem? Com suas vendas também, provavelmente ela poderá ir caindo aos poucos.
Para manter o bom desempenho é fundamental estar antenado o tempo todo com o que se passa. Cobre bastante mas não esqueça de celebrar as vitórias.

5 – Meta
Se você acredita que pode, você tem razão. Se você acredita que não pode, também tem razão". Henry Ford
Meta é saber “onde” quer chegar. Planejamento é saber “como” vai chegar. Jamais perca o foco, tenha a meta em mente e só pare quando conseguir atingi-la.

Erik Penna: Selecionado entre os 25 maiores nomes em vendas e motivação do Brasil. É consultor, palestrante profissional. http://www.erikpenna.com.br/

"A Divertida Arte de Vender"


Vivenciamos a era da informação e se aprender já é bom, angariar conhecimento sorrindo é melhor ainda. Pois é nessa perspectiva que a CDL Santa Cruz do Capibaribe dá continuidade ao Projeto Voz Ativa e trás ao palco do Teatro Municipal, no dia 23 de julho para ministrar mais uma palestra, o Conferencista Erik Penna. O palestrante se destaca em suas apresentações pela forma que envolve o público presente.

Curiosidade negativa


Um estudo sobre estupro e HIV feito pelo Conselho de Pesquisa Médica da África do Sul revelou que um em cada quatro homens sul-africanos admite já ter cometido um estupro, e muitos confessam que já atacaram mais de uma pessoa. A pesquisa mostra ainda que três em cada quatro estupradores fizeram sua primeira vítima ainda na adolescência. Além disso, um em cada 20 homens disse que estuprou uma mulher ou uma menina no ano passado, e um em cada dez disse que já foi forçado a ter relações sexuais com outro homem.
A África do Sul tem uma das incidências de estupro mais altas do mundo. No entanto, apenas um pequeno número destes abusos é registrado. Estima-se que apenas 7% dos casos relatados à polícia terminem em condenação.
O estudo, feito com garantia de anonimato para os entrevistados, revelou também que os homens que são violentos com as mulheres têm duas vezes mais chances de serem soro-positivos. Eles também são mais propensos a pagarem por sexo e a não usarem preservativos.

OBS: o parágrafo a seguir diz respeito a opinião do jornalista Betto Aragão

A pobreza como muitos acham, não é o vilão da má fé entre os homens da região. O que acontece é falta de amor e respeito pelo próximo, uma região altamente desproporcional em relação a religiosidade, falta a fé em Deus mesmo. E, como uma forma hipócrita de pensar, tem isso como algo cultural. Isso muito me envergonha enquanto ser humano que sou! E se formos olhar, não estamos muito distantes da realidade africana não. Aqui mesmo no Brasil, homens do Norte revelam naturalmente que estupram as meninas. O que mais me chamou atenção em uma reportagem que eu li da veja, salvo engano de fevereiro desse ano, pais afirmam que se plantaram a árvore têm o direito de comer o primeiro fruto. ABSURDO!
Espero que no ano que vem, com a copa do mundo realizada naquele país, a hibridização cultural levada por todos os países participantes, façam uma demonstração do que realmente é CULTURA!

Migração forçada: Afeganistão tem o maior número de emigrantes do mundo


Fonte: opiniao e notícia

Deixar sua nação nunca é fácil quando de livre e espontânea vontade! Imaginem vocês amigos leitores quando isso ocorre de forma forçada... Imaginaram? Pois bem, cerca de 2,8 milhões dos refugiados em todo o mundo são provenientes do Afeganistão, e a maioria deles vive no Paquistão e no Irã, uma região muito propensa a conflitos religiosos e políticos.

Em 2008, o Paquistão abrigou cerca de 1,8 milhão de pessoas, quase todas vindas do Afeganistão. A Síria e o Irã abrigaram cerca de 1 milhão de refugiados cada. A Alemanha foi o principal destino entre os países ricos. Relativamente ao número de habitantes, no ano passado a Jordânia foi de longe o país com a maior concentração de refugiados do mundo.
No final de 2008, 10,5 milhões de pessoas estavam sob os cuidados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), pouco menos do que os 11,4 milhões do final de 2007.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Receitas de comidas juninas


BOLO Pé-DE-MOLEQUE

INGREDIENTES:


3 xícaras de chá de castanha de caju torrada e triturada
2 1/2 xícaras de chá de água
2 xícaras de chá de leite de coco
1/2 xícara de chá de manteiga
1/2 colher de sopa de café solúvel
1/2 colher de sopa de canela em pó
1/2 colher de sopa de cravo triturado
1/2 colher de sopa de erva-doce triturada
1/2 colher de chá de sal
1kg de massa de mandioca úmida e peneirada
500g de rapadura escura em pedaços
4 ovos


MODO DE PREPARO:

Bata no liquidificador a rapadura com a água até dissolver. Leve ao fogo até ferver, desligue e acrescente a manteiga, a erva-doce, o cravo, a canela e o café. Misture bem, deixe esfriar e reserve. Bata os ovos e o sal até espumar. Com a batedeira desligada, coloque a massa de mandioca e misture com uma colher de pau. Com a batedeira ligada, junte aos poucos o leite de coco, até ficar homogêneo. Desligue a batedeira e acrescente a rapadura já fria. Misture bem. Volte à batedeira, em velocidade baixa, e acrescente a castanha triturada. Bata até obter uma mistura homogênea. Aqueça o forno em temperatura média. Unte a fôrma com manteiga e, se desejar, coloque um pouco de leite de coco nos lados da fôrma, sobre a manteiga. Ponha a massa. Leve ao forno médio, por 1 hora e 40 minutos ou até que, ao espetar um palito, ele saia quase limpo. Retire do forno e deixe esfriar. Desenforme sobre um prato e decore com as castanhas.


Rendimento : 16 fatias - Calorias : 403 cada fatia



veja outras receitas

Vendas no Moda Center não superam a expectativa dos comerciantes de Santa Cruz do Capibaribe

A feira da sulanca em Santa Cruz do Capibaribe dessa semana, não superou a expectativa dos feirantes. Os comerciantes da cidade sentiram a queda nas vendas, mesmo diante da multidão de compradores que lotaram o Moda Center Santa Cruz. De um canto a outro do estacionamento estava repleto de carros e ônibus, mesmo assim, segundo alguns vendedores o movimento foi fraco. Muitos, na hora de estacionar não encontravam vagas, tendo como alternativa a frente do parque de feiras, na terra, para guardar seus veículos. A praça de alimentação quase não cabia de tanta gente. O que se esperava era uma feira esplendorosa, o que não aconteceu. E na semana que vem, provavelmente também não ocorrerá, uma vez que o dia mais esperado das festividades juninas, dia de São João, será na quarta feira.

Para Josinês Vieira, comerciante há oito anos, o montante de pessoas circulando dentro do parque não quer dizer nada. “Pelo carnaval mesmo eu vendi muito mais do que nessa feira de hoje (no caso ontem, dia da feira)”, afirmou. Muito se especulava em relação aos comerciantes de peças jeans, que por estarmos vivendo dias festivos se esperava que as vendas desses itens, calças e camisas fossem bem vendidos. Para Leiliane Gomes a feira foi boa, como se fala popularmente, quando se vende mais do que o esperado. Contudo, ela revela que mesmo tendo vendido muito bem, não se deve ao fato de ter muitos compradores circulando. “Eu vendi minha mercadoria porque já tenho clientes certos, mas se fosse para esperar aqui no Box não tinha vendido, pois foi pinga-pinga mesmo”, concluiu.


OBS: pinga-pinga no linguajar dos sulanqueiros é quando os compradores são mais da região e vem apenas comprar roupas para uso próprio, então compram uma ou duas peças apenas!

Depósitos na poupança triplicam, mesmo com anúncio de mudança




Fonte: Folha on line




Menos de um mês após o governo propor novas regras na poupança para impedir a migração de recursos dos fundos de investimento, triplicou a captação diária média de recursos da caderneta.
Nos primeiros sete dias úteis de junho, a poupança somou R$ 2,018 bilhões (média diária de R$ 288,4 milhões) em novos depósitos, já descontados os saques, segundo o Banco Central.




O volume é maior que toda a captação líquida de maio, que foi o melhor mês do ano para a caderneta, quando os depósitos somaram R$ 1,881 bilhão (R$ 94 milhões diários). O governo anunciou, em maio, a tributação de cadernetas com mais de R$ 50 mil. A cobrança, que deve valer a partir de 2010, ocorrerá quando a taxa Selic estiver abaixo de 10,50% ao ano.




terça-feira, 16 de junho de 2009

STF julga nesta quarta-feira futuro do Jornalismo brasileiro

Recurso contra o diploma vai a julgamento no STF nesta quarta-feira, 17*

O Recurso Extraordinário RE 511961, que questiona a constitucionalidade da exigência de diploma em curso superior de Jornalismo como requisito para o exercício da profissão, volta à pauta do Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira (17/06). A FENAJ, os Sindicatos de Jornalistas e entidades apoiadoras da Campanha em Defesa do Diploma promovem novos movimentos para assegurar esta conquista que em 2009 completa 40 anos.

O recurso contra o diploma é o segundo ponto da pauta do STF nesta quarta-feira. A Executiva da FENAJ montou esquema de mobilização nas escolas e locais de trabalho de Brasília para novo ato no STF. Também intensificou contatos políticos para fortalecer o movimento.

FENAJ (http://www.fenaj.org.br/)

Mais uma... atualize-se!


Por Ilana Telma

LIVRO: Marketing de Gente
AUTOR: Mario Persona

Às vezes precisamos de boas dicas para entrar no mercado de trabalho e nele permanecer. A orientação pode vim de uma pessoa experiente ou de um bom livro. Um livro interessante, gostoso de ler e útil ao nosso crescimento profissional. “Marketing de Gente” é tudo isso e muito mais. Através de casos e crônicas Mário nos mostra a importância de compreender e utilizar o marketing como um guia para as ações profissionais e pessoais. Um livro que nos oferece a oportunidade de termos sucesso e felicidade na vida e na carreira.

Catálogo vende artesanato do Estado

JC On line


O artesanato de 47 municípios pernambucanos ganhou mais uma vitrine: o Catálogo Comercial de Pernambuco-2008. A publicação foi lançada ontem, no Recife, pelo Sebrae em parceria com o governo do Estado. Em português, inglês e espanhol, o livro traz fotos dos trabalhos feitos com diversos materiais como cerâmica, madeira e couro, ao lado de informações sobre as peças e os contatos dos seus autores, além de uma lista de cooperativas, grupos e associações de artesãos de Pernambuco. Os preços não foram incluídos porque a ideia é que lojistas e importadores entrem em contato direto com os artesãos. “Estamos oferecendo uma oportunidade de acesso ao mercado, não vamos vender. O preço será o que o mercado quiser pagar e o artesão quiser vender”, explica o superintendente do Sebrae em Pernambuco, Nilo Simões.
Com um investimento de R$ 380 mil e tiragem inicial de 1.000 exemplares, o catálogo será distribuído entre os integrantes da cadeia do artesanato e orgãos oficiais, como as embaixadas brasileiras. “Estamos atendendo a uma sugestão do presidente Lula, que defendeu o artesanato de Pernambuco como uma boa opção de presentes do Brasil para autoridades internacionais”, revelou Simões.

O catálogo está disponível no site http://www.sebrae.pe.sebrae.com.br/, para consulta e download, o que amplia o acesso a importadores de todos os países. O Banco do Brasil também ajudará na divulgação colocando no seu portal de exportação o trabalho dos artesãos que têm condições de exportar.

Produzido durante a IX Feira Nacional do Artesanato (Feneart), promovida pelo governo do Estado em 2008, o catálogo será apresentado na Rodada de Negócios que deverá reunir 40 compradores (10 deles internacionais) na próxima edição do evento, de 3 a 12 de julho.

A gerente do programa Artesanato Sebrae em Pernambuco, Graça Bezerra, que gere cinco projetos na Região Metropolitana do Recife, Garanhuns, Serra Talhada, Caruaru e Petrolina, diz que o programa reúne 700 artesãos em 31 municípios. São pessoas como a artesã Vera Brito, de Vicência, que faz bonecas e anjos de palha da bananeira. Com quatro clientes fixos, um deles no Rio Grande do Norte, ela concentra sua produção para a Feneart, onde chega a faturar R$ 25 mil. Para Vera, o catálogo pode ampliar ainda mais suas vendas. Já a artesã de Goiana, Adélia Tavares, intergrante da Cooperativa Cana-Brava, formada por 12 mulheres de pescadores, espera também o aumento de postos de trabalho na cooperativa. “Vamos precisar de mais gente na cooperativa”.

BB amplia financiamento para pequenas empresas


O Banco do Brasil anunciou ontem a ampliação de R$ 11,6 bilhões no limite de crédito de 303 mil micros e pequenas empresas que tenham conta no BB. Além disso, foram reduzidos os juros cobrados nas linhas que oferecem financiamento de capital de giro para companhias de pequeno porte – que tenham faturamento anual de até R$ 15 milhões. Os recursos adicionais representam um aumento de, em média, 20% no limite de cada companhia.
Ao todo, o BB possui 1 milhão de micros e pequenas empresas entre seus clientes, sendo que, desse total, cerca de 700 mil tomam empréstimos regularmente. O aumento no limite vale apenas para as operações que tenham recebíveis como garantia, ou seja, modalidades em que a empresa entrega ao banco duplicatas, cheques pré-datados ou outros tipos de pagamentos que serão recebidos de seus clientes como garantia de que o empréstimo será pago.

Desde que o novo presidente, Aldemir Bendine, tomou posse em 23 de abril, o BB tem anunciado praticamente uma nova medida de aumento do crédito a cada semana.

A atual medida é semelhante à que foi adotada no mês passado para pessoas físicas. Assim como naquela ocasião, a mudança vai beneficiar apenas os clientes que, de acordo com os critérios do banco, tenham um bom histórico de pagamentos. Para o BB, ser bom pagador significa, entre outras exigências, as de ter conta no banco há pelo menos um ano e nunca ter ficado inadimplente.

A redução dos juros, por sua vez, vale para todos os clientes que se enquadrem na definição de micro ou pequena empresa. O corte, porém, não foi linear. Na linha chamada BB Giro Rápido, por exemplo, em que os empréstimos são de até R$ 100 mil e podem ser pagos em até 18 meses, a taxa mensal máxima cobrada passou de 2,37% ao mês para 2,35%. Já no BB Giro Saúde, direcionado a instituições conveniadas ao Sistema Único de Saúde, o juro máximo caiu de 2,10% ao mês para 1,80% ao mês, além da variação da TR (Taxa Referencial).

Sai o 1º lote de restituição

JC on line


Cerca de 1,3 milhão de contribuintes que acertaram as contas com o Fisco este ano começaram a receber ontem a restituição do Imposto de Renda, com a liberação do primeiro lote pela Receita Federal. Foram beneficiados contribuintes que preencheram a declaração de 2009 (ano-base 2008) e pessoas físicas que estavam na malha fina de 2008. O dinheiro já está disponível na conta de 1.274.345 contribuintes, dos quais 1.077.466 têm pelo menos 60 anos, como determina o Estatuto do Idoso.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Inscrições abertas para o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

Expectativa é de que o total de inscrições supere em torno de 10% o número alcançado no ano passado, quando concorreram 2.667 mulheres
Vanessa Brito - Agência SEBRAE de Notícias
Brasília - Mulheres empreendedoras, empresárias e protagonistas de histórias exemplares são o alvo do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. A premiação está na sexta edição e é uma realização do Sebrae em parceria com a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW) e Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).
Interessadas em concorrer ao Prêmio Mulher de Negócios 2009 têm até o dia 14 de agosto para inscrever suas histórias, que devem relatar os sonhos que se transformaram em realidade, após muita garra, trabalho, profissionalismo e determinação. Os empreendimentos relacionados com as histórias mais bem avaliadas deverão apresentar documentos que comprovem sua regularidade fiscal e estatutária durante a etapa em que ocorrerá visita da equipe técnica do Sebrae local.As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela internet nos sites http://www.sebrae.com.br/ ou http://www.mulherdenegocios.sebrae.com.br/.
Também é possível se inscrever por meio do preenchimento de ficha, que acompanha o regulamento, no anexo I, disponível em todas as unidades estaduais do Sebrae. As inscrições realizadas via internet serão aceitas até às 23h59 do dia 14 de agosto; as inscrições feitas em fichas devem ser postadas nos Correios até o dia 14 de agosto.

Valorize a cultura da terra

Vejam as apresentações juninas da Orquestra Sanfônica de 8 Baixos de Santa Cruz do Capibaribe no site:

http://www.os8baixos.blogspot.com/

Gilberto Geraldo

Estudantes visitam Tribunal de Contas de Pernambuco

Estudantes de Ciências Contábeis da Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional (Fadire), de Santa Cruz do Capibaribe, estão com visita marcada para conhecer o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE), no Recife. A viagem, programada para a próxima quarta-feira, 17 de junho, é uma atividade da disciplina Contabilidade Pública, ministrada pelo professor Éber Wesley. Está prevista também uma passagem pela Assembleia Legislativa.
O diretor do Departamento de Plenário do TCE, José Deodato Santiago, vai acompanhar a visita. Os alunos também serão recebidos pelo auditor das Contas Públicas João Eudes Bezerra Filho, considerado um expoente na área.
Assessoria de Imprensa da Fadire

domingo, 14 de junho de 2009

Artigo


DEZ MATADORES DE EMPRESAS


*Por Antonio P. B. Braga


Os empreendimentos do nosso país são compostos em sua maioria absoluta pelas micro e pequenas empresas, que também são responsáveis por grande parte dos empregos formais. Por outro lado, é assustador o elevado índice de mortalidade dessas empresas, pois mais da metade não chega ao terceiro ano de vida.
São inúmeros os fatores que contribuem para essa alta taxa de mortalidade, mas vamos comentar sobre apenas dez deles.


1) Falta de um Plano de Negócios: Muitos empreendimentos já começam errados porque perguntas simples, porém importantíssimas, não foram respondidas. Todos os dias abrem-se empresas com total desconhecimento do mercado, necessidades dos clientes, produtos a serem ofertados, quem são e onde estão os fornecedores, melhor localização da empresa, investimentos necessários, diferenciais competitivos, resultados esperados, preço a ser praticado, quem são e como agem os concorrentes, entre outras. E isso ocorre exatamente pela falta de um Plano de Negócios, que é o ponto de partida para o sucesso empresarial.


2) Falta de vocação: Não existe coisa pior do que desempenhar uma atividade contra a vontade. Mas é o que comumente acontece com grande parte das pessoas. Muita gente, influenciada por algum fator, abre uma empresa sem a mínima aptidão para o ramo e depois não se dedica ao negócio, deixando-a na mão de outras pessoas que não estão aptas para levá-las em frente.


3) Falta de colaboradores qualificados: Muitas empresas contratam funcionários de baixa qualificação por serem mais baratos. Isso é um grande erro, pois o barato torna-se caro quando não há o retorno esperado. Funcionários qualificados são eficientes e produtivos, mas não trabalham em empresas que não pagam salários de acordo com sua competência e abaixo do mercado.


4) Falta de comprometimento com seus clientes: É lamentável a grande quantidade de empresas que estão constantemente falhando com seus clientes. São empresas especialistas em prometer e não cumprir promessas. Em muitos casos, apesar dos clientes darem uma segunda chance, ainda não se corrigem, perdendo-os para sempre.


5) Falta de qualidade nos produtos: Tão grave quanto promessas não cumpridas é trabalhar-se com produtos sem qualidade. Entretanto, o que mais se vê no mercado são empresas que querem conquistar clientes com preços baixos, mas entregando produtos de péssima qualidade.


6) Falta de liquidez dos clientes: Vender para clientes que não pagam é um suicídio. Mas muitas empresas de pequeno porte não fazem uma análise criteriosa de crédito por acharem que isso é burocracia de grandes empresas ou, também, para não perderem mercado. Por agirem assim, perdem o seu ativo importante - o capital de giro, levando-a ao fechamento de suas portas.


7) Falta de inovação: O mercado está em constante evolução, mas muitas empresas são lentas e não acompanham as mudanças. Com isso, ficam para trás, sendo suplantadas pelas empresas modernas, ágeis e flexíveis.


8) Falta de controle nos gastos e lucratividade: Muitas empresas têm gastos incompatíveis com o seu desempenho, principalmente por serem mal administradas, não havendo planejamento e racionalidade na execução de seus processos. Por terem custos elevados e sem controle, deixam de ser lucrativas, tornando-as inviáveis.


9) Falta de conhecimento do mercado: O mercado é cruel, não dando chances para quem não o conhece bem. Mas, mesmo assim, muita gente ainda se aventura a explorá-lo sem dominá-lo, não obtendo êxito e favorecendo o concorrente preparado.


10) Falta de vendedores profissionais: A mola mestra de uma empresa nos mais variados segmentos é o departamento comercial, responsável pela geração de receitas e sua evolução no mercado. Mas, infelizmente, nem todos os integrantes desse departamento estão qualificados para desempenhar o seu real papel. Isso ocorre principalmente pela falta de preparo e comprometimento de grande parte dos vendedores. Além disso, um profissional despreparado, por ser ineficiente em vendas, perde a motivação e o entusiasmo, levando mais rapidamente o departamento de vendas e, consequentemente, a empresa para o buraco.

É palestrante, instrutor de Vendas e Qualidade no Atendimento da Sagra Consultoria em Vendas.

Pensamento da semana

A vida vai além da lógica.
Nivaldo Pereira (Educador)

Benefícios do Empreendedor Individual vão além da aposentadoria

Os empreendedores informais têm um jeito improvisado de encarar o futuro. No cotidiano de muito deles, não há espaço para planejar gravidez, programar aposentadoria. E é complicado se afastar do trabalho, mesmo diante de um problema mais sério de saúde. A não ser que haja dinheiro guardado. Caso contrário, a situação financeira vira de cabeça pra baixo. Mas a partir de agora, há uma oportunidade de mudar esse quadro e receber benefícios previdenciários. O caminho para isso é a formalização por meio do Empreendedor Individual.
À primeira vista, pode parecer estranho alguém que não tem despesa alguma passar a pagar mais de R$ 50 todo mês. Sim, porque 95% dos informais estão satisfeitos com o trabalho informal, de acordo com pesquisa do Sebrae. Mas a mesma pesquisa também mostra que 67% dos entrevistados consideram que a situação dos trabalhadores formais é mais vantajosa e que 75% deles não têm medo da formalização.
Aderindo ao Empreendedor Individual, o informal que atua na indústria e no comércio se formaliza pagando todo mês o equivalente a 11% do salário mínimo – hoje R$ 51,15 – para INSS mais R$ 1 de ICMS. Já os negociantes da área de serviço devem desembolsar o mesmo valor de INSS (R$ 51,15) mais R$ 5 de ISS. E quem exerce atividade mista recolhe nas três esferas, totalizando o valor de R$ 57,15.
Em contrapartida, o empreendedor tem uma série de benefícios. O carro-chefe é o previdenciário, com oito tipos de cobertura. Para todos eles, o valor do benefício é de um salário mínimo.
Um dos destaques é o salário-maternidade, que dá direito a um salário mínimo durante quatro meses de licença do trabalho. Mas antes de usufruir desse benefício, é preciso já ter contribuído com a Previdência por dez meses. Uma segunda modalidade é o auxílio-doença, cujo prazo de contribuição mínimo é de 12 meses.
Para aposentadoria, há quatro tipos. Se o empreendedor escolher se aposentar por idade, deve contribuir por pelo menos 15 anos. Mas é bom lembrar que um empreendedor que começa a contribuir aos 30 anos não pode se aposentar aos 45. Nesse caso, só é possível ‘pendurar as chuteiras’ aos 65 anos, se for homem, e 60, se for mulher. Se for empreendedor do meio rural, as idades são de 60 anos (homem) e 55 anos (mulher).


Outros tipos de aposentadoria
Outra forma de se aposentar é por tempo de contribuição. Neste caso, o empreendedor se aposenta após 35 anos de contribuição (homem), ou 30 anos (mulher). Mas o recolhimento aumenta para 20% do salário mínimo, ou seja, R$ 93. Esta modalidade é interessante, sobretudo para os mais jovens. Quem começa a contribuir aos 25 anos de idade, pode se aposentar aos 60 (homens) e 55 (mulheres).
É possível também migrar de uma modalidade de aposentadoria para outra. Digamos que um empreendedor optou inicialmente pela aposentadoria por idade, pagando os 11% do salário mínimo. Se depois de dez anos, ele decidir se aposentar por tempo de contribuição, terá de pagar 20% do mínimo e recolher a diferença dos 11% para 20% relativo aos dez anos já pagos, com juros e correção monetária.

Mais de 65 anos
É bom enfatizar aos mais idosos que a Lei Orçamentária da Assistência Social (Loas), que garante um auxílio de um salário mínimo para pessoas acima de 65 anos, não garante aposentadoria, ao contrário do que muito informal pensa. Trata-se de um benefício para pessoas com renda familiar de até dois salários. Ou seja, é uma espécie de ‘bolsa família para idoso’. Se melhorar de vida um pouquinho, perde o benefício. E por não ser aposentadoria, evidentemente esse auxilio não dá direito a décimo terceiro.
Além dos tipos já citados, a lei do Empreendedor Individual garante aposentadoria especial, para casos de insalubridade e sinistro, com a mesma carência de 15 anos, e aposentadoria por invalidez, com carência de 12 meses. Além das aposentadorias, os benefícios incluem ainda auxílio-acidente, pensão por morte e auxílio-reclusão, todos esses sem carência.

Outros benefícios


Quem aderir ao Empreendedor Individual também terá a vantagem de poder emitir nota fiscal. Para o analista em Políticas Públicas do Sebrae Nacional André Spínola, é grande a expectativa de ampliação de mercado para esse público. “Será possível participar de licitação ou entrar nas chamadas dispensas de licitação. Isso é muito novo”, afirma.

Spínola se refere às pequenas demandas de prefeituras, escolas públicas, a exemplo dos serviços de reparo de prédio, itens de merenda escolar, pintura de parede, cópias de chave, entre tantas outras demandas. Por isso, pode ser um bom exercício para o atual informal e futuro empreendedor individual consultar a prefeitura onde mora ou conversar com a diretoria da escola onde o filho estuda.
O consultor do Sebrae também ressalta a importância do CNPJ para o empreendedor. “Com esse documento, ele terá poder de negociação, comprar de atacadistas e abrir conta em bancos. Essas vantagens aparecem como alvo de grande interesse em pesquisa encomendada pelo Sebrae”, afirma.
Spínola, no entanto, adverte para a importância do empreendedor informal ter clareza sobre a natureza do seu empreendimento, pois serão aceitos apenas negócios que não ferem a legislação local. Nesse sentido, vale lembrar o óbvio: atividades ilegais, como venda de produtos piratas ou comercialização de mercadorias em lugares proibidos, não se enquadram na lei do Empreendedor Individual.




Linhas de crédito


O empreendedor individual vai ter ainda linhas de crédito específicas. O Banco do Brasil e o Banco do Nordeste já estão formatando novos produtos, com lançamento previsto para julho. “Estamos desenvolvendo um pacote de soluções a preço bem reduzido, cartão de crédito simplificado, com um conjunto de benefícios para capital de giro, conta-corrente, com acesso a todos os canais de atendimento, todas as agências e correspondentes bancários”, informa o gerente executivo da Diretoria de Micro e Pequena do BB, Sérgio Rao, sem antecipar as taxas e números, pois os produtos ainda não estão finalizados.
O superintendente de Microfinança Urbana e Micro e Pequena Empresa do Banco do Nordeste, Estélio Gama, por sua vez, afirma que o Empreendedor Individual será atendido dentro do programa Crediamigo, que é um programa de microcrédito. “Temos 400 mil clientes do setor informal neste programa e vamos fazer algumas adaptações para o Empreendedor Individual, mas ainda estamos desenhando as mudanças”.
Atualmente, o Crediamigo empresta de R$ 1000 a R$ 4 mil, podendo evoluir para até R$ 10 mil, dependendo da capacidade de pagamento, e dispõe dos seguintes serviços: capital de giro, investimento fixo, Crediamigo Comunidade, conta-corrente, seguro vida, seguro prestamista, e orientação empresarial e ambiental. Para o empreendedor individual, estuda-se
a possibilidade de uma ampliação para R$ 15 mil, sendo até R$ 8 mil para investimento fixo. O empréstimo manterá a agilidade, sendo liberado de uma só vez em no máximo sete dias úteis. Os encargos variam de 1,32% a 3% ao mês, mais a taxa de abertura de crédito de 3%. Isto é, ir para a legalidade é um bom negócio.

Revista Veja: os fatos mais importantes desde 1968 agora digitalizados


A Revista Veja está disponibilizando aos internautas todas as edições do periódico desde sua primeira edição. Isso está sendo possível devido as comemorações dos 40 anos da revista. Com apoio cultural do Bradesco, o internauta poderá conferir todas as grandes reportagens da revista, desde o ano de 1968, onde a matéria de capa foi: O grande duelo no mundo comunista, e destaque também para a cultura nordestina onde mostra que naquele ano Luiz Gonzaga, rei do baião já tinha vendido 2 milhões de discos, pág. 103.

O sistema de navegação é similar ao da revista em papel: o usuário vai folheando as páginas digitais com os cliques do mouse. Há momentos que o site se torna um pouco lento, mas devemos levar em consideração que são muitas imagens digitalizadas e imagem em sites pesam muito! Uma biblioteca virtual com informações preciosas documentadas por profissionais que relatam a história atual: o jornalista!

Vale a pena conferir!

sábado, 13 de junho de 2009

São João do Nordeste: O mês de junho é festejado em todos os cantos do Brasil, mas no Nordeste o brilho é maior



As festas juninas, embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na região Nordeste os festejos ganham um colorido a mais. No mês de junho os nordestinos tecem homenagens aos três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. Castigados pela seca, os nordestinos veem no período uma das formas de agradecer pelas chuvas raras na região, que servem para o cultivo na agricultura.

Além de alegrar o povo da região, as festas representam um importante momento econômico, pois muitos turistas visitam cidades nordestinas para acompanhar os festejos. Em Santa Cruz do Capibaribe, não é diferente, os hotéis e o comércio da região ficam lotados de clientes, aumentando consideravelmente os lucros e gerando empregos nestas cidades. Embora a maioria dos visitantes seja de brasileiros, é cada vez mais comum encontrarmos turistas europeus, asiáticos e norte-americanos que chegam ao Brasil para acompanhar de perto estas festas.

As escolas realizam quadrilhas mirins, enfatizando o desejo que a cultura seja prolongada de geração a geração. As crianças todas se enfeitam e vão rumo aos quadrilhódromos montados pelas prefeituras para arrastar o pé. O autêntico forró pé de serra anima as festas e as crianças fazem bonito. Talita Ferreira, diz que todo ano gosta de dançar a quadrilha e que quando crescer quer ser dançarina e professora. “Eu gosto de dançar a quadrilha, todo ano eu peço a mainha para ela me deixar dançar”, revelou a dançarina de seis anos.

microempreendedor Individual: mais uma da Série de reportagens

Adesão ao Empreendedor Individual será feita pela internet

Fonte: Agência SEBRAE


Figura jurídica que facilitará a formalização de empreendedores autônomos entra em vigor em 1º de julho deste ano; contabilistas que aderiram ao Simples Nacional prestarão assistência gratuita aos informais


As adesões ao Empreendedor Individual, figura jurídica que facilitará a formalização de empreendedores como manicures, costureiras, carpinteiros, cabeleireiros, sapateiros artesãos, entre outras profissões, serão feitas pela internet. A expectativa é de que até o fim de 2010 a adesão chegue a 1,1 milhão de pessoas.

A partir de 1º de julho, os interessados em formalizar seus negócios deverão acessar o Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br). Nele, o profissional obterá o registro no CNPJ e as inscrições na Previdência Social e na Junta Comercial. A previsão é que esse processo dure no máximo 30 minutos.

As estratégias para implementação da nova figura jurídica estão sendo definidas pelo Ministério da Previdência, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Receita Federal, Sebrae, Fenacon (Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas) e bancos públicos.

O Empreendedor Individual foi criado pela Lei Complementar 128/08, que aprimorou a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (LC 123/06). A partir de 1º de julho de 2009, poderão se formalizar por meio desse mecanismo empreendedores da indústria, comércio e serviço – exceto locação de mão-de-obra e profissões regulamentadas por lei – com receita bruta anual de até R$ 36 mil. Os interessados devem ter no máximo um funcionário com renda de até um salário mínimo mensal.

A adesão ao Empreendedor Individual garantirá vários benefícios, como aposentadoria e auxílio-doença. Empreendedores do comércio e da indústria pagarão um valor fixo mensal de 11% sobre o salário mínimo - hoje R$ 51,15 – referente ao INSS pessoal, mais R$ 1 de ICMS. Prestadores de serviços arcarão com os mesmos 11% sobre o mínimo mais R$ 5 de ISS. Já os profissionais que atuam em atividades mistas (indústria ou comércio com serviços) pagarão os 11% do mínimo mais R$ 1 de ICMS e R$ 5 de ISS.


De acordo com a Resolução nº 58, aprovada em abril passado pelo Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN), o pagamento dos valores fixos a serem recolhidos pelos empreendedores individuais será feito até o dia 20 de cada mês, por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).

O Comitê estabeleceu que só poderá aderir a esse sistema o empreendedor que se formalizar a partir de 1° de julho de 2009. Aqueles que abrirem formalmente a empresa até 30 de junho deste ano só poderão aderir em janeiro de 2010, prazo que se repetirá anualmente, de acordo com as regras do Simples Nacional.

Atendimento

Os empreendedores interessados na formalização poderão buscar informações nas centrais de relacionamento do Sebrae (0800-5700-800), do INSS (135) e da Receita Federal do Brasil (146), além dos portais dos órgãos envolvidos. A orientação e o atendimento direto a esse público serão feitos pelo Sebrae e pela Fenacon.

Os escritórios de contabilidade integrantes do Simples Nacional farão, gratuitamente, o registro e a primeira declaração anual desses empreendedores individuais, de acordo com a Lei 128/08. O trabalho de mobilização da categoria está sob a coordenação da Fenacon e tem o apoio do Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

Além da orientação, que inclui produção de cartilha e outros materiais informativos, o Sebrae também se prepara para auxiliar os empreendedores nos pontos de atendimento da Instituição e por meio de ações itinerantes. A estratégia inclui ainda a distribuição de materiais informativos nas agências e postos de atendimento bancário do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Os dois bancos, junto com o Banco do Nordeste, também devem lançar serviços financeiros diferenciados para os empreendedores que aderirem à nova lei.

I Charme drilha


Amanhã (14.06), na avenida pela primeira vez a Charme drilha - a Drilha das Mulheres.
O evento tem a organização da Coordenadoria da Mulher e da Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe.
A Drilha saíra as 17hs, a concentração será enfrente ao Posto de João Badú na saída da cidade e contará com a apresentação da Banda de Forró 100% Mulher.
Você "mulher" não pode perder!


São João 2009: Os festejos juninos começaram a todo vapor em Santa Cruz do Capibaribe

O são João de Santa Cruz do Capibaribe começou com tudo nessa sexta-feira, dia 12. A abertura dos festejos juninos na capital da confecção começou com um ar cultural com a Orquestra Sanfônica de oito baixos fazendo a abertura oficial no palco principal. Em seguida, a banda local, Forró do Matricó aqueceu o público para a atração maior, Mastruz com Leite, que fez os casais dançarem agarradinhos. Muito forró, comidas típicas segurança reforçada e a alegria no rosto da gente trabalhadora que merece um pouco de folga dos trabalhos. As barracas todas lotadas, os pólos de animação todos fervendo ao som do típico som nordestino.


Na vila, um trio pé de serra animou os visitantes. A casa do homenageado, o radialista Francisco Amaral chamava a atenção com a história do comunicador. As ruas da cidade estão todas enfeitadas. Na entrada do município um portal dá as boas vindas aos visitantes. A Avenida 29, pólo onde acontece a festa, foi toda iluminada, e as ruas próximas ao palco interditadas. O Prefeito Antônio Figueroa, (Toinho do Pará) já anunciou que no próximo ano a festa mudará de lugar, sendo realizada, possivelmente no largo da Avenida Bela Vista.

Mesmo tendo toda uma expectativa pela vinda da dupla sertaneja, Zezé de Camargo e Luciano, a atração mais esperada pelo público é a paraibana Elba Ramalho que vem fechar com chave de ouro o São João 2009 de Santa Cruz do Capibaribe.
Veja a programação do palco principal!

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Pela obrigatoriedade do diploma em jornalismo


Entenda melhor o que é o MEI!


A criação do sistema do Microempreendedor Individual – MEI foi estabelecido pelo Projeto de Lei Complementar (PLC) 128/2008. MEI significa empresário individual, sem sócios, optante pelo Simples Nacional e com receita bruta anual de até R$ 36.000,00. São autônomos e ambulantes, que normalmente não pagam tributos também não têm direitos previdenciários ou os benefícios de quem está na economia formal. Segundo avaliação do Sebrae, a criação do Microempreendedor Individual pode beneficiar cerca de 10,3 milhões de negócios informais existentes no País.
Quem optar por ser Microempreendedor Individual fará o recolhimento dos impostos e contribuições em valores fixos mensais, independente da receita bruta mensal. Conforme regulamentado pelo Comitê Gestor da Redesim, também criado pelo projeto, os valores serão:



Ao recolher os valores acima, o Microempreendedor Individual tem direito a aposentadoria por idade, licença maternidade e auxílio doença. Está dispensado de contabilidade e pode ter um empregado. Está previsto um sistema muito simplificado de registro e a cobrança do pagamento mensal em conta de luz, água ou similar.
O projeto começa a valer em 1º de julho de 2009 e será de âmbito nacional. Até lá, vários dispositivos da lei serão esclarecidos através de regulamentação.

Conheça um pouco mais sobre a lei criadora do MEI no link abaixo: