Topo

Topo

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Artigo

A RESILIÊNCIA LEVA O PROFISSIONAL DE VENDAS AO SUCESSO


*Por : Antonio P. B. Braga


Muitos vendedores ficam abatidos quando ouvem um “não” dos clientes, chegando mesmo a perder a motivação e o entusiasmo para dar continuidade ao processo da venda. Inclusive, alguns até desistem da profissão por acharem que não terão sucesso como vendedor.

Sempre falo nos meus treinamentos que a venda começa para alguns vendedores onde termina para muitos – exatamente no “não”. Enquanto os vendedores comuns se apagam com a negativa do cliente, os verdadeiros profissionais reagem de maneira positiva. Isso porque são conscientes de que uma objeção significa que o cliente está disposto a comprar, pois se não tivesse interesse nem daria ouvido aos argumentos do vendedor.

Eles sabem que as objeções ocorrem por vários motivos e fazem parte do cotidiano do trabalho de vendas, pois quem não objeta não quer comprar. Em vez de se abaterem, os profissionais procuram descobrir o real motivo da objeção para superá-la com competência, segurança e fechar a venda.

Já ouvi de muitos vendedores não profissionais que alguns clientes são chatos e gostam de maltratar vendedores, deixando-os falar sobre seus produtos e serviços para depois dizerem que não têm interesse na compra. Mas acontece que esses profissionais, por desconhecerem técnicas de vendas, não percebem que a realidade não é essa. Simplesmente não estão preparados para vender, mas não admitem isso.
Saber enfrentar adversidades e superá-las, em vez de abater-se diante delas, ou seja, ser resiliente é fundamental para o sucesso no ramo de vendas. Mas, para isso, o profissional deve ser dotado de elevados níveis de autoconfiança, persistência e equilíbrio emocional, combustíveis essenciais para se vencer na vida profissional e pessoal.

Toda pessoa de bom senso, que confia em si e age sempre com pensamentos positivos e perseverança, não teme dificuldades, pois é consciente de que atingir objetivos sem obstáculos é pura ilusão. E o sucesso do vendedor está na sua capacidade de transformar o “não” em “sim”. Inclusive, esse é o lema dos vendedores profissionais, que adoram as objeções, pois é um indicativo de que estão no caminho certo.
Os vendedores profissionais são verdadeiros adeptos do pensamento de Tom Hopkins: “As objeções são os degraus da escada para o seu sucesso em vendas”. Como almejam o topo da escada, enchem-se de coragem e entusiasmo diante de cada “não”, com argumentos seguros e convincentes, tendo como resultado o fechamento de boas vendas diariamente.

O vendedor resiliente sabe que o “não” do cliente não é uma rejeição à sua pessoa, mas é consequência de algo que não foi compreendido por ele. Por outro lado, o não resiliente já pensa exatamente o contrário, sentindo-se discriminado e abatendo-se pela suposta rejeição.

Para que o vendedor dê a volta por cima diante das negativas, é de vital importância que passe a adotar atitudes mentais positivas. Mas é bom lembrar que atitude não se muda do dia para a noite. É preciso muito autotreinamento, sempre acreditando na capacidade de vencer.

Tem de seguir rigorosamente a orientação de Buda, que diz “Somos resultados dos nossos pensamentos. Com nossos pensamentos fazemos o nosso mundo”. Com certeza, se o profissional de vendas inundar a sua mente com pensamentos positivos firmes e agir nesse sentido, não haverá motivos para abater-se com as negativas dos clientes. Pelo contrário, estará sempre preparado psicologicamente para converter o “não” em “sim”.


Portanto, para ser vitorioso, o vendedor deve ter sempre em mente que o sucesso não acontece por acaso. São necessários dois ingredientes importantíssimos – preparação técnica e preparação psicológica. Munido dessas duas competências, seguramente o “não” dos clientes será superado com facilidade.

*Antônio P.B. Braga é palestrante e instrutor de Vendas e Qualidade no Atendimento da Sagra Consultoria em Vendas. É autor do livro "QUER VENDER BEM? DEIXE DE SER VENDEDOR!"




Campanha de doações na CDL Santa Cruz do Capibaribe continua


A campanha começou na segunda-feira (21) e na quarta-feira (23), já não tinha mais espaço na CDL, sendo necessário mandar um caminhão para a cidade de Palmares e Ribeirão. Na sexta-feira (26), outro caminhão lotado foi doado para a cidade de Altinho. A campanha continua e a CDL pede que quem quiser doar, se possível doem colchões, alimentos e água, pois é o que mais demanda nas cidades atingidas.

As doações podem ser depositadas na própria sede da CDL que fica na Rua Júlia Aragão, 234 - Centro.



CDL Santa Cruz do Capibaribe recebe inscrições para novas turmas do EMPRETEC


As novas turmas para o EMPRETEC na unidade da CDL Santa Cruz do Capibaribe já estão começando a serem formadas. As inscrições já começaram e basta apenas que você vá até a sede da entidade, que fica na Rua Júlia Aragão, 239, preencher a ficha de inscrição e esperar ser chamado para a avaliação com a Consultora do SEBRAE.

Nos panfletos abaixo você pode ver como funciona a adesão ao EMPRETEC.

Clique em cima dos panfletos para ampliar!




51ª Convençăo Comércio Lojista já ultrapassa 4 mil inscritos

Fonte: CNDL

A pouco mais de três meses da abertura, a 51ª Convenção Nacional do Comércio Lojista já conta com mais de 4 mil inscritos. O evento, promovido pela Confederação Nacional do Comércio Lojista (CNDL) em parceria com a Federação das CDLs de Santa Catarina e a CDL de Florianópolis, movimentará a Capital entre os dias 26 e 29 de setembro e trará palestrantes de renome internacional como Jim Cunningham e James Hunter, além de eventos paralelos voltados para os públicos jovem e feminino, entre outros.

Em dia dedicado às mulheres, o 3º Encontro da Mulher Empreendedora pretende despertar a coragem para a realização de projetos, já que se destacam no mundo empresarial em razão de qualidades como organização, humildade e afetividade. Outro evento que promete incrementar a convenção é o 11º Encontro Nacional da CDL Jovem. Na ocasião, os lojistas simularão a construção de um castelo que representará os desafios do dia-a-dia corporativo.

Palestrantes

Além das palestras de Jim Cunningham, coordenador da Disney University por 15 anos, e James Hunter, autor do best-seller O Monge e o Executivo, o encontro tem nomes nacionais de destaque, como o economista e cientista social Eduardo Giannetti da Fonseca, o maestro e ex-pianista João Carlos Martins além da consultora de Comércio Exterior da São Paulo Alpargatas, Ângela Hirata.

Inscrições

A CDL de Florianópolis recomenda aos lojistas fazerem sua inscrição o quanto antes para aproveitar os valores promocionais (veja tabela abaixo). As inscrições são feitas exclusivamente via internet, até o dia 10 de setembro. Após este prazo, só poderão ser realizadas na data e no local do evento, sujeitas à disponibilidade de vagas. O pagamento é feito via boleto bancário, com vencimento dois dias após a inscrição realizada no site http://www.51convencaolojista.com.br/.

Data de inscrição e valor:

Até 30/07/2010 R$ 390,00
Até 10/09/2010 R$ 420,00
Na data do evento R$ 460,00






terça-feira, 29 de junho de 2010

Curtinhas da CDL

Solidariedade

Em Santa Cruz do Capibaribe a solidariedade tem feito parte do cotidiano da população de forma contínua, mas nos últimos dias os santa-cruzenses têm se desdobrado para para ajudar às vítimas das enchentes em Pernambuco. Além da CDL local, outras entidades como a ASCAP e a sociedade em geral tem buscado ajuda em roupas e alimentos para serem enviados às cidades afetadas pelas chuvas.

Brasilidade

Em tempos de Copa do Mundo e sobretudo, nos jogos da seleção brasileira, o país pára. Em Santa Cruz do Capibaribe não é diferente. Em algums pontos de grande movimento pelo centro da cidade, em dias comuns, as ruas ficam quase que desertas nos dias que a seleção entra em campo. Nos bares e restaurantes os amigos se acumulam para ver o Brasil jogar. Este ano, os camarotes da festa de São João viraram também um espaço aonde a juventude se encontra para assistir a festa do Brasil.

Comércio Aquecido

O comércio de Santa Cruz do Capibaribe tem ganhado um incremento a mais com as festas juninas. Nos dias mais festivos como: Santo Antônio, São João e São Pedro, as lojas tiveram de abrir até aos sábados para atender a demanda dos clientes.

Pernambuco recebe R$ 4,3 mi de ministério para ajudar na reconstrução de cidades

Do JC Online

Pernambuco recebeu garantia nesta terça-feira (29) de repasse de verba do Governo Federal de R$ 4,3 milhões. Reunido com o governador Eduardo Campos, o ministro em exercício Rômulo Paes, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, assinou portaria liberando os recursos, que servirão para ajudar na reconstrução das cidades afetadas pelas enchentes no Estado.

Ao todo, 39 municípios serão beneficiados pelo dinheiro, que sariá do Fundo Nacional de Assistência Social para Fundos Municipais. O anúncio será publicada amanhã no Diário Oficial.

Segundo o ministro, o montante será destinado a contratações, compras de equipamentos e reconstrução dos Cras - Centro de Referência em Assistência Social. Esses recursos também servirão para agilizar a retirada de documento por parte das famílias. Muitas pessoas perderam registros importantes, como a identidade, escritura da casa.

BENEFÍCIO - O Bolsa Família do mês de junho foi antecipado para Alagoas e Pernambuco. 258.164 famílias pernambucanas podem sacar o dinheiro, que varia entre R$ 22 e R$ 220 dependendo do número de filhos na escola. O valor total foi de cerca de R$ 25 milhões. Alagoas também teve o recurso antecipado. Nesse Estado, 77.220 famílias poderão retirar os cerca de R$ 6 milhões.



segunda-feira, 28 de junho de 2010

Comunicado CDL Santa Cruz do Capibaribe

O presente tem a finalidade de comunicar a vossa senhoria que devido aos jogos da Copa Mundial de Futebol 2010, o expediente da CDL terá as seguintes modificações:

Hoje 28/06/2010 - 08:00 ás 15:00hs.

Na necessidade de realização de consultas ao banco de dados do SPC no período de recesso, poderá ser contactado a CDL Recife (81) 3418-1111 ou através do site www.cdlscc.com.br, serviços disponibilizados 24h.





O consumo faz a diferença


Texto de Fabiane Stefano
do Portal da REvista EXAME

À exceção da China, nenhum país entre as maiores economias do mundo chegou a esse status sem o apoio de um mercado doméstico sólido. O Brasil, ao passar pela prova de fogo da crise financeira - que abateu o comércio global e deixou cada país entregue à própria sorte -, demonstrou que já conta com esse fator para brigar por novas posições no ranking. O mercado interno, encorpado pela ascensão de dezenas de milhões de brasileiros na última década, foi o principal esteio do desempenho que distinguiu o Brasil em 2009.


Como mostrará a edição especial de MELHORES E MAIORES 2010, de EXAME, que será lançada em julho, saíram-se melhor as empresas apoiadas no consumo das famílias brasileiras e sofreram mais as companhias que são fortemente exportadoras. Neste primeiro semestre de 2010, a economia doméstica continua a fazer a diferença. A esta altura, as previsões para o crescimento do país não param de ser revisadas para cima. Mesmo a ala do governo encabeçada pelo ministro Guido Mantega, interessada em contradizer a tese de aquecimento excessivo da economia, já fala em avanço superior a 6,5% no ano.

Entrou em xeque a retórica de que já teria ficado para trás o passo acelerado do primeiro trimestre - que mostrou um crescimento anualizado de 11%. Em maio, a produção de carros cresceu 3,3% sobre o mês anterior. A de papel ondulado, espécie de termômetro do ritmo geral da indústria, avançou 3,6%. Uma pesquisa da empresa de informações financeiras Serasa Experian com 1 015 executivos revelou que metade das empresas está revisando para mais a projeção de faturamento do terceiro trimestre.

O ano começou tão embalado que alguns analistas argumentaram que haveria uma minibolha de consumo no país, inflada pela ampliação de 18% no crédito em 12 meses até abril. Como toda bolha, ela deveria estourar ou murchar. Nenhuma das duas coisas aconteceu até agora. "Não compramos a ideia de desaceleração e nem que o crédito seria o maior responsável pelo avanço do consumo", diz Luiza Rodrigues, economista do banco Santander, que prevê um crescimento de quase 8% neste ano. "O que tem determinado mais o crescimento das vendas é o aumento da renda e do emprego. E ambos continuarão a subir."

>>Continue lendo essa matéria que contém 3 páginas!


Pobreza no País é 35% menor que estimado, diz estudo

Fonte: JC on line

A Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) de 2008 e 2009, divulgada na semana passada, reservou uma surpresa ao economista Marcelo Neri, um dos maiores especialistas da área social no Brasil: o País tem 10,6 milhões de pobres a menos do que constava nas suas últimas estimativas, baseadas no resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2008. A diferença entre as duas pesquisas deve-se basicamente à inclusão na POF, da economia de subsistência, a chamada "renda não monetária".

A diferença é muito grande, e significa que a pobreza no Brasil é 35% menor do que se pensava. Em vez de 29,8 milhões, resultado extraído da Pnad, são 19,9 milhões, a partir da POF. Neri, que chefia o Centro de Políticas Sociais (CPS), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro, observa que a comparação mais correta é do número da Pnad ajustado pela estimativa da população da POF, o que o leva para 30,5 milhões - ou 10,6 milhões a mais que os 19,9 milhões revelados pela POF.

"Isso significa uma diferença muito importante no custo de se acabar com a pobreza - ele cai aproximadamente pela metade", diz Neri. Na verdade, transferências perfeitamente focalizadas de R$ 11,2 bilhões por ano (um pouco menos do que o gasto com o Bolsa-Família) seriam capazes de acabar com a pobreza retratada pela POF. No caso do número de pobres que sai da Pnad 2008, aquele custo sobe para R$ 21,8 bilhões.

A linha de pobreza utilizada pelo pesquisador foi criada pelo Centro de Políticas Sociais, e equivale a uma média de R$ 140 de renda familiar per capita em janeiro de 2009. O valor varia de região para região do País, de acordo com o custo de vida. Essa linha de pobreza, na verdade, é relativamente baixa e, por vezes os que estão abaixo dela são considerados miseráveis. Neri ressalva, entretanto, que, como linha de indigência, seria um pouco alta. A razão principal para a diferença entre o número de pobres nas duas pesquisas é o registro que a POF faz da economia de subsistência, ou “economia primitiva”, como se refere Neri. Basicamente, trata-se do consumo que não passa pelo mercado e consiste primordialmente na agricultura de subsistência.





sábado, 26 de junho de 2010

CDL Santa Cruz do Capibaribe envia mais doações para vítimas das enchentes

Em apenas cinco dias de campanha a CDL Santa Cruz do Capibaribe arrecadou toneladas de doações as quais estão sendo enviadas para as cidades atingidas pelas fortes chuvas no Estado de Pernambuco. Na quarta-feira (23), a entidade encaminhou a Ribeirão um caminhão cheio de roupas, alimentos e água.

Na manhã desta sexta-feira (25), a CDL recebeu a visita de representantes da cidade de Altinho, no Agreste Pernambucano para pegar mais doações recolhidas pela CDL. A população altinense perdeu muito, a cidade ficou toda alagada. Ao saber da Campanha da CDL, o Secretário de Desenvolvimento da cidade, Orlando entrou em contato com a CDL para saber sobre a possibilidade de receber doações da entidade.


O presidente da CDL, Fábio Lopes autorizou a doação para Altinho, onde o Secretário disponibilizou um carro para vir buscar os donativos. Por telefone, Orlando disse que agradece a sensibilidade da CDL que de pronto atendeu seu pedido e em nome da população de Altinho agradeceu por tudo.




Nordeste já sofre com epidemias causadas pela chuva

Fonte: JC on line

Um surto de diarreia em Maraial, na Zona da Mata Sul, a 133 quilômetros do Recife, acendeu o alerta entre autoridades de saúde que monitoram municípios afetados pelas enchentes que já mataram 52 pessoas e deixaram 157,5 mil sem casa em Pernambuco e Alagoas. Elas temem uma onda de epidemias, como leptospirose e cólera, cujos sintomas levam ao menos uma semana para aparecer.

A informação do surto foi dada quinta-feira (24) pelo prefeito de Maraial, Marcos Maraial, às autoridades regionais de saúde. Em Palmares, cerca de 80 pessoas da cidade e de municípios vizinhos já procuraram atendimento no Hospital Menino Jesus por causa de vômitos. O equipamento privado passou a ser a referência local depois que o Hospital Regional de Palmares, que atende 22 municípios da região, foi totalmente destruído ao ficar dois dias embaixo d’água.

“Por enquanto, só nos resta tomar medidas para evitar a desidratação que pode ser causada pela diarreia. Vamos fazer exames para monitorar esses casos”, diz o médico Evandro Arraes de Alencar Noronha, gerente da 3.ª Regional de Saúde e responsável pelos atendimentos na área.

O temor e a supervisão redobrada das autoridades em relação à manifestação de sintomas de doenças epidêmicas ainda é motivado pelo fato de a cólera ser endêmica na região da Zona da Mata Sul. O bacilo foi controlado somente nos anos 1980 em Cortês, município vizinho a Palmares. Mas, como é resistente, pode voltar a se proliferar em condições ambientais e sanitárias propícias para o contágio, que ocorre principalmente quando há carência de rede de esgoto e de água potável.



sexta-feira, 25 de junho de 2010

Ser sócio SPC da CDL Santa Cruz do Capibaribe significa vender com total segurança!

Em 18 anos de fundação, a CDL Santa Cruz do Capibaribe sempre atua nos mais diversos segmentos para levar até você comerciante, oportunidades de melhoria no movimento lojista local, regional e até nacional. Oferecendo serviços como SPC – Serviço de Proteção ao Crédito, a entidade visa dar suporte ao lojista para que ele tenha segurança em suas transações financeiras dentro dos seus respectivos estabelecimentos comerciais.

Se associando ao SPC da CDL você adquire serviços para o engrandecimento seguro da sua empresa.
Procure uma das consultoras da CDL, vá até a sede, ou nos ligue que iremos até você. O que não pode é você ficar de fora desta entidade que a anos está do seu lado viabilizando cada vez mais segurança para o seu negócio.

Além dos serviços do SPC, você associado tem possibilidade de treinar os seus colaboradores a preço de custo, pois a CDL semanalmente promove cursos voltados para o movimento lojista.

Mais informações:
81-3731-2850


Ligue que iremos até você!




Está mais fácil deixar malha fina

Fonte: Diário PE

A Receita Federal facilitou a vida para os contribuintes com problemas na declaração de Imposto de Renda e ampliou os serviços de correção on-line, direto no site do órgão. Desde o último fim de semana, aqueles que entregaram ao fisco o ajuste simplificado também poderão alterar eventuais erros acessando a página da internet. O serviço vem sendo implantado desde o meio do ano passado e, até então, estava disponível apenas para as declarações feitas no modo completo.

Além de incluir a declaração simplificada, a Receita, agora, também aumentou o número de informações que podem ser alteradas nos ajustes completos. Neste ano, por exemplo, enganos relacionados aos rendimentos isentos e não tributáveis e às doações a partidos políticos poderão ser corrigidos sem a necessidade de baixar o programa gerador de declarações (PGD), preencher uma declaração completa e enviar novamente à Receita. De sábado até a quarta-feira, cerca de sete mil pessoas já haviam feito algum tipo de alteração on-line.

De acordo com a coordenadora de atendimento e educação fiscal da Receita, Maria Helena Cotta Cardozo, a ferramenta retificadora on-line faz parte de um esforço da instituição em dar mais transparência ao processo do IR, desde o momento da entrega da declaração até a restituição. "Às vezes, o contribuinte comete algum engano e passa dois ou três anos com a declaração retida na malha fina sem saber qual a pendência. O maior ganho desse processo é dar a chance do próprio contribuinte resolver o seu problema", afirmou. A Receita busca ainda reduzir o número de declarações retidas na malha e desafogar os postos de atendimento da instituição.

Os resultados das primeiras medidas adotadas no ano passado já foram contabilizados. Em janeiro de 2009, o tempo médio de espera em um posto de atendimento da Receita ficava entre 50 minutos e 1 hora, prazo reduzido para cerca de 15 minutos em 2010. Por outro lado, 63% dos contribuintes pegos no pente fino do Fisco no ano passado foram liberados após aretificação on-line.

Os erros mais comuns são omissões de rendimentos provenientes de outras fontes de pagamento diferentes do salário principal do contribuinte, omissões de ganhos de dependentes e despesas médicas. Para acompanhar a declaração pela Internet e corrigir possíveis erros que a Receita deverá processar até o fim do ano, o contribuinte precisa obter um código eletrônico no próprio sítio da instituição, com a utilização do número do CPF e o número de entrega das duas últimas declarações (2010 e 2009), e ter acesso ao E-cac.

Certificado - A Receita também desenvolveu um portal virtual, o certificado digital para aumentar a agilidade no atendimento e permitir ao contribuinte a consulta em tempo real de sua situação fiscal. As pessoas físicas podem acessar o serviço obtendo um código na página da Receita, enquanto as pessoas jurídicas precisam de um certificado digital pago. Além das informações relativas à declaração do IR, o contribuinte também pode visualizar outros débitos e pendências com o fisco.




Lula garante menos burocracia para ajudar Pernambuco e Alagoas

Texto de Daniel Guedes
Do JC on line

O presidente Luis Inácio Lula da Silva apostou numa "relação de confiança" com os governadores Eduardo Campos (Pernambuco) e Teotônio Vilela (Alagoas) para liberar um montante de quase R$ 650 milhões para ajudar os flagelados das enchentes nos dois Estados nordestinos. Lula e uma comitiva de sete ministros e ainda a presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Coelho, passaram duas horas e meia no município de Palmares, na Zona da Mata. O presidente chegou a caminhar pela cidade, uma das mais devastadas do Estado, ao lado de Eduardo Campos e Teotônio Vilela.

Lula beija uma das vítimas das chuvas que assolaram Palmares, no interior do Estado
Foto: Agência Brasil


"Não haverá limite e vamos derrotar a burocracia que atrapalhava todos nós. No passado, entre uma desgraça e a ajuda, a gente tinha que esperar que o coitado do prefeito de uma cidade no interior levasse para você um projeto. Muitas vezes a Prefeitura nem sabia fazer um projeto. E, portanto, dez anos depois, o dinheiro não tinha chegado na cidade porque não tinha projeto. O que etamos fazendo? É uma relação de confiança, depositando na conta dos Estados de Pernambuco e Alagoas o dinheiro. Temos obrigação política, humana e moral de ajudar a reconstruir o que foi destruído", disse o presidente, em entrevista coletiva na Faculdade de Formação de Professores (Famasul), que virou quartel general da Defesa Civil em Palmares.





quinta-feira, 24 de junho de 2010

De quem será a culpa da catástrofe das chuvas em Pernambuco e Alagoas?

Por: Janaína Marques

Alagoas não recebeu nenhum centavo do governo federal para evitar desastres naturais. O total pago para projetos de prevenção e preparação para tragédias climáticas soma-se R$ 70,5 milhões, e mais da metade do dinheiro foi destinado à Bahia, base eleitoral do ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima (PMDB), que concorre ao governo do Estado da Bahia.

Os dados levantados pela ONG Contas Abertas é que o repasse para Pernambuco correspondem a (R$ 172 mil), o Rio de Janeiro (R$ 10.600) e a Bahia 40,1 milhões. Por meio da ação de prevenção, estados e municípios recebem verba para obras de contenção, remoção de moradores de área de risco, drenagem, desassoreamento e canalização de rios, entre outras. A liberação fica a critério da Secretaria Nacional de Defesa Civil, após análise de projetos.

Espera-se que a sociedade analise bem seus candidatos este ano, pois é através deles que criam-se Leis e projetos e onde definem a aplicação dos recursos públicos, se o nosso dinheiro fosse bem aplicado e chegassem ao seu fim específico teríamos cidades afetadas pelas chuvas mas, não com agravantes tão sérios quanto o que estamos vivenciando no nosso Estado.


CDL Santa Cruz do Capibaribe arrecada toneladas de roupas e alimentos para as vítimas das enchentes


Responsabilidade social. Este termo tem gerado credibilidade a CDL Santa Cruz do Capibaribe. Em menos de uma semana, a entidade iniciou uma campanha para arrecadar donativos para as vítimas das enchentes. A campanha começou na segunda-feira (21), e apenas três dias, o espaço da entidade se tornou pequeno para receber as dações. Muita roupa, cestas básicas e muitos sacos de alimentos chegavam a todo o momento na CDL.



A CDL Santa Cruz do Capibaribe, sob a presidência do jovem empresário Fábio Lopes tem mostrado que faz parte da sociedade em todos os âmbitos. Em tudo, a CDL está presente, seja para firmar parcerias para o desenvolvimento da cidade, seja para ajudar em alguma dificuldade que a população encontre, seja em momentos tristes como este das enchentes em Pernambuco.




Sendo para engrandecer Santa Cruz do Capibaribe, a CDL está na luta para mostrar que é da união que a grande partilha acontece. A partilha de tarefas, deveres e responsabilidade. A CDL tem um compromisso com você, que ao longo dos 18 anos fez da entidade um espaço de luta e determinação. Por isso, que em momentos como este, fica até fácil ajudar a quem necessita.





Os colaboradores da CDL se desdobraram pela solidariedade




Desde que começou a campanha, as meninas da CDL não pararam. Se desdobraram para selecionar as roupas em masculinas, femininas, infantis e cobertores. Elas não pararam um momento. As incansáveis cedelistas trabalhavam com um sorriso constante no rosto. Um sorriso de ajuda, na certeza que rostos tristes pela perda iam sorrir na alegria de receber aquela doação.

As doações não param de chegar

Minuto a minuto as doações chegam a CDL Santa Cruz do Capibaribe. Empresários e colaboradores das empresas chegam juntos. Sacos na cabeça. Sacos arrastados. Sacolas cheias. Sacos de alimentos. Não importa como, as doações chegam pelas mãos da gente empreendedora e solidária da Terra das Confecções.





Ribeirão, na Mata Sul vai receber um caminhão de ajuda da CDL Santa Cruz do Capibaribe


A Contabilista, Professora e Coordenadora da FADIRE, Francineide Lima se disponibilizou para ir pessoalmente entregar a doação no posto de coleta em Ribeirão. Ela viajou nesta quinta-feira (24), bem cedinho, em pleno feriado. Para ela não importa o feriado, o que de fato importa é a satisfação de poder está colaborando com tantas pessoas que viram tudo desaguar em instantes.

Parceiros da CDL

A CDL Santa Cruz do Capibaribe, além de toda diretoria presente e atuante, associados ávidos pela solidariedade, conta ainda com parceiros do Poder Público, como a Secretaria de Defesa Social, na pessoa do Cel. Alves, Moda Center Santa Cruz, Rádio Comunidade FM e Polícia Militar. Cel. Alves disponibilizou viaturas da Guarda Municipal para ir buscar doações aonde estivessem e a pessoa não pudesse trazer até a CDL. A Polícia Militar faz a segurança nas entregas. Por exemplo, na entrega para Ribeirão, a PM vai junto para evitar saques pelo meio do caminho.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Comunicado ASCAP

O SEBRAE em parceria com ASCAP estará realizando um cadastramento das micro empresas de Santa Cruz do Capibaribe. O objetivo deste cadastramento é atender as necessidades das empresas da cidade. As empresas que se cadastrarem no projeto Negócio a Negócio do SEBRAE terão cursos, palestras, capacitações e consultorias totalmente gratuitas oferecidas pelo SEBRAE.

Para que a sua empresa seja contemplada, você empresário precisa receber os agentes de orientação empresarial, que estão circulando pela cidade fazendo o cadastramento, ou vá até a ASCAP e faça o seu cadastramento pessoalmente na entidade.

Lembramos que não precisa ser sócio da ASCAP para poder participar. Todas as empresas, não só de confecções, mas de todos os segmentos podem se cadastrar. Atenda bem os agentes orientadores, pois se é bom para o SEBRAE será ainda melhor para a sua empresa.

A ASCAP funciona em cima da loja da Motorac, na Avenida 29 de Dezembro.





Coordenador de Defesa Civil de Santa Cruz do Capibaribe diz que não há riscos de barragens estourarem e alagar a cidade

O Estado de Pernambuco está passando por momentos complicados em relação às chuvas que têm caído nos últimos dias. Em Santa Cruz do Capibaribe, é notória a aflição das pessoas quando chega o tempo chuvoso, pois geralmente quando há um volume mais elevado de chuvas na Terra das Confecções, surgem boatos que barragens no entorno da cidade podem estourar e inundar todo município, causando medo na população, sobretudo nas pessoas que moram em áreas ribeirinhas e bairros baixos de Santa Cruz do Capibaribe.

Nós do Blog da CDL fomos ouvir o Coordenador da Defesa Civil de Santa Cruz do Capibaribe, Paulo Roberto, o qual falou que desde que começou o inverno, saiu com sua equipe para vistoriar essas barragens e relatou que a cidade não corre risco. Paulo Roberto falou ainda sobre a queda de um depósito de uma loja da cidade.

Confira o Vídeo!

Cai número de famílias endividadas no país

Fonte: site CDL Caruaru

Apesar das condições favoráveis no mercado de crédito, os brasileiros estão mais cautelosos em relação à contratação de empréstimos. Pesquisa nacional da Confederação Nacional do Comércio (CNC), que será divulgada hoje, mostrará que o percentual de famílias com dívidas caiu de 58,7% para 54% em junho, como mostra o gráfico abaixo, enquanto o daquelas com dívidas em atraso passou de 25,1% para 23,5%.

Também diminuiu o número dos que não terão condições de pagar suas contas (de 8,5% para 7,8%). O levantamento foi feito em todas as capitais dos estados e no Distrito Federal com 17.800 consumidores.

Para 71,6% dos endividados, o cartão de crédito continua sendo apontado como um de seus principais tipos de dívida, seguido por carnês, para 24,6%, e crédito pessoal, para 11,9%.



Varejo se destaca na geração de empregos

Fonte: CNDL

Os setores econômicos de serviços, agricultura, indústria de transformação, comércio e construção civil foram os principais destaques na geração de empregos no mês de maio, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem (21). Com 298 mil empregos formais criados, foi o melhor mês de maio na série histórica do cadastro, quando foi registrado crescimento em todos os 25 subsetores analisados.

Segundo o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, o setor de serviços abriu, sozinho, 86,1 mil vagas , número 49% maior do que o último recorde nesta área, registrado em 2005. Já o crescimento do emprego na agricultura foi beneficiado por fatores sazonais relacionados à produção de café e cana de açúcar em São Paulo. As indústrias de material de transportes, de borracha, mecânica, metalúrgica e de produtos alimentícios foram as principais responsáveis pelo desempenho destacado da indústria de transformação, que gerou ao todo 62,2 mil postos de trabalho em maio.

O comércio varejista também puxou os números para cima, gerando sozinho mais de 38 mil empregos. Acrescentando os postos gerados pelos atacadistas, o comércio foi responsável por 43,6 mil empregos a mais em maio. Por fim, o aquecimento da construção civil provocou o quinto mês consecutivo de recorde na geração de empregos no setor, com 39 mil postos novos.

“O Brasil não é só indústria, é muito forte no comércio, no serviço, na construção civil, que garantiram o saldo positivo na crise e vão continuar garantindo este ano. Antigamente diziam que o país só gerava empregos entre os trabalhadores de baixa remuneração. Agora nós conseguimos inverter isso e estamos gerando altos salários e empregos em postos que o trabalhador fica muito tempo empregado”, afirmou o ministro em coletiva de imprensa.

Todas as regiões do país apresentaram números positivos no Caged. Entre os estados, apenas Amapá e Roraima perderam postos de trabalho com carteira assinada: 160 e 117 vagas a menos, respectivamente.





1º Encontro de Comunicação das CDLs de Pernambuco

Operação São João da PRF reforça atenção para o Agreste

Do Diário PE

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza em todo o país, desde a zero hora de ontem a Operação São João. Os trabalhos seguem e até a meia-noite do próximo domingo.

Em Pernambuco a operação se concentra nas rodovias que dão acesso às cidades do Agreste, com forte tradição nas festas juninas, como a BR 101, na Região Metropolitana do Recife; a BR 232, trecho entre Recife e Caruaru; a BR 104, no perímetro urbano de Caruaru; e a BR 408, entre Recife e Carpina.

No entanto, o reforço na fiscalização contempla todas as 11 BRs que cortam o estado, somando 2.400 quilômetros de malha viária. Participam da ação 420 policiais, com o apoio de 70 viaturas e dois helicópteros, que ficam responsáveis pelo patrulhamento aéreo das rodovias e resgates de vítimas de acidentes de trânsito.

Para cobir o excesso de velocidade e a mistura de álcool e direção, os patrulheiros contam com radares fotográficos para medir velocidade dos veículos, e etilômetros, os populares bafômetros, para registrar o índice de álcool no organismo dos motoristas. A PRF alerta ainda para o cuidado com as pistas molhadas durante o período de chuvas.

No ano passado a Operação São João registrou 120 acidentes, com 59 feridos e seis mortos.



CDL Santa Cruz do Capibaribe cada vez mais atuante no comércio local

Em 18 anos de fundação, a CDL Santa Cruz do Capibaribe sempre atua nos mais diversos segmentos para levar até você comerciante, oportunidades de melhoria no movimento lojista local, regional e até nacional. Oferecendo serviços como SPC – Serviço de Proteção ao Crédito, a entidade visa dar suporte ao lojista para que ele tenha segurança em suas transações financeiras dentro dos seus respectivos estabelecimentos comerciais.

Se associando ao SPC da CDL você adquire serviços para o engrandecimento seguro da sua empresa.

Procure uma das consultoras da CDL, vá até a sede, ou nos ligue que iremos até você. O que não pode é você ficar de fora desta entidade que a anos está do seu lado viabilizando cada vez mais segurança para o seu negócio.

Além dos serviços do SPC, você associado tem possibilidade de treinar os seus colaboradores a preço de custo, pois a CDL semanalmente promove cursos voltados para o movimento lojista.

Mais informações:
81-3731-2850


Ligue que iremos até você!


terça-feira, 22 de junho de 2010

As vítimas das enchentes em Pernambuco precisa de você!!!

Algumas cidades ficaram ilhadas. Famílias perderam tudo! Um olhar desolador no rosto das pessoas que viram tudo desaguar de uma hora para outra. A CDL Santa Cruz do Capibaribe está arrecadando doações para as vítimas da chuva. A CDL está fazendo a parte dela, faça você também a sua.

Você quer ajudar, mas não sabe como?

Vá até a sede da entidade, na Rua Júlia Aragão, 249 e deixe a sua contribuição! Mais informações ligue: 3731-2850

Acima você ver imagem de Palmares na Zona da Mata pernambucana. A cidade foi uma das mais atingidas. A população está ilhada.


CDL Caruaru divulga vencedores do Concurso Lojas Juninas

A CDL Caruaru divulgou no último dia 18, sexta-feira, o resultado do 18º Concurso Lojas Juninas. A comissão passou onze dias visitando as lojas inscritas no concurso e analisando nas vitrines quesitos como tema, criatividade, harmonia, mensagem e destaque dos produtos.

E as três premiadas foram:

1º. Lugar : POSTO KAIKA/Rua Leão Dourado
2º. Lugar: MALHARIA SÃO PAULO/Rua São Sebastião
3º. Lugar: SUELDOS/North Shopping


A premiação, que será entregue esta semana, consta de um troféu e mais R$ 1.500 para o primeiro lugar, um troféu e mais R$ 900 para o segundo lugar e um troféu e R$ 600 para a loja terceira colocada no concurso.




segunda-feira, 21 de junho de 2010

CDL Santa Cruz do Capibaribe arrecada doações para as vítimas das Chuvas

A CDL Santa Cruz do Capibaribe está arrecadando donativos para ser enviadas as vítimas das enchentes das cidades vizinhas do nosso Estado. As doações podem ser depositadas na própria sede da CDL que fica na Rua Júlia Aragão, 234 - Centro.

As últimas chuvas que caíram em toda Região Nordeste deixaram muitos desabrigados. Em Pernambuco já são mais de 14 mil desabrigados e mais de 15 mil desalojados. A CDL Santa Cruz do Capibaribe é uma entidade que sempre se engaja em campanhas e, neste caso não seria diferente. Leve sua doação até a CDL e tenha a certeza que ela chegará ao lugar certo!



Cresce número de consultas ao SPC em Santa Cruz do Capibaribe

O número de consultas ao Serviço de Proteção ao Crédito – SPC tem aumentado em Santa Cruz do Capibaribe de forma paulatina desde o início deste ano. De janeiro a maio foram 64.122 consultas, sendo que o número de consultas mensais foram aumentando, sofrendo uma queda apenas no mês de Fevereiro em decorrência do grande feriado de carnaval.


Em Janeiro teve pouco mais de 12 mil consultas, em fevereiro este número caiu para a casa das 10 mil consultas. A partir de março, o número voltou a crescer e em maio passou das 14 mil consultas ao sistema.

Até maio, o número de inadimplentes na Terra das Confecções também vem subindo, sendo que o pico de inclusões ocorreu em março, com 2.473 inclusões. Por outro lado, a inadimplência caiu em maio deste ano. Foram tiradas do cadastro do SPC 937 pessoas que quitaram suas pendências com o mercado e tiraram suas restrições do SPC.

Movimento Lojista marca presença em Seminário sobre Lei Geral na Câmara dos Deputados

Fonte: CNDL

Com o objetivo de permanente atenção e ajustes dos parâmetros de relação do Estado, a Câmara dos deputados realizou o Seminário Nacional Aprimoramentos da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, nesta terça-feira, 8.

As Micro e Pequenas Empresas compõem 20% do PIB nacional, são responsáveis por 40% dos empregos formais, além de representar 99% das empresas brasileiras. Como se estes números não bastassem para refletir a importância das MPEs no desenvolvimento econômico e social do Brasil, o tratamento fiscal proporcionado a essas determina, via de regra, a fronteira entre o formal – protagonista da contribuição financeira para as ações do Estado, e o informal que, não em raras situações, colocam brasileiros e brasileiras em situação de contravenção penal, senão em crime.

Entre os que compuseram a mesa estavam o Presidente da Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas Deputado Cláudio Vignatti, Secretário-Geral da Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas na Câmara dos Deputados Deputado Luiz Carlos Hauly, o Vice-Presidente da Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas, Senador Adelmir Santana, além do Presidente do Sebrae Nacional, Paulo Okamotto.
Durante a aberturam o deputado Cláudio Vignatti defendeu o aprofundamento da discussão. “Nós temos vários gargalos que esperamos que sejam fechados neste seminário”, completou.

Ao todo, o seminário foi dividido em quatro painéis. Entre os participantes que apresentaram os painéis estavam o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, o gerente executivo de Micro e Pequena Empresa da CNI, Renato Fonseca, Secretário Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego, Paulo Singer, vice-presidente da CNA, Roberto Simões, Secretário do Comitê Gestor do Simples, Silas Santiago. Para o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, este seminário serviu para que os parlamentares e participantes conhecessem a realidade de cada segmento. “Nós temos hoje 5565 municípios e destes, o grande varejo está presente apenas em 450 deles. São necessários benefícios para dar viabilidade e garantia de vida às empresas de pequeno porte”, completou.

Uma comitiva vinda do Rio de Janeiro, capitaneada pelo presidente da FCDL/RJ, Jair Francisco Gomes, e outra comitiva vinda de Belém, capitaneada pelo presidente da CDL Belém Álvaro Cordoval de Carvalho, compareceram à Câmara dos Deputados para participar do Seminário.





A importância do marketing para o gestor

Fonte: Portal dos Administradores

Saber para onde se quer ir, como e alcançar os objetivos é o básico para qualquer planejamento. Mas como ter certeza que o caminho correto é o que está sendo traçado? A dúvida, para muitos profissionais, pode ser um dos principais percalços para a carreira de qualquer gestor, ou para quem quer se tornar um executivo da área de gestão pública ou privada.

Para o especialista Rodrigo Rodrigues, diretor de planejamento da agência OpusMúltipla Comunicação Integrada, conhecer mais sobre Marketing é compreender o mercado. "Toda e qualquer empresa deve estar bem relacionada com o mercado e, para que possam sobreviver nestes dias tão competitivos, é necessário ter conhecimentos mais aprofundados. É necessário que o líder ou gestor entenda a produção, o consumidor, a concorrência, o preço e a distribuição do seu produto para obter diferenciais para a marca", avalia o especialista.

Segundo ele, "É o gestor quem indica os passos que devem ser seguidos pelos colaboradores para a criação de um planejamento de curto, médio e longo prazo na empresa, bem como, para o lançamento de um produto", diz. O especialista destaca que se o gestor não tiver conhecimento prévio das estratégias de Marketing pode, inclusive, fazer com que o produto ou serviço que está lançando seja um fracasso total. "Conhecer bem o mercado, o público alvo, os desejos desse público e como se comunicar com esse público é fundamental, esta é uma área onde o gestor não pode ser induzido pelo achismo", comenta Rodrigues.

Desbravar o Marketing é também economizar para a empresa. "Com um planejamento bem adequado, fundamentado e estratégico, o gestor consegue direcionar melhor as verbas para uma campanha de comunicação com o público, saberá definir qual a melhor forma de divulgação e a quem dirigi-la. Isso resulta em duas importantes conquistas: uma comunicação eficiente, com o público certo e um melhor investimento dos recursos que, com certeza, se reverterão em resultados", confirma Rodrigues.

Como fazer doações para desabrigados das chuvas no Estado

Do JC online

Em tempos de calamidade, a solidariedade aparece como principal ajuda. Aqueles que quiserem doar roupas, comida, agasalhos ou produtos de limpeza e higiene pessoal para ajudar os desabrigados das chuvas devem procurar os quartéis do Corpo de Bombeiros, na Avenida João de Barros, ou da Polícia Militar, no Derby, para entregar os donativos. Para os que moram no Interior, a entrega pode ser feita em qualquer quartel da PM ou dos Bombeiros mais próximo.

Como muitas pessoas estão em casas de famílias ou em abrigos cedidos pelas prefeituras, colchões também são muito importantes.

A Assembleia Legislativa de Pernambuco também estará, a partir desta segunda-feira (21), recolhendo doações.






sábado, 19 de junho de 2010

Previsão de mais chuva em todo Nordeste

Queda do depósito da Loja HB Eletro na Avenida João Francisco Aragão em Santa Cruz do Capibaribe.


O Nordeste vai continuar enfrentando chuvas. O inverno começa oficialmente neste domingo (20), mas os temporais já começaram afetar várias cidades nordestinas.

A previsão é de que os municípios continuem, precisamente no litoral de Alagoas, Paraíba e em Pernambuco.

Várias cidades pernambucanas passam por dificuldades frente às chuvas que caíram desde o início da semana.

Casos graves como na cidade de Belo Jardim, onde um adolescente foi arrastado pelas águas e em Garanhuns onde o Rio Inhúmas teve seu nível bastante elevado e comprometeu o abastecimento da cidade em 90%.

Em Caruaru, várias pontes foram encobertas pelas águas. Em Santa Cruz do Capibaribe, o Rio está com enchente, e na madrugada da sexta-feira (17) um estabelecimento comercial desmoronou, devido a uma construção que está sendo feita vizinho.

Em todo Estado, o número de mortos em decorrência das chuvas chega a nove. Em muitas cidades já foi decretado estado de calamidade.





Sobe para 9 o número de mortos em consequência das chuvas em Pernambuco

Fonte: Portal da Rádio Liberdade

Subiu para nove o número de mortos em Pernambuco em decorrências das fortes chuvas que atingiram o Estado nesta sexta-feira. Oito mortes foram registradas no Grande Recife e uma no município de Cortês, na Zona da Mata Sul. Heleno Manoel da Silva, 37 anos, morreu após deslizamento de uma barreira atingir a casa dele. O rio Sirinhaém transbordou deixando parte da cidade debaixo d’água e causando desabamento de uma Igreja e de uma padaria.

Em Gonçalves Ferreira, zona rural de Caruaru, os moradores ficaram ilhados depois que o acesso à localidade ficou alagado. Na estrada do Sítio Malhada de Pedras, uma ponte foi levada pela água. A estrada do Sítio Capim também não oferece condições para tráfego. Situação complicada também na localidade de Olho D’água do Félix

Na cidade, uma das localidades mais prejudicadas pela chuva nesta sexta-feira foi o bairro Panorama. O Riacho do Mocó transbordou e a água invadiu as residências. Na Rua Renato Russo, várias famílias ficaram desalojadas e estão nas casas de familiares e amigos.

Em Garanhuns, a rede adutora da barragem Inhúmas estourou deixando 90% do abastecimento suspenso.

Na cidade de Passira, o rio Tatatuba transbordou e atingiu várias localidades, obrigando as famílias deixarem suas casas. Em Quipapá, a água inundou diversas ruas na parte baixa da cidade.

Em Agrestina, parte do muro do cemitério novo desabou. A força da água do rio que corta a cidade atingiu dezenas de casas, deixando famílias desabrigadas. Foi decretado estado de calamidade pública no município.

Em Barra de Guabiraba, a água atingiu pelo menos 70% da cidade e várias famílias ficaram ilhadas.

Nas cidades de Bezerros e Gravatá, muitas pessoas tiveram que abandonar suas casas.

No bairro do Pontilhão, em Belo Jardim, um adolescente de 13 anos, Denilson Leite dos Santos, está desaparecido. A água inundou várias casas, deixando moradores assustados.

Em altinho, a chuva forte causou transbordamento do rio Una e uma ponte de acesso à cidade está intransitável.

A chuva também causou destruição nas cidades de Cachoeirinha, Palmares, Catende, Belém de Maria e Água Preta.

Em Caruaru, equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil monitoram o rio Ipojuca, riachos, córregos e passagens molhadas. Em vários pontos da cidade, a chuva causou alagamentos na manhã desta sexta-feira. Também há monitoramento nas barragens Pedro Moura e Bitury, em Belo Jardim.

A Policlínica do Salgado suspendeu os atendimentos por causa de problemas na rede elétrica da unidade.

De acordo com o Ipa, em 24 horas choveu em Caruaru mais de 136 milímetros, volume acima da média histórica para todo o mês de junho. A chuva atingiu todas as localidades da zona rural de Caruaru.

Qualquer ocorrência pode ser encaminhada à Defesa Civil através do telefone 3701-1173.

Algumas faculdades de Caruaru suspenderam as aulas nesta sexta-feira, entre elas, Favip e UFPE. As aulas na rede estadual de ensino também foram suspensas nas cidades da Região Metropolitana do Recife.

A Polícia Rodoviária Federal registrou vários pontos de alagamentos na BR-232. Um deles fica na ponte do rio Vasco, em Encruzilhada de São João, Bezerros. Na BR-423, em Cachoerinha, foram registrados vários pontos de alagamentos. Na BR-104, na Serra da Quitéria, Agrestina, uma barreira deslizou e o trânsito ficou complicado no local em boa parte da manhã.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) tem registrado diversas ocorrências nas estradas pernambucanas. A maioria dos casos é de alagamentos e deslizamentos de terra.

O governador Eduardo Campos decretou estado de emergência por conta das fortes chuvas que atingiram Pernambuco nos últimos dias. Em várias cidades a situação é de calamidade. O Governo anunciou a liberação de 2 milhões e meio de reais para atendimento às pessoas atingidas pelas chuvas.

O Laboratório de Meteorologia de Pernambuco (Lamepe) informou que as pancadas de chuva devem continuar, no entanto, com menos intensidade e, no domingo, o tempo deve abrir.

CODECIPE
A Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) divulgou no início da noite desta sexta-feira o balanço das ocorrências registradas. Os maiores índices pluviométricos registrados foram: 155 mm em vitória de Santo Antão; 148 mm em Olinda e Recife; 125 mm em Paulista e 111 mm em Jaboatão. Até agora 45 municípios foram afetados. No total são 6.889 desabrigados e 5.853 desalojados.








sexta-feira, 18 de junho de 2010

Morre o Escritor José Saramago


Hoje durante o almoço fui subtamente assaltada por uma onda de perplexidade e tristeza ao ouvir no Jornal o anúncio da morte de José Saramago. Conheci Saramago ainda quando morava no convento, quando li O Evangelho Segundo Jesus Cristo, um tratado desaforado e muito apropriado para aqueles que tem coragem e ousadia para questionar "deus" e as "instituições que conservam deus dentro de um frasco". Depois fui adquirindo intimidade com ele no Homem Duplicado, Intermitências da Morte e no, "soco na boca do estômago" Ensaio sobre a Cegueira, um livro que foi transformado em filme sobre o que há de melhor e pior na natureza humana. Saramago é aquele homem que me fez pensar mais além, ajudou-me a questionar a minha própria natureza.

Um escritor de inquestionáveis qualidades, que trouxe ao mundo Luz, um mundo muitas vezes imerso em trevas. Sua leitura encorpada e carregada de significados não é para todos, mas para aqueles que gostam, saboreiam o "pensar" o "questionar". Uma lágrima correu no canto do meu olho, pois sei que não poderei esperar ansionamente pelo seu novo texto, por mais um livro questionador da natureza do homem e do universo. Invejo-o, pois a esta hora ele deve estar gargalhando da humanidade, diante da verdade que todos acreditam ser diferente, mas que ele sempre questionou e, com certeza, deverá estar comprovando onde fica exatamente o "Q" de todas as questões.

"Todos os dias têm a sua história, um só minuto levaria anos a contar, o mínimo gesto, o descasque miudinho duma palavra, duma sílaba, dum som, para já não falar dos pensamentos, que é coisa de muito estofo, pensar no que se pensa, ou pensou, ou está pensando, e que pensamento é esse que pensa o outro pensamento, não acabaríamos nunca mais." (José Saramago )

Com tristeza e saudades, minhas palavras para este homem espetacular que é José Saramago.

Jaqueline Lira, em um dia em que as trevas triunfaram.


Curso de Nota Fiscal Eletrônica promovido pela ASCONT


Confira a Programação da 22ª Convenção do Comércio Lojista de Pernambuco‏


12/08 (Quinta-feira)

Tarde
12h – Check in e credenciamento à tarde.

Noite
20h - Solenidade de abertura

21h - Coquetel com música ao vivo



13/08 (Sexta-feira)

Manhã
9h – Palestra: A importância do turismo para o município de Garanhuns e para o Estado

Palestrantes: Gabriela Valença (Secretária de Turismo de Garanhuns) e Helder Lins Teixeira (Consultor na área de turismo em Pernambuco)

10h30 – Apresentação cultural

11h – Palestra: O amor e a liderança

Palestrante: Paulo Monteiro (Psicólogo e consultor organizacional)

12h – Almoço

Tarde
14h30 – Palestra: Responsabilidade Social Empresarial

Palestrante: Marcos Magalhães (Engenheiro e líder empresarial em gestão e qualidade de ensino)

15h30 – Apresentação folclórica

16h - Palestra: Ferreira Costa – Trajetória de sucesso

Palestrante: Guilherme Ferreira Costa (Empresário, diretor presidente da Feira Costa Home Center)

17h – Palestra: Do balcão à Prefeitura

Palestrante: Luiz Carlos de Oliveira (Prefeito do Município de Garanhuns)

Noite
21h – Coquetel show – Apresentação de Zé Lezin da Paraíba e Gilberto Banda



14/08 (Sábado)

Manhã
9h – Palestra: Profissionalização das CDLs

Palestrante: Roque Pellizzaro (Presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas)

10h – Apresentação das CDLs Jovens de Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe

10h 30 – Palestra: Motivacional de alto impacto

Palestrante: Rogério Caldas (Consultor organizacional)

Tarde
Livre para lazer e turismo

Noite
21h – Jantar de encerramento e show com a Orquestra Super Oara



15/08 (Domingo)

Manhã

9h – Check out




SENAI Garanhuns terá Laboratório de Motores a biodiesel


O Laboratório de Motores da Escola Técnica SENAI Garanhuns deverá começar a operar a partir deste mês e vai medir e poder emitir laudos científicos sobre a experiência do uso de Biodiesel.

A iniciativa é uma parceria com o Centro de Tecnologias do Nordeste - Cetene e foi contemplada no Edital de Inovação SESI SENAI 2008. As obras físicas do local já estão em fase de conclusão e receberam um investimento de R$ 550 mil, provenientes do SENAI Nacional e SENAI Pernambuco.

De acordo com o diretor da Escola Técnica SENAI, Ednaldo Cabral, as pesquisas vão analisar diversos aspectos do combustível, e focará especialmente uma frota de 97 ônibus e caminhões que circulam no Agreste."Nós também vamos medir a emissão de poluentes dos veículos de acordo com as normas do Conselho Nacional do Meio Ambiente- Conama", explicou Cabral. Segundo ele, as pesquisas vão contribuir para um melhor desempenho dos motores a partir de uma energia limpa e renovável.



Lojas de trajes sociais apostam na diversificaçăo


Fonte: CNDL

É difícil imaginar uma pessoa que passa o ano sem ser convidada para uma festa que exija trajes especiais. Casamentos, formaturas, batizados, primeira comunhão e outros eventos pedem roupa social que geralmente são alugadas ou compradas em lojas especializadas. Esse ramo do varejo foi forçado a se reinventar conforme os costumes da sociedade. Antes os bailes de debutantes e os casamentos na igreja eram mais frequentes e hoje a realidade é diferente. Diante do novo cenário, as lojas precisaram responder à demanda do mercado buscando formas diferentes de continuar atraindo clientes.

A Dirrôs, loja de confecção e aluguel de trajes para festa, localizada em Florianópolis (SC), começou como atelier de alta costura e hoje comercializa e aluga vestidos para noivas, primeira comunhão, damas, pajens, ternos e smokings masculinos, além de oferecer sapatos e acessórios em geral para ambos os sexos. Como diferencial, a loja de fabricação própria produz modelos únicos e individuais para evitar que os clientes passem constrangimento ao se deparar numa festa com outra pessoa vestindo uma roupa igual. Seguindo essa proposta, a Dirrrôs também confecciona vestidos para o primeiro aluguel.

O proprietário da Dirrôs, Ronaldo Rodrigues Alves, explica que o fluxo de clientes varia conforme a realização dos eventos. “Mas é sempre bom nos meses de abril a junho e de setembro a novembro”, diz. Na época de movimento baixo, Alves conta que a loja aproveita para intensificar a confecção de novos modelos, atualizando os estoques, acompanhando os lançamentos da alta costura nacional e internacional. Para Alves, o trabalho da loja é desgastante, porém prazeroso. “É extremamente gratificante ajudar as pessoas a se sentirem mais belas e felizes”.

Há 30 anos no mercado de trajes para festas, a Bety Noivas, também da capital catarinense, atende todas as classes sociais e tem opções de roupas para qualquer evento, desde casamentos até trajes para os seguranças dos eventos. No início do negócio a loja só comercializava vestidos de noivas, mas para atender à demanda do mercado, trajes femininos e masculinos completos para festa passaram a integrar o mix.

O proprietário da Bety Noivas, Ademar Ferreira Cordeiro, lembra a época em que os inúmeros bailes de debutantes, muito tradicionais há alguns anos, garantia o movimento contínuo na loja. Atualmente esses eventos ficaram esquecidos e a concorrência também aumentou. E para driblar esses obstáculos a Bety Noivas realiza promoções com frequência. “A noiva aluga o vestido e a mãe da noiva ganha o traje da festa”, explica Cordeiro.

Cordeiro revela que todo início de ano é o período mais difícil para os negócios. “O movimento é muito fraco, mas depois começa a melhorar e vai bem até dezembro. Ele destaca ainda que a sua estima pelo negócio e a dedicação de alguns funcionários que já trabalham na loja há 20 anos são os fatores que levam a empresa a continuar buscando novidades para atrair os clientes e caminhar para o sucesso.



Brasil: País do futuro ou do presente?

Do Portal da Revista Êxame

Apesar de estar repleto de desafios, o caminho que o Brasil deve trilhar para crescer mais rapidamente e de forma sustentável não tem grandes mistérios - há razoável consenso em torno de pontos-chave mesmo entre correntes de opinião e posições políticas diferentes. A agenda modernizadora passa pela realização de reformas como a tributária, a da Previdência e a trabalhista, além da adoção de medidas microeconômicas para aprimorar o ambiente de negócios. São providências para diminuir a carga de impostos, a burocracia e o inchaço da máquina estatal, permitindo que as empresas brasileiras sejam mais competitivas nos mercados interno e global. Porém, caso não faça a lição de casa, o Brasil corre o risco de desperdiçar uma oportunidade histórica - gerada pela atual combinação de estabilidade econômica com condições demográficas favoráveis - de tornarse uma das cinco maiores potências econômicas nas próximas décadas.

Esse foi o eixo dos debates do segundo EXAME Fórum - evento promovido em São Paulo no dia 31 de maio -, com o tema "Brasil: a construção da quinta maior economia do mundo" (os melhores momentos do evento podem ser vistos em www.exame.com.br). Além de contar com a presença dos dois pré-candidatos à Presidência líderes nas pesquisas - Dilma Rousseff, do PT, e José Serra, do PSDB -, o evento reuniu o economista Nouriel Roubini, professor da New York University, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e um time de líderes empresariais, analistas econômicos, acadêmicos e consultores.

Entre os participantes dos painéis de discussão estiveram Eike Batista, presidente do grupo EBX; Marcelo Odebrecht, presidente do grupo Odebrecht; Luiza Trajano, presidente do Magazine Luiza; Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Bradesco; José Olympio Pereira, corresponsável pelo banco de investimento do Credit Suisse; Marcos Lisboa, vice-presidente do banco Itaú; e Bernard Appy, diretor da BM&F Bovespa. "Se aprovar as reformas, o Brasil poderá crescer tranquilamente de 6% a 7% ao ano", disse Roubini na abertura do fórum. "Mas o país também precisa investir no capital humano, sobretudo em educação e saúde." Em mensagem lida pelo presidente executivo do Grupo Abril, Giancarlo Civita, o presidente do Conselho de Administração do Grupo Abril, Roberto Civita, chamou a atenção para o risco de uma perda de foco com a euforia suscitada pelas atuais estatísticas favoráveis da economia brasileira: "Como sabemos, o desenvolvimento é uma corrida de maratona, não um tiro de 100 metros. Chega lá quem conseguir identificar prioridades e atacar os problemas com competência, obstinação e seriedade".

Ao contrário da política monetária, que tem permitido que o país conviva com níveis civilizados de inflação, o front das contas públicas é mais preocupante. "Gosto de citar o conto O Empréstimo, de Machado de Assis, que fala de um personagem com a vocação da riqueza, mas sem a vocação do trabalho", disse o economista Eduardo Giannetti, professor do Instituto Insper e participante do painel sobre macroeconomia. "No caso do Brasil, temos a vocação do consumo, mas não a da poupança. Por isso, os surtos de crescimento sempre resultam em crise de inflação ou de balanço de pagamentos." Segundo Giannetti, dados o tamanho colossal e a ineficiência do Estado, hoje o país tem um "limite de velocidade de crescimento" da ordem de 4,5% do produto interno bruto ao ano. Quando o crescimento supera esse patamar, como agora, há um repique inflacionário, causado por gargalos na infraestrutura, na formação de mão de obra e na capacidade industrial do país. Daí a necessidade premente das reformas. "Nos próximos 20 anos, além da emergência da nova classe média, teremos uma população em idade economicamente ativa maior que a de idosos e crianças", disse Alexandre Schwartsman, economista-chefe do banco Santander. "Trata-se de um cenário ideal para o aumento do tempo de contribuição para a aposentadoria, permitindo que o sistema previdenciário se equilibre."




quinta-feira, 17 de junho de 2010

Seja sócio SPC da CDL Santa Cruz do Capibaribe





Otimistas, empresas vão contratar mais no país

Do Diário PE

As empresas brasileiras vão contratar mais funcionários no terceiro trimestre do ano (julho, agosto, setembro) em comparação ao segundo trimestre que encerra em junho. É o que aponta a Pesquisa de Expectativa de Emprego da Manpower (Manpower Employment Outlook Survey), que ouviu 61 mil empregadores de 36 países, entre eles o Brasil. Os empregadores do setor de serviços são os mais otimistas no país com 52% de intenção de contratação, em especial nas empresas de call center, tecnologia da informação, hotelaria e turismo. Em seguida vêm os setores de finanças/seguros e imobiliário com 49% e em terceiro lugar a construção civil com 43%.

Para chegar a expectativa líquida de emprego, a Manpower calcula a diferença entre o percentual das empresas que têm intenção de aumentar as contrações e aquelas que preveem redução do número de empregados. A pesquisa antecipa um forte ritmo de contratações para os próximos três meses por parte dos empresários brasileiros com índice de 40%.Só fica atrás da Índia, que apresenta expectativa líquida de 42%. Das mil empresas nacionais entrevistadas, 44% esperam um aumento no total das contratações e apenas 4% acreditam que farão cortes. Vale destacar que 48% dos empregadores consultados indicam que vão manter o quadro de funcionários.

O diretor comercial da Manpower no Brasil, Pedro Guimarães, avalia que os investimentos públicos e privados, nacionais e estrangeiros, dos últimos meses vêm criando uma expectativa de aumento da mão de obra em todos os setores da economia brasileira. Ele cita como exemplo a construção civil, com as facilidades de financiamentos no setor imobiliário e as novas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que já refletem no aumento dos empregos. Além disso, o executivo aponta a retomada do crescimento econômico como estímulo para as empresas contratarem mais funcionários.

A pesquisa da Manpower para aferir o termômetro da empregabilidade é feita trimestralmente, e engloba oito segmentos econômicos: comércio, transportes e serviços públicos, serviços, administração pública e educação, construção, indústria, finanças/seguro/imobiliário, agricultura/pesca/mineração. O destaque da quarta edição da pesquisa no Brasil fica disparado com o setor de serviços, cuja expectativa líquida de emprego das empresas do setor passou de 44% para 52% entre o segundo e o terceiro trimestre de 2010.

Segundo Guimarães, a tendência no quarto trimestre do ano é a manutenção do ritmo da empregabilidade puxada pelo efeito sazonal das festas do fim do ano, quando dobra o contingente de pessoas empregadas. "Se o terceiro trimestre aponta uma expectativa positiva das empresas, a tendência é crescer nos últimos três meses do ano", aposta. Ponto para os trabalhadores que estão nas filas de emprego das agências do trabalho, e que podem correr atrás dos novos postos de trabalho ofertados.




quarta-feira, 16 de junho de 2010

Entrevista

O mercado imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe sempre foi muito valorizado em decorrência da pujança econômica da cidade. Tendo em vista essa expansão que está acontecendo de forma rápida, a Bezerra Engenharia passa a investir na Terra das Confecções e busca agregar valor ao segmento de construção civil, no tocante a empreendimentos de alta qualidade, requinte e conforto. Para falar da importância de empreendimentos de tal porte, o Engenheiro João Bezerra concedeu uma entrevista para a imprensa local. Confira a seguir:

Qual a importância de um empreendimento deste porte para Santa Cruz do Capibaribe?

João Bezerra -
Considero um marco de desenvolvimento para Sta. Cruz que vem a ratificar o grande potencial econômico desta cidade, quando decidimos investir em um empreendimento deste porte em Sta Cruz é por que sempre acreditamos muito no potencial da cidade. A importância do empreendimento esta na geração de empregos, movimentação do comercio local, oferta de moradia de alto padrão, visibilidade para cidade com a verticalização das edificações.

Você e sua equipe destacaram o engrandecimento cultural para a cidade. Em sua visão, o que muda no setor imobiliário depois deste empreendimento?

João Bezerra -
Acredito que este será o primeiro edifício de grande porte na cidade que com certeza ira fomentar o surgimento de outros no mesmo gênero o que ira dar um aspecto de cidade moderna e desenvolvida para Sta. Cruz.



Como você ver a questão das vendas serem praticamente todas realizadas antes do lançamento, tendo em vista que isto é pioneiro na cidade?

João Bezerra -
Quando se decide investir na compra de um imóvel, algo de alto valor agregado é fundamental apresentar credibilidade de quem esta a frente da construção, nossa empresa atua em Caruaru e região a 23 anos realizando obras de grande porte, o proprietário da área onde será edificado, Sr. Joao e Sra. Vera ( confecoes Jovera) são pessoas de alta credibilidade na sociedade local, a Imobiliária MRI – Mauricio Ramos imóveis também goza de conceito na cidade, junto todos estes fatores a um projeto moderno, pratico e funcional, estes foram os ingredientes de sucesso para o empreendimento.

Em relação a valorização da cidade em si, você destacou que o município ganha e muito neste aspecto. Gostaria que você explicasse melhor para os nossos leitores santa-cruzenses.

João Bezerra -
Quando se visita uma cidade ou assistimos uma matéria jornalística e vemos uma cidade do interior do nordeste com edifícios altos e com arquitetura moderna a impressão que se tem é a melhor possível, isto remete a uma visão de progresso e desenvolvimento, esta será a nova face que a cidade apresentará a partir do surgimento dos primeiros edifícios.

A Bezerra engenharia já realizou obras grandiosas em outras localidades, o que a construtora espera do Residencial Michelângelo?

João Bezerra -
Esperamos corresponder com a expectativa dos nossos clientes e apresentar uma obra de alto padrão de qualidade como temos feito ao longo dos anos e com isto continuar gozando de credibilidade no mercado de construção civil.

Para finalizar gostaria que o senhor deixasse sua mensagem a todos os empreendedores santa-cruzenses que acreditaram no empreendimento.

João Bezerra -
Nossa palavra é de gratidão, pela forma carinhosa com a qual fomos acolhidos com o empreendimento Michelangelo e temos a certeza de que outros edifícios serão lançados com sucesso nesta cidade que é um exemplo de empreendedorismo e de empresários e pessoas dedicadas ao trabalho e com visão de futuro.



Construção de residencial em Santa Cruz do Capibaribe vai agregar valor ao mercado imobiliário da cidade


O lançamento da construção de um condomínio residencial em Santa Cruz do Capibaribe vai mudar a cultura dos moradores da localidade. Sendo o pioneiro na cidade, o Condomínio Michelângelo chega a Terra das Confecções com uma arquitetura arrojada e investimento audacioso.

O lançamento do residencial aconteceu na noite desta terça-feira (15) e o empresariado local compareceu ao evento com as melhores das perspectivas, pois o município só tem a ganhar, tanto em questão econômica como cultural.

O edifício residencial será construído pela Bezerra Engenharia, empresa da cidade de Caruaru que possui todo um know-how na área, pois já construiu inúmeros empreendimentos na Capital do Forró e na região, além de casas em Santa Cruz do Capibaribe.



Para João Bezerra, Engenheiro da Construtora, o lançamento de um condomínio com esta estrutura será de suma importância para a cidade de Santa Cruz do Capibaribe. “Esta terra tem uma pujança econômica que orgulha a todos e com a construção deste empreendimento, que será o primeiro, vai alavancar a economia da cidade, pois fazemos questão de comprarmos boa parte do material da obra aqui no município. Esta obra vai trazer muitos empregos diretos e indiretos para a cidade e movimentar a economia local”, concluiu.