Topo

Topo

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Ficha Limpa: um projeto para moralizar a política nacional

O projeto Ficha Limpa é uma iniciativa da população brasileira que tem como objetivo maior a moralização da política nacional. O projeto tem por finalidade excluir políticos que tenham condenações de processos eleitorais. Em todo país foram recolhidas 1,6 milhão de assinaturas coletadas em todo o Brasil pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB, e entregue a Câmara dos Deputados pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral – MCCE em setembro do ano passado.

Conheça a opinião dos vereadores de Santa Cruz do Capibaribe quanto ao Projeto Ficha Limpa.

Zezim Buxim

Eu sou favorável a esse projeto, entendo que só assim poderá pelo menos, diminuir a impunidade quanto à administração do dinheiro público. A gente ver pessoas que fazem, acontecem, fica comprovado à desonestidade de determinados políticos e depois a gente ver eles voltado ao poder, diga-se de passagem, bem votados. Esse projeto sendo aprovado e colocado em prática, certamente diminuirá e muito a questão da impunidade.

Júnior Gomes

Esse projeto é de extrema importância, pois será o começo da moralização da política em nosso país. O Brasil é uma nação admirada por tantas coisas lá fora que na política não tem de ser diferente. O projeto Ficha Limpa, tenho certeza que vai ser sancionado pelo presidente Lula e vai mudar o rumo da política nacional. Não é justo que uma pessoa que teve um mau desempenho na administração pública volte ao poder.

Dimas Dantas

Eu acho que foi um avanço muito grande, uma lei ter sido aprovada e agora será sancionada, principalmente por ter sido uma iniciativa popular e encampada pela Igreja Católica, esse engajamento leva as pessoas a desenvolverem uma consciência política maior. Para Santa Cruz do Capibaribe, isso vai ser importante porque vai coibir aqueles políticos que de uma forma ou de outra, cometeram erros ou até mesmo ilicitudes a se candidatarem nas próximas eleições. E aí, tem uma questão importante porque vai despertar a sociedade do porque aquele cidadão não é candidato, então isso vai melhorar e muito a qualidade dos políticos, não só de Santa Cruz do Capibaribe, mas de todo país.

Ernesto Maia

Isso é um processo natural, a coisa está caminhando para isso, e cabe aos políticos se adaptar a esse tipo de situação.

Deomedes Brito

Eu acho que o político tem de primeiramente ser julgado, ser analisado. Caso for julgado, tem de cumprir a lei Ficha Limpa. Veja um exemplo, Humberto perdeu as eleições por causa do escândalo dos vampiros, depois foi provado pelo Supremo que ele era inocente. Então, tem de se ter muito cuidado, condenar quem realmente tem culpa. Eu sou a favor do Ficha Limpa, mas tem de ter ampla oportunidade da pessoa se defender, seja quem for.

Francisco Ricardo

Na verdade, o conteúdo geral do Ficha Limpa é para dar moralidade a política no Brasil inteiro. Existem políticos que se escondem atrás de um manto e fazem absurdos com o dinheiro público, onde a corrupção impera em todo país, e Santa Cruz do Capibaribe precisa de um Ficha limpa mesmo, porque a exemplo do que vemos em nossa cidade, o ex prefeito em quatro contas que chegaram três foram rejeitadas e uma aprovada com restrições. É o momento que a população possa dar sua resposta através da justiça. Quando há uma condenação a nível local e em nível de colegiado, para que essa pessoa que não usou bem o dinheiro público, não possa se candidatar, porque com certeza vai dar prejuízo ao município.

Afrânio Marques

Olhe, esse projeto é de fundamental importância, pois trata da questão da ética, coisa tão carente no país, além da falta de posição há uma ética, então é um projeto interessante que vem a suprir uma lacuna que está faltando, que é a punição dos corruptos do dinheiro público. Porque se rouba, se rouba e não há punição nenhuma. É candidato novamente, eleito, ganha impunidade e nesse jogo, daí vai acontecendo e ninguém é punido, por isso que acho o projeto importante não só para Santa Cruz do Capibaribe, mas para o país inteiro.

Fernando Aragão

O Ficha Limpa trás um pouco, ainda um sonho do povo do Brasil para que de fato se tenha políticos sérios em suas gestões. Foi o primeiro passo, acredito que quando tiver as proibições e inelegíveis em virtude desse projeto, então a gente vai ter já uma escolha preliminar desses políticos. É fundamental que a gente tenha pessoas sérias que prezam pela dignidade e que possa usar o dinheiro público em benefício da maioria. Eu louvo a brilhante campanha que o povo fez, eu tenho certeza que muitos virão. Isso é um grande avanço para as próximas eleições.

Dr. Nanau

Eu quero dizer que o Brasil aos poucos está dando o primeiro passo, para que os gestores públicos passem a olhar com mais carinho e honestidade o dinheiro público. Eu espero que o presidente Lula sancione a lei, porque com esse projeto, todos os gestores vão olhar com mais responsabilidade a questão do dinheiro público, pois na medida que há desvio, vai faltar recursos para a saúde, educação, segurança, enfim, com esse projeto, o Brasil está dando seu primeiro passo para se tornar um país de primeiro mundo, um país decente onde os gestores tenham responsabilidade com o dinheiro público.

Diogo Moraes

É mais uma etapa do que nós estamos vivendo no país, este projeto está caminhando para a legitimação das pessoas que trabalham para o bem. O projeto é mais um mecanismo do povo, da democracia brasileira. Um país que está dando exemplo para o mundo inteiro, um exemplo de começar a punir as pessoas que são desonestas, o Brasil é um país que colocou um governador na cadeia. Tudo isso está levando o nosso povo a pressionar o Poder Público a se tornar mais honesto. Esse projeto vai proporcionar aquelas pessoas que tem ideais, que fazem políticas por convicção, não conveniência a trabalhar em prol do povo, porque você exclui agora aquelas pessoas que já foram condenadas por coisas erradas que já fizeram.

CDL Santa Cruz do Capibaribe firma parceria com o CESAC no combate a hipertensão arterial

A hipertensão arterial é uma doença que vem tendo um crescimento considerável na atualidade. Especialistas demonstram que esse mal é oriundo do consumo de má alimentação, fumo, bebidas alcoólicas e falta de práticas de exercício físico.

Esta semana, a CDL Santa Cruz do Capibaribe, em parceria com o Centro de Ensino Superior da cidade – CESAC, por meio do curso Técnico de enfermagem, está realizando a semana de combate a hipertensão.

A campanha está acontecendo no Parque Florestal e tem como intuito orientar as pessoas que fazem caminhada no Parque. A campanha acontece tanto de forma educativa, como também com a medição da pressão arterial dos caminhantes.

Para a estudante do primeiro período de enfermagem, Fabiana Lira a campanha é importante, pois os alunos têm a possibilidade de estarem praticando o que estão aprendendo na sala de aula. “Para mim está sendo valioso, pois já começo a atuar e a ser orientada pelos professores. Então, quando começarem os estágios eu já vou está tranquila em relação a prática”, explicou a estudante.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Curtas CDL

Esgoto a céu aberto

Um esgoto está tirando o sossego de alguns moradores e passantes da Rua dos Pacas. O esgoto já tem um tempão que figura ao lado da Policlínica, ou seja, um causador de doenças em contraste com uma localidade que cuida da saúde das pessoas. Até já foi tentado consertar, mas não se sabe por que não se consertou. O esgoto continua lá, jorrando água podre a céu aberto.

São João 2010

A estrutura dos festejos juninos da Capital das Confecções já começou a ser montada no novo local destinado para a festa. Entretanto, tenho ouvido alguns comentários de moradores com medo da festa acabar. Por dois motivos, por ser fechado, mas isso a prefeitura já explicou que é devido poder ofertar uma maior segurança a população. E o outro motivo seria porque não haveria estrutura para quem não curte a festa poder ir à rua para, simplesmente passear. Cabe aos organizadores da festa dá uma posição aos habitantes da cidade e explicar o que de fato haverá dentro dessa estrutura que está sendo montada.

Cooperativa Desativada

Os catadores de material reciclável de Santa Cruz do Capibaribe não tem tido muito apoio para tocar a cooperativa e os mesmos estão tendo de se deslocar até o Aterro Sanitário para garantir a sua sobrevivência. Um problema social que está sendo tido como caso de polícia, pois de acordo com denúncia anônima, os catadores estão sendo apreendidos pela Guarda Municipal. Creio que seria mais tranquilo apoiar os catadores na cooperativa do que ter de usar meios punitivos para proibir dos mesmos ganhar seu sustento.

Semana do Empreendedor

A Faculdade de Desenvolvimento Regional – FADIRE realizou esta semana a quarta edição da Semana do Empreendedor. Foram três dias de atividades para os alunos da instituição. Palestras, mini-cursos e uma feira de empreendedorismo marcaram o evento. Mas, como Santa Cruz do Capibaribe é uma cidade de um empreendedorismo nato, se fosse aberto ao público, creio que seria mais interessante.

Rota do Mar lança coleção inverno 2010

Lançar uma coleção de moda nem sempre é tarefa fácil. As empresas ligadas a área de vestuário precisam saber em qual território estão pisando para fazer uma coleção. A Rota do Mar, empresa que orgulha a população de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado de Pernambuco está sempre inovando para oferecer o melhor em produtos ao consumidor.

Veja algumas imagens do Catálogo da Coleção Inverno 2010.



O empreendedor Arnaldo Xavier conversou com o Blog da CDL de Santa Cruz do Capibaribe, e relatou como é pensada uma nova coleção.
Confira a entrevista!

Arnaldo para começar eu gostaria que você explicasse como acontece a preparação de lançamento de uma coleção.

Arnaldo Xavier -
Nós temos uma equipe de 12 pessoas na parte de criação, desenvolvimento e design. E antes de fazermos uma coleção, fazemos uma pesquisa grande pela internet, viagens internacionais, viagens interestaduais. É feita uma viagem pesquisando para podermos lançar uma nova coleção. Na coleção de verão do ano passado, por exemplo, viajaram quatro pessoas da empresa para a Califórnia, aonde passamos oito dias pesquisando e fotografando. Já para esta coleção, viajaram duas pessoas da empresa para a Europa, em Milão.

A coleção foi lançada recentemente. Como está sendo a aceitabilidade do consumidor Rota do Mar?

Arnaldo Xavier -
Essa coleção estão chegando nas lojas essa semana onde permanecerá até o mês de julho. A aceitabilidade a gente consegue medir pela questão do aumento das vendas. Nós temos percebido um aumento consideravelmente as nossas vendas. É isso que faz com que a gente veja que o público aceita a nossa proposta de moda e adere aos produtos da Rota do Mar.

O estilo Surf Wear é uma marca registrada da Rota do Mar, e nesta coleção de inverno há uma mistura do Surf com vestes de inverno, como conseguiram misturar esses dois estilos sem perder a essência?

Arnaldo Xavier -
O nosso segmento é Surf wear, mas o nosso público são pessoas simpatizantes do esporte, embora muitos não sejam praticantes, se Surf, skate, ou esportes radicais. Então a gente começa fazer uma mistura disso, tendo por base nosso segmento e nosso público e tem dado certo.

A coleção é muito bonita e bem transada, com estilo casual. As roupas foram baseadas em que para serem desenvolvidas?

Arnaldo Xavier -
Hoje, nós percebemos uma mudança de clima bastante acentuada na nossa região. É um frio bastante intenso nos meses de junho, julho e agosto, nós temos esses três meses de frio e acreditamos que o frio vai chegar, por isso estamos lançando esses moletons com capuz, e com certeza essa coleção vai ser sucesso, se Deus quiser.



Cheque se a declaração do IR já foi processada

Do Diário PE

Já faz quase um mês que o corre-corre da entrega do Imposto de Renda terminou. Pelo menos para quem enviou o documento dentro do prazo. Quase todas as 24,6 milhões de declarações recebidas já foram processadas no país. Em Pernambuco, faltam pouco mais de 10 mil dos 645.076 documentos enviados. Perfeito. Agora é só esperar pela restituição, que começa a ser paga em junho, certo? Não mesmo. O melhor a fazer é entrar na página da Receita (http://www.receita.fazenda.gov.br/) e conferir o extrato da declaração. Veja se não existem pendências. Um simples deslize pode ter lhe colocado na malha fina. E aí a restituição vai demorar a sair.

Para obter o extrato é preciso usar o código de acesso gerado a partir do CPF e dos números dos recibos das duas últimas declarações (2009 e 2010). O código de acesso cria uma senha para que você possa efetuar a consulta. O sistema aponta os eventuais erros. O código tem validade de dois anos. Se você já tinha gerado o código em 2009, basta usar o mesmo. Mas se esqueceu a senha, terá que fazer um novo código. Depois que você descobre quais são os erros, é bom tratar logo de fazer a declaração retificadora, que é igual a uma declaração normal, mas apresenta os campos antes errados preenchidos com os dados corretos.

A retificadora gera um novo recibo, que deve ser guardado. Depois a Receita refaz a análise e, se tudo estiver correto, libera a restituição. O objetivo da Receita é que a própria pessoa descubra o que há de errado e corrija o problema, quando possível. Uma das pendências pode ser a divergência no preenchimento dos rendimentos. Basta um número digitado errado para cair na malha. Boa parte das declarações fica retida por omissão de rendimentos. Existe divergência no valor declarado pela pessoa e o que ela ganhou realmente. Acontece, por exemplo, quando o contribuinte tem um dependente que trabalha, mas "esquece" de somar a renda dele ao valor total dos rendimentos.

Parte das declarações tem problemas nas informações sobre despesas médicas. Se você tiver preenchido tudo corretamente, épossível que a fonte pagadora tenha informado o número errado. O ideal é procurar a empresa e pedir o número correto. Se ela informar, ótimo. Se não informar, você terá que esperar ser chamado pela Receita. "Quem faz a retificação agora pode entrar nos lotes regulares. Mas não fica no mesmo lugar da fila, claro", lembra o delegado adjunto da Receita Federal no Recife, Alexandre Rego. Não há prazo para a pessoa enviar a retificação. Mas ela só pode ser feita até o contribuinte ser intimado pela Receita.

O primeiro lote de restituições será pago em clima de Copa do Mundo. Justamente em 15 de junho, dia da estréia do Brasil na competição. Quem tem mais de 60 anos recebe primeiro, em respeito ao estatuto do idoso. Quem não receber neste primeiro lote tem outras seis chances de receber a restituição neste ano. As datas seguintes são: 15 de julho, 16 de agosto, 15 de setembro, 15 de outubro, 16 de novembro e 15 de dezembro. Os valores são corrigidos pela taxa básica de juros (Selic) mais 1%. O percentual vai aumentando à medida em que o pagamento fica para os últimos lotes. A correção passa a ser a Selic acumulada de maio ao mês que é liberado o dinheiro.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

A necessidade de fortalecimento da indústria

Texto de Maurício Assuero
do Jornal Vanguarda de Caruaru

As atividades econômicas são, genericamente, classificadas como indústria, comércio e serviços. Algumas cidades possuem um perfil específico de uma das atividades, como por exemplo, a cidade de Olinda, que não tem perfil industrial, mas se sobressai muito bem na exploração do comércio e dos serviços principalmente ligados ao turismo.

Tanto comércio quanto serviços são atividades de suma importância para qualquer economia, no entanto, nenhuma delas usa a tecnologia necessária para a produção industrial. O comércio atua como uma ponte entre a indústria e o consumidor. É um setor no qual a receita bruta é elevada, mas os custos dos produtos vendidos correspondem a quase 70% dessa receita, de modo que o lucro bruto é pequeno e ainda tem de remunerar as despesas administrativas, operacionais, financeiras e comerciais, de modo que o lucro líquido acaba se situando em algo em torno de 5 a 7% da receita bruta. No caso dos serviços a conta é ainda mais difícil de ser fechada, porque o setor depende quase sempre da mão-de-obra.

O setor industrial é responsável pela transformação da matéria prima em produto acabado e para isso usa uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento de qualquer economia, que é a tecnologia. E para se ter tecnologia é necessário investir em pesquisa e desenvolvimento. Também é preciso ter pessoas qualificadas e bem remuneradas por essa razão o custo da tecnologia é expressivo e não está ao alcance de qualquer economia.

Para se ter uma ideia da importância da tecnologia, vamos considerar duas economias: uma produz bananas e a outra produz computadores. Agora se pergunte: quantas bananas deveriam ser produzidas e vendidas para comprar um computador? Quantas bananas poderiam ser compradas produzindo e vendendo um computador? Sendo assim, todas as economias deveriam produzir computadores. Nada disso! O que existe na realidade é a especialização. Ou seja, a economia se especializa naquilo que ela tem vantagem comparativa, isto é, vai produzir aquilo que tem um menor custo de produção. É isso que faz pensar que precisamos incentivar mais na produção industrial.



Prefeituras têm que divulgar gastos em tempo real a partir de hoje




As prefeituras dos municípios com mais de 100 mil habitantes deverão divulgar, a partir desta quinta-feira (27), informações detalhadas sobre suas execuções orçamentárias e financeiras. A obrigatoriedade da divulgação foi determinada pela Lei Complementar 131 – publicada em maio de 2009 – que estabelece a divulgação de tais informações também pela União, pelos Estados e pelo Distrito Federal.

A divulgação deverá compreender detalhes da execução das despesas e o lançamento e o recebimento de toda a receita das unidades gestoras, inclusive referente a recursos extraordinários. cidadãos e partidos politicos poderão “exigir” da prefeitura, a divulgação dos dados nos seus sites.

Para cumprir a lei, o governo federal vai lançar hoje a consulta “Informações Diárias”, no Portal da Transparência. Em relação aos gastos do Poder Executivo, estarão disponíveis informações sobre os atos praticados em todas as fases necessárias à realização da despesa (empenho, liquidação e pagamento), permitindo conhecer em detalhes como o governo federal executa o seu orçamento. O portal será recarregado, em média, com 200 mil novos documentos a cada dia.

No que diz respeito à receita, além das informações já apresentadas no Portal da Transparência – em funcionamento desde 2004, com atualização mensal – o governo passará a divulgar também os dados sobre a fase de lançamento, com atualização diária das informações.

Ranking


A Associação Contas Abertas e um grupo de especialistas em contas públicas estão desenvolvendo um Índice de Transparência para avaliar o conteúdo dos sites criados pela União, Estados e Municípios. O indicador será anunciado em junho, com um ranking dos sites, avaliados de acordo com o grau de transparência e compreensão das informações.

Entre os critérios de avaliação estão o nível de detalhamento da despesa, as possibilidades de download dos dados, a frequência de atualização das informações e as facilidades na navegação.

Mais vagas para dependentes de crack

Fonte: Diário PE

A força de Leandro Timóteo de Andrade, 25 anos, tem o tamanho da dedicação da mãe dele, a dona de casa Ana Maria Timóteo. Juntos, estão superando os estragos do crack na vida do jovem na ONG Saravida, um dos Centros de Atendimento ao Usuário de Drogas (Caud). Há quatro meses, Leandro está "limpo". Nele não resta mais nada da pessoa que traficava drogas e tinha a vida ameaçada na João de Barros, comunidade do bairro de Santo Amaro, no Recife. Mãe e filho comemoram. Querem ver histórias assim multiplicadas. Ontem, assistiram ao lançamento do Plano de Ações Sociais Integradas de Enfrentamento ao Crack, do governo estadual. Se depender das intenções da iniciativa, gente como Leandro vai ter mais chances de conseguir uma vaga de internamento, principal queixa das famílias dos dependentes. O plano prevê a ampliação dos espaços de internação e acolhida, que ganharão 4.232 vagas, passando das atuais 1.412 para 5.644.

A garantia desses novos atendimentos se dará com a implantação de algumas novidades. Uma delas é a criação de 16 Cauds C, centros ligados à Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social e direcionados apenas ao internamento de dependentes de crack e que vão gerar 480 vagas em todo o estado. Hoje a mesma secretaria possui apenas dois Cauds II, para internamento de dependentes de drogas em geral, com 110 metas. Esse número também será ampliado para 310. Além desses, a Saúde possui 12 Caps AD, que funcionam com o mesmo público do Cauds II.

>>Leia mais

UFPE cria vírus artificial de HIV

Do JC on line

Num estudo similar ao que resultou na célula sintética anunciada semana passada nos Estados Unidos, pesquisadores das Universidades Federais de Pernambuco e do Rio de Janeiro (UFPE e UFRJ) conseguiram criar em laboratório um vírus artificial de HIV. O feito permitirá, informam os cientistas, o desenvolvimento de uma nova vacina terapêutica para pacientes de aids.

O vírus foi obtido por meio de clonagem, usando uma técnica chamada PCR, sigla em inglês para reação em cadeia da polimerase. “Com a PCR, cortamos e colamos pedaços do DNA até construir um genoma do vírus HIV inativado”, explica o professor do Departamento de Genética da UFPE, Sergio Crovella.

O desenvolvimento do protótipo piloto, há duas semanas, teve apoio financeiro do CDC de Atlanta. O CDC, sigla para Centers for Disease Control and Prevention, seria o equivalente, nos EUA, à Fiocruz. Foram US$ 500 mil empregados na aquisição de reagentes e pagamento de bolsas nos últimos 12 meses.

A equipe que criou o vírus sintético é a mesma que está testando a vacina terapêutica. O medicamento é feito com células dendríticas, aquelas responsáveis pela imunidade do organismo.

A segunda fase, iniciada recentemente, tem duração prevista de três anos e o objetivo de alcançar 100% de eficácia. Os testes, na UFPE, são feitos no Laboratório de Imunopatologia Keiso Asami (Lika), em parceria com a o Laboratório LIM-56, da Universidade de São Paulo (USP).

É no Lika também onde a equipe pretende instalar uma fábrica de células dendríticas, usadas também em terapias contra câncer, hepatites e doenças autoimunes.

Crovella diz que a vacina autóloga, feita a partir do sangue extraído do paciente que receberá o medicamento, é mais dispendiosa. “Gastamos US$ 3 mil só para isolar o vírus, enquanto que o custo para cada dose de vírus sintético é de US$ 100”, compara.

O geneticista explica que o paciente responde bem ao tratamento com a vacina autóloga, porque o vírus pertence a ele. “Mas há dezenas de subtipos. Num vírus sintético podemos incluir as variações genéticas dos subtipos, permitindo que a vacina seja usada num grupo amplo de HIV positivos”, justifica o professor.

Outra vantagem da vacina terapêutica feita a partir do vírus sintético é em relação ao conforto do paciente. É que, para fazer a vacina com células dendríticas, é coletado o sangue do paciente em dez seções, cada uma com o armazenamento de 15 mililitros, para o isolamento do vírus.

No próximo mês, o primeiro protótipo de vírus recombinante será testado em células dendríticas para avaliar o perfil de expressão das células e depois a estimulação com o vírus.

“Nosso objetivo final é chegar a 2011 com a fábrica de células dendríticas para terapias vacinais já pronta para funcionar na UFPE. A estratégia vacinal será baseada no uso de vírus recombinante”, adianta o pesquisador. Ele lembra que, com o vírus artificial, será possível atingir um grande número de pacientes, de várias áreas do País.

A fábrica de células dendríticas, informa Crovella, será uma referência nacional na área. “Representa o futuro dos estudos de terapias vacinais em Pernambuco”, avalia. Para o geneticista, a contribuição do vírus geneticamente produzido ajudará na produtividade de vacinas em larga escala da fábrica.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

1ª Convenção Norte e Nordeste das CDLs jovens acontecerá em Caruaru - PE

A primeira convenção Norte e Nordeste das CDLs jovens vai acontecer em Caruaru e está sendo promovida pelos empreendedores da CDL Jovem da cidade, em parceria com a CDL jovem de Santa Cruz do Capibaribe. O encontro será em junho, em paralelo aos festejos juninos.

Confira no cartaz abaixo os palestrantes que marcarão presença no evento!

Política: Presidenciáveis voltam a se encontrar em sabatina da CNI

Matéria de Isabela Bassi
da Bandnews

Os três principais pré-candidatos à Presidência, José Serra (PSDB), Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PV), voltam a se encontrar nesta terça-feira em uma nova sabatina, organizada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). Cada um terá 25 minutos para suas considerações iniciais. Depois terá o mesmo tempo para responder perguntas dos empresários. Após isso, terá cinco minutos para as considerações finais.

Na abertura do evento o presidente da Confederação Nacional da Indústria, Armando Monteiro Neto, afirmou que o Brasil pode e deve crescer mais. De acordo com ele "nos últimos 30 anos, o ritmo de crescimento tem ficado abaixo das possibilidades o que constitui grande frustração". ´

Monteiro Neto pontuou ainda que os principais problemas da economia brasileira são a elevada carga tributária, o custo do financiamento às empresas e cidadãos além da valorização cambial.

Participação de Dilma Rousseff

A pré-candidata do PT iniciou sua participação no encontro falando sobre a crise econômica na Europa e que pela primeira vez o Brasil teve posicionamente sólido diante da crise. Dilma afirmou que o mercado interno ajuda o país a superar a bolha econômica e atribuiu a programas como o Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida, e Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) o fortalecimento do mercado interno.

A petista ainda enfatizou que a diversificação de exportações também tem ajudado no enfrentamento aos problemas na economia mundial.

Ainda durante o discurso, a pré-candidata do PT, disse que não se pode fazer um corte linear em gastos de custeio na máquina pública. E destacou que alguns dos gastos nesta área são importantes para induzir o crescimento econômico.

"Precisamos escolher gastos de custeio essenciais para viabilizar investimentos. Não é cortar gasto de custeio, é custar gasto de custeio que não são racionais no sentido do país e do crescimento", disse a petista.

Segundo Dilma, o financiamento de longo prazo não pode só pelo BNDES. Ela afirmou que o Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) vai nesta direção ao aumentar os investimentos de longo prazo. Petista afirmou que é preciso agora trabalhar para criar novas fontes de financiamento para estes investimentos. E citou fundos de pensão, bolsa de valores e os próprios bancos como possíveis fontes.

Sobre a reforma tributária, a ministra afirmou que este será um compromisso de um futuro governo seu e que está é a reforma mais importante de todas.

"Assumo compromisso com a questão da reforma tributaria. Ela é um elemento essencial, é a reforma das reformas. Ela assegura a melhoria da competitividade, permite um salto no crescimento", afirmou Dilma.

A petista Dilma Rousseff afirmou em sua apresentação na Confederação Nacional da Indústria (CNI) que o crescimento econômico previsto para este ano poderá fazer com que o governo destine mais dinheiro para o Fundo Soberano, que tem atualmente cerca de R$ 17 bilhões.

"O crescimento econômico poderá fazer com que a gente aumente o Fundo Soberano", afirmou a pré-candidata do PT.

Sebrae inscreve para Prêmio Técnico Empreendedor 2010

Fonte: SEBRAE

O Sebrae abriu inscrições para a edição 2010 do Prêmio Técnico Empreendedor. A iniciativa tem como objetivo estimular e despertar o espírito empreendedor nos alunos de cursos técnicos e tecnológicos, premiando projetos que reúnam as melhores ideias de negócios e possam contribuir para o desenvolvimento socioeconômico das comunidades.

Para se inscrever é necessário formular um projeto, em grupo, em parceria com um professor orientador que contemple proposta de novos negócios para melhorar a renda das comunidades. As equipes devem conter no máximo três alunos e podem concorrer nas categorias Técnico (nível médio) e Tecnólogo (nível superior). Os temas são Cooperativismo, Inclusão Social e tema Livre.

As inscrições e a entrega dos projetos devem ser feitas até o dia 31 de agosto, no Sebrae local mais próximo de sua instituição. Os três melhores projetos de cada tema por categoria e por região receberão R$ 2.000,00 e certificado de reconhecimento pela classificação.

Os interessados em participar podem acessar o edital da premiação por meio do Portal do Sebrae (www.pe.sebrae.com.br), no item Prêmios Sebrae – “Prêmio Técnico Empreendedor” do menu lateral. O prêmio Técnico Empreendedor é uma realização do Sebrae, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Ministério da Educação e conta com o apoio do Banco do Brasil.

terça-feira, 25 de maio de 2010

CDL de Santa Cruz do Capibaribe apresenta projeto de ornamentação de Natal à Prefeitura


O presidente da CDL Santa Cruz do Capibaribe, Fábio Lopes participou de uma reunião nesta terça-feira (25), com o Prefeito da cidade, Toinho do Pará, para apresentar um projeto de ornamentação natalina para a cidade no final de ano.

O projeto foi elaborado pela Secretária Executiva da CDL, Katyane Michele e Andrea Moraes. Na reunião estava o Presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Fernando Aragão que destacou a importância de parcerias, para desafogar o Poder Público. “Santa Cruz do Capibaribe precisa entender que não pode deixar tudo para o Poder Público fazer não. A gente precisa fazer a nossa parte, mas a sociedade também precisa fazer a dela”, enfatizou.




Já Fábio Lopes, no decorrer da reunião relatou que o objetivo do projeto é tornar a cidade mais atraente no período natalino e fortalecer o comércio local. Ele disse ainda que essa é apenas uma etapa do projeto de ornamentação e espera que nos anos posteriores seja incrementado para atender a toda cidade.

A ideia do projeto “Natal, Paz que Ilumina”, visa atender as Avenidas João Francisco Aragão e 29 de Dezembro e a Rua Cabo Otávio Aragão, além de enfeites natalinos e muitas luzes nas pontes da entrada da cidade.

CDLs começam a se inscrever na Convenção Estadual

Fonte: Site da FCDL

No site da FCDL-PE, convencionais podem acompanhar o ranking das inscrições, além de outras informações.

A organização da 22ª Convenção do Comércio Lojista de Pernambuco segue em ritmo forte. Presenças como a de Roque Pellizzaro – presidente da CNDL, Guilherme Ferreira Costa – diretor-presidente da Ferreira Costa, Luiz Carlos de Oliveira – prefeito de Garanhuns, além do palestrante Rogério Caldas e do humorista Zé Lezin da Paraíba já foram confirmadas. Para a festividade, os convencionais contarão com o som da Orquestra Super Oara.

As CDLs também estão fazendo a sua parte. As entidades estão acessando o site da FCDL-PE e se inscrevendo, aproveitando as formas de pagamento e preços mais baixos.

Acesse: http://www.fcdlpe.com.br/ e se inscreva e confira o ranking das inscrições. Não fique de fora!!

Campanha Show de Prêmios


Comemorando 45 anos de atividades, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Caruaru – CDL e a Rádio Liberdade AM/FM – lançaram no último dia 24 de fevereiro o Show de Prêmios 2010, que sorteará 45 itens, incluindo carro, motos, notebook, fogões, TVs LCD, micro-ondas e micro system.

A campanha chega à sua segunda edição com a expectativa de cinco milhões de cupons a serem vendidos. Efetuando compras a partir de R$ 20 o consumidor terá direito ao cupom – com limite de até 20 cupons por compra – e, assim, participar dos sorteios que acontecerão nos dias 12 de junho e 10 de julho.

A campanha tem parceria com as CDLs de Santa Cruz do Capibaribe e Belo Jardim. Compre no comércio local e concorra a valiosos prêmios.

Temos de aprender a poupar



Fonte: Portal da Revista Êxame

Continuar a gastar ou economizar para investir mais e ampliar o crescimento? O Brasil - em especial o governo - precisa fazer a escolha. A decisão vai nortear o futuro do país.


Por: José Roberto Caetano

Fabiana Castanho, de 32 anos, gerente numa empresa de informática em São Paulo, recebeu no ano passado um aumento salarial de 800 reais. Ela e o marido, o funcionário público Wilson, com quem tem uma filha de 5 anos, viram a renda familiar crescer para 4 500 reais mensais. O dinheiro extra foi vertido para o consumo. Em janeiro, a família passou uma semana no Nordeste. Quando voltou, Fabiana percebeu que não teria como pagar a prestação de uma moto Sundown Future que havia adquirido pela financeira Itaú meses antes. Após oito meses de inadimplência, fez um acordo com a financeira e, no início de maio, devolveu a moto.

Com outras pendências - como uma dívida de 10 000 reais no cartão de crédito, parcelada em 36 vezes -, o nome de Fabiana está no Serviço de Proteção ao Crédito. "Eu pretendo um dia ter um bom relacionamento com o dinheiro, mas hoje não consigo." Em contraste com a situação da família Castanho, o exemplo de Márcia Camargo, de 44 anos, assistente administrativa de uma pequena empresa paulistana, mostra que é possível guardar dinheiro até com o orçamento apertado.

Separada há dois anos, Márcia viu a renda cair de 4 500 para 2 500 reais mensais desde que deixou o marido. Mesmo assim, não se desesperou. Usou a experiência como administradora para cortar gastos supérfluos e organizar o fluxo de caixa. "Anoto os gastos com moradia, educação do meu filho, plano de saúde e outros itens. Minha planilha está fechada até o fim do ano que vem", diz ela. Graças a um controle rígido, Márcia tem conseguido guardar até 20% do salário. "Fiz um curso gratuito na Bovespa para aprender a investir. Hoje, me preocupo muito com o futuro."

As histórias de Fabiana Castanho e Márcia Camargo ilustram o dilema vivido pelo Brasil hoje: aproveitar o bom momento ou poupar para o futuro? Eis uma dúvida tão antiga quanto o próprio homem. A cada instante, convivemos com estímulos emocionais que nos convidam a aproveitar a vida e esquecer o amanhã - é o nosso lado cigarra, na imagem criada pela fábula de La Fontaine. Mas dentro de nós vive também a formiga, que tenta nos trazer à razão. Muito do que somos, seja individualmente, seja como nação, resulta de como arbitramos os dois estímulos. Coletivamente, sociedades que conseguem abrir mão do consumo - ou de parte dele - no presente costumam ser recompensadas mais à frente.

Afinal, consumo e poupança saem de uma fonte só: a renda. Os economistas costumam dizer que a poupança de hoje é uma garantia para o consumo no futuro. E viceversa: consumir já é abrir mão de recursos posteriormente. Para o país, está ficando claro que há necessidade de poupar mais, a fim de ampliar a capacidade de investir e assegurar um crescimento econômico prolongado - única maneira de a grande massa de brasileiros realmente melhorar de vida.

Pesquisa mostra que de cada cinco trabalhadores brasileiros, um é comerciário

Fonte: Folha PE

Pesquisa do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostra que os comerciários representam 18,6% da força de trabalho brasileira. São 34,5 milhões de trabalhadores, sendo 7,3 milhões com carteira assinada, de acordo com dados do Ministério do Trabalho. A pesquisa será divulgada na abertura do 3º Congresso Nacional dos Trabalhadores do Comércio e Serviços, que começa hoje no Centro de Eventos e Treinamentos da CNTC, em Brasília.

No ano passado o comércio abriu 297.157 postos de trabalho, o que representa 30% do total de empregos gerados no Brasil em 2009. Só este ano, entre janeiro e abril, já foram abertas 74.039 novas vagas no comércio. Entre os problemas apontados pela pesquisa está a jornada de trabalho média de 46 horas semanais nas regiões metropolitanas, acima, portanto, da jornada legal de 44 horas semanais.

No congresso, que vai até quarta-feira (26), serão abordados temas como o papel da mulher trabalhadora na sociedade atual e nos movimentos sociais (40% dos comerciários são mulheres), Previdência Social, segurança e saúde no trabalho.

Há vaga. Falta talento: Pesquisa revela 10 áreas que faltam profissionais e sobra emprego

Do Diário PE

Existem vagas, mas há escassez de talentos. É que aponta a pesquisa feita pela consultoria de recursos humanos Manpower com 35 mil empresas de 36 países, entre eles o Brasil. Dos dez cargos no país com maior dificuldade de contratação estão os técnicos das áreas de produção, operações, engenharia e manutenção, eletricistas, engenheiros, profissionais de contabilidade, finanças e de tecnologia da informação. O descasamento entre a demanda dos empregadores e a oferta de mão de obra qualificada revela o desafio de suprir as exigências atuais do mercado de trabalho mundial. Hoje, é comum as próprias empresas assumirem o treinamento dos funcionários para conseguir preencher os cargos.

De acordo com a pesquisa da Manpower, das cerca de mil empresas entrevistadas no Brasil, 64% reclamaram que faltam profissionais adequados para preencher as vagas disponíveis. O país fica em segundo lugar no ranking mundial de incompatibilidade entre o perfil demandado e a qualificação profissional. Só está atrás do Japão, cujo índice é de 76%. Do total dos países incluídos no estudo, 31% dos empregadores apontaram problemas para contratar por falta de mão de obra apropriada, um ponto percentual acima do resultado apresentado em 2009.

Pedro Guimarães, diretor comercial da Manpower no Brasil, explica que o principal problema hoje não é a quantidade de candidatos a uma vaga, mas a incompatibilidade de talentos para atender a demanda específica das empresas. "O Brasil aparece com pujança na economia. Algumas áreas que estiveram um pouco adormecidas durante a crise agora foram reativadas e não existem profissionais para atender essa demanda", salienta. O executivo aponta os cargos de nível técnico com maior dificuldade de seleção, em especial nas áreas operacionais e de gestão.

Guimarães destaca que os empregadores estão mais exigentes diante das novas demandas do mercado externo. Segundo ele, além de atender às qualificações para o cargo, o candidato deve apresentar outras qualidades que agreguem valor à empresa onde vai trabalhar. Ele dá um recado: o empregado terá que desenvolver as suas habilidades pessoais e características profissionais se quiser conquistar um lugar ao sol.

Diante dos desafios no recrutamento de pessoal, algumas empresas assumem o papel de formadoras de mão de obra. "Se você está procurando gente especializada e não tem no mercado terá que desenvolver essas capacidades internamente para adaptar perfis e habilidades para determinadas funções", aponta. Em sua avaliação o país está sempre correndo atrás do prejuízo porque não faz o mapeamento da área de recursos humanos das empresas para identificar as funções e como adaptá-las às necessidades.

Emprego

Dez cargos com maior escassez de talentos no Brasil

1. Técnico (produção, operações, engenharia e manutenção)

2. Trabalhadores de ofício manual (eletricista, carpinteiro etc)

3. Operadores de produção

4. Secretárias e assistentes administrativos

5. Operários

6. Engenheiros

7. Motoristas

8. Contadores e profissionais de finanças

9. Profissionais de TI

10. Representantes de vendas

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Artigo



Ministério da Pequena Empresa [parte I]

Por Bruno Bezerra*

Nos últimos dias, o presidente Lula tem defendido a criação do Ministério da Pequena Empresa. Primeiro foi na 17ª Semana de Capacitação do Sistema Sebrae, depois na 13ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Alegando não ser possível que um só ministério [do Desenvolvimento] possa tratar, ao mesmo tempo, dos temas relativos às grandes empresas e daqueles de interesse específico da micro e pequena empresa.

Uma idéia interessante de ser debatida, assim sendo, como empreendedor de um desses espaços e entusiasta da pequena empresa, com duas perguntas, vou tentar fomentar o debate em torno da criação [ou não] do Ministério da Pequena Empresa.

O ponto positivo das falas recentes do presidente Lula [mesmo em período eleitoral] é o fato de colocar a pequena empresa em debate. Costumo pensar a pequena empresa como um poderoso espaço empreendedor e um firme alicerce para as ambições micro e macroeconômicas dos governos em todas as esferas.

Os números do CAGED [Cadastro Geral de Empregados e Desempregados], do Ministério do Trabalho e Emprego não me deixam mentir: dos 266,4 mil novos empregos com carteira assinada criados em março deste ano, 59% foram criados pelas micro e pequenas empresas. Destes, 44,3% devem-se às microempresas com até quatro empregados e 17% às pequenas que possuem de 20 a 99 trabalhadores.

Contudo, uma primeira pergunta básica: será que o que a pequena empresa precisa é mesmo de um ministério só seu?

É bem verdade que um ministério próprio poderia ajudar nos pleitos da pequena empresa, mas de fato não seria a solução dos muitos problemas, pois se assim fosse, as estruturas de saúde e educação com seus ministérios próprios [e com bons orçamentos] não teriam o mar de problemas que de tão velho e viciado não sabe a idade que tem.

Mais do que os expressivos números na geração de empregos, o poder da pequena empresa no Brasil pode [e deve] ser medido/sentido, sobretudo, na superação das reais adversidades na prática empreendedora. E não são poucas, nem fáceis. Vejamos algumas das principais: burocracia e morosidade na abertura e fechamento das empresas, a eterna falta de crédito barato e sem burocracia, uma legislação trabalhista caduca e improdutiva, o estorvo de novas obrigações trabalhistas, guerras fiscais entre estados, falta de ferramentas de planejamento mais específicas, escassez de mão-de-obra qualificada e a sempre perversa estrutura da carga tributária.

Pensando um pouco na relação ministério-solução, e focando nos entraves tributários e trabalhistas da pequena empresa, minha amiga Ana Maria Coelho – uma estudiosa do empreendedorismo de Mogi das Cruzes – resumiu bem a situação no twitter: oferecer um tratamento diferenciado aos que são realmente diferentes é um meio de oferecer igualdade de direitos. E aí vem a segunda pergunta: é necessário criar um ministério para fazer acontecer o que verdadeiramente importa para pequena empresa?

De tudo, já ficam algumas lições: criar um ministério parece ser relativamente fácil, mesmo não sendo nada barato para o contribuinte [leia-se também empreendedor] no perigoso círculo vicioso do peso e custo da máquina pública. O difícil parece ser criar, na prática, as condições ideais para que a pequena empresa – um dos principais motores da economia brasileira – possa contribuir ainda mais com o real desenvolvimento do Brasil.

*Bruno Bezerra é sócio da B&F Computadores, diretor de empreendedorismo da CDL Santa Cruz do Capibaribe-PE e autor do livro Caminhos do Desenvolvimento. No twitter: @brunobezerra

Agenda de feiras pelo Brasil

Maio

Magnun Show
Feira Internacional de Armas, Munições, cutelaria e acessórios
Local: Centro de Exposições Imigrantes – São Paulo – SP
Data: 25 a 27/05/2010
www.cipanet.com.br

Junho

Expogestão

Feira Nacional de produtos e serviços da gestão
Local: Centreventos Cau Hansen – Joinville – SC
Data: 08 a 11/06/2010
www.messebrasil.com.br

19ª ABF – Franchising Expo
Feira Latino-americana de Franquias
Local: Expo Center Norte – São Paulo – SP
Data: 09 a 12/06/2010
www.abfexpo.com.br

Julho

Francal

42ª Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi – São Paulo – SP
Data: 05 a 08/07/2010
www.feirafrancal.com.br

Supermix
5ª Feira das Indústrias Atacadistas-Distribuidoras e Supermercadistas de PE
Local: Centro de Convenções de Pernambuco – Recife – PE
Data: 21 a 23/07/2010
www.embalaweb.com.br

Brasil sedia encontro internacional sobre arbitragem comercial

Do JC online

O Brasil vai sediar, pela primeira vez, a conferência bianual do Conselho Internacional de Arbitragem Comercial (Icca), que volta à América Latina depois de 32 anos. O último evento na região foi realizado no México.

A conferência começa nesta segunda (24) e visa a discutir as práticas de arbitragem que estão sendo adotadas no comércio internacional, informou à Agência Brasil a presidente do Comitê Brasileiro de Arbitragem (Cbar), Adriana Braghetta. Cerca de 800 especialistas de todo o mundo participarão do evento, que vai até esta quarta-feira (26).

De acordo com o ranking elaborado pela Câmara de Comércio Internacional (ICC, na sigla em inglês), sediada em Paris, o Brasil ocupa desde 2006 a liderança na América Latina em procedimentos arbitrais que correm na entidade. “É um bom indicador”, avaliou a presidente do Cbar.

Segundo ela, três fatores justificam a liderança brasileira em arbitragem comercial. “A lei brasileira é muito boa e segue o padrão internacional da Organização das Nações Unidas [ONU], que tem uma lei modelo”. Além disso, o Brasil ratificou vários tratados internacionais. Adriana acrescentou ainda que, quando o Judiciário é chamado para participar, tem atuado bem. “Isso faz com que haja uma confiança tanto no operador interno quanto do operador internacional em relação à arbitragem no Brasil.”

A arbitragem é regulada no país pela Lei 9.307, de 1996. O Brasil chegou a alcançar a quarta posição na arbitragem comercial em 2006, devido às boas práticas adotadas para a resolução de conflitos entre empresas.

“Isso é muito surpreendente se você considerar que há países que fazem arbitragem há mais de 100 anos”.

Para a presidente do Cbar, uma das vantagens da arbitragem para a resolução de conflitos entre empresas é a rapidez. Ela não permite recurso nem apelação. A decisão pode demorar até dois anos para sair. “Só o fato de não haver recursos faz com que ela seja bem mais rápida do que o Judiciário”, destaca.

Além disso, como envolve geralmente temas técnicos, como a energia e o mercado de capitais, a arbitragem permite que as partes possam escolher profissionais altamente especializados. “Isso faz com que haja uma tendência de ser uma decisão mais técnica, de melhor qualidade do que no Judiciário, em que se trata praticamente de tudo.”

De acordo com sondagem realizada pelas câmaras de Arbitragem existentes no país, os valores envolvidos em litígios resolvidos pela arbitragem comercial cresceram mais de 160% de 2008 para 2009, passando de R$ 844 milhões para R$ 2,2 bilhões.

Para Adriana Braghetta, esse aumento mostra que há muitos casos de valor econômico elevado. “As empresas estão usando cada vez mais a arbitragem e aí os valores em disputa acumulados tendem a crescer.”

Outra vantagem é que a arbitragem é confidencial. A presidente do Cbar lembrou que, muitas vezes, em assuntos que envolvem patentes ou fórmula de medicamentos, as empresas não têm interesse na disponibilidade dos dados no Judiciário para consulta popular.

Adriana Braghetta afirmou ainda que o uso do recurso da arbitragem aumentou no ano passado por conta da crise financeira internacional, nos países que foram mais afetados. “A crise dificultou o cumprimento de alguns contratos e isso fez com que começassem as arbitragens.”

domingo, 23 de maio de 2010

CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe organiza primeira edição do São João da entidade


O São João da CDL Jovem da Terra das Confecções deste ano foi organizado pelos jovens empreendedores da cidade.

Os meninos que compõem a diretoria da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe se desdobraram e realizaram a festa junina, que abriu a temporada dos festejos juninos do município.

A diretoria compareceu ao evento e a animação foi total.

Autoridades locais estiveram no evento

O Deputado Estadual Edson Vieira (PSDB) e o Presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Aragão (PDT), compareceram a festa em sinal de que prestigiam eventos realizados pelas entidades representativas do município.

Os dois parlamentares se divertiram e degustaram as comidas típicas servidas no evento.

E, por falar em Comidas Típicas...

O ABC da Tapioca estava presente no evento e as guloseimas eram preparadas na hora. Tapiocas em diversos sabores, doces e salgadas, fizeram sucesso entre os lojistas.

Socorro e sua equipe não paravam de fazer tapiocas para os convidados e associados da CDL.

Foi uma noite de muito forró e comidas típicas do mês junino.

Atrações tocam o autêntico Forró pé de Serra


A noite começou animada com atrações da cidade de Monteiro na Paraíba. Osmando Silva abriu a noite cantando músicas que fizeram o público se esbaldar na pista.

Em seguida, Dejinha de Monteiro mostrou que as raízes culturais do forró continuam fortes.

O forrozeiro cantou clássicos do forró e fez a plateia dá um Show de dança.

CDL Jovem de Caruaru prestigia o São João da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe


O presidente da entidade Jovem da Capital do Forró, Alberes Haniery veio prestigiar o evento, demonstrando que, unidas as únicas entidades jovens do Estado podem alçar voos mais altos, em parcerias e novos projetos.

Os quatro representantes da CDL de Caruaru estavam animados e dançaram muito forró.

Jovens diretores e empreendedores


O presidente, Isac Filho e a vice-presidente Laiane Nobélia, da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe estavam realizados pela bonita festa que organizaram junto aos outros diretores da entidade.

Contudo, o trabalho que vem sendo desenvolvido pela CDL Jovem mostra que os meninos estão no caminho certo. Importantes eventos e projetos já foram realizados pela instituição jovem.

CDLs sempre juntas


A CDL Jovem e a CDL Sênior de Santa Cruz do Capibaribe estão sempre juntas em projetos importantes para o desenvolvimento da Terra das Confecções.

Outras parcerias deram certo e, assim como o São João realizado ontem (22), no Cabana Clube mostra que desenvolvimento também está atrelado o entretenimento de qualidade.

Diretoria da CDL Sênior


Os diretores da CDL Santa Cruz do Capibaribe estavam presentes junto com a CDL Jovem no São João da entidade.

Em clima de confraternização junina, a diretoria da CDL dançou muito forró e degustou as comidas típicas do evento. Foi uma noite de muita alegria e descontração.

Festas como estas, além de entreter fazem o público lojista interagir entre si, uma vez que a correria diária é intensa.

Representantes da Associação dos Contabilistas – ASCONT e da Associação Empresarial da cidade – ASCAP estavam presentes no evento.

A sociedade esteve presente no evento e fez a festa ficar ainda mais cheia de brilho e animação.

Confira as fotos:

Entidades representativas prestigiaram o São João da CDL



Representantes da Associação dos Contabilistas – ASCONT e da Associação Empresarial da cidade – ASCAP estavam presentes no evento.

Em Santa Cruz do Capibaribe as entidades representativas estão sempre juntas, unidas em prol do engrandecimento do Pólo das Confecções.


sábado, 22 de maio de 2010

São João da CDL Santa Cruz do Capibaribe será hoje

Logo mais a noite, 22 horas, o público lojista e associado da CDL de Santa Cruz do Capibaribe vão está se divertindo ao som do forró pé de serra e sob a regência dos forrozeiros Dejinha de Monteiro e Osmando Silva. A festa vai acontecer no Cabana Clube e tem como objetivo entreter o empresariado local. O São João da CDL abre os festejos juninos na cidade e em sua primeira edição já se garante como um evento no calendário festivo de Santa Cruz do Capibaribe. Além de muito forró, serão servidas muitas comidas típicas, como milho, canjica, pamonha, dentre outras.


Quem quiser participar ainda dá tempo. Procure os meninos da CDL Jovem e garanta a sua entrada!

É bom esperar para pedir a aposentadoria

Do Diário PE

Os trabalhadores que estão a um passo de se aposentar ficaram inquietos com a reviravolta que poderá ocorrer nas regras da aposentadoria, com o fim do fator previdenciário. Em especial, aquelas que agendaram atendimento nas agências do INSS para requerer o benefício. É recomendável seguir em frente ou engatar a marcha a ré?

Afinal, o presidente Lula tem até o próximo dia 31 para decidir se veta o fim do redutor. Pelo sim e pelo não, é melhor esperar mais dez dias para saber se as regras atuais serão alteradas. Lembre-se que a perda do benefício com a incidência do fator previdenciário fica entre 30% e 40% do valor, o que pesa no orçamento dos futuros aposentados.

Especialistas em previdência recomendam cautela aos candidatos à aposentadoria pelo INSS. "É compreensível que as pessoas estejam ansiosas, mas é melhor aguardar para saber como ficam as novas regras", diz a advogada Juliana Campos, do escritório Perazzo & Advogados. Segundo ela, como a medida provisória que prevê o fim do fator previdenciário e o aumento de 7,72% para os aposentados que ganham acima do salário mínimo expira no dia 1º de junho, ainda tem dez dias pela frente para a decisão final.

O advogado Rômulo Saraiva, do escritório Saraiva Advogados, reforça que o ideal é aguardar a decisão sobre o veto. Ressalta, porém, que as pessoas que já se aposentaram pelas regras atuais poderão requerer judicialmente a isonomia para retirar o redutor do cálculo. "Acho que existe uma demanda reprimida nos pedidos de aposentadoria desde o final de 2009 para se livrar do fator. Muitas pessoas se seguraram para aguardar o desfecho da votação no Congresso", avalia.