Topo

Topo

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Lojistas de Santa Cruz do Capibaribe se mobilizam para criar um sindicato patronal


A CDL Santa Cruz do Capibaribe realizou na tarde de ontem, 2912, mais uma reunião para tratar da criação do sindicato patronal da cidade. A Dra. Juliane Vasconcelos esteve presente para tirar dúvidas e explicar os trâmites de toda estruturação do sindicato.


Essa entidade, depois de criada irá contribuir para o desenvolvimento da casse patronal do município e terá como princípios, tornar o empresariado ainda mais forte e unidos.


Segundo Dra. Juliane, com a criação do sindicato, a categoria empresarial terá uma representação maior perante o poder judiciário e os órgãos governamentais.


“Diferentemente das associações, que só representa seus associados, o sindicato virá para atender a toda classe lojista, nos segmentos de bens e serviços. A criação de um sindicato em Santa Cruz do Capibaribe é viável porque, antes todos os recursos captados através dos impostos sindicais iriam para fora, agora, depois do sindicato implantado, esses recursos ficam na cidade”, explicou a advogada.

Votos da FCDL-PE


E hoje é o último dia do ano. A CDL Santa Cruz do Capibaribe aproveita os votos da FCDL-PE e deseja a todos os lojistas e associados um 2010 de muito sucesso e crescimento nas vendas!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Santa Cruz aniversariou ontem (29), mas quem ganhou o presente foi você que comprou nas lojas credenciadas da Campanha Natal Show de Prêmios da CDL



Confira a lista de ganhadores da 7ª Edição da Campanha:

1º Prêmio – 01 TV 21”
Nelson e Nena (Padaria e Marcadinho N N LTDA)
Rua: Aluizio Silvino Pereira, 109 – Centro / Taquaritinga do Norte – PE
Loja Participante – DEZ ONZE Motociclo

2º Prêmio – 01 Bicicleta
Roberto Francisco Calixto
Rua: Nicolau Teodoro Aragão, 111 – Palestina / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Posto de Gasolina Maria de Nazaré

3º Prêmio – 01 Tanquinho de Lavar Roupa
Mirelle Santos
Rua: José Marinho de França, 46 – São Jorge / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Centermax

4º Prêmio – 01 Máquina de Costura Industrial Overlock
Simone Santos Saraiva
Rua: Álvaro Soares de Lima – São Sebastião / Surubim – PE
Loja Participante: Posto de Gasolina Maria de Nazaré

5º Prêmio – 01 TV 21”
Andreza Maria Barbosa
Rua: Vila São José, 44 – Oscarzão / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Movelaria Capibaribe

6º Prêmio - 01 Bicicleta
Bruna Maiara da Silva
Rua: Francisco Barbosa Xavier, 530 – São Domingos / Brejo da Madre de Deus – PE
Loja Participante: Jawan Tecidos e Confecções

7º Prêmio – 01 Tanquinho de Lavar Roupa
Joelma Paulo dos Santos
Rua: Ana Pimentel, - Oscarzão / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: O Econômico Supermercado

8º Prêmio – 01 Microondas
Maria da Conceição da Silva
Rua: Vidal de Negreiro, - São Cristovão / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: O Rei da Camisa Polo

9º Prêmio – 01 TV 21”
Diego R. de Lima
Rua: David Ferreira de Araújo, 126 – Dona Lica II / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Movelaria Capibaribe

10º Prêmio - 01 Bicicleta
Mariza Martins Tenório
Rua: Mariza Neves, 42 – São Cristovão / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Importadora São Paulo

11º Prêmio – 01 Tanquinho de Lavar Roupa
Letícia Maria de Lima
Av: Santa Cruz, 22 – Nova Santa Cruz / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: HOT FIX STONE

12º Prêmio – 01 Geladeira
Déborah Eduarda Oliveira
Rua: Clara Eulina Rocha, - Dona Lica II / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: JCL Lajes

13º Prêmio – 01 TV 21”
Maria Cicera Laurentino
Rua: Maria Pereira da Rocha, 543 – São Miguel / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Posto de Gasolina Maria de Nazaré

14º Prêmio - 01 Bicicleta
Elineide Campos
Rua: Con. Julio Cabral, 117 – Centro / Agrestina – PE
Loja Participante: Cesar Teles Tecidos

15º Prêmio - 01 Tanquinho de Lavar Roupa
Creuza Teotônia de Araújo
Rua: José Pereira de Santana, 06 – São Domingos / Brejo da Madre de Deus – PE
Loja Participante: Movelaria Capibaribe

16º Prêmio – 01 Computador
Weslley Alves Barbosa
Rua: João Monteiro da Silva, 130 – Bela Vista / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Comercial Tibúrcio

17º Prêmio - 01 TV 21”
Edivaldo Braz da Silva
Rua:Brazil, 138 - – São Domingos / Brejo da Madre de Deus – PE
Loja Participante: CT - Cidraildo Tecidos e Aviamentos

18º Prêmio - 01 Bicicleta
Danilo Rufino de Almeida
Rua: Carlos Alberto de Santana, 159 – São Jorge / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Posto de Gasolina Maria de Nazaré

19º Prêmio - Tanquinho de Lavar Roupa
Humberto Barros
Rua: Lot. Armando Aleixo / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: HOT FIX STONE

20º Prêmio – 01 Fogão
Anderson Edinaldo dos Santos
Rua: Manoel Dunda de Lima, - Rio Verde / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Express Gás

21º Prêmio – 01 Moto Yamaha YBR
Luiz José de Lima
Rua: Amaro Manoel das Chagas, 304 – Bela Vista / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Cesar Teles Tecidos

22º Prêmio - 01 TV 21”
Edmilson José da Silva
Rua: Tereza Vasconcelos Jordão, 34 – Nova Sta. Cruz / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Neu Tecidos

23º Prêmio – 01 Bicicleta
Creuza Teotônia de Araújo
Rua: José Pereira de Santana, 06 – São Domingos / Brejo da Madre de Deus – PE
Loja Participante: Porfírio Calçados

24º Prêmio - 01 Tanquinho de Lavar Roupa
Ozanilda da Silva Lima
Rua: São Gabriel, 118 – Palestina / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Jawan Tecidos e Confecções

25º Prêmio: 01 TV LCD 32”
Maria Adocineide Melo de Sousa
Rua:Nossa Senhora de Fátima, - São Domingos / Brejo da Madre de Deus – PE
Loja Participante: Cuecas TECH

26º Prêmio – 01 TV 21”
Ana Beatriz
Endereço não informado
Loja Participante: Vavá Construções

27º Prêmio – 01 Bicicleta
Marinez Helena de Araújo
Av. Jatobá, 76 – Centro / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Margarida Monteiro Tecidos

28º Prêmio – 01 Tanquinho de Lavar Roupa
Sivonaldo Silva Flor
Rua: Dr. Silva Jardim, 104 – São Cristovão / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Comercial Tibúrcio

29º Prêmio – 01 Microondas
Edna Pessoa
Rua: Raimundo Francelino Aragão, 76 – Centro / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Ótica Luz

30º Prêmio – 01 TV 21”
Josenildo Ferreira da Silva
Rua: São José, 149 – São Domingos / Brejo da Madre de Deus – PE
Loja Participante: MAKITAL

31º Prêmio – 01 Bicicleta
Wedson Severino da Silva
Rua: Henrique Dias, 86 – São Cristovão / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: HOT FIX STONE

32º Prêmio - 01 Tanquinho de Lavar Roupa
Iranildo Silva dos Santos
Rua: Berlarmina Pereira, 263 – Cruz Alta / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: ACI Brasil Têxtil


33º Prêmio – 01 Geladeira
Maria Paula Vieira
Rua: Batriz Filomena Nunes, 295 – Dona Lica / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: MAKITAL

34º Prêmio – 01 TV 21”
Alessandro Filho
Av. Pe. Zuzinha, 799 – Centro / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Comercial Vieira

35º Prêmio - 01 Bicicleta
Claudia Souza
Endereço não informado
Loja Participante: Margarida Monteiro Tecidos

36º Prêmio - 01 Tanquinho de Lavar Roupa
Adelma Pereira dos Santos Silva
Rua: José Jerônimo da Silva, 287 – Centro / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Neu Tecidos

37º Prêmio – 01 Fogão
Manoel Silvestre Baltazar
Rua: Jorge Elias do Nascimento, - Cruz Alta / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Aviamentos Ferreira LTDA


38º Prêmio – 01 TV 21”
Weydson de Aguiar
Rua: São Miguel, 232 – São Miguel / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: D’ Moura Auto Centro

39º Prêmio – 01 Bicicleta
Cleonice dos Santos
Rua: Vicente Alves Ferreira, Centro / Feira Nova – PE
Loja Participante: Cesar Teles Tecidos

40º Prêmio - 01 Tanquinho de Lavar Roupa
Dulce Franco de Oliveira
Rua: José Roberto Aragão, 20 – Bela Vista / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Movelaria Capibaribe

41º Prêmio – 01 Máquina de Costura Industrial Reta
Rute Maria da Silva
Rua: Maria José de Moura, - São Cristovão / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: LL Textil

42º Prêmio – 01 TV 21”
Eduardo Felipe da Silva Torres
Rua: Severino Roqueira de Siqueira, 08 – Neco Aragão / Santa C. do Capibaribe – PE
Loja Participante: Madeireira Pai e Filho

43º Prêmio – 01 Bicicleta
Vera Lúcia N. Silva
Rua: Cel. Luiz Alves, 108 – Centro / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: MAKIPEÇAS

44º Prêmio – 01 Microondas
Maria Lúcia Araújo de Lima
Rua: Acentamento, Zona Rural- Paragomina / Pará – PA
Loja Participante: Comercial Tibúrcio

45º Prêmio – 01 Moto Yamaha YBR
Inaldo de Araújo Silva
Endereço não informado
Loja Pariticipante: MAKITAL

46º Prêmio – 01 TV 21”
Josefa Maria do Nascimento
Rua: Julia Aragão, 258 – Novo / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Vitória Movéis

47º Prêmio – 01 Bicicleta
Gilvânia Lopes de Sousa
Rua: São Miguel, 50 – Centro / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Olindina

48º Prêmio – 01 Computador
Wedja Siqueira Farias Gomes
Rua: João Henrique Ramos, 124 – Poço Fundo / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Volúpia

49º Prêmio – 01 TV 21”
Claudia Suely do Nascimento
Rua: José Bezerra da Costa, 481 – Cruz Alta / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Geraldo Araújo Tecidos

50º Prêmio – 01 Bicicleta
Ivainderson Rodrigues
Rua: Cel. Luiz Alves, 130 – Centro / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: ACI Brasil Têxtil

51º Prêmio – 01 Fogão
Wedja Siqueira Farias Gomes
Rua: João Henrique Ramos, 124 – Poço Fundo / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Comercial Tibúrcio

52º Prêmio – 01 TV LCD 32”
Davina Alves Neta
Av. Dr. Arnaldo Monteiro, - Novo / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: O Econômico Supermercado

53º Prêmio – 01 TV 21”
Marcos Alberto de Souza
Rua: Artur Correia de Araújo, 40 – São Cristovão / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: HOT FIX STONE

54º Prêmio – 01 Bicicleta
César Augusto Pereira da Silva
Rua: Maria Nogaia, - Manoel Lucas / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Farma Rápida

55º Prêmio – 01 Microondas
José Odaí F. Lopes
Rua: Santa Luzia, 142 – Palestina / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: CV Tecidos

56º Prêmio – 01 Fogão
José Carlos de Farias
Rua: Dos Pacas, 15 – Centro / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Ótica Brasil

57º Prêmio – 01 TV 21”
Mylena Bernarda de F. Arnóbio
Rua: Profº. Luiz Carlos, 121 – Centro / Taquaritinga do Norte – PE
Loja Participante: Fátima Magazine

58º Prêmio - 01 Bicicleta
Mishael Miguel
Av. 29 de Dezembro, 333 A – Centro/ Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Ponta de Estoque

59º Prêmio – 01 Microondas
Fernanda G. E. Silva
Rua: Da Assembléia, 449 – São Cristovão / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: IMPACTO

60º Prêmio – 01 Moto Yamaha YBR
Cleodom Pinto dos Santos
Rua: Beatriz Filomena Nunes, 291- Dona Lica I / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: G Máquinas


61º Prêmio – 01 Moto Yamaha YBR
Luiz Gustavo Leão Silva
Rua: Da Matriz, 111 – Centro / Santa Cruz do Capibaribe – PE
Loja Participante: Rotta

A CDL de Santa Cruz do Capibaribe agradece à todos que acreditaram na sorte e nas empresas participantes e, avisa que em 2010 a Campanha será ainda melhor...

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Santa Cruz do Capibaribe completa 56 anos de emancipação

A CDL Santa Cruz do Capibaribe parabeniza hoje a terra das confecções pelo seu aniversário de emancipação. São 56 anos de liberdade, onde ao longo desse tempo o povo empreendedor fez do município um dos lugares mais vislumbrados para se viver no Nordeste brasileiro. Se antes, o nordestino buscava São Paulo pelo trabalho nas indústrias, hoje busca Santa Cruz do Capibaribe para se desenvolver economicamente. Uma cidade que com sua economia alavanca outras cidades do Pólo de Confecções do Agreste pernabucano e a CDL local, por todas essas conquistas, parabeniza Santa Cruz do Capibaribe

Brasil inicia 2010 com o pé no acelerador, afirmam economistas


G1.com

Foto: Renato Araújo/ABr

O Brasil começa o ano de 2010 de maneira bem mais otimista do que em 2009, quando a economia mundial era fortemente afetada pela crise financeira. As perspectivas mínimas de crescimento são de 5%, segundo economistas, e os números já mostram que o país começará o ano novo com o pé no acelerador.

A Confederação Nacional da Indústria (CNI), por exemplo, prevê crescimento de 5,5% para o país em 2010. Qualquer que seja o número, ele deverá ser bem superior à expansão da economia mundial, que deverá situar-se em 3,1%, de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Segundo Mantega, há analistas que estimam uma taxa de expansão dos investimentos da ordem de 20% em 2010. A previsão é do aporte de pelo menos US$ 200 bilhões de investimentos nos próximos anos. Neste cálculo, ele considera os investimentos do programa habitacional "Minha Casa Minha Vida", do trem de grande velocidade, da Copa e das Olimpíadas, além dos aportes em logística e infraestrutura. "Investimentos é o que não faltam", disse.


segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Salário mínimo sobe para R$ 510 em janeiro de 2010 e causa impacto na economia


Do Portal Agreste PE

Com perspectiva de injeção na economia brasileira de R$ 26,6 bilhões de reais, o salário mínimo foi aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado, na última terça feira, 22/12 pelo presidente Lula.

O novo salário mínimo começa a vigorar a partir de janeiro, com valor de R$ 510 reais.

Segundo dados do Departamento Instersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – Dieese, o número de trabalhadores que ganham até um salário mínimo é pequeno nos setores federal e estadual, mas nos municípios a participação é expressiva, principalmente no Nordeste.

Em cidades nordestinas, é comum o trabalhador receber apenas um salário mínimo pela sua jornada de trabalho.

O aumento no orçamento nos pagamentos devem se elevar em cerca de R$ bilhões de reais para 2010, segundo relato Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo.

O Ministro mostrou na terça feira passada, cálculos que mostram que para cada R$ 1 de aumento no salário mínimo o impacto chega a R$ 196,4 milhões e a cada 1% de aumento chega a R$ 913,1 milhões.

O reajuste foi calculado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano passado.

Em Santa Cruz do Capibaribe, comumente as feiras são aquecidas sempre quando coincidem com o pagamento dos salários, principalmente aos aposentados.

No início dos meses, a feira no Moda Center tende a ter sempre um aumento nas vendas, tudo em decorrência desses pagamentos.

Embora o aumento tenha sido de apenas R$ 45 reais, o brasileiro ganha um poder maior de consumo e o comércio sempre sai ganhando.

>>Leia a coluna de Betto Aragão no Portal Agreste PE.

Estrelas do Natal: eletroeletrônicos faltaram nas lojas


G1.com

Os eletrodomésticos e eletroeletrônicos foram as vedetes deste Natal, segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop). A entidade afirmou neste sábado (26) que as vendas desses produtos tiveram crescimento nominal de 20% em comparação com o mesmo período do ano passado. As vendas de TV de LCD e plasma e máquinas de lavar foram destaque, com gasto médio de R$ 1,5 mil por compra.

O forte crescimento nas vendas, no entanto, deixou algumas lojas com parte das prateleiras vazias. “Muitas empresas ficaram com estoque baixo, principalmente da linha branca, faltou mercadoria nas lojas (...). Setores importantes como eletroeletrônicos tiveram desabastecimento, mas foi por conta das boas vendas. Então, está todo mundo comemorando”, disse Nabil Sahyoun, presidente da Alshop.

Segundo Sahyoun, o desabastecimento foi resultado em parte de algumas empresas que não acreditaram que as vendas do Natal fossem alcançar tão bons índices. Em função da logística, e das próprias indústrias. “Porque, quando chega dia 15, muitas dão férias coletivas”, disse Sahyoun.


domingo, 27 de dezembro de 2009

Shopping centers venderam 7% a mais que no Natal do ano passado

Da Band.com

Os lojistas de shopping centers registraram crescimento real (descontada a inflação) de 7% nas vendas deste Natal em relação ao do ano passado. O resultado foi considerado muito bom pelo presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping, Nabil Sahyoun.

O setor faturou R$ 78,81 bilhões durante o ano, cerca de 25% somente em dezembro, com aumento de 4,74% em relação aos R$ 75,24 bilhões registrados ano passado. De acordo com a associação, aumentou também o número de empregos nos shopping centers, com a criação de 3,1 mil postos ao longo do ano.

Segundo Sahyoun, o bom desempenho do setor está ligado às reduções da taxa básica de juros ocorridas ao longo do ano, ao aumento da oferta de crédito e aos incentivos fiscais concedidos pelo governo federal a alguns produtos. “Isso tudo trouxe uma movimentação e acabou trazendo um crescimento importante”, ressaltou.

Redução do IPI

O impulso gerado pela redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) incidente nos eletrodomésticos da linha branca foi tão grande que nos últimos dias chegou a faltar produto, lembrou o presidente da associação dos lojistas. “Quando se tem um movimento maior do que o esperado, um movimento muito bom, como aconteceu neste ano, podem ocorrer ligeiros problemas de abastecimento, mas eles acabaram não contribuindo para uma queda significativa”, explicou.

A expansão do setor de eletroeletrônicos foi de 30% em relação a 2008. O setor de vestuário, um dos ramos mais fortes dentro dos shopping centers, cresceu 6% de janeiro a dezembro e 13% apenas em relação ao Natal.

Para o próximo ano, Sahyoun espera uma expansão entre 18% e 20% no segmento. Ele acredita na possibilidade das vendas no Natal de 2010 “chegarem à cifra histórica de 25% de crescimento.”

Vai reformar a casa? Conheça linhas de crédito oferecidas pelos bancos


Do G1.com

Os bancos brasileiros estão oferecendo linhas específicas para quem precisa reformar a casa. Com mais opções disponíveis, os especialistas dizem que é preciso evitar a "síndrome do excesso oferta". Mesmo que o gerente do banco insista que o crédito é barato, vale a velha recomendação: faça bem as contas para não perder o controle do seu orçamento.

Para o especialista em finanças pessoais Alexandre Lignos, a primeira pergunta que a pessoa deve fazer é: essa obra é mesmo necessária neste momento? "Se é um problema estrutural, a chuva que destruiu o telhado ou a porta da frente que foi arrombada, não há dúvida. É um caso de emergência, e o jeito é procurar a opção com a melhor taxa de juros."

>>Leia mais e confira a tabela dos bancos aqui

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Lula assina medida provisória que aumenta salário mínimo para R$ 510


Do G1.com

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou na manhã desta quarta-feira (23) as medidas provisórias que aumentam o salário mínimo para R$ 510,00 e dão um reajuste de 6,14% para aposentados que ganham mais que o mínimo. Atualmente, o salário mínimo é de R$ 465,00.

Os novos valores entram em vigor a partir de janeiro. Com isso, quem recebe pelo mínimo terá o valor reajustado no salário pago em fevereiro, referente ao primeiro mês do ano.

Pelo texto, em 2011, o reajuste das aposentadorias será vinculado ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2010 e a 50% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2009, se ele for positivo. No caso do salário mínimo, a correção será feita pelo INPC e por 100% do PIB, caso positivo.

A medida provisória do salário mínimo diz também que o governo tem até o dia 31 de março do próximo ano para mandar ao Congresso três propostas de reajuste do valor: uma para o período 2012-2015, outra para 2016-2019 e a terceira para 2020-2023.

As duas medidas estão publicadas no Diário Oficial da União desta quinta-feira (24). O novo salário mínimo começa a vigorar já em 1º de janeiro.

>>Leia o aumento no orçamento de 2010 com essas novas medidas
aqui

Editorial

Hoje, 24 de dezembro, mais um natal e mais um dia em pensamento positivo para o ano vindouro. Nós do Blog da CDL Santa Cruz do Capibaribe temos o imenso prazer de compartilhar nossos quase 32 mil acessos em apenas um ano de mídia. Estivemos ao longo desse ano, filtrando as melhores notícias para levar até você que nos prestigia diariamente. Queremos em 2010 dá boas notícias em relação a nossa economia e nosso Brasil. Queremos levar até você matérias de cunho econômico, mas também de conteúdos diversos.


Reassumimos o nosso compromisso com você que está todos os dias em nossa companhia, lendo as ações da nossa entidade, vendo as imagens que fazemos para divulgar melhor as campanhas realizadas pela CDL Santa Cruz do Capibaribe. Em 2010, estaremos fotografando tudo, acompanhando cada passo da instituição e levando ao conhecimento de todos vocês. Afinal, vivenciamos a era da informação. Uma informação relevante, a fim de se tornar conhecimento para todos os lojistas e leitores do Blog da CDL Santa Cruz do Capibaribe.

Boas Festas e um 2010 cheio de realizações para todos. São esses os votos da equipe deste Blog!
Betto Aragão e Izabelita Tavares

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Inadimplência com cheques cresce 6,25% e registra 1ª alta após três meses de queda


Do R7.com

A quantidade de cheques sem fundos aumentou 6,25% em novembro na comparação com o mês anterior, segundo pesquisa do Serasa Experian divulgada nesta quarta-feira (23). Do total de cheques compensados, 2,04% foram devolvidos. A taxa registrada no mês passado foi primeira alta após três meses seguidos de pequenos recuos.

Segundo o Serasa, o aumento da inadimplência mostra que os consumidores priorizaram as dívidas do cartão de crédito - meio de pagamento em que ainda podem comprar parcelado – ao invés de deixarem crédito na a conta corrente para a compensação dos cheques. Pelo estudo, o cheque só é considerado sem fundos a partir de sua segunda devolução.

Na comparação anual, entre novembro deste ano e o mesmo mês de 2008, a inadimplência com cheques recuou 5,55%. Vale lembrar que no final do ano passado, a crise econômica global estava decolando e o cheque pré-datado era uma boa alternativa para comprar no varejo.

Entre janeiro e novembro deste ano, 2,17% dos cheques voltaram. De acordo com o levantamento, houve um avanço de 9,59% nos cheques sem fundos na comparação com o mesmo período de 2008. A alta se deve, sobretudo, ao primeiro semestre do ano quando a aceitação do cheque pré-datado estava em alta por causa da baixa oferta de crédito no mercado.

O Estado brasileiro com maior inadimplência de cheques, nos 11 primeiros meses de 2009, é o Amapá, com 9,98%. Na sequência aparecem o Maranhão (9,6%) e Acre (8,91%). Por outro lado, São Paulo é o Estado que possui a menor taxa de cheques sem fundos – 1,67%. A sequência do ranking mostra que os Estados com os melhores pagadores são Rio de Janeiro (1,75%) e Santa Catarina (1,89%).

Veja os horários de funcionamento dos bancos neste Natal e Ano Novo

Do G1.com

Os bancos vão abrir e fechar mais cedo na véspera de Natal e ficarão fechados nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro, informa a Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

O horário de abertura e fechamento dos bancos depende do fuso horário do Estado em relação a Brasília e se a cidade é a capital ou fica no interior (veja na tabela aqui).

A entidade diz que as contas de consumo (água, luz, telefone etc.) que vencem no dia 25 de dezembro (uma sexta-feira) podem ser pagas sem multa no dia 28 de dezembro (segunda-feira), quando os bancos abrem normalmente.

Já as contas que vençam nos dias 31 de dezembro (quinta) ou 1º de janeiro (sexta) podem ser pagas no dia 4 de janeiro (segunda).

A Febraban lembra que os clientes podem agendar nos bancos o pagamento das contas, se desejarem. Também é possível pagar as contas nos postos de autoatendimento e correspondentes não-bancários como Correios, lotéricas e outras lojas.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Pela 1ª vez o Bairro de Santo Agostinho recebe uma Árvore de Natal 100% sustentável


A iniciativa de desenvolver uma Árvore de Natal no Bairro de Santo Agostinho, em Santa Cruz do Capibaribe, partiu da presidente da AADESC - Andréa Moraes, a qual teve parte do seu sonho abraçado pela CDL local e a soma de esforços de Katyane Michele.
Andréa em muitos relatos falava que tinha um sonho e, este sonho era de levar um pouquinho do verdadeiro sentido do Natal àquelas crianças do bairro.
Com aproximadamente 3 mil garrafas pets e, as 32 crianças voluntárias a Àrvore foi erguida bem no centro do bairro enfrente a Igreja Católica.
Todos os esforços estão reunidos para manter viva a chama da esperança, do amor e da solidariedade.
FELIZ NATAL E UM 2010 DE PAZ E AMOR!!!

Santa Cruz do Capibaribe forma comissão para lutar pelo início das obras do Distrito Industrial

Foi dada a largada para o início das obras do Distrito Industrial da cidade de Santa Cruz do Capibaribe. Uma reunião com entidades representativas e órgãos públicos, marcou a data de 18/12, sexta feira como um dia histórico para a Terra das Confecções. Pois, assim como o Moda Center que abrigou a feira que outrora se fazia no centro do município, agora o Distrito Industrial irá abrigar todas as fábricas de vestuários que estejam dentro da formalidade em um só lugar, de forma organizada e bem estruturada.

A reunião oficial do grupo aconteceu no auditório da Secretaria de Educação de Santa Cruz do Capibaribe e teve a participação de Paulo Roberto Correia Batista, representante da AD Diper, além de 21 membros do meio empresarial, político e entidades de serviço do município, como: Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL, Sindvest, Associação Santacruzense de Contabilistas – ASCONT, Câmara de Vereadores, Associação dos confeccionistas da cidade – ASCAP, SENAI e Prefeitura. Todas essas entidades se reuniram em torno de um só tema, todos colocando suas ideias, a fim de convergir em prol do Distrito Industrial.

No encontro foi formado uma comissão e ficou acertado que em 120 dias, o representante da AD Diper, Paulo Roberto Correia Batista apresentaria o projeto, sem nenhum custo, para a construção do local, determinado em 100 hectares de terra. Prazo este que contaria a partir da indicação do terreno oferecido pela prefeitura.

Para o presidente da CDL local “a formação da comissão é um grande avanço, tanto o poder público como o privado estão comprometidos em colaborar em todo o processo, o momento é de agilizar e tornar tudo isso em uma realidade o mais rápido possível. Precisamos ofertar aos empreendedores e aos seus colaboradores um local com uma grande infra estrutura, para alocar nossas empresas e atrair empresas de fora”, concluiu.

A próxima reunião acontecerá no dia 06 de janeiro de 2010

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

CDL presenteia associados pela participação na Campanha Natal Show de Prêmios 2009


O Blog da CDL publicou em 08 de novembro, matéria sobre os adereços natalinos que estavam sendo confeccionados pelos alunos do 4º e 5º períodos do Curso de Design de Moda da FADIRE, para a disciplina de Moda e Sustentabilidade ministrada pelo professor Arimarques Gonçalves, sob orientação de Rosimere Ortega coordenadora do curso.

A CDL – Santa Cruz do Capibaribe conhecendo o projeto e também, preocupada com meio ambiente resolve presentear as empresas sócias da entidade que compraram suas cotas e estão participando da Campanha Natal Show de Prêmios 2009 com os enfeites natalinos feitos pelos alunos e confeccionados a partir de: resíduos de malhas e tactel, fios metálicos, carretéis de linha usados, garrafas pets, rendas, papelão e linhas coloridas, materiais utilizados para a produção da principal fonte de renda da cidade.

“A parceria entre FADIRE e CDL não pára por aqui e, em 2010 os projetos serão ainda mais viáveis a toda a sociedade local”, enfatiza Fábio Lopes – presidente da entidade.

Malha fina da Receita Federal pega 45 mil pernambucanos


Do Portal Pe360graus

A Receita Federal apertou o cerco e 45 mil pernambucanos caíram na malha fina este ano. Na maioria das declarações dos contribuintes havia divergência de informações. As restituições de Imposto de Renda começaram a ser pagas em junho deste ano. No Brasil, mais de nove milhões de pessoas receberam a devolução. Em Pernambuco foram 180 mil contribuintes que tiveram direito ao pagamento.

O último lote de restituição saiu no dia 15 de dezembro num valor de R$ 2,4 bilhões - o maior valor de restituição pago no país. O contribuinte que esperava receber alguma quantia, que não veio, é bom se informar. Provavelmente o nome caiu na malha fina.

Foi o que aconteceu com a auxiliar de produção Regina Célia. O envelope da Receita Federal, que chegou pelos Correios, não trazia a notícia desejada. “Vi a carta da Receita Federal que veio pelos Correis e pensei que o dinheiro já estava na conta. Mas era eu que estava devendo e vou ter que pagar. O prejuízo vai ser grande”, diz.

Em Pernambuco 10% dos contribuintes, o que representa 45 mil pessoas, estão com pendências na Receita Federal. Na maioria dos casos, por divergências de informações entre as fontes pagadora e declarada e por apresentar valores elevados de despesas, sejam elas médicas ou de pensão alimentícia.

A Receita tem procurado aperfeiçoar o cruzamento de dados para evitar a sonegação. De acordo com o delegado regional da Receita Federal, João Wanderley (foto 5), os contribuintes devem ficar mais atentos à declaração. “A gente tem muitos casos de recibos falsos e recibos que não condizem com a realidade. A Receita vem fechando o cerco e vem buscando pegar essas pessoas que se utilizam desse artifício”, explica.

A orientação da Receita é que os contribuintes, que caíram na malha fina, procurem se regularizar por meio do site da instituição. “Para se informar a respeito do que aconteceu, elas podem acessar o site da receita e ir no link Cidadão na opção IRPF. Depois, clicar em extrato e restituição. Ali ele pode ter acesso ao extrato completo, inclusive com informações sobre a pendência”, afirma o delegado.

Lula diz que parte dos cortes de impostos pode permanecer em 2010


Texto extraído do R7.com


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira (21) que parte dos cortes de impostos implementados pelo governo neste ano para incentivar a indústria podem se tornar permanentes. Ele descartou, porém, novas isenções tributárias para 2010.

Embora o governo não tenha plano de anunciar reduções de tributos para o próximo ano, o presidente afirmou, durante café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto, realizado nesta segunda-feira, que estará atento às necessidades dos setores da economia.Lula lembrou que se o governo americano tivesse salvado o banco Lemhan Brothers, teria evitado a crise financeira global - o que causou desaquecimento dos setores e das principais economias do mundo.

Entre as diversas medidas anunciadas pelo governo federal neste ano para estimular a economia está a prorrogação do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido para o setor automotivo, beneficiando os segmentos de carros flex e de caminhões. O governo reduziu esse imposto também para o setor de eletrodomésticos e de móveis.

De acordo com o presidente, controlar a inflação é um dos principais objetivos do governo, além de manter o controle dos gastos federais.

- É difícil mudar o que está dando certo. Só podemos aperfeiçoar. Dilma tem juízo político e econômico, não rasga nota.

>>Leia mais

sábado, 19 de dezembro de 2009

Concorrência acirrada no polo de confecções

Com a escassez de áreas em Santa Cruz do Capibaribe, empresas transferem seus planos de expansão ou de instalação


Na tarde da última terça-feira, Arnaldo Xavier, o diretor-presidente da Rota do Mar, maior indústria de confecções do Polo do Agreste, esteve reunido com o prefeito de Caruaru, José Queiroz, e alguns secretários da área econômica do município. O objetivo do encontro foi avançar nas negociações para implantar uma fábrica na cidade. Não se trata de mais uma unidade da empresa no Estado. E sim de encerrar as atividades de 13 anos em Santa Cruz do Capibaribe e transferir a produção para Caruaru. O motivo é a escassez de terrenos em Santa Cruz do Capibaribe para que as principais indústrias locais possam tocar seus planos de expansão ou de instalação de novas fábricas. A situação chegou a tal ponto que, na semana passada, donos de confecções do município realizaram um protesto contra a falta de um distrito industrial. Com mais infraestrutura e áreas livres, Caruaru tem corrido para apresentar suas potencialidades. E tem conseguido seduzir os empresários da cidade vizinha.

A situação evidencia um novo tempo nas relações do Polo de Confecções do Agreste. Antes, os três municípios que o formam – Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama – afirmavam viver uma relação de concorrência benigna. Cada um tinha sua vocação comercial e industrial e assim se complementavam, dando força ao polo que atualmente responde por 17% de todo jeans fabricado no País, por exemplo. Nem mesmo a chegada do Moda Center Santa Cruz, inovador centro de compras que congrega lojas convencionais a uma estrutura de feira livre (e que segundo alguns comerciantes roubou os holofotes da Sulanca de Caruaru), estremeceu as relações entre as cidades. Mas o crescimento natural das economias e a evolução do segmento nos últimos anos tem fomentado cada vez mais uma concorrência comercial acirrada, natural e inevitável.

A Rota do Mar ocupa atualmente um terreno de 40 mil metros quadrados (m²), sendo 15 mil m² de área construída. O espaço é alugado e o proprietário solicitou a sua desocupação. Quando foi procurar um novo espaço em Santa Cruz do Capibaribe para abrigar as operações de sua empresa – que empregam 500 pessoas diretamente, outras 1.500 de forma indireta e que produzem 130 mil peças por mês –, esbarrou na ausência de áreas livres. “Solicitamos ao prefeito um espaço para que pudéssemos adquirir para montar nossa nova sede. Só que não existe. Tivemos que recorrer a um plano B. Em Caruaru a infraestrutura é bem interessante”, explica Xavier.

Se confirmar a mudança de endereço, a Rota do Mar pretende manter a maioria dos funcionários. “Muitos deverão ir morar em Caruaru. Assim, o dinheiro que antes circulava na economia de Santa Cruz de Capibaribe passará a girar lá”, finaliza, lembrando que também terá que captar terceirizados em Caruaru (as chamadas facções, bastante comuns no Polo, onde núcleos familiares se especializam na produção de determinada parte do processo produtivo).

As prefeituras envolvidas preferem não admitir o acirramento na concorrência. O secretário de Planejamento e Gestão de Caruaru, Fred Moreira, apressa-se em explicar que não se trata do município “estar buscando convencer os empresários da moda” a saírem de Santa Cruz do Capibaribe. “Acho que o tom deve ser ajustado. Acontece que Caruaru é uma cidade que tem bastante atrativos, está bem localizada, no entroncamento das BRs-104 e 232 e dona de um potencial logístico amplo. Temos bancos, serviços e shoppings. E temos um distrito industrial com duas etapas prontas e com uma terceira por vir. Por tudo isso o empresariado tem começado a entender que Caruaru tem uma influência grande na região”, justificou o secretário.

O secretário-adjunto de Indústria, Comércio e Turismo de Santa Cruz do Capibaribe, Adeílson Bezerra, não esconde que a insatisfação dos empresários locais existe. Tanto que a urgência fez a Prefeitura acelerar o projeto de criação de um distrito. “É aquela história: cada um por si e Deus por todos nós. Não é uma coisa agradável. A concorrência com Caruaru é difícil. Mas estamos nos movimentando também. Isso, de certa maneira foi bom, pois fez a gente se mexer”, afirma.


Por Felipe Lima - Jc online

Duplicação da BR-104 preocupa empresas

A obra mais pleiteada pelos empresários do Polo de Confecções tem provocado reflexos inesperados à dinâmica econômica da região. Há anos a duplicação da BR-104, a rodovia do jeans, que corta os municípios do corredor pernambucano da moda, era cobrada dos governantes. É considerada primordial por ser a principal via de acesso para as cidades. Quando começou a sair do papel, Caruaru foi a primeira a olhar de maneira diferente seus impactos.

No início do ano, a nova gestão municipal lançou a proposta de modificar a estrutura da tradicional Feira da Sulanca, mudando-a de local. A justificativa é que o Moda Center Santa Cruz, melhor organizado e acessível no futuro, iria atrair os consumidores, esvaziando o tradicional comércio informal. Agora é a vez de Santa Cruz do Capibaribe se preocupar com a duplicação. O deslocamento para Caruaru será feito em menor tempo, tornando a ideia de transferir as atividades para o município que têm melhor infraestrutura e consumo interno cada vez mais atrativa.


“Hoje, a duplicação é uma oportunidade, mas pode se tornar uma ameaça. Nós precisamos estar preparados. O Moda Center tomou espaço da Sulanca e agora Caruaru está tentando se recompor. Isso faz parte da concorrência normal.


Tem espaço para todo mundo”, afirma, mantendo o discurso de conciliação, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Santa Cruz do Capibaribe, Fábio Lopes. “Já existe uma concorrência em virtude do avanço na duplicação. A facilidade para se chegar em Caruaru promoverá a migração. No final das contas, pode vir a atrapalhar, em vez de ajudar”, reforça o diretor-presidente da Rota do Mar, Arnaldo Xavier. A proposta feita pela Prefeitura de Caruaru para captar a empresa é de ceder um terreno que permita uma expansão para até 25 mil m² de área construída e com isenção de anos para Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Imposto sobre Serviços (ISS).


Enquanto isso, o projeto de deslocar a Sulanca emperra no lóbi dos comerciantes instalados no entorno do espaço hoje ocupado pelos feirantes. Ele temem perder a principal clientela, os próprios sulanqueiros. Além disso, a Prefeitura condiciona o andamento da mudança a uma participação efetiva dos feirantes. Os cálculos dão conta de R$ 100 milhões em investimentos necessários para montar uma estrutura com estacionamento e bancas organizadas. Cerca de 3.500 sulanqueiros assinaram um documento e enviaram ao prefeito José Queiroz, em maio deste ano, informando que a nova área tem que ter pelo menos 50 hectares. Atualmente, a Sulanca de Caruaru conta com 17 mil barracas, com circulação média de 20 mil pessoas e uma movimentação financeira de R$ 15 milhões.

Para o presidente do Sindicato da Indústria do Vestuário de Pernambuco (Sindvest-PE), Fredi Maia, toda essa concorrência é natural, advinda do crescimento das empresas. Ele cita como mais preocupante que o gargalo físico, a falta mão de obra capacitada, pois todos os trabalhadores que saem qualificados dos cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) montam seus próprios negócios. “Não existe profissional do tipo chão de fábrica”, explica.

Jc online

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009


Do Jc Online

A entrada da segunda parcela do 13º salário na conta dos trabalhadores prevista hoje vai impactar consideravelmente nas vendas do varejo. A expectativa dos lojistas é que deste final de semana até a próxima quarta-feira, dia 23, as ruas e os shoppings devem registrar um fluxo até 40% superior ao que já foi visto nos últimos dias. Tudo porque ao contrário da primeira parcela – paga no último dia de novembro e normalmente direcionada para a quitação de débitos antigos –, a segunda parte é mais voltada para o consumo.
A expectativa geral do varejo é fechar dezembro deste ano com vendas entre 10% e 15% superiores às do Natal do ano passado – período marcado pela crise econômica e por muitas incertezas em relação ao crédito, por exemplo.

Foi exatamente o 13º salário que levou a cabeleireira Maria da Luz Ferreira Silva a passar das 9h de ontem até as 15h circulando pelas ruas do Centro a procura de presentes e itens para consumo pessoal. “Já tinha comprado parte dos meus presentes e hoje (ontem) comprei outros. Mas pelas minhas contas ainda vou comprar mais uns três”, calculou ela. Maria tem optado por comprar os itens à vista para não acumular débitos para o próximo ano.

Projetando que o fluxo a partir de hoje será entre 30% e 40% superior ao dos últimos dias, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sílvio Vasconcelos, reforça que o Centro, mesmo nesta reta final, manterá o fechamento das lojas para as 19h. “Mesmo esta fase agora vem sendo a de maior fluxo de consumidores, a gente não tem como ampliar o horário”, comenta Vasconcelos.

Com relação aos domingos, o presidente da CDL pontua que o próximo final de semana será o de maior fluxo de consumidores nas lojas. “No domingo depois do Natal, vamos abrir, mas o movimento não será o mesmo. A expectativa maior fica mesmo para esse dia 20”, diz Vasconcelos.

Esperando vendas até 7% superiores às do ano passado, o empresário da rede Cattan, Fernando Catão, calcula que o fluxo a partir de agora fique 30% acima do registrado nos primeiros dias de dezembro. “Vamos ter um faturamento este ano alguns pontos acima da inflação, o que é muito positivo”, diz.

O presidente da Federação do Comércio de Pernambuco, Josias Albuquerque, reforça que os dados do varejo de Pernambuco realmente são positivos. “Mesmo com o Produto Interno Bruto (PIB) do País ficando próximo a zero, o comércio em geral poderá ficar entre 4% e 5% acima do realizado em 2008. E Pernambuco estará numa situação bem melhor do que os demais Estados”, reforçou Josias Albuquerque.

O crédito é um componente que está auxiliando muito o varejo este ano em comparação ao que foi feito no ano passado.

Nesta mesma época de 2008, muitos bancos estavam endurecendo com as regras de concessão por conta das incertezas com relação ao lastro financeiro de cada instituição. Com a normalidade do crédito, as placas de parcelamento voltaram a tomar conta das vitrines e atrair mais consumidores.

Sinceros votos da CDL Santa Cruz do Capibaribe


Dólar registra maior alta em seis meses e fecha a R$ 1,79


O dólar subiu ao maior patamar desde o final de setembro nesta quinta-feira (17), aproximando-se do nível de R$ 1,80 após uma jornada de ampla valorização da moeda norte-americana em todo o mundo.

O dólar comercial terminou o dia cotado a R$ 1,791, com alta de 2,34% sobre o fechamento da véspera. É a maior cotação de fechamento desde 29 de setembro, e a maior alta diária desde 22 de junho. No ano, porém, a queda do dólar frente ao real ainda supera 23%.

>> OBS: Essa série de matéria sobre a queda do Dólar foi extraído do G1.com

Dinheiro em circulação

A oferta excessiva de dinheiro em circulação no mercado internacional tem sido apontada como um dos fatores por trás do longo ciclo de queda do dólar durante o ano. "O dólar se fortaleceu contra tudo", disse Moacir Marcos Júnior, operador da corretora Finabank. "O fundamento (da economia brasileira) é bom, mas se (o dólar se) fortalecer lá, aqui não fica diferente", acrescentou.

Em outras praças, a moeda avançava 1,04% perante uma cesta com as principais divisas, com destaque para o euro, que caía ao menor nível em mais de três meses.

A valorização do dólar favorece especialmente os investidores estrangeiros no mercado de dólar futuro e de cupom cambial. Na quarta-feira, eles mantinham US$ 6,8 bilhões em posições compradas na moeda norte-americana.


Fonte: G1.com

Medidas do governo

A alta do dólar também ameniza ainda mais a expectativa do mercado com possíveis medidas que o governo poderia tomar para tentar manter a cotação acima de R$ 1,70. A queda do dólar em 2009, além de afetar as exportações, provocou a revisão da estimativa de déficit nas transações correntes do país.

O BC agora espera um déficit de US$ 40 bilhões no ano que vem, ante previsão anterior de US$ 29 bilhões. Em novembro, o saldo negativo atingiu US$ 3,289 bilhões, contra US$ 951 milhões no mesmo mês do ano anterior.

"Somos muito mais pessimistas que o BC sobre o déficit nas transações correntes (em 2010), prevendo um aumento para US$ 55 bilhões", escreveu Paulo Leme, analista do banco de investimento Goldman Sachs, em relatório.
Fonte: G1.com

Mantega descarta novas medidas de estímulo à economia


Matéria de Aluísio Alves e
Vanessa Stelzer da Agência Reuters Brasil

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta quinta-feira que o governo não deverá adotar novas medidas de estímulo econômico, mas segue atento ao desenvolvimento de todos os setores.

"Acredito que não serão necessárias novas medidas... essa foi uma medida pontual", disse ele, referindo à decisão anunciada pouco antes de estender para 31 de março a isenção do Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) para o setor de motocicletas.

O ministro afirmou que apenas dois setores da economia brasileira não tinham se recuperado totalmente, sendo um o de motos, ajudado com esta medida, e o de móveis, que também recebeu estímulo recentemente.
"Não identifico outros setores (precisando de ajuda)", disse ele.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Felicitações do SPC Brasil


Empresas têm até amanhã para pagar 13º

Do Jc online

As empresas têm até o dia 20 de dezembro para pagar a segunda metade do 13º salário aos seus empregados. Este ano, no entanto, como a data cai num domingo, o prazo foi antecipado para amanhã, dia 18, para a maioria das empresas. “Aquelas companhias na qual os trabalhadores têm expediente no sábado e no domingo podem pagar até o dia 20, desde que seja em espécie. Não adianta cheque, pois o dinheiro tem de estar disponível para o funcionário até a data limite. Caso contrário, ela estará passível de multa”, comentou o superintendente do trabalho e emprego de Pernambuco, André Luz Negromonte. Para coibir a prática, os 140 fiscais da Superintendência do Trabalho (SRT) intensificaram as visitas às firmas.


A multa por descumprimento da lei trabalhista é de R$ 170,25 por empregado e o valor dobra em caso de reincidência, tanto para aquelas que atrasaram a primeira parcela, que deveria ter sido paga no dia 1º de dezembro, como para as que atrasaram em anos anteriores. “As empresas estão em fase de fiscalização e a gente não vê apenas o 13º. Aprofundamos os exames, verificamos o recolhimento do FGTS e INSS. Além disso, se a gente, daqui a seis meses ver que companhia atrasou o 13º, ela será multada”, comentou Negromonte. Cerca de 200 empresas em Pernambuco são multadas por ano no Estado. Só no Recife há um contingente de 14 mil estabelecimentos comerciais.

O trabalhador que se sentir prejudicado neste sentido pode denunciar o atraso através do e-mail srtepe@mte.gov.br, informando a razão social da empresa, o nome fantasia, endereço e ponto de referência. O denunciante não é identificado pela SRT. “O número de empresas infratoras, no entanto, vem diminuindo. Sinal de economia mais sólida.”

A estimativa da Superintendência Regional do Trabalho (SRT), com base nos números do Caged (Ministério do Trabalho) e Rais (Previdência), é de que a segunda parcela do 13º salário beneficie cerca de 1,5 milhão de trabalhadores pernambucanos e vai injetar na economia do Estado cerca de R$ 700 milhões. O número é uma média e representa 70% do que o 13º movimenta na economia (cerca de R$ 1 bilhão), pois neste segundo pagamento, apesar de entrar os descontos de INSS e IR (quando passível) entram também o pagamento relativo às comissões e acréscimos salariais que também entram na conta do benefício.

Preços de produtos da ceia de natal variam até 123%

Do G1.com

Os preços dos produtos que compõem a ceia de Natal variam até 123,51% nos supermercados de São Paulo, segundo pesquisa da Fundação Procon. A maior diferença foi encontrada no Mini Chocottone Infantil, de 80g, da Bauducco, cujos preços variam de R$ 2,68 a R$ 5,99.

Na comparação com o Natal de 2008, a maior alta média de preços foi registrada nas frutas em calda, de 5,06%. Os panettones ficaram em média 3,74% mais caros, enquanto o preço das caixas de bombons subiu 3,36%. Por outro lado, o Procon aponta que os preços das carnes tiveram uma queda média de 7,63%.

A pesquisa foi feita em dez estabelecimentos comercias nas cinco regiões de São Paulo. Os itens pesquisados foram biscoitos champanhe, caixas de bombons, carnes, frutas em calda e panettones.


Nota do Editor do Blog da CDL


O segredo para não cair na prática de alta dos produtos natalinos é fugir dos importados. Nosso Brasil é um país muito rico culturalmente e em produtos. Em cada região temos artigos que podem substituir produtos da ceia que são importados. Aqui no nordeste por exemplo, os nozes podem ser trocados pela castanha de caju, que por sinal está em plena safra. Então, meus caros leitores é só usar a imaginação e aproveitar o que temos de melhor ao nosso redor. Um bom natal a todos e um 2010 esplendoroso.


Betto Aragão

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Mensagem de Natal da FCDL para todo movimento lojista


Gasoduto Recife-Caruaru já é realidade este mês


Diario oficial do Estado de PE

No próximo dia 21 o governador Eduardo Campos inaugura o gasoduto Recife-Caruaru, que vai ter 120 km de extensão. Na ocasião, também serà lançada a pedra fundamental da central de Distribuição de Gás Natural Comprimido que vai levar o produto para todo o Interior, beneficiando, principalmente, o polo gesseiro do Araripe.

O anúncio foi feito pelo Governador durante a inauguração da nova sede da Copergás, na última segunda-feira. Eduardo disse que “a empresa está ajudando o nosso Governo a construir um Pernambuco melhor, mais justo e desenvolvido. A Companhia está interiorizando as suas ações e esta nova sede vai permitir que o trabalho seja ainda mais bem feito”. Foram investidos R$ 2,8 milhões no prédio, que ocupa uma área de 1.928 m2 no bairro da Imbiribeira.

Aldo Guedes, presidente da Copergás, lembrou que foi o ex-governador Miguel Arraes que criou a empresa, ainda em 1988. “Neste três anos da gestão de Eduardo Campos, a Copergás cresceu muito e esta nova sede nos proporciona um ambiente de trabalho à altura dos desafios da Empresa”, explicou.

Atração de investimentos - O secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho, ressaltou a importância da Copergás na atração de investimentos para o Estado: “Estamos muito bem posicionados numa disputa para atrair um novo terminal de gás natural liquefeito para o Porto de Suape. Isto só é possível graças à boa infraestrutura da Copergás”, disse. “A Copergás é um grande instrumento de desenvolvimento em Pernambuco” completou Eduardo.

A Cooperativa Pernambucana de Gás - Copergás é uma empresa de economia mista e tem como sócios o Governo do Estado, a Petrobras Gás S.A. - Gaspetro e a empresa japonesa Mitsui.
Possui uma rede de distribuição de mais de 420 quilômetros e tem a capacidade de transportar 1 milhão/m3 por dia. A Copergás atende a demandas da área industrial, comercial e residencial no que diz respeito ao transporte, e à geração e co-geração de energia.

Vendas pelo cartão de crédito ainda não voltaram aos níveis de 2008


Do G1.com

Apesar dos sinais de retomada da economia, o ritmo de crescimento das operações com cartões de crédito ainda não voltou aos níveis de 2008, afirmou nesta quarta-feira (23) o presidente da VisaNet, Rômulo de Mello Dias.

"Ainda não atingimos o mesmo ritmo do ano passado", disse Dias a jornalistas, após palestra a profissionais do mercado de capitais.

Em 2008, a companhia apurou um avanço de 28%, enquanto no primeiro semestre deste ano, o crescimento recuou para a faixa de 22%.

De acordo com o executivo, os efeitos da desaceleração econômica sobre as operações da companhia, a partir do quarto trimestre do ano passado, estão sendo amortecidos em parte pelo aumento de cartões de crédito e débito, em detrimento de outros meios como cheque e dinheiro.


Dias sinalizou que a empresa deve intensificar os esforços, em conjunto com bancos e lojistas, para ampliar o uso dos cartões. Segundo ele, pesquisas indicam que apenas 23% dos portadores de cartões de débito sabem que ele pode ser usado para compras diretas em lojas.

Uma das estratégias neste sentido será ampliar o programa que permite aos clientes "sacar" dinheiro nas lojas, ao receberem troco de pagamentos feitos com cartões de débito em dinheiro.

Artigo


Como cuidar da alimentação durante as festas de final de ano


Por Déborah F. Costa - Nutricionista*


A chegada das festas de final de ano é o momento de celebrar e saborear as comidas desta época. Temos a nítida sensação de que só comemoraremos verdadeiramente estas festas se as mesmas forem sinônimo de muita fartura.
É aí que precisamos redobrar a atenção, sair um pouquinho da linha é normal; o que não podemos deixar acontecer é essa "escapadinha" prejudicar a nossa saúde.
Mas calma, não é necessário se privar de tudo. É perfeitamente possível criar ceias leves, sem excesso de comidas gordurosas, aproveitando a grande variedade de peixes, legumes e frutas cultivados no Brasil. Visto que, além de saborosos e saudáveis são comercializados com um preço mais acessível do que os alimentos tradicionalmente utilizados nessa época.
Seguem abaixo algumas dicas para aproveitar ao máximo esta época, com saúde e bem-estar:

- Prepare-se antes de ir à festa, não vá à festa com fome; faça uma refeição leve antes de sair para evitar exageros;

- Ao iniciar sua ceia, opte por uma salada bem colorida, de preferência crua. Por ser rica em fibras que aumentam a saciedade, faz com que você coma um pouco menos e evite fazer o segundo prato;

- Dê preferência às carnes grelhadas, assadas ou cozidas e sem pele;

- Os acompanhamentos normalmente são arroz, farofas, cuscuz, etc. Por serem todos fontes de carboidratos, opte por apenas um, evitando os que são preparados com bacon e lingüiça;

- Escolha sobremesas preparadas com frutas e gelatina, evitando as que possuem muito leite em sua composição, pois são mais calóricas;

- Não é preciso evitar as bebidas alcoólicas, entretanto lembre-se que 1ml de álcool tem 7 kcal, enquanto 1g de açúcar tem 4 kcal. Intercale as bebidas alcoólicas com água ou sucos de frutas;

A minha dica final é que busquem orientação segura e eficaz, ou seja, de profissionais como Nutricionistas e Educadores Físicos capacitados para lhe auxiliar no processo de reeducação alimentar e na prática de atividades físicas, indispensáveis no processo de perda de peso. Lembrando que a manutenção do peso adequado não é uma questão simplesmente estética, é sinônimo de saúde, pois o controle do peso reduz os riscos de desenvolvimento de doenças.

Boas Festas!!!!!


*Graduada pela UFPB, com atuação no âmbito Clínico, Hospitalar e Ambulatorial.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Consumidores pernambucanos estão dispostos a gastar mais com os presentes do Natal este ano


Fonte: Fecomercio

A sondagem de opinião feita pelo Centro de Pesquisa (Cepesq) da Fecomércio-PE verificou que os consumidores pernambucanos estão dispostos a gastar mais com os presentes do Natal 2009

O consumidor brasileiro está bem mais confiante e deve desembolsar, este ano mais dinheiro para as compras de fim de ano. Pelas estimativas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o consumidor brasileiro pretende gastar mais com as lembrancinhas de Natal e do Ano Novo. Em Pernambuco, não vai ser diferente. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio/PE) realizou uma sondagem de opinião com os consumidores e empresários da Região Metropolitana do Recife (RMR) e dos municípios de Caruaru e Garanhuns e verificou que os gastos com os presentes deverão ser 9,2% maiores em relação ao ano passado, chegando a R$ 357, em média. E o comércio já pode comemorar. Mesmo com a notícia de que o número de pessoas que irão desembolsar uma grana no Natal deverá ser pelo menos 5% menor, o saldo ainda é positivo: as compras deverão crescer 4,2% no fim de 2009.

Caixa amplia para R$ 5 bi o crédito para construção


Do R7.com

A Caixa Econômica Federal ampliou nesta segunda-feira (14), em São Paulo, para R$ 5 bilhões o programa de crediário para a compra de material de construção para o ano que vem. O crediário Caixa Fácil irá se somar à linha de crédito Construcard, que permite que as famílias possam comprar o material de construção por meio de um cartão. Essa linha de crédito era de R$ 4 bilhões.

O valor máximo do financiamento dessa nova linha é de R$ 10 mil e o prazo de pagamento é de até 24 meses. O dinheiro estará disponível em postos da Caixa em cem lojas de material de construção conveniadas ao banco.


O objetivo é ampliar os investimentos ao setor aliado às desonerações fiscais já aprovadas pelo governo neste ano, segundo o vice-presidente de Pessoa Física da Caixa, Fábio Lenza.
- Nosso objetivo é expandir o volume de concessão de crédito no segmento, atendendo às necessidades do público de menor renda, com taxas bastante competitivas.

BID aprova linha de crédito de US$ 3 bi para pequena empresa




Do G1.com

O BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) aprovou nesta quinta-feira (19) uma linha de crédito de US$ 3 bilhões voltada ao financiamento das micro, pequenas e médias empresas brasileiras.

A assistência do BID incluirá fundos de contrapartida do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Brasileiro), também no valor de US$ 3 bilhões.

Segundo o BID, a meta é assegurar um fluxo estável de recursos de médio e longo prazo para financiar projetos de investimento de micro, pequenas e médias empresas, responsáveis pela geração de dois de cada três empregos no país.

"Os fundos proporcionarão liquidez para que as instituições financeiras ofereçam crédito para essas empresas expandirem, modernizarem e diversificarem sua produção", disse o banco em comunicado.

A liberação da primeira de uma série de três parcelas dessa linha, no valor de US$ 1 bilhão, foi aprovada pela diretoria executiva da instituição nesta quinta. Os empréstimos terão prazo de pagamento de 20 anos e carência de quatro anos.

Microempresas, microempresários e indivíduos poderão receber até US$ 200 mil de financiamento do programa. Pequenas e médias empresas poderão obter, respectivamente, até US$ 850 mil e US$ 3 milhões. O programa do BID dá continuidade a uma linha de crédito similar aprovada em 2004 pela instituição.

Com Programa do Micro empreendedor individual, mais de 80 mil já se formalizaram


Do G1.com

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) informou nesta sexta-feira (20) que o programa do microempreendedor individual já foi responsável pela formalização de mais de 80 mil trabalhadores desde que foi autorizado, em 1º de julho para o Distrito Federal e desde 24 de julho para os empreendedores de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Posteriormente, foram incluídos também os estados do Espírito Santo, Ceará, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. O governo informa que a disponibilização da formalização no Portal do Empreendedor para os outros estados acontecerá somente em janeiro de 2010.

Responsável pelo Portal do Empreendedor, onde ocorre todo o processo de inscrição ao Programa do Empreendedor Individual, o MDIC registrou 2,29 milhões de visitas ao site. A meta é formalizar um milhão de trabalhadores até julho de 2010.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Receita libera lote da malha fina de 2005 nesta terça


Fonte: Agência Estado

contribuinte pessoa física que caiu na malha fina do Imposto de Renda de 2005, ano-calendário 2004, deve ficar atento ao lote de restituições a ser liberado nessa terça-feira, 15 pela Receita Federal.

Foram incluídos no lote 40.688 contribuintes, dos quais 23.653 com direito a restituição, no montante de R$ 17.958.890,30; 2.605 contribuintes não tiveram imposto a pagar nem a restituir e 14.430 pagarão imposto, totalizando R$ 31.985.512,06.

O valor estará disponível para saque na rede bancária a partir de 22 de dezembro de 2009, e terá correção de 58,99% correspondentes à variação da taxa Selic.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, no telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Natal: pagamentos à vista lideram preferência; eletros ainda serão pagos a prazo


Texto extraído do Infomoney


Nem todos os presentes que constam na lista do consumidor neste Natal serão pagos a prazo. Ao contrário, da lista de doze itens que os consumidores devem priorizar neste ano, oito serão pagos à vista por mais de 60% dos consumidores, segundo pesquisa feita pela Ipsos/ACSP (Associação Comercial de São Paulo).

Segundo o levantamento, os produtos que devem ser pagos a prazo são os de maior valor, como o aparelho de TV, item que 77% preferem parcelar. O pagamento parcelado também é opção de 81% dos consumidores que irão comprar geladeira e de 59% daqueles que levarão um microondas para a casa.

Pagamento à vista

Grande parte dos produtos de valor médio será paga à vista. Dos consumidores que querem levar um aparelho de DVD, 86% devem optar por essa forma de pagamento; dos que comprarão um celular, 75% também devem pagar à vista.

O pagamento parcelado não é prioridade entre os consumidores que querem comprar um fogão, uma vez que 81% afirmaram que vão pagar à vista. Até quem optou por viajar no final deste ano pretende pagar os custos do passeio à vista (66%).

Roupas e calçados; joias e perfumes e CDs também devem ser pagos à vista por 75%, 72% e 91% dos consumidores, respectivamente. Neste ano, todos daqueles que comprarem livros pagarão também à vista.

Roupas e calçados lideram a intenção

Segundo o levantamento da Ipsos/ACSP, 65,7% dos consumidores pretendem comprar roupas e calçados neste Natal. O item lidera a intenção de homens (65,7%) e mulheres (66,7%) e em todos os estratos de renda.

CDs e celulares vêm em seguida, com 9% e 7,5% da intenção de compra. Logo atrás vêm joias e perfumes com 6% da intenção, cada. Viagens e a compra de aparelho de DVD também dividem o mesmo percentual de intenção, 4,5%. Livros e TV têm, cada item, 3% da intenção de compra neste Natal.

Itens para a cozinha ficaram empatados com 1,5% da intenção cada produto, são eles: microondas, fogão, geladeira, armários de cozinha. A intenção de comprar um computador também atingiu 1,5% dos entrevistados, segundo a pesquisa.

Mercado financeiro volta a prever retração do PIB em 2009


Alexandro Martello
Do G1

Após a divulgação de que o Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre deste ano registrou crescimento de 1,3% contra os três meses anteriores, abaixo da estimativa do governo e do mercado financeiro, os economistas dos bancos voltaram a acreditar em recuo do PIB em 2009.

O Banco Central informou nesta segunda-feira (14) que o mercado passou a projetar, na última semana, uma retração de 0,26% para o PIB deste ano. Na semana anterior, a estimativa era de um crescimento de 0,21%. O relatório Focus, que contém a informação, é divulgado semanalmente pelo BC. É fruto de pesquisa com mais de 80 instituições financeiras.

Entre março e setembro deste ano, o mercado acreditou que o PIB de 2009 teria contração. Entretanto, com o anúncio de que o PIB teria crescido 1,9% no segundo trimestre, feito também pelo IBGE naquele momento, os analistas passaram a acreditar em crescimento da economia neste ano.

A última queda do PIB brasileiro aconteceu em 1992, quando houve uma contração de 0,54%, de acordo com a série histórica do IBGE. Para 2010, a previsão do mercado para a elevação do PIB subiu de 5% para 5,03% de crescimento, informou o BC nesta segunda-feira (14).

domingo, 13 de dezembro de 2009

Confraternização CDL - Santa Cruz do Capibaribe (2009)


Na última sexta-feira (11), no Mart Moda, a CDL de Santa Cruz do Capibaribe se confraterniza com seus associados, representantes de entidades e políticos locais.

A programação foi recheada de emoções e surpresas, o cerimonial foi apresentado por Melqui Lima. Em um primeiro momento foram convidados o presidente da CDL Fábio Lopes, o Presidente da CDL Jovem – Isac Filho, o Sr. Isac Aragão – Presidente do Conselho Consultivo da CDL, Walmir Ribeiro – Presidente da ASCAP, Edson Vieira – Deputado Estadual, Antônio Figueiroa – Prefeito do Município e Fernando Aragão – Presidente da Câmara de Vereadores para compor a mesa. Após, tivemos a execução dos Hinos Nacional e de Santa Cruz, em seguida, cada um dos convidados da mesa pôde fazer um pequeno discurso os quais aproveitaram a oportunidade e falaram das conquistas de cada entidade no ano de 2009, como também, de suas perspectivas para 2010.

Durante o encontro foi apresentado um Vídeo Institucional produzido pelos Jornalistas Betto Aragão e Gilberto Geraldo, no mesmo continha imagens da história da CDL na cidade e uma homenagem especial ao atual presidente – Fábio Lopes. “Fiquei muito feliz e emocionado com todas essas demonstrações de carinho de todos que participaram deste vídeo, foi uma surpresa enorme”, afirma Fábio.

A noite foi regada com boa comida e boa música com a cantora Simone Rodrigues da cidade de Bonito – PE que encantou a todos.

Viva a Vida!

Aproveite os bons momentos e as pequenas alegrias.
Não valorize somente os grandes acontecimentos, pois eles são raros,
e muitos vezes não nos trazem o retorno esperado.
A beleza da vida está nas coisas mais simples.
Um encontro com amigos, um jantar, uma reunião familiar, uma surpresa.
Orlando Ferraz

Divulgação



Clique na figura para ampliar imagem.

Texto de Josie Jeronimo
Do R7.com




Empresas citadas no inquérito do Ministério Público Federal como financiadoras do chamado mensalão do DEM ganharam até 4.572% a mais via contratos firmados com o GDF (Governo do Distrito Federal) durante a gestão do governador José Roberto Arruda, acusado de chefiar um suposto esquema de arrecadação e pagamento de propinas. Os valores constam no Siggo (Sistema Integrado de Gestão Governamental do Distrito Federal).

Apenas uma empresa da holding TBA, pertencente à empresária Cristina Boner, saltou de um contrato avaliado em R$ 856 mil em 2007 para repasses de R$ 40 milhões em 2009. A B2BR de Cristina é citada no inquérito como participante do esquema de corrupção e teria negociado o direito de fechar contratos emergenciais com o GDF como acordo por ter doado R$ 1 milhão para a campanha de Arruda em 2006. A B2BR e outras empresas atuam no Na Hora, serviço semelhante ao Poupatempo, de São Paulo, que oferece emissão de documentos.

Procurado pela reportagem, o grupo TBA respondeu ao R7 que os dados presentes no Siggo estão "equivocados" e que todos os contratos mantidos com o governo foram estabelecidos por meio de concorrência.

O levantamento do sistema financeiro do governo - feito pelo presidente do PT-DF, Chico Vigilante, e assessores parlamentares a pedido do R7 – também mostra que a G6, empresa de segurança fundada pelo presidente licenciado da Câmara Distrital, Leonardo Prudente (DEM), ganhava R$ 2,3 milhões no início do governo Arruda e agora recebe R$ 54,4 milhões, um aporte de R$ 2.265%. Prudente foi flagrado em vídeo escondendo dinheiro de suposta propina na meia.

>>Leia mais

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Indicadores de Inadimplência e Vendas SPC Brasil/CNDL‏

A inadimplência (número de registros incluídos no SPC BRASIL - maior entidade de banco de dados da América Latina) teve redução em todas as comparações. Queda de -3,02% no mês de novembro de 2009, em relação a outubro. Se comparada a novembro 2008, diminuiu -1,72%. No acumulado do ano, a inadiplencia teve expressiva queda de -13,07%%. O amadurecimento do consumidor, que dá reforço a novo e saudável hábito de planejamento orçamentário, é o principal responsável pelo resultado no acumulado do ano. No comparativo com o mês anterior, o arrefecimento reflete a preocupação em não se endividar aleatoriamente. Aqui, o objetivo é pagar as dívidas, limpar o nome no SPC BRASIL e voltar a consumir no final de ano.

A conjuntura econômica favorável pela expansão na concessão de crédito e elevado nível de rendimento real, aliada à queda na taxa de juros, robustece cada vez mais o consumo interno e eleva o nível de confiança do consumidor. Em conseqüência, o número de consultas ao SPC BRASIL para compras a prazo e pagamentos em cheque se comportou de forma inversa ao da inadimplência: cresceu +0,48% em relação a outubro; +0,87%, no confronto com novembro/08; e +2,81% no acumulado do ano, contra o mesmo período de 2008. No que diz respeito ao cancelamento de registros (regularização dos débitos), a injeção de novos recursos no mercado, com a restituição do Imposto de Renda e o recebimento do 13º salário, foi determinante para provocar alta de +2,12% em relação a outubro; +7,56%, em comparação a novembro/08; e +2,96%.

Por faixa etária, a maioria dos cancelamentos (27,12%) ocorreu entre aqueles com idade entre 30 e 39. Grande parte dos inadimplentes (74,49%) está na faixa
até R$ 250,00.

PESQUISA

O Indicador CNDL/SPC Brasil de Vendas e Inadimplência é apurado com base na média de consultas ao banco de dados em todos os Estados do País e no Distrito Federal. Atualmente, o cadastro de consumidores conta com aproximadamente 150 milhões de CPFs (Cadastro de Pessoas Físicas), dentre os quais existem pessoas com débitos e também aquelas que apenas foram consultadas, mas que encontram-se em dia com os seus compromissos financeiros.

O indicador tem como principal objetivo medir a variação do volume de consultas, tanto de vendas, quanto de recuperação de crédito, em períodos pré-determinados. O público alvo desta pesquisa é amplo. Abrange não apenas os comerciantes, mas empresários de todos os setores da economia, interessados em auferir com segurança a situação das vendas, recuperação e/ou agravamento da crise econômica, risco de crédito, aumento da inadimplência, elevação do número de consultas e arrefecimento da poupança.


Fonte: Assessoria da CNDL