Topo

Topo

domingo, 31 de janeiro de 2010

Você sabe o significado da palavra Acordar?

Preste Atenção:
A- COR- DAR
Então, significa que é a cor que damos ao nosso dia "presente maior de DEUS para todos os seres",
como também é de sua e única responsabilidade decidir que cor terá a sua vida...
Tem dias que quase nada dar certo, mas em outros são só sorrisos e muitas felicidades!

CDL de Santa Cruz do Capibaribe doa instrumento musical à Banda Novo Século



Na noite da última quinta-feira (28), em uma sessão solene e rápida, enfrente à sede da CDL de Santa Cruz do Capibaribe, a entidade fez a entrega de um trompete à Sociedade Musical Novo Século.

A ação tem como objetivo ajudar à Banda para que ela possa se perpetuar e continuar produzindo e divulgando a cultura musical da cidade.

"É com muita satisfação que a CDL incentiva a Novo Século a continuar desenvolvendo as suas atividades musicais não só aqui no município, mas em todo o Estado", afirma Fábio Lopes presidente da CDL.

sábado, 30 de janeiro de 2010

Governo não vai prorrogar redução do IPI para eletrodomésticos e automóveis


Agência Estado

Os estímulos fiscais para a compra de eletrodomésticos da chamada linha branca, como fogões e geladeiras, não serão prorrogados. O anúncio foi feito em Zurique, na Suíça, pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que está na Europa para participar do Fórum Econômico Mundial, em Davos, no mesmo país.


A vigência da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a linha branca termina neste domingo (31). No caso do setor automotivo, o fim do prazo para os incentivos está previsto para 31 de março. Os estímulos foram prorrogados no final do ano.


Embora o Fundo Monetário Internacional (FMI) faça previsões de crescimento econômico de 4,7% para o Brasil, o ministro é mais otimista e reafirmou que espera um índice entre 5% e 5,5% em 2010. Para ele, é justamente esse o motivo para o governo não prorrogar as desonerações concedidas a vários setores como o automotivo e o de eletrodomésticos. Essas medidas foram adotadas para ajudar o Brasil a enfrentar a crise econômica mundial, que teve maiores impactos no país no último trimestre de 2008 e se estendeu durante o ano passado.


Mantega lembrou que setor industrial sofreu com a crise, mas que as previsões para 2010 são de crescimento. Ontem (28) a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou pesquisa com dados que mostram uma evolução no nível de emprego no setor industrial.


O necessidade do fim dos incentivos fiscais para a linha branca e aos automóveis também é compartilhada pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. Ontem o ministro disse que não vê a necessidade na renovação dos incentivos fiscais para esses setores.


Em Davos, o ministro Guido Mantega participa de sessão plenária seguida de entrega do prêmio de Estadista Global ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula não viajou por recomendação médica depois de ter uma crise hipertensiva na última quarta-feira (27) à noite, no avião presidencial que o levaria à Suíça. Ele foi representado em Davos pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim.


Além da solenidade de entrega do prêmio, Mantega participa de um painel sobre o Brasil e de uma sessão com líderes economia mundial. Além de Amorim e Mantega, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles está no encontro.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Receita prorroga prazo de entrega da declaração do empreendedor individual

G1.com

A Receita Federal informou que vai prorrogar o prazo de entrega da Declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual (DASN-MEI) relativa a 2009, que inicialmente deveria se encerrar nesta sexta-feira (29).

A Receita informou, por volta das 11h30 desta quinta-feira (28), que o prazo agora vai até o dia 31 de março. A resolução que define a mudança de data foi assinada pelo secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, e foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

Se formalize como microempreendedor individual

Varejistas querem IPI menor por mais tempo, mas planejam manter promoções

Do G1.com

Imposto reduzido acaba no dia 31, mas setor busca prorrogação. Estoques permitem preço mais baixo por até 40 dias, dizem empresas.

Enquanto torcem por nova prorrogação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido para os produtos da chamada linha branca (geladeiras, fogões, máquinas de lavar e tanquinhos), que termina neste domingo (31) os grandes varejistas brasileiros já planejam prolongar as promoções e manter preços mais baratos enquanto durarem os estoques.

Técnicos do Ministério da Fazenda confirmam que representantes do setor de eletrodomésticos já se reuniram com integrantes da equipe econômica e pediram uma nova prorrogação do benefício. Entretanto, informam que nada teria sido decidido até o momento.

>>Leia mais

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Primeira conferência das cidades


A Primeira conferência das cidades será realizada amanhã 29, e sábado 30, nas dependências da Câmara Municipal de Santa Cruz do Capibaribe. O evento terá como meta debater o tema “a gestão democrática e a participação social”. O objetivo do encontro será unir as entidades representativas e o poder público para discutir assuntos pertinentes a cada localidade.

O professor Jorge Quintino irá palestrar sobre a temática e no decorrer do encontro serão formados grupos de trabalho onde os mesmos irão debater eixos temáticos como a criação e implementação de conselhos das cidades, planos, fundos e seus conselhos gestores nos níveis federal, estadual, municipal e no Distrito Federal, além da aplicação do Estatuto da Cidade, dos planos diretores e a efetivação da função social da propriedade do solo urbano.

CDL oferece mais um curso de formação comercial

A Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL de Santa Cruz do Capibaribe promove mais um curso pertinente a cidade do Pólo das Confecções. Com o tema Formação Comercial, o Curso Método de Vendas Avance é parte de um programa de treinamento. O curso foi elaborado para capacitação e reciclagem de vendedores (as) do comércio em geral, este curso foi desenvolvido para a nova realidade do mercado. No decorrer do curso será analisado o processo como um todo, da abordagem ao pós-venda, gerando nos participantes um aumento de percepção e uma atitude positiva diante das oportunidades e desafios. Sua metodologia de ensino trabalhada em sala de aula é focada para desenvolver as técnicas e habilidades através de exercícios de demonstração e prática, proporcionando aos participantes e empresas:

a. Padronização do modelo de atendimento;

b. Aumento de conhecimento de produtos e seus benefícios, assim como a sua eficaz argumentação.

c. Maior segurança e eficácia para fechamento das negociações.
Serviço


INSTRUTOR: FRED MALTA, Consultor na área de vendas, experiente na área comercial, em empresas como Hamburg SÜD, Citroën e Fiat Italiana, formação acadêmica em administração. Desde o ano de 2008 venho desenvolvendo um programa de treinamento voltado para capacitação e formação de novos vendedores(as).





DATA: 08/02 á 11/02/2010
HORÁRIO: 18:00 ÁS 22:00HS
LOCAL: CDL SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE
INVESTIMENTO: R$ 70,00 - PARTICIPANTE

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Varejo encerra o ano com venda 5,5% maior

Do JC on line

O comércio anda mesmo tendo bons motivos para comemorar os números de 2009. Todos os segmentos fecharam com algum percentual de alta em relação ao volume de vendas de 2008, atingindo uma média geral 5,5% superior. Entre os destaques nos 12 meses do ano, estão os bens não duráveis, como farmácia e perfumaria, com alta de 9,31%. Outro destaque é o segmento de vestuário, com elevação de 6,8% no ano.

A área de supermercados, um setor que vem chamando atenção de grandes redes para novos aportes no Estado, encerrou o período com alta de 5,2%. Outro segmento com bons resultados foi o de combustíveis, com elevação de 5,5%.

A massa salarial é outro demonstrativo do ano positivo. A média geral do mercado ficou 2,3% maior de um ano para outro. O segmento de informática foi o destaque do ano, com elevação de 15,4%. Cine e foto somou alta de 9,6%. Móveis e decoração tiveram saldo 6,5% maior. Já os dados negativos ficaram a cargo de calçados, com retração de 13% na massa salarial. O nível de emprego médio foi de 0,21%, com as maiores altas para combustíveis, 11,6%, e farmácias, com 5%.

DEZEMBRO

O mês de dezembro, o mais esperado pelo varejo em geral, fechou com alta de 14,4%. O destaque segue para concessionárias, com vendas 35% superiores, informática, com elevação de 30% de um ano para outro, seguido por tecidos, com alta de 17,2%.

Nenhum indicador no comparativo de dezembro de 2009 contra dezembro de 2008 ficou negativo. Com relação a novembro, a maior alta de vendas ficou com vestuário, 72,3% superior, calçados, 56,8% e papelaria e perfumaria, com 26,01%.

Setor farmacêutico desconhece crise, revela pesquisa da Fecomercio-PE

Do Diário PE
on line

As farmácias e drogarias lucraram bem em 2009. Com uma alta de 9,31% no faturamento, o segmento obteve o maior crescimento no comércio local, de acordo com a pesquisa conjuntural realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Pernambuco (Fecomércio-PE).

O incremento com a venda de remédios ficou na frente até de outros produtos incentivados pelo governo como veículos (7,60%) e material de construção (6,27%). Já o setor que mais aumentou o número de funcionários foi a revenda de combustíveis (11,6%). O varejo em geral registrou uma alta de 5,5%, a menor taxa dos últimos seis anos.

A crise, de certa forma, explica o faturamento maior das farmácias e drogarias. "Como vendem produtos de primeira necessidade, mesmo quando há crise, as pessoas continuam consumindo medicamentos", explica Nóbrega. A alta registrada no lucro das farmácias, inclusive, ficou na frente de outros setores incentivados pelo governo com a redução do IPI, como concessionárias de veículos, que ficou em segundo lugar com um incremento de 7,6%, e material de construção, na quarta posição com alta de 6,27%.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Parcerias da CDL Santa Cruz do Capibaribe com outras entidades devem continuar em 2010

Santa Cruz do Capibaribe se configura como a cidade precursora do maior pólo de confecções do Nordeste. Dentro das especificidades do Pólo está qualidade seguida de preço baixo nos vestuários produzidos na região. Diante de tudo isso, ouve a necessidade de serem firmadas muitas parcerias com entidades representativas. A CDL local tem buscado cada vez mais a parceria de instituições que querem o processo evolutivo de Santa Cruz do Capibaribe. Em 2009, o Centro de Ensino Superior do Município – CESAC se mostrou parceiro e contribuiu para o sucesso no decorrer do ano. Em 2010, as parcerias continuam. Veja a entrevista com o Diretor executivo do CESAC, Cláudio Ferreira.

Qual a importância das parcerias que o CESAC firma com a CDL para Santa Cruz do Capibaribe?

Cláudio -
Santa Cruz do Capibaribe constitui o principal município do APL de Confecções do Agreste Pernambucano e tal crescimento, além de ser fruto do trabalho e empreendedorismo local, também é assessorado pelas instituições de suporte e conhecimento. Portanto, a cooperação e a interatividade estabelecida entre o CESAC e a CDL possibilita a implementação de ações que viabilizam o acesso das pessoas à Educação, contribuindo para o desenvolvimento da cidade.

Como você ver as entidades representativas no contexto sócio-econômico?

Cláudio -
Essas instituições constituem um elo importante para o desenvolvimento da nossa região. A CDL tem realizado constantes ações que demonstram seu comprometimento com assuntos que não se restringem à economia. Através de projetos e parcerias, essas entidades conseguem promover ações sociais, educativas e culturais.

Em 2009, muitas ações foram feitas de forma conjunta com as entidades representativas. Isso vai continuar nesse ano?

Cláudio -
Com certeza. O CESAC preparou um portfólio de ações para serem implementadas este ano em parceria com a CDL. Em breve, os sócios da instituição e a população de modo geral serão beneficiados com um conjunto de atividades de ensino, pesquisa e extensão.
Atualmente, um tema que ganha força em todos os âmbitos do planeta é a questão da sustentabilidade. O CESAC pretende alguma ação junto a CDL?

Cláudio -
Sim. A Cidadania Corporativa constituirá um elemento norteador dos nossos projetos envolvendo as ações de parceria e, neste sentido, a sustentabilidade será abordada de forma sistêmica, contemplando os aspectos econômicos, sociais, ambientais e culturais.
Quais os projetos que tiveram mais representatividade no ano passado e que poderia continuar?

Cláudio -
Em 2009, ampliamos o quantitativo de alunos beneficiados com os descontos de 10% nas mensalidades dos cursos para os associados da CDL. Além disso, quatro sócios da CDL ganharam bolsas parciais para realizarem o MBA em Gestão Estratégica de Pessoas e Finanças, com 50% de desconto em todo o curso. Também contamos com a participação do Sr. Fábio Lopes na II Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CESAC, apresentando o caso de sucesso na sua gestão como presidente da CDL. Por fim, durante todo o ano, ambas instituições interagiram divulgando seus serviços para os seus públicos. Apoio na Campanha de Doação de Livros organizada pela CDL Jovem.

Em 2010, haverá continuidade dessas ações e será definido um cronograma de atividades de ensino (minicursos, palestras, workshops), pesquisa (desenvolvimento de pesquisas e projetos) e extensão (ações comunitárias) envolvendo as três áreas de atuação da faculdade: saúde, educação e gestão. Aguardem!

Lei da licença maternidade sofre mudanças e pode beneficiar mulheres e empresas


Tido como um tempo de descanso, mas remunerado, a Lei de Licença maternidade beneficia mulheres nos últimos meses de gestação e pós maternidade. Esse período é legal e previsto na Constituição e caso seja descumprido pelas empresas pode resultar em multas.

São quatro meses de licença, contudo a partir dessa semana a Lei sofre alterações e as grandes empresas poder aderir ao Programa empresa cidadã, concedendo dois meses a mais para as mamães para que as mesmas passem mais tempo com seus filhos.

A empresa que participar do programa poderá ter algumas deduções fiscais no Imposto de Renda. Para participar a empresa precisa se cadastrar no site da Receita Federal. Já a colaboradora precisa fazer o pedido na própria empresa até o último dia do primeiro mês após o parto.

Celpe terá que explicar aumento superior a 40%


Do JC on line

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) notificou ontem a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) a apresentar em 10 dias os resultados das análises que vêm sendo feitas em contas de luz com aumentos superiores a 40% nos meses de dezembro e novembro do ano passado. No próximo dia 5 de fevereiro, a empresa esclarecerá se as elevações que pegaram muitos consumidores de surpresa em todo o Estado foram ocasionadas pelo aumento natural do consumo ou por problemas operacionais e técnicos.


Ouvida pela JC, a Celpe afirmou que o prazo já havia sido estipulado no dia em que foi firmado o acordo entre a empresa e entidades de defesa do consumidor, Conselho de Consumidores de Energia Elétrica de Pernambuco e parlamentares (deputados estaduais e federais e vereadores do Recife) há duas semanas.

O grupo entregou um documento ao diretor jurídico e ao superintendente comercial da companhia solicitando as análises individuais das faturas de todos os clientes que registrassem queixas nos Procons de Pernambuco, Recife e Jaboatão dos Guararapes. No primeiro momento, foram remetidas 68 reclamações à Celpe.

“Também estamos entrando em contato com a Agência de Regulação de Pernambuco (Arpe) para que o órgão analise o parecer que será apresentado pela empresa. Por terem um corpo técnico eles dirão com maior propriedade se o resultado merece confiança. Toda nossa preocupação é em verificar o que aconteceu”, informou o promotor do consumidor do MPPE, Maviael Souza Silva. Enquanto isso, a Arpe continua a receber queixas dos aumentos excessivos. A ouvidoria da agência está aguardando o final do mês para verificar o percentual de aumento nas denúncias.

Por enquanto, a orientação do MPPE é de que os clientes que não concordam com o valor e o consumo apontado em suas fatura no começo deste ano e final de 2009 procurem a própria Celpe. Caso não aceitem a resposta da empresa, busquem os Procons estadual ou de seu município. A Arpe também é uma opção, através do telefone 0800-281-3833.

Todo o problema começou nas duas últimas semanas de 2009, quando os consumidores começaram a receber as contas referentes ao consumo no mês de novembro. Os aumentos, que devido a chegada do verão sempre ocorrem, chamaram a atenção por terem, em vários casos, ultrapassado 20%. Há clientes que procuraram os postos de atendimento da Celpe para reclamar de faturas que dobraram de valor. Na primeira semana de 2010, quando chegou a conta de dezembro, mais insatisfação: ou os aumentos permanecerem ou ficaram ainda maiores.

As altas não foram registradas no Rio Grande do Norte e Bahia. Lá, as empresas distribuidoras de energia – a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) e a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), respectivamente – também pertencem ao Grupo Neoenergia, controlador da Celpe.

Nova diretoria do Sindvest diz que vai interiorizar suas ações

O intuito da nova diretoria do Sindicato de Vestuários de Pernambuco – Sindvest-PE é interiorizar as ações. Formada por empresários do Recife, Santa Cruz do Capibaribe, Caruaru, Toritama, Surubim e Paulista, os novos diretores irão voltar os olhares para as empresas do Agreste pernambucano, pois é nessa região onde estão inseridas as maiores empresas produtoras de vestuários.

Confira a entrevista que o presidente do Sindvest, Adenísio Vasconcelos ao JC On line.

JC - Como é a atuação do Sindivest-PE ?

ADENÍSIO VASCONCELOS - O sindicato representa os interesses de toda a cadeia produtiva do vestuário em Pernambuco, visando o desenvolvimento sustentável do setor. Desempenhamos atividades diversas, desde a negociação trabalhista à realização de eventos que promovam a moda pernambucana, além da representação do setor junto aos poderes público e privado.

JC - A nova diretoria vai focar na interiorização das atividades?

ADENÍSIO
– A diretoria é formada por empresários do Recife, Santa Cruz do Capibaribe, Caruaru, Toritama, Surubim e Paulista. Na região vamos focar no operacional, interiorizando as ações, uma vez que, a grande maioria das empresas produtoras do setor do vestuário está no Agreste pernambucano, mas não vamos descuidar das demais regiões.

JC - Empresários de Santa Cruz do Capibaribe reclamam da falta de um distrito industrial. O Sindivest-PE pode intervir na criação deste espaço?

ADENÍSIO
– Em grande parte das cidades que compõem o polo, as atividades empresariais, pelo fato de estarem inseridas no perímetro urbano, têm sentido o efeito inibidor da falta de um lugar adequado para sua expansão. No caso de Santa Cruz do Capibaribe, já foi criada uma comissão municipal formada por diversos órgãos do poderes públicos (municipal e estadual), entidades da sociedade civil organizada e do Sindivest-PE, no sentido de criar o distrito industrial, já tendo, inclusive, área prevista para esta finalidade.

JC - O Polo de Confecções do Agreste é o 2º maior em produção do País. O que dificulta a concorrência difícil com os empresários de São Paulo?

ADENÍSIO
– Existem várias dificuldades que retardam o crescimento do polo como: falta de investimentos em infraestrutura, de mão de obra qualificada, de investimentos em tecnologias e a falta de matérias-primas, principalmente a não produção de tecidos.

JC - Toritama se consolidou como uma das maiores produtoras de confecções em jeans do Brasil. Como o sindicato vai atuar para o desenvolvimento da atividade na cidade?

ADENÍSIO
– Quase todas as empresas do município especializaram-se no segmento do jeans, desenvolvendo um produto com qualidade, design e preço competitivo. O sindicato vai formar e ampliar as parcerias com os poderes públicos, além de entidades representativas de classe como a Associação Comercial e Industrial de Toritama (ACIT) e demais parceiros: Senai, Sebrae e Itep. Nossa intenção é levarmos à cidade ações de qualificação profissional da mão de obra, das gestões empresariais, cursos em modelagens e de gestão, palestras sobre tendências de moda, fortalecimento do Festival do Jeans e promoção de ações que estimulem a preservação do meio ambiente.
JC - O Sindivest-PE vai atuar na busca de incentivos do governo para o setor?

ADENÍSIO
– Este também é um dos nossos papéis, promover ações que tragam para o empresariado melhores condições de concorrer neste mercado tão competitivo. E, a redução de impostos proporciona esta melhoria. No governo de Jarbas Vasconcelos, conseguimos uma redução no ICMS, que foi ampliada no atual governo de Eduardo Campos. Esta é uma demonstração cabal da ação da entidade.

JC - Surubim ingressou na lista de cidades que agregam o polo de confecções. Qual o potencial deste município?

ADENÍSIO
– Surubim já é reconhecida como a 4ª cidade do polo e possui aproximadamente 500 micro e pequenas empresas, entre formais e informais, gerando diretamente mais de 3 mil postos de trabalhos, com uma produção bastante diversificada.

JC - Qual meta pretende alcançar nos próximos três anos a frente do Sindivest-PE?

ADENÍSIO
– Fizemos um plano de trabalho que consiste em ações de curto, médio e longo prazo. Vamos atingir um número significativo de novos sócios, disseminar uma cultura associativa entre os empresários do setor e lutar por melhores condições de competitividade para as empresas de Pernambuco.

JC - Qual a primeira atividade a ser desenvolvida neste início de gestão?

ADENÍSIO
– Estou me atualizando sobre as ações do sindicato em andamento para darmos continuidade as ações e programas já instalados. E, a partir do planejamento estratégico e do plano de ações acordados, vamos encaminhar as ações que nos comprometemos, sempre buscando o desenvolvimento do setor, fortalecendo os municípios. Nosso maior comprometimento é com as indústrias.

Ranking das 250 maiores varejistas tem 3 brasileiras

Agência Estado

Há três empresas brasileiras no ranking das 250 maiores varejistas do mundo. A edição de janeiro da revista Stores, ligada à associação dos varejistas dos Estados Unidos, a National Retail Federation, traz o ranking das maiores redes varejistas em faturamento, entre as quais figuram Grupo Pão de Açúcar, em 92º lugar, Casas Bahia, na 131ª posição, e Lojas Americanas, esta pela primeira vez no ranking, em 200º lugar.

A 13ª edição da pesquisa Global Powers of Retailing, realizada pela Deloitte, considera as informações públicas divulgadas pelas empresas ao redor do globo. A atual edição tem como base o ano fiscal 2008, incluindo exercícios fiscais encerrados em junho de 2009.

O relatório relembra os impactos da crise financeira sobre a economia americana e a redução dos gastos por parte dos consumidores, que adotaram um padrão mais cauteloso, priorizando alimentos e itens de primeira necessidade a eletrônicos e objetos de decoração. As margens também encolheram, já que o índice de lucratividade (receita sobre vendas) caiu para uma média de 2,4% em 2008 contra 3,7% em 2007.

Ainda assim, as vendas combinadas das 250 empresas do ranking alcançaram US$ 3,8 trilhões, um aumento de 5,5% ante a edição anterior da pesquisa (base 2007). Do total, US$ 1,2 trilhão está nas mãos dos dez maiores, que concentram 30,2% do faturamento total, ante índice de 29,6% na versão anterior.

Wal-Mart continua à frente, seguido por Carrefour, desde o ano 2000. A rede alemã Metro pulou para a terceira colocação, à frente da britânica Tesco, ajudada pelo câmbio na conversão das moedas para o dólar. Schwarz Group, de origem alemã, subiu para a quinta posição, no lugar que era da americana Home Depot, que por sua vez ficou em sétimo. As outras empresas entre as dez mais são The Kroger (6º, EUA), Costco (8º, EUA), Aldi (9º, Alemanha) e Target (10º, EUA). O ranking completo pode ser visto no site da revista, em www.stores.org.

Micro e pequenas empresas salvam empregos em 2009

Texto de Dilma Tavares
da Agência Sebrae de Notícias

As micro e pequenas empresas foram as que mais geraram empregos com carteira assinada no País em 2009 e o maior saldo positivo é das empresas com até quatro empregados. Ao longo do ano, essas microempresas geraram 1.186.284 postos formais de trabalho. Mesmo considerando as perdas das demais empresas do segmento o saldo positivo é de 1.023.389.

O saldo total do País em 2009, no entanto, foi de 995.110 empregos - considerando as demissões de todas as empresas do País, incluindo médias e grandes, que tiveram um saldo negativo de 28.279 postos de trabalho.

Os dados foram extraídos pelo Sebrae do balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgado esta semana, e consideram como micro e pequenas empresas aquelas com até 99 empregados.

Os números mostram que, com exceção das atividades exercidas junto à administração pública, os micro e pequenos negócios lideraram, com ampla vantagem sobre os médios e grandes, a geração de postos formais de trabalho, puxada principalmente pelos setores de serviços, comércio e construção civil.

Do saldo total de empregos gerados pelas micro e pequenas empresas (1.023.389), o setor de serviços foi responsável pela criação de 431.891 postos - enquanto as médias e grandes geraram apenas 68.286. No comércio, as micro e pequenas geraram 287.672 e as médias e grandes, 9.485. Nessa área, se consideradas apenas as microempresas com até quatro empregados – sem as perdas das demais – a liderança ainda é maior: 378.255 postos. Na construção civil, os micro e pequenos empreendimentos geraram 186.273 empregos. Já as médias e grandes demitiram 9.088 trabalhadores.
“Em termos setoriais verificou-se uma expansão generalizada do emprego nas micro e pequenas empresas”, reforça o analista de estudos e pesquisas do Sebrae, Leonardo Mattar.

Os dados mostram ainda que as micro e pequenas empresas ampliaram a geração de empregos em todos os Estados e no Distrito Federal. Em números absolutos a maioria dos empregos foi gerada em São Paulo, com 299.264 postos de trabalho, enquanto as médias e grandes demitiram 21.691 trabalhadores. Em segundo lugar está Minas Gerais, com 110.681 postos enquanto as médias e grandes demitiram 20.073 trabalhadores. Na sequência estão o Rio de Janeiro, com 83.973 vagas; o Rio Grande do Sul, com 69.612; e o Paraná, com 67.079 postos.

“Esses resultados comprovam a importância econômica e social das micro e pequenas empresas”, diz a gerente de estudos e pesquisas do Sebrae, Raíssa Rossiter. Na sua avaliação, esse resultado reflete especialmente as políticas públicas voltadas para a redução das desigualdades sociais. Essas políticas ampliaram o poder de compra das classes C e D e fortaleceram o mercado interno, área de maior atuação do segmento.

“O grande desafio, agora, é ampliar a formalização e a prática da Lei Geral da Micro e Pequena empresa (Lei Complementar 123/06), que possibilita melhor ambiente de atuação para os pequenos negócios”, diz Raíssa. Além disso, lembra, são necessárias medidas que contribuam para aumentar a competitividade do segmento, de forma que ele possa enfrentar a concorrência do mundo globalizado. “São medidas essenciais para a manutenção dos empregos”, destaca.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias - (61) 3348-7256 e 33487494


www.agenciasebrae.com.br

Otimismo na indústria é o maior em 11 anos

Do G1.com

O otimismo entre os empresários da indústria brasileira é o maior dos últimos 11 anos, informou levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgado nesta terça-feira (26).

De acordo com o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), divulgado trimestralmente e que se tornará mensal a partir desta edição, o indicador ficou em 68,7 pontos em janeiro, resultado 2,8 pontos acima do registrado em outubro.

Em relação a janeiro do ano passado, o aumento é maior: ficou em 21,3 pontos neste mês contra fracos 47,9 pontos no mesmo período de 2009.

Segundo a entidade, o avanço do índice foi estimulado principalmente pela perspectiva das condições atuais da economia brasileira e da empresa em relação aos seis meses anteriores. O índice de condições atuais passou de 60,5 pontos em outubro para 62,7 pontos em janeiro. Assim, atingiu o maior valor de toda a série histórica, iniciada em 1999.


>>Leia mais

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

CARNAVAL 2010 - Conheça os pólos do Carnaval de Pernambuco no Agreste

ÁGUAS BELAS
Carnaval de Águas Belas terá conexão de etnias
A cidade de Águas Belas, no Agreste pernambucano, é reconhecida por preservar uma forte tradição cultural indígena. No passado, o território da cidade foi motivo de luta entre populações de índios Tupiniquins e Carajós. Hoje, o município mantém uma área reservada para a aldeia de índios Fulni-ô.
Durante o Carnaval, essa tradição se unirá à proposta da Fundarpe de uma troca de experiências entre as diversas cidades durante o Carnaval. Manifestações de origem européia e negra “ocupando” e conhecendo o território indígena da tribo Fulni-ô. Entre os grupos, o Fethxa apresenta o Samba de Coco e é formado por 15 índios que moram na aldeia de Águas Belas, e falam o Yaathé. Já a banda Fulni-ô, formada por 9 irmãos, leva a música e a dança típicas do povo para os palcos.
Acesso: BR-432 e BR-232
Distância da capital: 273 km
Clima: temperatura média anual de 26º C
População: 39.672 hab. est. IBGE/2009
Área: 886 km²
BEZERROS
Papangus invadem Bezerros no Carnaval
A Folia dos Papangus, com todo o seu mistério, cores e ritmos têm conquistado cada vez mais adeptos para o Carnaval de Bezerros. Cerca de 500 mil pessoas estiveram na cidade para conferir um dos principais destaques do Carnaval do Agreste pernambucano e o primeiro Carnaval temático do Brasil.
Em 2010, o tema da folia da cidade, “Cultura, cores e tradições”, entra em sincronia com o formato do Carnaval de Pernambuco fazendo uma referência à diversidade e ao intercâmbio cultural entre os municípios. Neste ano, a cidade contará com três pólos: o Pólo Cultural, em frente à prefeitura da cidade, o Pólo São Sebastião, na concentração do bloco dos papangus e o QG do Frevo, na Rua da Matriz, onde ficará localizado o palco de agremiações e atrações musicais selecionadas pelo edital da Fundarpe.
Acesso: BR-232
Distância da Capital: 114 Km
Rd: Agreste Central
Clima: semi-árido e média anual de 24°C
População: 56 mil habitantes
Área: 493 km²Infra-estrutura de municípios próximos: Gravatá e Caruaru
PESQUEIRA
Carnaval de Pesqueira vai além da tradição dos Caiporas
O município de Pesqueira, localizado no Agreste Central, a 215 km do Recife, oferece um Carnaval cheio de atrações para quem gosta do tradicional Carnaval de rua. A cidade, conhecida como a Terra dos Caiporas, na verdade, traz muito além dessa manifestação cultural. Pesqueira oferece a moradores e turistas várias expressões da cultura popular, como escola de samba, blocos e coquistas, que se apresentam, durante os quatro dias de folia, pelas ruas históricas do centro do município.Na cidade, os festejos momescos começam oficialmente na sexta-feira, véspera do Sábado de Zé Pereira, mas a brincadeira começa uma semana antes, quando Pesqueira recebe seu Baile Municipal.
Acesso:
BR - 232
Distância da capital: 215 Km
Rd: Agreste Central
Clima: média anual de 23 ºC
População: 61 mil habitantes
Área: 1.000 km²
Fonte: FUNDARPE

Pequena reflexão para segunda-feira:

"Construa sua vida aos poucos,lutando a cada dia e extraindo da vida o que ela tem de melhor:
a simplicidade"!
Orlando Ferraz

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

BNB disponibiliza crédito para o empreendedor de Santa Cruz do Capibaribe

O Banco do Nordeste – BNB firmou parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas - CDL de Santa Cruz do Capibaribe, desde o início de 2009 criando uma linha de crédito exclusiva para atender ao comércio local. O intuito da CDL é fortalecer ainda mais o empreendedorismo local, por isso que a parceria foi fechada com o BNB. A parceria está fortalecida e todas as sextas feiras um consultor da instituição financeira vem até a CDL para um encontro com os empresários da terra das confecções. Os atendimentos acontecem todas as sextas feiras na sede da entidade. Para a visita acontecer é necessário agendar com antecedência indo até a CDL ou ligando para o 81-3731-2850.

Confira a entrevista com Geraldo Valentim, Agente de Desenvolvimento do BNB!

Qual a importância dessa parceria?

Geraldo: É de extrema importância, pois isso facilita a interação das ações com o município. Santa Cruz do Capibaribe não tem agência do BNB e essa parceria nos traz até o município para marcar presença aqui na CDL e a facilidade desse pessoal agendar esses contatos. Nós atendemos a todos que nos procuram, só saio quando atendo a última pessoa.

Em questão de números, quanto o BNB já disponibilizou de crédito para a cidade?

Geraldo: O mês de dezembro foi muito positivo. Em 2009 tivemos um ano excelente. Nas micro e pequenas empresas nós batemos o recorde. Contratamos R$ 14.028 000,00 (catorze milhões e vinte e oito mil reais) abrangendo os 15 municípios que a agencia de caruaru cobre, mas Santa Cruz do Capibaribe teve o maior peso nesses números em decorrência dessa forte economia que a cidade tem.

E quais os tipos de serviços que o BNB oferece?

Geraldo: As pessoas que nos procuram aqui buscam principalmente informações sobre crédito e como abrir um pequeno negócio. Nosso atendimento é diversificado, mas a princípio buscamos entender a necessidade desse empreendedor que nos procura. Dentro dessa linha, nós oferecemos os produtos mais em conta.
Quais principais benefícios que o empresário tem quando busca o BNB?

Geraldo: Aqui ambos se conhecem, BNB e o empreendedor. As oportunidades são muitas, mas o nosso diferencial é a taxa de juros, que é menos de 1% ao mês. Creio que o cliente daqui está satisfeito com os nossos serviços, pois já nos foi pedido até uma agência para o município.

Para concluir, peço que convide os empreendedores locais para vir conhecer o BNB.

Geraldo:
Peço a todos os santacruzenses que venham nos visitar e ver o que realmente temos para oferecer. Aqui na CDL nós recebemos a todos e estamos a disposição para prestar todas as informações necessárias. Estamos aqui para ajudar você a incrementar o seu negócio.

Navio o ano inteiro na costa nordestina

Texto de Juliana Cavalcanti
do Diário de PE

Mesmo recente, o mercado de cruzeiros marítimos na Região Nordeste já está consolidado e segue para atrair roteiros durante todo o ano. É essa a expectativa da MSC Cruzeiros, que planeja ter um navio em definitivo operando no Nordeste nos próximos anos. A temporada 2009/2010 está sendo feita com paradas para embarque no Recife. Neste ano, serão mais de 30. Na próxima estação (2010/2011), o porto será Natal e a partir daí a empresa decidirá se mantém a capital do Rio Grande do Norte ou o Porto de Cabedelo, na Paraíba, como parada principal.

"O Nordeste comporta um navio o ano inteiro, mesmo no período de chuvas. O que temos que adequar agora é a questão operacional e de infraestrutura, porque a demanda já existe", ressalta André Portela, da Tambaú Operadora de Viagens, que faz a operação da MSC Cruzeiros na região.

Segundo Portela, serão embarcados 300 passageiros em cada parada feita no Recife até abril de 2010. O número não é maior pela falta de infraestrutura do Porto do Recife, que dificulta questões como embarque e desembarque.

>>Leia Texto Completo

Valor que Brasil libera ao Haiti


Do R7.com

Os R$ 375 milhões que o Brasil destina para ações Haiti representam 21,5% de tudo o que o governo do país caribenho arrecadou em 2008, de acordo com a última estatística disponível.

A receita do Haiti nesse ano foi de R$ 1,7 bilhão (US$ 967,5 milhões), segundo dados reunidos pela CIA (inteligência americana). O país mais pobre das Américas foi devastado na última semana por um forte terremoto. Estimativas apontam que até 200 mil pessoas podem ter morrido na tragédia.

Desde o tremor, a comunidade internacional tem se empenhado em ajudar o Haiti. Segundo o governo da vizinha República Dominicana, a reconstrução vai custar pelo menos R$ 17 bilhões. A União Europeia, o maior doador até o momento, já anunciou um repasse de R$ 1 bilhão ao país.

A primeira tarefa, no entanto, ainda é recolher milhares de mortos que ainda estão pelas ruas e fazer chegar comida, água e medicamentos a milhares de desabrigados pelo tremor. A ONU disse que o terremoto é a maior tragédia humanitária das últimas décadas.

>>Leia mais

Estudo aponta o Brasil como a 5ª economia mundial em 2030


Do G1.com

O Brasil será a quinta maior economia do mundo em 2030, pelos cálculos da consultoria PricewaterhouseCoopers, divulgados na quinta-feira (21), em Londres. Até lá, o país terá ultrapassado gigantes como Alemanha, Reino Unido e França.

Os prognósticos econômicos indicam ainda que até 2020 o Produto Interno Bruto (PIB) do grupo de sete maiores emergentes - chamado E-7 e formado por China, Índia, Brasil, Rússia, México, Indonésia e Turquia - será maior do que o do G-7. Cinco das dez maiores economias, até 2030, serão países hoje tidos como emergentes.

O relatório leva em consideração o ritmo de crescimento e a valorização média das moedas de cada país para traçar perspectivas de médio e longo prazos. Para a PricewaterhouseCoopers, E-7 e G-7 terão pesos equivalentes por volta de 2019. A diferença de riquezas vem caindo - em 2000, o PIB dos sete países mais ricos do mundo era o dobro dos países hoje considerados emergentes pela consultoria - e, este ano, deve sofrer sua maior redução: 35%.

Após a ultrapassagem, a distância seguirá aumentando: em 2030, o E-7 será 30% mais rico que Estados Unidos, Canadá, Japão, Alemanha, França, Reino Unido e Itália (G-7).

>>Leia mais

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Tarifa Social de energia elétrica é ampliada


Do Diário PE on line

Pelo menos 22,5 milhões de famílias brasileiras poderão pagar menos pela conta de luz. A lei que define o cálculo da Tarifa Social de Energia Elétrica, criada em 2002 para oferecer descontos para moradias de baixa renda, foi sancionada ontem pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Já estão em vigor descontos que variam de 10% a 65%, de acordo com o nível de consumo de energia do morador. Pela lei, todos os consumidores com renda de até meio salário mínimo per capita e cadastrados nos programas sociais do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome serão beneficiados.

Para consumo até 30kWh/mês, o desconto é de 65%. Na faixa entre 31kWh/mês e 100kWh/mês, fica em 60%; já entre 101kWh/mês e 220kWh/mês, 10%. Índios e quilombolas com consumo de até 50kWh/mês estarão isentos de pagamento. O universo de famílias beneficiadas no país, segundo o Ministério de Minas e Energia, vai aumentar em cerca de 3 milhões, de 19,4 milhões para 22,5 milhões.

>>Leia mais

PIB dos emergentes vai passar o dos desenvolvidos

Do R7.com

O PIB (Produto Interno Bruto, que é a soma de todas as riquezas produzidas pelo país) total dos sete maiores países emergentes (E7) superará em 2020 o do G7 dos países mais industrializados - impulsionado principalmente pela China, que tirará o lugar dos Estados Unidos como primeira economia mundial - informou a consultora PricewaterhouseCoopers em um relatório divulgado nesta quinta-feira (21) .

- O motor do fortalecimento do E7 é o rápido crescimento da China. Apesar de esperarmos que este crescimento se desacelere progressivamente nos próximos 20 anos, a China provavelmente destronará os Estados Unidos e ocupará o lugar de primeira economia mundial por volta de 2020.

O peso relativo do "E7" (China, Índia, Brasil, Rússia, México, Indonésia e Turquia) na economia mundial provavelmente deve superar também em 2020 o d G7 (Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Grã-Bretanha, Itália e Canadá).

A PwC assinala que, em 2000, o PIB do G7 era o dobro do PIB do E7. Mas, durante a última década, os emergentes se aproximaram dos desenvolvidos e o processo acelerou com a crise econômica.

A distância entre o G7 e o E7 se reduzirá a 35% este ano e desaparecerá totalmente no final da década, segundo os cálculos da consultora.

A tendência continuará durante a década seguinte e espera-se que em 2030 a classificação das dez maiores economias mundiais seja ocupada na seguinte ordem: China, Estados Unidos, Índia, Japão, Brasil, Rússia, Alemanha, México, França e Grã-Bretanha.

Agreste pernambucano sofre com chuvas fortes


Do PE360graus

Nas rodas de amigos, tem um assunto que virou preocupação este mês e tem dominado as conversas. Janeiro deveria ser um mês de sol e praia, mas não tem sido assim. No dia 20, faltando 11 dias para o fim do mês, o volume de chuva já é 16% maior do que a média prevista para todo janeiro. A informação é do Instituto Nacional de Meteorologia do Recife.

E não é só na Região Metropolitana que está chovendo muito. Em Gravatá, no Agreste, o excesso de água causou destruição. Na Travessa da Paz, bairro da Boa Vista, em Gravatá, a casa de Maria José da Silva foi ocupada. “Começou a chuva, e fui avisar à vizinha, para ela abrir a porta para deixar a água passar. Quando voltei, a casa já tinha sido invadida pela água e levado tudo”, contou.

De acordo com a Defesa Civil do município, isso acontece porque as casas estão em uma área considerada de risco, uma vez que foram levantadas em cima de uma galeria de esgoto. “A população vem construindo casas em cima das galerias, ocasionando o estreitamento das caixas de calhas de água”, falou o coordenador de Defesa Civil, Edmar Esteves.

Algumas famílias passaram a noite acolhidas em abrigos disponibilizados pela prefeitura, e outras também passaram a noite na casa de parentes.

Em Caruaru, também no Agreste, a água e a lama invadiram as casas. O trânsito ficou complicado na BR-104, e os motoristas tiveram que tomar mais cuidado na estrada. A chuva foi tanta que aumentou o nível do rio Ipojuca, perto da ponte do Riachão.

“A chuva encheu toda minha casa de água e lama. Quanto mais tirava água, mais entrava, sujando tudo. Não teve como evitar”, disse a costureira Vanúzia Souza. O coordenador de Defesa Civil de Caruaru, tenente-coronel João Bosco, disse que não haverá maiores transtornos. “Eu entrei em contato com Belo Jardim, e nos informou que as barragens de Pedro de Moura e Bitury não estão sangrando. Então, isso é uma boa notícia aqui para Caruaru”, concluiu.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Comissão do Distrito Industrial de Santa Cruz se reune novamente


O encontro aconteceu na tarde de segunda-feira (18) na Secretaria de Educação Cultura e Esportes, de Santa Cruz do Capibaribe. Os membros da Comissão debateram pontos em relação das condições de aquisição do local onde será construído o Distrito.

Na ocasião, pontos importantes foram discutidos pelos participantes e deverão ser trabalhados pela subcomissão formada pelo Presidente, Toinho do Pará, Vice-Presidente Walmir Ribeiro e mais dois nomes sugeridos pela equipe.

Também foram estabelecidos alguns critérios e formas para a concessão de espaços no Distrito Industrial e de que modo a população interessada poderá participar do processo. A data para o início dessas ações será submetida a análise em reunião marcada pela subcomissão. O próximo debate entre o grande grupo ficou previamente marcado para o dia 25 de janeiro.

Fonte: Assessoria da prefeitura
Foto: G2 comunicação

Previdência urbana teve saldo positivo pela primeira vez em 24 anos


Do G1.com

O ministro da Previdência, José Pimentel, afirmou nesta quarta-feira (20), no programa “Bom Dia Ministro”, que a previdência pública urbana encerrou o ano passado com saldo positivo pela primeira vez desde 1985.

“A previdência urbana, que é contributiva, caminha para ser financeiramente equilibrada”, afirmou. “Em 2009 a previdência urbana arrecadou R$ 179,900 bilhões, enquanto a folha somou R$ 176,300 bilhões. Portanto nós fechamos 2009 com saldo positivo na parte urbana. De 1985 para cá é a primeira vez que isso acontece”. Segundo o ministro, os resultados “tiram de uma vez por todas essa ideia de rombo (nas contas da Previdência Social)”.

Os benefícios na área rural, no entanto, tiveram déficit de mais de R$ 39 bilhões no ano passado, com arrecadação de R$ 4,6 bilhões e pagamentos de R$ 44,170 bilhões. De acordo com Pimentel, a previdência “jamais” terá condições de se pagar.

“Faltaram R$ 40 bilhões para fechar a conta rural. E essa será sempre subsidiária pela sociedade e pelo governo federal. Porque a contribuição aqui é sempre um percentual em relação à comercialização da produção”, disse ele.

Cai a inadimplência das empresas

Do R7.com

A inadimplência das empresas recuou 7,6% em novembro de 2009, segundo informa o Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Inadimplência das Empresas. Foi a sétima queda mensal consecutiva, e a inadimplência chegou a 102,1 pontos – nível considerado positivo pela entidade.

O não pagamento das empresas havia subido significativamente durante a crise. Agora, acreditam os economistas do Serasa, há sinais de que a inadimplência prosseguirá em queda ao longo de todo o primeiro semestre de 2010.

Brasil criou 1,1 milhão de empregos em 2009, diz ministro


Da Folha PE on line


O Brasil fechou o ano com saldo de 1,1 milhão de novos empregos, cerca de 350 mil a menos que em 2008. A estimativa é do ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, que deve apresentar os números oficiais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) na segunda quinzena de janeiro.

A entrevista com o ministro Carlos Lupi vai ao ar hoje (4) durante o telejornal Repórter Brasil, a partir de 21h na TV Brasil.

O número é o segundo menor desde o início do governo Lula, superando apenas 2003, quando o saldo foi de 645 mil novos empregos. No entanto, segundo Lupi, o resultado está acima das expectativas para um ano ainda sob os efeitos da crise financeira internacional e “surpreendeu a todos os pessimistas”.

Até o novembro, o Caged registrou 1,4 milhão de empregos em 2009, mas as demissões de trabalhadores temporários em dezembro devem reduzir o total de vagas criadas no ano em cerca de 300 mil.

“Todo dezembro temos uma média de 300 mil negativos. O ano passado foi atípico, com 650 mil empregos a menos no mês, mas este ano acredito que fique entre 200 [mil] e 300 mil, o que vai fazer com que o saldo anual fique positivo entre 1,1 milhão e 1,15 milhão”, disse o ministro hoje (4) à Agência Brasil após gravar entrevista nos estúdios da TV Brasil.

Segundo Lupi, apesar dos reflexos da crise na economia brasileira, fatores como o controle da inflação, o aumento do poder aquisitivo do salário mínimo e a demanda interna seguraram a geração de postos de trabalho no país no ano passado.

O ministro destacou a criação de empregos no comércio e nos serviços e em setores que haviam demitido muito no auge da crise. “A construção civil recuperou-se bem no fim do ano e a indústria, que começou 2009 muito mal, demitindo muito, recuperou-se e vai começar 2010 muito positiva”, avaliou. A expectativa de Lupi é que em 2010 o Brasil crie 2 milhões de postos de trabalho.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A armadilha do pagamento mínimo do cartão de crédito


Do Diário PE

Quem costuma pagar o valor mínimo sugerido pela administradora de cartão de crédito, quase sempre em torno de 15% do valor total da fatura, entra numa dívida muito mais alta, pois o juro sobre o saldo devedor é de aproximadamente 13% ao mês. A informação é do economista da CBS Consultoria Financeira, Emerson Castello Branco Simenes.

Segundo ele, pagar o mínimo é o mesmo que cair numa armadilha. De acordo com seus cálculos, numa situação hipotética, uma pessoa com fatura de R$ 1 mil para pagar e sugestão pela administradora de parcela mínima de R$ 150 para pagamento, terá um saldo devedor de R$ 960,50 para o vencimento seguinte sobre a parcela que restou da fatura, de R$ 850.

Simenes calcula ainda que uma pessoa que quiser quitar uma dívida de R$ 1 mil pagando só os valores mínimos sugeridos, todos os meses, vai levar 30 anos e meio para terminar de pagar um montante de R$ 3,797 mil. “Claro que a hipótese é absurda”, admitiu o economista, já que ninguém aceitaria pagar as parcelas mínimas por tanto tempo. Mas ele advertiu para a importância de se quitar a fatura total. “Pagar o mínimo do cartão é como enxugar gelo.”


De acordo com ele, a taxa de juros dos cartões de crédito é a mais extorsiva do mercado financeiro. Além disso, a administradora ganha também com o aluguel das máquinas e a anuidade cobrada sobre os cartões. Simenes acredita que pode haver uma redução nas taxas dos cartões já que a taxa básica de juros (Selic) caiu 36,36% em 2009, com redução de 13,75% para 8,75% ao ano.


Informe


Abertas as inscrições para o Projovem Adolescente


O Projovem Adolescente, programa federal coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento Social de Santa Cruz do Capibaribe que beneficia adolescentes de 15 a 17 anos, está com inscrições abertas até o dia 29 de janeiro.

Os interessados devem procurar a Secretaria na Rua Cabo Otávio Aragão, 569, ou o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) na Rua Padre Estima, 140, ambos no centro da cidade e levar documentação pessoal, comprovante de endereço, declaração escolar e cartão do Bolsa família, já que 70% das vagas são exclusivas para jovens beneficiados pelo programa.

O Projovem tem como objetivo realizar ações que proporcionem alternativas para que os jovens enfrentem as situações de vulnerabilidade social e, ao mesmo tempo, desenvolvam suas potencialidades e estimulem o convívio social, familiar, a participação cidadã e a formação técnica para o mercado de trabalho, através de uma série de atividades. Em Santa Cruz do Capibaribe, o programa oferecerá oficinas de jiu-jitsu, judô, produção de vídeo comunitário, capoeira, dança e percussão, além de conteúdos socioeducativos.

O programa contará com 16 núcleos nos bairros e distritos da cidade, cada um com aproximadamente 25 adolescentes.

Dúvidas e informações pelos telefones 3731-2982


Atenciosamente,
Assessoria da Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento Social (SEDEPS)
(81) 3731-2982
Rua Cabo Otávio Aragão, 412 - Centro - Santa Cruz do Capibaribe
assessoriasedep@bol.com.br

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Novas possibilidades de um voo para unir continentes

A FECOMERCIO se reuniu com entidades representativas e gestores do setor de turismo para discutir possibilidades de um vôo Recife – Luanda. O objetivo da criação desse voo é para impulsionar o comércio do Pólo das Confecções do Agreste de Pernambuco. A capital da Angola, continente Africano tem se tornado uma forte consumidora dos vestuários produzidos aqui na região. O país se recupera de uma guerra de mais de 30 anos e se desenvolve a passos largos para se reconstruir.

>>Veja matéria completa da criação desse voo aqui

Santa Cruz do Capibaribe terá representatividade na nova diretoria do SINDVEST-PE


O Sindicato do Vestuário de Pernambuco – Sindvest-PE se reuniu recentemente para escolher sua nova diretoria, sob comando do presidente Adenísio Vasconcelos.


Toda a diretoria, com 12 empresários, para a próxima gestão será composta por integrantes meramente do Pólo das Confecções do Agreste de Pernambuco, que agrega as cidades de Caruaru, Toritama, Surubim e Santa Cruz do Capibaribe.

Santa Cruz do Capibaribe será fortemente representada nessa diretoria com empresários ligados as entidades representativas da cidade como, como a Associação dos confeccionistas – ASCAP e Câmara de Dirigentes Lojistas - CDL.

Dentre os diretores representantes das entidades da Terra das Confecções estão, João Neto, primeiro diretor de serviços e produtos, Arnaldo Xavier, segundo diretor financeiro e Áurea Xavier, segunda diretora de eventos da CDL Santa Cruz do Capibaribe.

Abertura de empresas cresceu 14% em 2009


Do JC on line

O empreendedorismo em Pernambuco cresceu cerca de 14% ao longo do ano passado. Dados da Junta Comercial do Estado (Jucepe) apontam que durante o período foram abertas 19.724 empresas contra 17.274 em 2008. O bom desempenho deve-se ao alto índice de formalização de microempresas, ou seja, com faturamento anual de até R$ 240 mil. O segmento ganhou 15.689 dos novos empreendimentos. Somada a abertura de 757 empresas de pequeno porte (com faturamento de até R$ 2,4 milhões), as MPEs responderam por 83% do total de negócios que decolaram durante o ano em Pernambuco.

Conforme avalia o secretário-geral da Jucepe, José Armando Rodrigues, a boa fase da economia local justifica os números. “Quando um grande empreendimento aporta no Estado, toda uma cadeia de pequenos negócios surge para abastecê-lo. E apesar da crise financeira, Pernambuco permaneceu sendo um canteiro de obras”, explica. Dentre as 19.724 novas empresas, o maior número foi de empresas individuais: 11.754, seguido de limitadas: 7.862.

Além da conjuntura econômica favorável, ele acredita que abertura de dois novos escritórios da Jucepe no interior do Estado (Araripina e Serra Talhada) ajudaram a incentivar a formalização. Apesar disso, a Região Metropolitana do Recife ainda se mostrou como polo concentrador de novos empreendimentos. Somente seis municípios (Recife, Olinda, Jaboatão, Paulista, Cabo e Ipojuca) foram responsáveis pela abertura de 8.564 das 19.724 empresas. Os demais 11.160 empreendimentos inaugurados estão divididos em 179 cidades do Estado.

Dentre os desafios para reverter o quadro está ampliar a regulamentação municipal da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, que completou três anos de vigência no ano passado com adesão de apenas 17% dos municípios pernambucanos.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Escolhas...



Quem sabe fazê-las e acertar sempre?

Acreditar na possibilidade e não querer perder a oportunidade de deixar

para amanhã a vontade de hoje.

Não se pode pensar que determinada atitude fará de você melhor ou pior, ou ainda,

que diante da mesma haverá um sentimento recíproco e reconhecimento...

Pessoas vivem em mundos, realidades, costumes, crenças e valores extremamente diferentes

os quais devemos apenas respeitar...

O tempo explica muita coisa e a paciência deve continuar a ser a virtude mais visitada

por todos os seres humanos!

É como já dizia o tricampeão de Fórmula I Ayrton Senna:


"Perseverança, dedicação e desejo, são essenciais para alçarmos nossos objetivos"!

Abençoada semana para você!

Diretores da CDL de Santa Cruz do Capibaribe visitam UNICRED em Caruaru


Na última quarta-feira (13), componentes da diretoria da CDL local, como: Fábio Lopes - Presidente, Isac Aragão – Presidente do Conselho Consultivo, Ricardo Verçosa - Membro do Conselho Consultivo, participaram de uma reunião, na CDL de CARUARU, com as presenças do Sr. Adjar Soares Presidente da mesma, os Gerentes da UNICRED - Caruaru, Charles e Marcelino e Marcos representante da UNICRED em Recife, para discutirem a viabilidade de instalarem uma unidade de negócios em Santa Cruz do Capibaribe.
Como propostas foram apresentadas menores taxas de juros, e serviços diferenciados para os comerciantes santacruzenses.
“A reunião foi muito positiva e nós membros da CDL de Santa Cruz estamos muito animados com esta possível instalação da UNICRED, suas propostas e o interesse da entidade em vir para nossa terra”, enfatizou Fábio Lopes.
UNICRED: É uma instituição financeira monitorada efiscalizada pelo Banco Central e administrada pelos próprios cooperados,através da Diretoria Executiva, Conselhos de Administração e Fiscal,eleitos pelo voto direto.

CDL - JOVEM realiza 1ª reunião ordinária em 2010


No dia 14/01, na sede da CDL, aconteceu a 1ª reunião ordinária da CDL JOVEM em 2010.
A diretoria teve como intuito divulgar e tratar o seu PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, no qual foi apresentado a MISSÃO, a VISÃO, os PONTOS FRACOS e FORTES, como também, os OBJETIVOS e AÇÕES a serem realizadas no biênio (2010/2011).
O encontro teve a participação dos diretores: ISAC FILHO, PEDRO PHILLIPE, GUSTAVO MESTRE, CARLOS ANTÔNIO, EMERSON FERREIRA, CESAR TELES, JAILSON RIBEIRO, VINÍCIOS NUNES e HÉLIO FILHO, como dos convidados: PAULO, MAGDA e IGOR.

sábado, 16 de janeiro de 2010

Desenvolvimento ainda é lento no interior do Estado

Do Jc On line

Dados apresentados ontem pela AD Diper revelam que mais de 50% dos investimentos no Estado ainda ficam na Região Metropolitana do Recife

A interiorização do desenvolvimento, uma das principais bandeiras do governo do Estado, tem um longo caminho a percorrer antes de ser comemorada como realidade. Dados apresentados ontem, durante o lançamento do Sinal Econômico, boletim trimestral da chegada de novos empreendimentos editado pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), mostram que ao final de 2009, a participação de outras regiões na captação de projetos de grande porte ainda é pequena.
A área Metropolitana concentra 50,8% dos investimentos previstos, que representam R$ 526,4 milhões. A Mata Sul, segunda área em atratividade, detém menos da metade desse montante. Em geração de empregos, todas as regiões somadas respondem por apenas um terço dos 9.581 postos que serão criados nos próximos anos.

A própria pesquisa admite que interiorizar o desenvolvimento anda mais lento do que o esperado. “O resultado obtido até o momento, ainda que abaixo do ideal para essas regiões, representa uma mudança significativa frente ao comportamento de anos anteriores”, diz o boletim, aliviando parte do impacto provocado pelos números que apresenta.
De fato, houve melhora em relação a 2007, primeiro ano de gestão do atual governo e de início dos trabalhos de captação de empreendimentos para fora do Grande Recife. Porém, ao longo de 2010, o desafio será ainda maior, pois, em vez de avançar, terá que retomar índices de 2008.

No ano pré-crise, a Região Metropolitana recebeu 43,1% dos investimentos – ou R$ 1,04 bilhão em valores. O Agreste ostentava 26,6% e a Mata Sul 16,39%. Quanto aos empregos gerados, o Grande Recife concentrou 41,56% (e não 66,14% como em 2009). Ao todo, em 2009 houveram R$ 1,03 bilhão em empreendimentos anunciados, menos da metade do montante captado em 2008 (R$ 2,4 bilhões). Sinal de que a parada na chegada de novos investimentos no começo do ano, imerso nos reflexos do último grande abalo na economia mundial, puxou para baixo o ritmo de atração de empreendimentos.

Os Sertões do Moxotó e do Pajeú, que em 2008 comemoraram a chegada de quatro empresas, viram os interesses minguarem no ano passado. Ninguém apareceu para investir nessas regiões. O presidente da Ad Diper, Jenner Guimarães, comentou que algumas regiões não apresentam vocação para receber determinados empreendimentos industriais. Para essas áreas, explicou, a saída mais interessante seria fomentar negócios em vez de buscar captação de investimentos.

Já no Sertão do São Francisco, houve aumento, de três para quatro grupos, que irão aplicar cerca de R$ 41,6 milhões. Isso representa 5,26% de participação no total de aportes previstos para Pernambuco. É doze vezes menos do que chegou para o Grande Recife.

Ainda assim, os números são comemorados pelo governo. Eles citam como exemplo o caso do Agreste Central. Em 2007, nenhuma empresa anunciou investimento por lá. Já em 2009, nove negócios apresentaram planos para a área que compreende municípios importantes – como Caruaru, Belo Jardim, Toritama, Santa Cruz do Capibaribe e Taquaritinga do Norte. Trata-se da segunda região em Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Só que em 2008, foram 16 novos negócios. O cenário atual, em valores, significa R$ 115,5 milhões a serem injetados na economia local. Em empregos, são 565 postos. O Grande Recife receberá 6.611.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Confira mudanças para o Imposto de Renda em 2010

Do Portal PE 360 graus

Está disponível no site da Receita Federal a versão de teste do programa de declaração 2010. O contribuinte pode sugerir mudanças até esta sexta-feira (15). As declarações definitivas só serão cobradas em março e as alíquotas serão as mesmas de 2009.

Serão cobrados 7,5% para quem ganha anualmente entre R$ 17.217,09 e R$ 25.800; 15% para quem recebe até R$ 34.400,40; 22,5% para quem recebe até R$ 42.984 e 27,5% para quem recebe acima desses valores.

A partir deste ano, o contribuinte que tem dependente paga pensão alimentícia ou plano de saúde para outra pessoa será obrigado a informar, além do valor gasto, o nome, CPF e data de nascimento do favorecido.

Essas informações devem ser preenchidas na seção “alimentando”, criada nesta nova versão do programa

Alexandre Rêgo, delegado-adjunto da Receita Federal, explica que são utilizadas essas informações para cruzar com outros dados. Quando o resultado não apresenta discrepâncias, o contribuinte não precisa ser chamado para dar satisfações.

Livros usados na volta às aulas


Os estudantes e pais de alunos estão na corrida da compra do material escolar para o ano letivo de 2010. Em Santa Cruz do Capibaribe, os alunos das escolas e creches públicas terão uma surpresa na volta às aulas. A Campanha da CDL Jovem da cidade conseguiu arrecadar quase seis mil livros e está distribuindo todos nas escolas. Uma grande jogada do presidente da entidade jovem, Isac Filho junto com a diretoria da CDL Jovem percorreu as escolas particulares da cidade para pedir que os estudantes das respectivas instituições pudessem realizar suas doações.

Pernambuco pode enviar bombeiros para ajudar nos trabalhos do Haiti

Do Diário PE

Pernambuco pode enviar 25 bombeiros, treinados em situações de emergência, para ajudar nos trabalhos de resgate e salvamento das vítimas do terremoto ocorrido no Haiti na última terça-feira (12). A cooperação da equipe pernambucana foi solicitada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao governador Eduardo Campos durante audiência nesta quinta-feira (14), em Brasília.

O envio das tropas depende apenas da confirmação do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Além dos bombeiros, o governador ofereceu os serviços dos policiais das companhias independentes como a Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe) e a Companhia Independente de Operações e Sobrevivência na Caatinga (Ciosac), além de outros policiais treinados pela Força Nacional, para o patrulhamento nas áreas atingidas.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Felicitações a Isac Filho


Hoje quem faz idade nova é um jovem de um caráter e uma simplicidade inigualáveis. Todos os abraços para o presidente da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe, Isac Filho. Ele que com o seu carisma encanta quem o conhece. Isac vem desenvolvendo um belo trabalho a frente da entidade jovem e busca mais parcerias com o poder público para dar continuidade a atividades que irão revolucionar Santa Cruz do Capibaribe.

Todos nós que fazemos o Blog da CDL e a entidade da Terra das Confecções, lhes desejamos muitas felicidades hoje e sempre!

Varejo otimista aposta na geração de empregos


Do Diário PE

As boas vendas no final do ano passado influenciaram positivamente no comércio varejista. Em sondagem da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Pernambuco (Fecomércio-PE), quase metade dos entrevistados (48%) espera que a economia do estado cresça mais do que a do Brasil. Um dos reflexos desse otimismo é a geração de empregos no comércio. O levantamento mostra que cerca de 54% das empresas contrataram mão de obra temporária e 70% delas pretendem incorporar ao seu quadro parte desse pessoal. Ao todo, um terço dos temporários conseguiram o registro na carteira profissional.

A sondagem mostra que mais de 48% acreditam que a economia de Pernambuco crescerá mais que a do Brasil, 44% esperam uma taxa igual a nacional e somente 7,5% dos entrevistados admitem crescimento menor. Tal resultado não foi influenciado pelo desempenho nas vendas da primeira semana do ano, segundo Luiz Kherle, consultor da Fecomércio-PE.

"Perguntados sobre como as vendas estavam em relação ao início de 2008, as respostas indicam um pequeno avanço neste ano, na medida em que 36% registraram aumento, contra o mesmo percentual de 32% tanto para os que informaram vendas iguais quanto para os que admitiram vendas menores", diz. "Considerando que em janeiro de 2009 o comércio enfrentava uma crise, tais respostas não apontam para um desempenho tão bom. O mais provável é que esse otimismo venha das vendas de fim de ano", acrescenta o consultor Luiz Kherle.

>>leia mais

Pernambuco poderá ganhar mais uma multinacional


Do Diário PE on line

Pernambuco deve abrigar uma multinacional no setor de medicamentos, tão grande ou maior que a suíça Novartis, já em fase de instalação no polo farmacoquímico de Goiana, a 63 quilômetros do Recife. Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho, executivos da nova empresa estão vindo a Pernambuco para conhecer a área e comunicar a decisão de investir no polo. “Trata-se de uma multinacional do mesmo porte ou maior que a Novartis, mas ainda não podemos divulgar o nome”, despistou ontem Bezerra Coelho, durante o lançamento da revista Sinal, na Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).

A atração de outro empreendimento de porte daria mais peso ao polo, que tem como âncora a Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás). A estatal já havia iniciado as obras mas teve que relicitar os projetos. O cronograma agora prevê o início do funcionamento em 2014, após montagem dos equipamentos e validação. A fábrica da Hemobrás, orçada em R$ 540 milhões, terá 48 mil metros quadrados e será a maior da América Latina.

Microempreendedor de todo país poderá se formalizar em 8 de fevereiro

Texto de Alexandro Martello
do G1.com

A partir do dia 8 de fevereiro, os microempreendedores de todo o país poderão dar início ao seu processo de formalização.

Até o momento, o processo de formalização está disponível somente para Distrito Federal, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Espírito Santo e Ceará. Dados do Ministério do Desenvolvimento mostram que, até o dia 10 de janeiro, mais de 126 mil microempreendedores já se formalizaram.

"Todo o país vai poder ter acesso. Vai ser de um impacto muito maior", disse Lupatini, acrescentando que as visitas ao Portal do Empreendedor, por meio do qual é feito o processo de formalização, já beiram os 3 milhões.

>>Leia como será todo o processo aqui!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Receita libera lista de restituição do IR de Pessoa Física de 2004




Pouco mais de 70 contribuintes que entraram na malha fina há seis anos receberão dinheiro do Fisco. A Receita Federal libera amanhã (13) consulta a um lote restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2004. A relação dos beneficiados estará disponível na página da Receita na internet (www.receita.fazenda.gov.br). Quem não tiver acesso à internet pode fazer a consulta pelo telefone 146.

Depois de investigar os contribuintes que caíram na malha fina, a Receita constatou que 75 pessoas físicas terão restituição, no total de R$ 170,6 mil. Além disso, 124 contribuintes terão imposto a pagar, no total de R$ 290,6 mil e quatro contribuintes não terão imposto a pagar nem a receber. As restituições serão pagas no dia 21. O dinheiro terá correção de 75,49%, correspondente à variação da taxa Selic, a taxa básica de juros, entre maio de 2004 e este mês.

O dinheiro será depositado no dia 15 nas contas bancárias informadas na declaração do Imposto de Renda. O contribuinte que não tiver informado o número da conta deve comparecer a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os números 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Instituto de Pesquisa revela que Brasil pode erradicar a pobreza extrema


O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA divulgou ontem, 1201 um estudo onde revela que o Brasil pode acabar com a pobreza extrema no país até o ano de 2016. O estudo foi elaborado em parceria com a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. A pesquisa trata como pobreza extrema, famílias que recebem até 25% de um salário mínimo por mês e pobres absolutos são os cidadãos que ganham até meio salário mínimo.

O estudo revela ainda que o feito só será possível se o país manter o ritmo dos últimos cinco anos. “O estabelecimento de uma nova lei que regule a responsabilidade e o compromisso social, com metas, recursos, cronogramas e coordenação, se mostra importante para que o Brasil possa chegar a alcançar indicadores sociais observados atualmente nos países desenvolvidos. Tudo isso, é claro, sem retrocessos em termos de maior participação da sociedade na formatação, monitoramento e controle das
políticas públicas”, diz o relatório.

Fazendo acontecer 2010


Parcerias são de grande valia para contribuir com o progresso

O ano se inicia e a CDL de Santa Cruz do Capibaribe preocupada em ampliar seus projetos, e na busca por novas parcerias, como também em solidificar os convênios já existentes, continuará recebendo o importante apoio da Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional – FADIRE para que juntas possam dar sentido ao bem comum da sociedade santacruzense.
Em reunião, na noite de ontem (12), na sede da CDL, diversos ajustes foram acordados, veja alguns:
  • A FADIRE irá apoiar as Campanhas de datas comemorativas promovidas pela CDL;
  • Quando solicitada a faculdade indicará temas para Palestras, cursos e concursos na cidade voltados para a economia local;
  • Descontos para associados CDL alunos da FADIRE, seja, na Graduação ou Pós no valor de 10%;
  • Participação do corpo docente da FADIRE na publicação de artigos semanais para o Blog da CDL;
  • Pesquisas de índices econômicos serão produzidas pelos alunos para que assim sirvam de referência, entre outros.
A CDL preza pelo desenvolvimento da cidade e busca incessantemente formas de contribuir para o aprimoramento local.
Este foi o primeiro passo em 2010, mas aguardem que tem muito mais para acontecer!

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

CDL Santa Cruz do Capibaribe firma parceria com Faculdades locais e oferece cursos de aperfeiçoamento gratuito

A CDL Santa Cruz do Capibaribe entrou com uma parceria junto a Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional – FADIRE para divulgar à comunidade local cursos de aperfeiçoamento de graça, que a FADIRE está oferecendo na primeira Semana de Desenvolvimento Profissional da instituição.
O intuito das entidades é tanto criar um elo de responsabilidade social e se envolver com a sociedade como também colocar em evidência os cursos oferecidos pela faculdade.
Os cursos oferecidos são todos ligados a áreas pertinentes a economia da confecção, visando assim a valorização do Arranjo Produtivo Local aqui do Pólo das Confecções do Agreste.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Economia de 2010 começa aquecida em Santa Cruz do Capibaribe

Praticamente a primeira feira do ano, a cidade de Santa Cruz do Capibaribe teve um dia de alta na economia da confecção. O Moda Center Santa Cruz, local onde acontece toda movimentação financeira do município, ficou com o estacionamento lotado de carros e ônibus. Muitos compradores vindos de todo Brasil transitavam em meio aos corredores de boxes adquirindo o que Santa Cruz do Capibaribe tem de melhor. Confecções de qualidade e preço muito acessível.


Esguarnecidos pelos comerciantes, os boxes e lojas com distintos tipos e modelos de vestuários agradou em cheio aos compradores que já nessa primeira feira fizeram bons negócios. Para a cliente Antônia Maria, de Teresina-PI vir comprar no Moda Center é sinônimo de bons negócios. “Aqui nós encontramos mercadoria que não deixa a desejar a roupas de outros lugares, como Fortaleza ou São Paulo. Mensalmente eu estou por aqui e venho muito satisfeita, porque aqui somos bem recebidos e compramos tudo que há de melhor em confecção”, concluiu.

Com os grandes centros urbanos superlotados e violentos, Shopping Centers do Brasil disputam interior para estimular o consumo varejista


Desde a década de 1990, o brasileiro começou a ganhar um poder maior de consumo e comércio varejista tem prestado atenção a esse público. As redes de shoppings centers do Brasil tem se dado conta e buscado esses novos consumidores de um interior não muito distante.

A rede de shopping Iguatemi, por exemplo, visa levar seus centros de compras a cidades com pouco mais de 300 mil habitantes, disputando com outra grande rede de shopping, o Multiplan.

De acordo com a Associação Brasileira de Shopping Centers – ABRASCE, no decorrer dos próximos dois anos serão abertos no Brasil 25 grandes centros de compras pelo interior do país, enquanto que nas capitais, apenas 14 serão inauguradas.

>>Leia mais