Topo

Topo

terça-feira, 31 de agosto de 2010

MTE prorroga prazo para o novo ponto eletrônico para 2011

Fonte: CNDL

Diante das manifestações da sociedade organizada diante da Portaria MPE n. 1510/2009 que obriga empregadores à implantação do novo ponto eletrônico, o Ministério do Trabalho e Emprego postergou sua exigência para o dia 1º de março de 2.011 conforme a Portaria MPE n. 1987/2010.

Sob a justificativa de que o novo ponto eletrônico é desnecessariamente oneroso e ineficaz para prevenção de fraudes, a CNDL optou por diligenciar junto à Presidência da República e ao próprio Ministério do Trabalho e Emprego para esta readequação, sendo a prorrogação do prazo de exigência mais uma vitória para o movimento lojista.

Agora, estaremos buscando uma melhor reflexão sobre a real necessidade desta alteração na marcação do ponto eletrônico, pois entendemos que não inibirá as fraudes, mas sim, aumentará os custos das empresas que precisarão adquirir estes novos equipamentos, o que certamente levará ao abandono do registro eletrônico fazendo retornar ao precário registro manual e o mecânico.

Também o próprio desconforto dos trabalhadores que terão que aguardar em filas para esta operação, emitindo-se toneladas de papel, na contramão do desenvolvimento sustentável buscado por todos.

Releva-se ainda que eventual fraude na marcação deve ser vista como verdadeira exceção, sendo que a imensa maioria dos empregadores segue a legislação laboral, tendo o Estado os meios necessários para esta fiscalização através do próprio MTE, MPT, Sindicatos e o próprio trabalhador.




Curtas da CDL Santa Cruz do Capibaribe

Seminário EMPRETEC

A CDL Santa Cruz do Capibaribe, em parceria com o SEBRAE, e com apoio da FADIRE, iniciou uma nova turma para o seminário do EMPRETEC. O seminário é um sucesso na cidade, e tem atraído muitos empreendedores locais. A turma começou nesta segunda-feira (30), e vai até o próximo sábado (04/09). Esta é a segunda turma que o EMPRETEC forma na Capital da Moda. O Seminário, comumente acontece em cidade onde tem sede do SEBRAE, mas em Santa Cruz do Capibaribe foi possível devido a ação da CDL local.

CDL em reforma

A CDL unidade Santa Cruz do Capibaribe está passando por uma grande reforma. O motivo se justifica pelas parcerias firmadas com outras entidades, como é o caso da UNICRED Empresarial e a JUCEPE que irão funcionar no prédio da CDL. O presidente Fábio Lopes abriu as portas da entidade para a UNICRED e para a JUCEPE, assim muitos serviços que o empresário precisava viajar a Caruaru ou Recife para realizar, irá fazer agora em Santa Cruz do Capibaribe. É a CDL fazendo a diferença.

Parcerias que dão certo

A Mongeral Aegon Seguros e Previdência firmou parceria com a CDL Santa Cruz do Capibaribe para atender aos empresários e colaboradores da Capital da Moda. Sempre atenta à evolução do mercado, a MONGERAL AEGON investe continuamente em tecnologia e no aperfeiçoamento dos seus recursos humanos. Com aval da Fundação Escola Nacional de Seguros (Funenseg), mantém um programa de certificação de corretores de benefícios, tendo hoje o mais especializado canal de distribuição de seguros de vida e previdência do país.

SINDCOM em Santa Cruz do Capibaribe

Recentemente, mais um sindicato foi implantado em Santa Cruz do Capibaribe. Trata-se do SINDCOM – Sindicato das Empresas do Comércio de Bens e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe. A CDL da cidade apoia a ideia e cede espaço dentro da Instituição para que o sindicato possa funcionar. Em breve o sindicato do comércio realizará sua primeira assembleia, que tem como presidente o empresário Isac Aragão.

Artigo

CONSUMIDOR IMOBILIÁRIO PODERÁ VIR A TER O DIREITO DE SE ARREPENDER DE FINANCIAMENTO HABITACIONAL

Recente julgamento ocorrido em julho, no Superior Tribunal de Justiça, deixou preocupadas – e com razão – várias imobiliárias que já estão operando como terceirizadas da Caixa Econômica Federal, visando a contratação de financiamentos habitacionais.

Isso porque a decisão do STJ manda aplicar o art. 49 do Código de Defesa do Consumidor ao mútuo assinado fora de agência de instituição financeira, fato que implica na possibilidade do tomador do empréstimo dele desistir no prazo de uma semana.

O referido artigo assim dispõe: “O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 07 (sete) dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio.”

O caso aqui comentado envolveu a negociação de um veículo, tendo o contrato de abertura de crédito sido firmado no escritório do adquirente, que sequer tomou posse do bem. De todo modo, a não entrega do produto foi considerado motivo irrelevante para o juízo, o qual entendeu que o mútuo não chegou a se perfectibilizar em razão de, no sexto dia, o consumidor ter notificado o banco de sua intenção de desistir do negócio.

Trazendo a matéria para o âmbito do mercado imobiliário, no curto prazo é praticamente certo que surgirá a figura do comprador-desistente de imóvel novo e financiado, cujo instrumento foi assinado na sede de empresa imobiliária terceirizada pela CEF. Tudo com base no art. 49 do CDC, agora definitivamente estendido às instituições financeiras.

Evidentemente que a mera desistência não deverá gerar nenhum prejuízo maior à terceirizada, a não ser, é claro, a perda da remuneração devida pela Caixa e, em sendo o caso, a comissão de corretagem relativa à transação imobiliária caída. De qualquer forma, cabe sempre lembrar que a atual redação do artigo 723 do Código Civil atribui aos corretores de imóveis várias obrigações, sendo certo que dentre elas está apresentar o imóvel e o contrato ao adquirente e certificar-se de que não ficaram dúvidas a serem respondidas.

Diz-se isso porque, embora o consumidor não esteja obrigado a justificar a razão da sua decisão dentro daqueles sete dias, é bom que não restem dúvidas de que o corretor agiu diligentemente, não tendo qualquer responsabilidade pela desistência do comprador – hipótese em que responderia por perdas e danos perante todas as partes envolvidas.

CARLOS ALCEU MACHADO
Advogado pós-graduado em Direito Imobiliário, Consultor, Palestrante e Coach Para o Mercado de Imóveis – http://www.qualisconsultoria.com.br/




segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Santa Cruz do Capibaribe inicia nova turma para o EMPRETEC

Em uma parceria do SEBRAE e da CDL Santa Cruz do Capibaribe, o EMPRETEC foi implantado na cidade no início deste ano, onde formou uma turma com mais de 20 pessoas. Agora, as duas entidades com apoio da FADIRE reuniu mais uma turma de empreendedores locais para mais uma edição do EMPRETEC que começa hoje (30). Ao longo desta semana, os participantes aprenderão a desenvolver técnicas não só para a sua vida profissional, mas para o lado pessoal também.

O EMPRETEC é um seminário que teve início no Brasil trazido pelo SEBRAE nacional em 1992, e a primeira capital a ser apresentado foi em Porto Alegre seguido de Recife. O sistema EMPRETEC está inserido em 157 países, tem inscrição na Organização das Nações Unidas – ONU e no Brasil a aplicabilidade do sistema fica a cargo do SEBRAE. O principal objetivo do EMPRETEC é estimular todas as características individuais do empreendedor, de forma a desenvolver seu potencial.

FADIRE oferece especialização para a prática docente no ensino superior


A Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional – FADIRE irá oferecer o curso de ESPECIALIZAÇÃO EM DIDÁTICA E ESTRATÉGIAS PARA O ENSINO SUPERIOR. O curso tem a finalidade de analisar o processo de ensino e sua relação com o contexto global do fenômeno educativo, assim como estudar o ensino e a aprendizagem como dinâmica interativa, destacando-se o papel do professor e do aluno, os métodos e técnicas de ensino-aprendizagem aplicados ao ensino superior e a relação professor/aluno.

OBJETIVOS

•Formar corpo docente qualificado para demanda de crescimento da FADIRE;
•Capacitar profissionais das várias áreas do conhecimento para o desempenho de atividades docentes em Instituições de Ensino Superior.
•Refletir sobre os desafios da prática docente no ensino superior frente às exigências da sociedade contemporânea;
•Perceber a complexidade das diferentes dimensões do processo de ensino-aprendizagem no ensino superior;
•Compreender os componentes do processo de ensino-aprendizagem – aluno, professor e conhecimento – a partir da concepção do papel do professor mediador;
•Reconhecer a importância do planejamento de ensino: os objetivos educacionais, os conteúdos programáticos, os procedimentos didáticos e a avaliação do processo de ensino-aprendizagem;
•Elaborar plano de ensino, tendo como referência as áreas de formação dos alunos.

>>Mais informações: 81-3731-0300




Oportunidade democrática

Fonte: CNDL

Se você já possui um negócio no ambiente físico e quer abrir um portal de e-commerce para atuar no mesmo mercado, tem tudo na mão: a garantia de seus clientes fiéis e a sabedoria de como ter e manter um empreendimento. Com a migração cada vez maior de consumidores para o mundo digital, uma marca consolidada no ambiente off-line ajuda, ainda mais em uma cultura de compras como a brasileira. “Mercados mais maduros, como o dos EUA, já não dão importância para a loja física. Mas no Brasil isso ainda contribui, até mesmo como investimento em marca”, avalia Natan Sztamfater. Segundo ele, ainda é possível dar início a um negócio on-line em nichos poucos explorados com um investimento inicial de cerca de R$ 100 mil.

Isso não significa que o iniciante não deva estar na mesma velocidade que os grandes concorrentes, em negócios mais usuais. “O que vai contribuir muito é a negociação de volume com os fornecedores, e aí a loja física pode ajudar no início”, afirma o empreendedor. As “armas” à disposição dos concorrentes grandes ou pequenos também estão mais socializadas. Por isso, a tecnologia já não é mais uma exclusividade para quem pode investir muito. Há três anos essa realidade era bastante distinta. O fundamental ainda é medir a competitividade da loja mesmo entre as concorrentes físicas, em quesitos como preço e atendimento.

Garanta um sistema seguro e aposte no link patrocinado

Antes do site de leilões Olho no Click ir ao ar, os sócios empreendedores trataram de definir normas de segurança e de visibilidade para garantir o bom funcionamento de seu sistema de pagamento. Depois, valeram-se da veiculação das mensagens enviadas pelos consumidores dando depoimentos sobre a segurança do negócio. Para reforçar a credibilidade do ambiente de vendas, estabeleceram parcerias sólidas, como um acordo com a rede Magazine Luiza, que é responsável pelo fornecimento de todos os aparelhos eletrodomésticos e eletrônicos leiloados. Ou seja, associar-se a empresas já consolidadas e estabelecer parcerias vantajosas é uma das maneiras de ganhar credibilidade junto ao consumidor.

Investir em links patrocinados, via Google AdWords e similares, é uma maneira eficaz de atrair tráfego qualificado. Teste os vários canais que podem trazer consumidores e não aposte em opções que não passam no teste. Propaganda on-line requer muita dedicação e critério para medir o que efetivamente deu resultado. Não esqueça que na internet tudo pode ser medido, principalmente o retorno de cada meio. Analise a concorrência e veja como se comportam as principais concorrentes tanto no Brasil como no exterior. Se não puder igualar a concorrência, gerencie a expectativa do cliente para isso. A mídia digital está cada dia mais cara, com a saída das grandes anunciantes multinacionais de espaços como a televisão e migrando para a internet. Por isso, o desempenho do pequeno lojista tem de ser sempre crescente. Isso faz com que o retorno sobre o investimento caia gradualmente.

O Google ainda reina quase absoluto na área de links patrocinados e estar presente nos sites comparadores de preços é muito importante. Embora o aporte financeiro faça diferença na hora de aparecer no Google ou em sites especializados, existem estratégias de visualização que podem ser adotadas com sucesso. Sites verticais, por exemplo, também são importantes. Colocar um banner em um site de noivas é ideal para uma loja que vende produtos de cama e banho, por exemplo. Por isso, vasculhe a internet e encontre sites que trabalham com o seu público-alvo.






Fiscalização do uso de cadeirinhas no transporte de criança começa quarta

Fonte: JC ONLINE

A partir de setembro, quem transportar crianças de até 7 anos e meio de idade sem a cadeirinha de retenção cometerá infração de trânsito gravíssima e estará sujeito a multa de R$ 191,54, além de perder sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e ter o veículo apreendido até que a irregularidade seja resolvida.

Em junho de 2008, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) alterou a regulamentação sobre o transporte de crianças até 10 anos e estipulou prazo de 730 dias para que os condutores se adequassem à legislação. O prazo se encerrou em julho deste ano, mas foi prorrogado até o fim deste mês porque as cadeirinhas estavam em falta no mercado.

A atual regulamentação, assim como a anterior, estipula que as crianças menores de 10 anos sejam transportadas no banco traseiro dos veículos, mas prevê a obrigatoriedade do uso de cadeirinhas de retenção para crianças de até 7 anos e meio. Outra novidade, é que a lei determina a utilização de cadeirinhas de acordo com a idade de cada criança.
Por exemplo, as crianças de até 1 ano de ida
de deverão ser transportadas no bebê conforto. As que têm entre 1 e 4 anos em cadeirinhas, que já são normalmente utilizadas, e as de 4 a 7 anos e meio de idade deverão ser transportadas em assentos de elevação.

Segundo a engenheira da Divisão de Programas de Avaliação da Conformidade (Dipac) do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), Milene Cleto, antes de comprar, o consumidor deve verificar se o produto tem o selo de qualidade do Inmetro e ficar atento para escolher a cadeirinha adequada à altura e ao peso da criança.

“O selo do Inmetro é a garantia de que o produto tem qualidade e não vai oferecer risco à segurança da criança. Além disso, deve-se escolher uma cadeirinha que seja compatível com o peso e altura da criança. Outro ponto importante, é pedir orientação ao lojista para instalar o produto corretamente”, disse a engenheira do Inmetro.

Atualmente, existem 19 empresas fabricantes de cadeirinhas que são certificadas pelo Inmetro, sendo oito nacionais e 11 internacionais. Segundo o Inmetro, essas empresas são responsáveis por 124 modelos de cadeirinhas comercializadas no país. A técnica do Inmetro destaca que com essa variedade de produtos qualificados não há motivo para comprar um produto sem certificação.

“Existem muitas cadeirinhas com o selo do Inmetro. Caso o consumidor encontre um produto sem a qualificação do órgão, é preciso denunciar para que esse produto não seja vendido e não ofereça risco à segurança das pessoas”, afirmou a especialista. O consumidor pode denunciar, ligando para a Ouvidoria do Inmetro, no telefone 0800 – 285 - 1818.

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) ainda não tem estatísticas sobre o número de crianças envolvidas em acidentes de trânsito em 2009, nem em 2010. A última pesquisa do departamento traz dados dos primeiros sete meses de 2008, em que 5.002 crianças até 12 anos foram vítimas de acidentes no trânsito, sendo que 183 morreram.





sábado, 28 de agosto de 2010

AADESC reúne forças empresariais para construção da sua nova sede

A Associação de Assistência ao Deficiente de Santa Cruz do Capibaribe - AADESC está enfrentando uma luta grande para construir a sua nova sede. São dias e noites em claro para poder dar continuidade na empreitada de cuidar de mais de 50 crianças especiais. Mas, a entidade não está sozinha. Com ela, os empresários da cidade e a CDL de Santa Cruz do Capibaribe une forças e vão a batalha.

Neste sábado (28), um mutirão de homens que cederam lugar a solidariedade para bater a laje da entidade. São cerca de 50 homens, todos em prol do objetivo maior, o término da obra. Um exemplo foram os empresários da Jovera, João Pereira e seu filho João Neto que arregaçaram as mangas e foram entregar massa de cimento aos pedreiros.


Mulheres artesãs de Santa Cruz do Capibaribe expõem sua produção no Parque Florestal da cidade

O Pátio do Parque Florestal tem servido de espaço para a Feira das Mulheres Produtoras de Artesanato – FEMUP, de Santa Cruz do Capibaribe. O espaço foi arranjado pela Coordenadoria da Mulher em parceria com a prefeitura e a CDL Local. A feira funciona da seguinte forma: duas vezes por mês, sempre no segundo e no quarto sábado de cada mês. As mulheres levam suas peças artesanais e negociam com as pessoas que vão ao Parque. O local tem se tornado mais arejado e melhor frequentado. De acordo com a Coordenadora da Mulher, Verônica Valadares, a primeira feira que ocorreu no dia 14 deste mês superou as expectativas. Além do artesanato, algumas mulheres podem levar alimentos doces e salgados, tudo feito de forma caseira. A CDL tem um espaço, onde cada semana será oferecido a algum artista da cidade para expor seu trabalho. Na feira desta semana, o artista plástico Sidiclei Pereira apresentou obras que enchem os olhos de quem passa. Ele revela que muitos nem acreditam que as pinturas saem das suas mãos e da sua imaginação.



A Feira contou ainda com apresentações culturais dos meninos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI.




sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Santa Cruz do Capibaribe a Capital da Moda também se faz artesanato


A Feira das Mulheres Produtoras de artesanato de Santa Cruz do Capibaribe acontece mais uma vez, amanhã (28), no Parque Florestal.

As mulheres artesãs de Santa Cruz do Capibaribe ganharam um espaço para comercializar a sua produção. A parceria é da CDL local, Secretarias do município, Prefeitura e Câmara de Vereadores.



Capibaribe inRock: Festival da música alternativa chega a sua 13ª edição em Santa Cruz do Capibaribe


O festival de música alternativa mais importante do interior do Estado de Pernambuco chega ao 13º ano consecutivo, com o patrocínio da Funarte (Fundo Nacional de Artes/Ministério da Cultura), Inec (Instituto Nordeste e Cidadania) e BNB, e apoio cultural da Prefeitura Municipal, CDL Santa Cruz do Capibaribe, Bill Board, Joggofi, Yanomami Confecções, B & F Computadores, Sport Company e UESCC, inova ao oferecer nesta edição, oficinas de música e percussão, oficina de artes plásticas, debates, exposições, festival de curtas, além de vários shows, que são a marca registrada do festival, tudo isso gratuitamente de 27 a 29 de Agosto.

Oficinas, exposições e debates

As oficinas que acontecerão nos dias 28 e 29 de Agosto, serão ministradas na sede da UESCC (União dos Estudantes de Santa Cruz do Capibaribe), onde simultaneamente nos mesmos dias estarão expostos trabalhos de artistas plásticos locais.

No dia 29 de Agosto será realizado um grande debate sobre o cenário cultural/artístico da cidade mediado pelos integrantes da UESCC, com a participação de toda a sociedade buscando o aperfeiçoamento e melhoramento das condições de trabalho do artista local.

Agenda

Shows/Festival de curtas: Av. 29 de Dezembro (Próximo à Igreja de São Cristóvão)

Dias: 27, 28 e 29 de Agosto, com início às 21:00hs

Oficinas:

Música: 28 de Agosto, com Humberto Moura (Teoria e prática) e Mestre Lua (Percussão)

Artes plásticas: 29 de Agosto, com Fabrício França

Exposições: 28 e 29 de Agosto

Maria Lu (instalações), Gilberto Silva (fotografia) e Fábio Xavier (artes plásticas)

Local: Sede da UESCC, rua Antônio Pereira de Abreu (por trás da Escola Pe. Zuzinha)


Cooperativas devem ter metas para aumetar participação no sistema financeiro

Texto de Clara Favilla
da Agência SEBRAE

Foz do Iguaçu - O diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, desafiou as cooperativas de crédito a fixarem metas para acelerar o aumento da participação que têm no sistema financeiro nacional, hoje em torno de 2%, para pelo menos 10% até 2020 ou, no máximo 2025.

Este aumento de participação significa ampliar o atendimento para micro e pequenas empresas e empreendedores individuais, o grande novo filão dos bancos comerciais públicos e privados. Representa, por isso, maior concorrência entre os agentes financeiros, indispensável à queda dos spreads bancários - a diferença entre as taxas praticadas na captação dos depósitos junto ao público e na aplicação dos recursos.

Segundo Carlos Alberto, para que a participação de 10% seja alcançada em dez anos, as cooperativas de crédito precisam aumentar em 18,7% por ano, em média, os volumes de depósitos e de operações contratadas de crédito. Em 15 anos, este percentual médio cairia para 12,11%.

Um dos caminhos apontados para a concretização dessa meta seria as cooperativas trabalharem para serem efetivamente o agente financeiro do sistema cooperativo. Ou seja, financiar, por exemplo, as cooperativas de produção.

O desafio foi lançado durante palestra que o diretor do Sebrae fez no 8° Congresso Brasileiro de Cooperativas de Crédito (Concred) que reúne, em Foz do Iguaçu, cerca de 900 representantes de todos os sistemas cooperativos brasileiros. O Congresso encerra-se nesta sexta-feira, 28.

A palestra ‘Sonhar, ousar, realizar. Os desafios do cooperativismo de crédito após a crise’ tirou o título do capítulo do livro ‘O Cooperativismo de Crédito no Brasil do século XX ao XXI', que teve como organizadores Diva Benevides Pinho e Valdecir Manoel Affonso Palhares. O livro foi lançado durante o Congresso.

Participação

Carlos Alberto dos Santos elencou algumas das medidas que podem contribuir para ampliar a participação do cooperativismo de crédito no sistema financeiro nacional: adotar novas estratégias na formatação de produtos financeiros e nos canais de distribuição; focar novos segmentos; trabalhar com micro e pequenas empresas, crédito imobiliário, consórcios, seguros e todos os tipos de meios eletrônicos de pagamento.

Serviço:
Sebrae –
Assessoria de Imprensa: (61) 8118 9821 e (61) 9977 9529
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800




Este Show ajudará na Construção da AADESC. Participem!


Paixão nacional: torcedores de futebol movimentam o consumo

Fonte: CNDL

O futebol hoje move o mundo. Torcedores gritam, pulam, comemoram, sofrem, choram, enfim, se apegam aos seus times e ídolos. Mas como manter esse torcedor presente e consumindo freqüentemente? Como as novas tecnologias, como a Internet, podem ajudar? E a pirataria, como combatê-la?

Essas e outras questões serão debatidas no CONAREC 2010 - Congresso Nacional das Relações Empresa-Cliente, que acontecerá nos dias 1 e 2 de setembro, no Hotel Transamérica, em São Paulo. Por meio do tema: “O futebol brasileiro entra na moda. Como atrair, fidelizar e incrementar negócios com o mais fanático dos clientes: O torcedor”, presidentes e diretores de grandes clubes como Santos, Sport Club Internacional, Vasco e Atlético Mineiro irão expor suas ideias e trocar opiniões.

Roberto Dinamite, presidente do Vasco da Gama, aponta a internet e as redes sociais como uma importante ferramenta na busca pela fidelização de seus torcedores. Segundo ele, o principal instrumento é o site oficial do clube, que foi todo reformulado para proporcionar maior interatividade com o torcedor, além de uma equipe focada nas mídias sociais. “Ele fica informado de tudo: ações de marketing, decisões administrativas, concursos, promoções, contratação de reforços, lançamento de novos produtos, etc. Tudo isso para interagir com o torcedor e gerar novas receitas para o clube, seja através de novos anunciantes ou de venda de produtos via nossa loja virtual”, explica Dinamite.

O Santos Futebol Clube, atento aos novos canais com o público, tornou-se rapidamente um dos clubes mais "online" da América Latina. Possui um site oficial bem estruturado; mais de 40 mil seguidores no Twitter, média de um milhão de visualizações por dia em sua página no Youtube; 200 mil visualizações por mês em sua página no Flickr - com mais de duas mil fotos publicadas; perfil oficial no Orkut e uma página no Facebook prestes a ser inaugurada.

Outro ponto importante a ser tratado no painel é a batalha contra a pirataria. No caso do Santos, todos os produtos oficiais do time têm selos holográficos que garantem a originalidade e procedência do produto. “Além de ser uma atitude para inibir a pirataria, é um sinal de respeito com o torcedor”, esclarece o presidente do clube, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro.
Um dos projetos do Vasco para amenizar a pirataria será a expansão da sua rede de franquias, a Gigante Da Colina. “Nossa meta é abrir 100 lojas em cinco anos. Dessa forma o torcedor vascaíno terá acesso a uma loja oficial do clube perto da sua casa com produtos do Vasco em todas as faixas de preços”, completa Roberto Dinamite.

Organizado pelo Grupo Padrão com apoio da ABRAREC (Associação Brasileira das Relações Empresa-Cliente), o evento é considerado o maior e mais prestigiado de relacionamento com clientes da América Latina e um dos mais importantes do mundo. Com o tema "O mundo descobre o Brasil. Como conquistar os consumidores no país que está na moda”, o CONAREC 2010 irá reunir presidentes de grandes empresas, keynotes internacionais, celebridades e renomados jornalistas.

Os painéis acontecerão em cinco salas paralelas, separadas por: "Consumidores e comunidades", "Contact center e CRM", "Marketing", "Novas mídias" e "RH e Gestão de pessoas".


A grade completa do CONAREC 2010 pode ser conferida no site: http://www.conarec.com.br/






Petroquímica Suape anuncia R$ 5 milhões para escola em Ipojuca para formação de mão de obra

Fonte: Blog do Jamildo

Numa espécie de resposta às críticas da oposição de que há falhas na formação de mão de obra em Suape, o diretor-presidente da Petroquímica Suape, Richard Ward, informou hoje, no Recife, que a empresa estará investindo R$ 5 milhões na implantação de uma escola têxtil, a primeira no país para a formação de mão de obra para a área de poliéster e nao algodão.

É a nova aposta da Petrobras, para a produção de fios de poliéster para a produção de tecidos e outros produtos que necessitam do derivado de petróleo.

Nesta sexta-feira, em Suape, o presidente Lula vai assinar o convênio para a construção da obra, em parceria com o Senai e a Prefeitura de Ipojuca, que cedeu o terreno para a escola.

O executivo frisou que a escola têxtil será importante para o pólo de Suape porque irá treinar mão de obra para a empresa e para eventuais futuros projetos de outras indústrias que sejam atraídas pelas facilidades de logística da área.

A intenção é começar com 640 alunos, mas o projeto prevê até mil alunos formados por ano.

De acordo com a empresa, a fase de terraplanagem deve durar oito meses e a expectativa é de que as aulas estejam sendo oferecidas em março de 2012.

Enquanto não produz seu próprio PTA, a fábrica está trazendo a matéria prima da Índia.





quinta-feira, 26 de agosto de 2010

CDL Santa Cruz do Capibaribe realiza mais uma assembleia

A diretoria da CDL da Capital da Moda se reuniu na noite desta quarta-feira (25), para prestação de contas e discutir ações para a entidade nos próximos dias. Dentro do encontro, foi apresentada a questão da reforma da CDL, onde serão disponibilizados espaços para o funcionamento da UNICRED Empresarial, Sindicato dos Empresários e a JUCEPE.

A Reunião contou com a presença do empresário do Grupo Bonanza de Caruaru, Djalma Cintra Júnior, convidado pelo presidente Fábio Lopes para que o mesmo pudesse receber as boas vindas pelo empreendimento que irá inaugurar em Santa Cruz do Capibaribe.

Na ocasião, o Presidente Fábio Lopes reafirmou as boas vindas ao Grupo e abriu espaço para Djalma Cintra demonstrar sua satisfação em poder ingressar no mercado santa-cruzense.

Djalma começou sua explanação falando um breve histórico do Grupo Bonanza e seu crescimento ao longo do tempo. Ao final, os diretores puderam tirar dúvidas sobre o empreendimento e o mesmo recebeu de presente um Livro do escritor e diretor de Desenvolvimento e Empreendedorismo da CDL, Bruno Bezerra.

Santa Cruz do Capibaribe ganhará novo supermercado

A Capital da Moda será sede de um dos supermercados melhor equipados do Estado. Com 15 lojas em Pernambuco e duas no Estado da Paraíba, o Bonanza Supermercado prepara-se para instalar mais uma loja em Santa Cruz do Capibaribe. Em entrevista, o empreendedor Djalma Cintra Júnior falou sobre a expectativa do Grupo Bonanza na cidade. Djalma conversou ainda sobre os desafios e destacou que a loja de Santa Cruz do Capibaribe será em sua visão a que terá melhor estrutura para receber o cliente tal como ele merece.

Confira a entrevista:

Qual a sua expectativa para a inauguração do Bonanza aqui em Santa Cruz do Capibaribe?

Djalma Cintra Jr –
Bom, nós estamos programados para inaugurar a loja no dia 17 de setembro. Até o momento, a parte de construção está tudo dentro do cronograma. Apenas alguns equipamentos que a gente está preocupado, pois eles podem atrasar e acontecer um eventual atraso de equipamento, mas a obra vai estar concluída.

Como surgiu a ideia de implantar o Bonanza aqui na cidade?

Djalma Cintra Jr –
Na verdade, Santa Cruz do Capibaribe foi a primeira cidade fora de Caruaru que nós tentamos abrir uma filial, mas nunca conseguíamos fazer o negócio. As primeiras tentativas era de comprar lojas já existentes, mas a gente não chegava a um acordo com os proprietários daquela época. Depois, as tentativas foi de comprar ou conseguir algum terreno para implantar uma loja a partir do próprio terreno, o que também ficava muito difícil porque como Santa Cruz do Capibaribe é uma cidade muito concentrada, o valor dos terrenos era caríssimos. Nessa recente onda de crescimento que a cidade tem se espalhado mais, então ajudou para que tornasse viável conseguir um terreno e assim construirmos uma loja aqui.

A gente sabe que o Bonanza possui várias lojas no Estado e até na Paraíba. O padrão continua o mesmo para Santa Cruz do Capibaribe?

Djalma Cintra Jr –
Eu diria até que ele é um pouco melhor do que outras lojas. Fizemos uma construção moderna. Todos os equipamentos também compramos os mais modernos. Apenas tamanho da loja que nós gostaríamos que fosse maior, em decorrência do limite do terreno ela só vai ter 1100 metros de área de venda, quando nós queríamos uma área em torno de 1300 metros, mas em termos de equipamento e qualidade das instalações, essa é a melhor e a mais moderna da rede.

Santa Cruz do Capibaribe é uma cidade basicamente voltada para o segmento de confecções, mas o mercado de serviços e outros segmentos têm surgido na cidade. Como você analisa essa questão?

Djalma Cintra Jr –
Eu vejo Santa Cruz do Capibaribe com um potencial de crescimento muito grande, porque a cidade tem uma vantagem como sendo a maior produtora de confecções daqui da região, ela gera uma renda a partir de um produto que ela exporta não só aqui para Pernambuco, mas para todo Norte e Nordeste. Então, isso gera uma receita muito importante para o município que a cidade também precisa de outros serviços de comércio para complementar sua atividade.

Vamos falar de parcerias. A CDL tem uma cultura de estar sempre firmando parcerias. Há possibilidade de uma parceria entre Bonanza e CDL Santa Cruz do Capibaribe ser firmada?

Djalma Cintra Jr –
Nós temos uma cultura de participar de entidades associativas. O meu pai é muito atuante na CDL de Caruaru. Meu irmão e eu já tivemos uma participação e ainda temos na Associação Comercial – ACIC. Então vamos este engajados em todos os projetos que formos convidados, tanto pela CDL como também pela ASCAP e se for possível vamos estar sempre participando.



Idec vai recorrer da decisão sobre planos econômicos

Fonte: JC online

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) vai recorrer da decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de derrubar as ações coletivas que pedem a correção da caderneta de poupança pelos índices de inflação expurgados pelos planos econômicos Bresser, Verão, Collor I e Collor II. A decisão do STJ ocorreu nessa quarta.

O foco do recurso, segundo a advogada do Idec, Maria Elisa Novais, será a redução do prazo para ajuizar ações civis públicas de 20 para 5 anos, um dos pontos da decisão no julgamento de ontem da 2.ª seção do STJ. A redução do prazo foi definida em abril deste ano durante julgamento de um recurso do Ministério Público de Santa Catarina em ação contra o Banco do Brasil. A ação civil pública, de acordo com a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), foi ajuizada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Cidadão em 2003.

A advogada do Idec destaca ainda que o Código Civil prevê prazo de 20 anos para prescrição de dívida. “E não há distinção de ação coletiva ou individual. Vamos nessa até o fim”, afirma. A resposta ao recurso deve demorar no mínimo um ano, segundo advogados.

Nas contas do Idec, de 1.030 ações coletivas apresentadas por entidades, sindicatos e associações, restaram apenas 15. “A maioria é nossa.” Ana Luiza Evangelista da Rosa, advogada do Emerenciano, Baggio e Associados, lembra que as ações públicas representam 99% do total de poupadores que entraram com o recurso. “Isso quer dizer que a maioria das pessoas vai deixar de receber a correção da poupança por causa de uma regra alterada há poucos meses”, argumenta. Ana Luiza diz, no entanto, que a decisão não foi uma surpresa. “(Os reclamantes) devem entrar com recurso”, recomenda. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.





quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Taxa de desemprego no país recua para 12,4% em julho, aponta Dieese/Seade

Texto de GIULIANA VALLONE
da Folha.com

A taxa de desemprego no país ficou em 12,4% em julho, ante 12,7% no mês anterior, segundo pesquisa realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em sete regiões metropolitanas e divulgada nesta quarta-feira. Em julho de 2009, a taxa havia sido de 14,8%.

O índice em São Paulo também caiu, passando de 12,9% para 12,6%. Em Belo Horizonte, o desemprego passou de 8,5% para 8,3%.

Em Porto Alegre e no Distrito Federal, as taxas caíram de 9,5% para 8,9% e de 14% para 13,7%, respectivamente. Em Fortaleza, o índice foi de 10,6% para 10,2%.

Em Recife, caiu de 17,6% para 17,2% e, em Salvador, única região que apresentou alta, foi de 16,7% para 16,9%.

O contingente de desempregados nos sete locais analisados foi estimado em 2,729 milhões de pessoas no mês passado, 66 mil a menos do que em junho. Esse número é resultante da criação de 49 mil vagas, aliada à saída de 18 mil pessoas do mercado de trabalho.

Nesse mesmo comparativo, o nível de ocupação, na média nacional, teve alta de 0,3%. O total de ocupados nas sete regiões pesquisadas foi estimado em 19,277 milhões de pessoas, para uma PEA (População Economicamente Ativa) de 22,005 milhões.

Na divisão por atividade, o nível de ocupação subiu na maioria dos setores: construção civil (38 mil), indústria (20 mil) e serviços (37 mil). Já no comércio e em agregado de outros setores houve redução de 17 mil e de 29 mil postos, respectivamente.

>>Leia mais




INSS começa a pagar primeira parcela do 13º a beneficiários

Fonte: JC Online

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar nesta quarta-feira (25) a folha de agosto para mais de 27,5 milhões de trabalhadores. Também nesta quarta começa o pagamento da primeira parcela do décimo-terceiro salário para cerca de 23,6 milhões de beneficiários.

No primeiro dia, recebem os que ganham até um salário mínimo e têm cartão com final 1. O cronograma de pagamento vai até 8 de setembro.

A primeira parcela do abono, de 50% do valor do décimo-terceiro, representa injeção extra na economia de R$ 9,013 bilhões nos meses de agosto e setembro, além dos cerca de R$ 20 bilhões do benefício mensal.





Convite da CDL Araripina


Artigo

VENDER COM COMPETÊNCIA É MAIS DO QUE SATISFAZER NECESSIDADES

Por: Antônio P. B. Braga

Nos meus treinamentos de vendas, quando peço para os participantes definirem o que é vender, há muita dificuldade para se conseguir um conceito coerente. Sem dúvida, isso ocorre porque muitos profissionais ainda não perceberam qual é a real fun ção de um vendedor no mercado moderno, não dedicando tempo para refletir com mais profundidade sobre o assunto.

Muitos ainda têm o pensamento fixo de que estão no mercado apenas para fazer com que os produtos saiam das empresas para os clientes, sem se preocuparem com as necessidades e satisfação de cada cliente, entre outras atividades. Alguns vendedores até falam em satisfação dos clientes, mas dá para se perceber nas entrelinhas que isso está mais na intenção do que nas ações.

Vender no mercado competitivo é um processo bastante complexo, pois exige competência, profissionalismo, comprometimento e dedica ção, mas perfeitamente exequível. Entretanto, antes de tudo, deve-se entender o conceito moderno de venda.

A definição mais simplista de venda "é descobrir as necessidades dos clientes para supri-las com produtos e serviç os". Isso é o básico que o profissional de vendas deve fazer, mas não se diferenciando no mercado porque é um direito do cliente ter suas necessidades atendidas. Mesmo assim, muitos vendedores ainda deixam a desejar na execução do básico.

Somente os profissionais de sucesso, em número bem menor no mercado, é que vão além da satisfação, por extrapolarem na execução de outras atividades em benefício dos clientes, com excelentes ganhos para suas empresas e para si próprios. São conscientes de que vender é realmente um processo que envolve uma série de atividades, não podendo negligenciar em nenhuma delas para não haver quebra nesse processo.

Para começar, transformam informações em conhecimento e agem no sentido de obterem resultados. Com isso, tornam-se poderosos e agregam valor para si e seus produtos. São vendedores que diariamente pesquisam o mercado, conhecem a fundo seus clientes, produtos e concorr ência, fazem pré-venda e pós-venda, são planejados, organizados e prospectam clientes, não tendo tempo para falar de crise.

Quando estão diante dos clientes, conversam de igual para igual, por se sentirem seguros em face do grande conhecimento técnico e preparo psicológico. Demonstram seus produtos com entusiasmo e argumentos convincentes, baseados em benefícios exclusivos, além de agregarem a credibilidade da empresa e prestação de serviços de tal modo que o precinho e prazão não sejam cogitados pelos clientes. Por agirem assim, a venda é fechada com tranquilidade e lucratividade, proporcionando ganhos para todos os envolvidos.

Esses profissionais, além de conquistarem clientes, intensificam relacionamentos cada vez mais lucrativos, pois a relação entre eles é de longa duração, graças à assistência e atendimento personalizado dedicado a cada cliente. Estão sempre ao lado dos clientes - antes, durante e depois da venda, gerando credibilidade e confiança, permanecendo blindados da concorrência e crises tão exploradas pelos vendedores comuns.

Portanto, a diferença entre o sucesso dos vendedores profissionais e a patinação dos vendedores comuns é que os profissionais não têm dificuldade de conceituar e praticar a venda moderna, enquanto o vendedor comum ainda pensa que vender é apenas tirar o pedido dos clientes.

Antônio P.B. Braga é palestrante e instrutor de Vendas e Qualidade no Atendimento da Sagra Consultoria em Vendas. É autor do livro "QUER VENDER BEM? DEIXE DE SER VENDEDOR!"





terça-feira, 24 de agosto de 2010

Importância dos blogs para a empresa não deve ser ignorada

Fonte: CNDL

Muito antes do Twitter começar a “piar” como a ferramenta número um para se relacionar com o consumidor na internet, os blogs já faziam esta função com relativo sucesso. Em ações específicas ou como parte de sites corporativos, eles abriram as portas da internet para muitas empresas e tornaram dinâmica uma relação que era estática. Apostando no formato dos blogs, as marcas deram “vida” à sua presença on-line, antes resumida a exibição de conteúdo fixo, com raras atualizações e sem áreas de interatividade.

Por conta disso, mesmo com o sucesso das novas ferramentas, as empresas não devem ignorar os blogs na relação on-line com os clientes. É o que defende o consultor Sílvio Tanabe, especialista em marketing digital. “De certa forma, os blogs deram início à verdadeira democratização da web, permitindo que qualquer pessoa com acesso à rede pudesse se expressar publicamente”, diz. Na avaliação de Tanabe, o papel de espalhar rapidamente uma ideia, slogan ou conceito foi assumido de forma ágil e dinâmica por sites como Twitter, Facebook e Orkut. Porém, os blogs continuam sendo imbatíveis como canal de informação para dizer aos clientes o que a empresa está fazendo e descobrir o que eles estão pensando.

Tanabe destaca também os blogs como canal de relacionamento para construir uma base sólida de experiências positivas com seus clientes, que os converta de meros consumidores a fãs da sua marca. “A força do blog está na interação com os clientes e na possibilidade da empresa transmitir seus valores prioritários. O retorno não é medido em vendas, mas no grau de relacionamento que se consegue estabelecer com os clientes”, ensina.

Segundo o consultor, quanto mais forte esse relacionamento, maior a fidelidade a produtos e serviços e, aí sim, maiores as possibilidades de venda. Ele cita o exemplo de um hotel que pode usar o blog para ouvir sugestões dos clientes sobre o atendimento ou serviço de quarto, mostrar as melhorias que está fazendo e avisar sobre novos pacotes e promoções. Ao mesmo tempo, este blog pode atender queixas, reclamações e mostrar as medidas que está tomando para resolvê-las. “Cabe destacar que o uso dos blogs não exclui a atuação nas redes e mídias sociais”, afirma, ao lembrar que o Twitter é imediato e focado em ações rápidas e o blog é ágil e mantém o relacionamento aberto. “Atuando juntas, criam uma sinergia capaz de aumentar o raio de ação das suas ações de marketing digital”, conclui.

Brasileiros são os que mais acessam redes sociais

Os brasileiros são os usuários de internet que mais acessam redes sociais e blogs, conforme levantamento da empresa de pesquisas Nielsen. No País, 86% dos usuários entrevistados estão conectados a redes sociais, sendo que em abril cada brasileiro dedicou, em média, mais de cinco horas por mês a estes tipos de sites, com destaque para o Orkut. O estudo também reflete um aumento de 24% nas visitas às redes sociais durante o último ano e afirma que a expansão e a presença das redes sociais e blogs são tendências irreversíveis. Pela primeira vez, de acordo com o levantamento, os internautas dedicam às redes sociais uma de cada quatro horas que passam conectados à internet, 66% mais que um ano atrás.

Ferramenta mede o "burburinho" no Facebook

A E.Life, empresa especializada em monitoramento de redes sociais, lançou um recurso gratuito para fazer buscas no Facebook, um dos mais populares sites de relacionamento. O FacebookSearch facilita a busca de informações e monitora referências a marcas, produtos e serviços. Disponível no Brasil e em seis países europeus, terá acesso gratuito pelos próximos três meses. Para analisar melhor os dados, é possível exportar os dados em formato Excel, com o conteúdo dos comentários, autores, datas e horários de postagem.





Associe-se ao SPC da CDL Santa Cruz do Capibaribe


Mais uma audiência pública será realizada em Santa Cruz do Capibaribe


A Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe enviou ofício a CDL local convidando a diretoria da entidade para participar de mais uma audiência pública na Capital da Moda. A Reunião ocorrerá na noite desta quarta-feira (25), às 19 horas, na própria Câmara de Vereadores. O motivo da audiência é para apresentar a sociedade os planos, metas e prioridades que foram recém estabelecidas no Projeto de Lei que dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias – LDO, para o exercício do ano de 2011.



Feira deve faturar R$ 900 milhões

Fonte: JC on line

A 5ª edição da Embala Nordeste – Feira Internacional de Embalagens e Processos, aberta ontem, está sendo apontada pelo setor produtivo como uma ótima oportunidade para quem quer fechar negócio no ramo de equipamentos, produtos e soluções em embalagens sem precisar sair do Estado. A feira tem mais de 400 estandes espalhados pelo pavilhão do Centro de Convenções de Pernambuco e segue até a próxima quinta-feira, das 16h às 22h. A expectativa é gerar R$ 900 milhões em negócios este ano.


Odete Azevedo, por exemplo, é dona de uma empresa de cosméticos e esteve na feira para conhecer as tendências nos setores de máquinas, rótulos e embalagens e quem sabe fechar um bom negócio. “A feira está trazendo uma nova realidade. Não precisamos mais sair do Nordeste para conhecer e comprar o que há de mais novo”, comenta ela.

Um dos diferenciais da instalação e que atrai a atenção dos possíveis compradores é que os visitantes podem ver as máquinas em pleno funcionamento.

O Grupo NZ Philpolymer é especializado na fabricação de equipamentos laboratoriais, seladores e embalagens e gastou cerca de R$ 80 mil para montar a estrutura do estande, que conta com uma máquina de reciclagem de plásticos em funcionamento para quem se interessar em conhecer. “O faturamento no ano passado foi de mais de R$ 2 milhões. A tendência para 2010 é dobrar essas vendas”, comemora o gerente.

As novidades da Embala Nordeste este ano são a feira Alimentécnica, voltada para os fabricantes de alimento e bebidas, e a Refrionor – Salão Nordeste de Refrigeração Comercial e Industrial. Quem quiser fechar negócio pode fazer consultas nos estandes da Cielo e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que oferta linhas de crédito pré-aprovadas.

O evento conta ainda com um estande do Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos Domésticos e Industriais do Estado do Ceará (Sindiverde) para promover mesa de negócios e dar apoio às empresas que se interessem pelo trabalho de preservação ambiental.





segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Vem aí mais um show de solidariedade!


Para comprar a sua mesa, dirija-se à CDL que fica na Rua Júlia Aragão, Nº 249 Centro, ou ligue para a entidade no telefone: 81 - 3731-2850 e solicite a presença de uma pessoa para que assim, você possa se divertir ajudando na construção da sede da AADESC.

Entrevista CDL

O movimento lojista brasileiro tem ganhado força em todos os Estados da Federação. Mais de 1600 CDLs figuram pelos mais distintos pontos do país. A Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas – CNDL, tem buscado melhorias tanto para os empresários, como também para os consumidores, como foi o caso da recente mudança no sistema dos cartões de crédito, briga travada pela CNDL. Em recente visita a Pernambuco, o presidente da CNDL, Roque Pelizzaro Junior concedeu entrevista ao Blog da CDL Santa Cruz do Capibaribe e falou das lutas da entidade.

Confira a entrevista:

Como está o movimento lojista hoje em nível de Brasil?

Roque Pelizzaro -
Nós conseguimos nesse tempo em que estou a frente da Confederação ter como principal bandeira a união e o fortalecimento institucional das nossas CDLs, um avanço bastante grande. Em todos os Estados, nós estamos efetivamente hoje, sendo vistos como os representantes legítimos do varejo. Isso se faz graças a nossa união e há um foco muito grande nas bandeiras que sempre tivemos. Isso acontece não só em Brasília na Confederação, mas desde a nossa menor CDL, que é a partir dalí que as pessoas estão vendo a importância do associativismo e de juntos termos uma direção, um norte e um trabalho coletivo.

Como o senhor percebe o desenvolvimento das CDLs do interior?

Roque Pelizzaro -
É aonde nós mais temos a crescer. Nós tivemos durante muito tempo um foco só em cidades mais importantes e mais estruturadas, isso não funciona assim. Eu digo sempre que uma corrente é mais forte quanto seu elo mais fraco. Todos os Estados estão percebendo isso. Vou citar como exemplo a Federação daqui de Pernambuco que o trabalho desenvolvido e o apoio que a CDL da capital está dando para que este processo melhore.

No Sul, o movimento é amplo e forte. No Nordeste, o movimento tem se fortalecido. Qual a importância das CDLs no desenvolvimento do Nordeste?

Roque Pelizzaro -
O Nordeste hoje é a bola da vez dentro do Brasil e porque não dizer do mundo. Nós vimos os números de crescimento do PIB brasileiro no ano passado e comparando com o PIB do Nordeste, a região passa por um momento ímpar e deve ser aproveitado muito bem. O comércio é a grande locomotiva desse processo. A inserção no mercado de consumo das pessoas de baixa renda, um mercado ainda muito verde a ser trabalhado, faz com que o espaço que nós temos seja muito grande e as CDLs fazem parte desse processo também.

E, qual seria o papel das CDLs nesse processo?

Roque Pelizzaro -
Elas têm a função de qualificar, de melhorar o desempenho, tanto do empresário do varejo como também dos nossos colaboradores. Eu acredito que esta mudança de conceito que está havendo de união e fortalecimento, do interior para a capital é extremamente importante e os resultados já estão aí.

Em cidades pequenas ainda não é tão comum o Poder Público buscar as CDLs para parcerias. As parcerias até acontecem, mas de forma que são sempre as entidades que buscam e muitas vezes não são aceitas. O que o senhor falaria sobre isso?

Roque Pelizzaro -
Nós temos que ter envolvimento político. Nós precisamos não ter lado político. As CDLs precisam saber que elas são agentes de desenvolvimento e fazem parte do que é conhecido como sociedade civil organizada, que sem este perfil da entidade não existe uma democracia plena. E nós precisamos ter opinião, discordar de um prefeito ou vereador no nível das ideias, tentando promover a melhoria da qualidade de vida da população das nossas cidades não é só uma opção, mas um dever nosso. E a partir do momento que haja este envolvimento, nós seremos cada vez mais respeitados e procurados pelo poder público e não o contrário.

A CNDL já travou grandes batalhas com o Poder Público em favor do lojista e dos consumidores. Como tem sido isso em sua gestão?

Roque Pelizzaro -
Desde a nossa posse, já estamos vendo alguns resultados como a questão dos cartões de crédito, da Lei do inquilinato, mas ainda há outras distantes de serem concluídas, como por exemplo; a alteração da Lei da micro e pequena empresa. Nós temos legislação de shoppings centers que precisa ser revista. Temos outras bandeiras importantes que precisam ainda ser levantadas. Mas, como eu falei antes, é importante a gente ter foco. Não adianta ficar atirando para todos os lados e não se conseguir resultados.

Para finalizar eu gostaria que o senhor deixasse sua mensagem para os empreendedores do Pólo das Confecções do Agreste pernambucano, sobretudo para Santa Cruz do Capibaribe.

Roque Pelizzaro -
É um prazer enorme falar para vocês e dizer que, se não fosse essa união de nós, pequenos lojistas, por certo não haverá sucesso. A união só existe quando é coletiva. Se for exercida de forma individual ela pode ser até prejudicial. E, tenham a certeza que o desenvolvimento que o Nordeste está tendo é uma oportunidade que não irá voltar. Logo logo, vocês vão estar desenvolvidos em mercado muito mais competitivo do que é hoje. Aqueles que souberem aproveitar esse momento dessa oportunidade, por certo consolidarão suas empresas e seus negócios.




Curtas da CDL Santa Cruz do Capibaribe

Movimento Lojista

A CDL Santa Cruz do Capibaribe esteve representando o município na 22ª Convenção do Comércio Lojista de Pernambuco que aconteceu na cidade de Garanhuns. Uma comitiva formada pelos presidentes da CDL Jovem, Isac Filho e Fábio Lopes, presidente da CDL Sênior, além dos Diretores Isac Aragão, Manoel Paulino, Elias Ferreira e a secretária executiva Katyane Michele. As esposas de Seu Manoel e Isac Aragão, também estavam no evento. A convenção teve muitas palestras pertinentes ao comércio, e a Terra das Confecções foi muito bem representada.

Posse do sindicato do comércio

O Sindicato das Empresas do Comércio de Bens e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe –SINDCOM foi implantado na cidade na última quarta-feira (18), com a posse de sua primeira diretoria, tendo como presidente o empresário Isac Aragão. Na ocasião, o representante da FECOMERCIO, Thomas Albuquerque disse que a entidade daria total apoio ao SINDCOM. Logo após a cerimônia de posse, o grupo teatral Cia Teatramp apresentou em forma de peça a palestra “Inovar é preciso! Criatividade, relacionamento e motivação”.

Natal show de prêmios 2010

A CDL Santa Cruz do Capibaribe já deu início a preparação de um dos eventos que mexe com o comércio local: O Natal Show de Prêmios 2010. Anualmente, os lojistas participam e a CDL sorteia mais de 60 prêmios para os consumidores que valorizam o comércio local. A equipe da CDL está formatando a campanha para você. Agora é esperar e conferir o sucesso do Natal Show de Prêmios 2010.

Cursos CDL

Os cursos da CDL Santa Cruz do Capibaribe são sinônimos de sucesso. A frequência dos lojistas e seus colaboradores é certa. Todo mês a CDL traz cursos relevantes para você. Em agosto, o curso de Técnicas de Negociação e em setembro, a entidade trará dois cursos voltados para o bom atendimento.



domingo, 22 de agosto de 2010

Lojistas devem economizar R$ 1 bi com novas máquinas de cartão

Texto de Thais Sabino
Direto de São Paulo

Em vigor desde o dia 1º julho, a universalização das maquininhas de cartão deve gerar uma economia aos lojistas de, aproximadamente, R$ 1 bilhão ao ano, segundo o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes de Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Junior. O cálculo leva em conta o número de 1,7 milhão de lojistas que usam as maquininhas de cartão no Brasil.

Atualmente elas precisam pagar o aluguel das duas máquinas das grandes operadoras (Cielo e Redecard), o que custa em média R$ 120 mensais. Com a universalização, todas as máquinas terão de aceitar qualquer cartão, o que permitirá ao comerciante ter apenas um equipamento e reduzir seu custo pela metade.

Apesar do benefício, ele afirma que muitos lojistas ainda desconhecem a medida e não procuram adotá-la. O presidente explica que grandes e pequenos empreendimentos ganham com a mudança.

"Os pequenos estabelecimentos serão beneficiados primeiro, pois o impacto do custo do aluguel dos equipamentos é mais forte nos seus custos. Depois, até o consumidor ganhará, com o repasse do benefício que o lojista terá", afirma.

Segundo ele, a concorrência deve provocar a queda de 35% nas taxas que as credenciadoras cobram dos lojistas a cada transação efetuada. A porcentagem que até agora está em torno de 3%, por operação, antes de julho, deve ficar em torno de 2%.

"Agora o lojista pode escolher a operadora e ganha quem oferecer mais benefícios. Algumas já deixam o aluguel a custo zero para os comerciantes que faturam mais alto", explica.

A mudança é fruto de uma luta antiga dos lojistas, no entanto, não é obrigatória. Pellizzaro classifica a medida como um acordo, firmado entre a Indústria de Cartões e o Ministério da Justiça que oferece esta opção aos comerciantes.

De acordo com o presidente, mais de 95% do mercado de cartões no Brasil é composto das bandeiras Visa ou Mastercard, aceitas pelas principais credenciadoras que são Cielo, Redecard e Santander/Getnet. Então, o comerciante pode ter uma máquina e atender quase a totalidade de seus clientes.

Segundo informações da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), no mês de julho foram registradas mais de 146 milhões de transações com cartões de crédito e 242 milhões com o de débito.

Os números aumentaram cerca de 2 milhões, cada um, em relação a junho. O faturamento com operações que utilizam cartões no País está na marca de, aproximadamente, R$ 535 milhões, de janeiro a julho deste ano, aumento de 20% em relação ao ano anterior.

Procuradas pelo Terra, as credenciadoras Cielo e Redecard não deram informações sobre a influência das novas regras do setor em seus negócios.







sexta-feira, 20 de agosto de 2010

CDL Santa Cruz do Capibaribe realiza mais uma reunião sob o tema da Segurança Pública


A Diretoria da CDL da Capital da Moda, se reuniu mais uma vez em sua sede para discutir a problemática Segurança Pública da cidade. Santa Cruz do Capibaribe é uma cidade que recebe pessoas de diversas localidades do Brasil, e isso tem feito com que houvesse um desenvolvimento sem controle.

Foram convidados as autoridades locais, onde na oportunidade todos puderam ver a apresentação do Diretor de Desenvolvimento e Empreendedorismo da Entidade, Bruno Bezerra, que demonstrou os números alarmantes e crescentes na violência do município.



Em seguida, foi formado uma mesa para a discussão. A nova Comandante da 3ª CIPM, Major Conceição era uma das presentes na reunião, dos delegados Márcio Cruz e Sérgio.

Economia do Polo de Confecções do Agreste é aquecida com a 10ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana

A 10ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana está movimentando a economia em Caruaru. Em sua décima edição, os organizadores do evento esperam movimentar em média R$ 17 milhões nos três dias de negociações.


Dentro do evento, que começou na última quarta-feira (18) e termina nesta sexta-feira (20), tem 119 expositores de toda região demonstrando sua produção para 300 compradores vindos de Norte a Sul do País.

A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana conta com o apoio das Associações Empresariais de Surubim – ACIASUR, de Caruaru – ACIC, de Toritama – ACIT e de Santa Cruz do Capibaribe – ASCAP.



A Associação da Capital da Moda – ASCAP é sempre a maior em número de empresas participantes. De acordo com o presidente da entidade, Aroldo Ferreira no segundo dia do evento, a maioria das empresas já superaram a expectativa. “`Para esse evento nós esperamos atingir entre R$ 15 e R$ 17 milhões de reais, isso daí com certeza será superado”, afirmou.







Na Rodada de Negócios é oferecida toda uma estrutura para as empresas negociarem a sua produção. Rogéria, empresária da Kangapé está em sua quarta participação em Rodadas e se mostra muito otimista com os eventos. “Nossa expectativa já foi superada no primeiro dia do evento.



A ASCAP está de parabéns, pois está cada vez mais se envolvendo com a mídia para divulgar a associação e buscando divulgar a nossa economia em nível de Brasil. Acredito que a Rodada de Negócios só tem a crescer cada vez mais, pois a gente percebe que a JB consultores faz tudo com muito profissionalismo, visando as parcerias que tem feito com as associações”, conlcuiu.






CDL Santa Cruz do Capibaribe participa de reunião com candidatos e Promotoria Pública

A Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL de Santa Cruz do Capibaribe na pessoa de seu presidente, Fábio Lopes se reuniu na última quinta-feira (12), com o Ministério Público da cidade e representantes dos candidatos da cidade para discutirem o pleito eleitoral deste ano. No encontro foram abordados vários pontos referentes ao que pode e o que não pode na campanha.

O presidente da CDL, Fabio Lopes aproveitou a reunião e levantou o debate sobre a interdição da PE-160 aos domingos, dia em que os clientes chegam para comercializar no Moda Center Santa Cruz.

Em seguida, as coligações sugeriram que vias como a Avenida Souza Aragão e outras vias de acesso servissem de espaço para tais práticas eleitorais. O representante da PM, Capitão Edvaldo disse que os organizadores dos eventos políticos devem comunicar previamente a PM e a GM sobre qual via será utilizada para suas carreatas e comícios, assim ficará mais tranquilo de fazer a segurança em tais eventos.

Na reunião foi sugerido que em dias que fosse utilizado a PE-160, a PM e a GM iriam para a entrada da cidade para sinalizar as vias por onde os ônibus devem passar até chegar ao Moda Center. A CDL se mostrou de acordo, desde que as vias sejam bem sinalizadas, passando pela vias da Avenida João Francisco Aragão, Rua Cabo Otávio, Avenida 29 de Dezembro chegando até o Giradouro, onde não será interditado. Assim, os clientes que chegam a cidade não seriam prejudicados e chegariam sem problemas ao Moda Center Santa Cruz.






SEBRAE oferecerá capacitação para microempresários pernambucanos que almejam exportar

Uma capacitação para microempresários do Estado de Pernambuco será oferecida pelo SEBRAE, nos próximos dias 24 e 25 deste mês. O programa de capacitação visa mostrar como as empresas pernambucanas podem se adaptar as Ca normas de exportação e assim, chegar ao mercado exterior. Dentro da qualificação será abordado diversos pontos, como: preços da exportação, logística de entrega e a melhor maneira de apresentar seus produtos para os clientes internacionais.

Os empresários serão todos capacitados para participarem do II Encontro de Compradores Internacionais em Pernambuco que vai ocorrer de 21 a 23 de setembro.

De acordo com a Gestora de projetos de internacionalização do SEBRAE, Margarida Collier, a oficina irá ocorrer em duas etapas. “Na primeira, as empresas têm acesso a informações sobre como se adequar às normas de negócios internacionais. Já no segundo dia, eles passam por consultorias individuais, com o intuito de aplicar os conhecimentos adquiridos ao contexto de cada empresa. A ideia é preparar os participantes para um melhor aproveitamento das possibilidades de negócio", explicou.

Ela disse ainda que o Estado tem grandes potencialidades e isso não tem sido aproveitado. "Nós temos muitas potencialidades. As frutas que são abundantes aqui, como manga e uva, estão em alta lá for a e não conseguimos aproveitar isso. Além de muitas empresas não buscarem a exportação, existem as que não conseguem valorizar o produto. Quando oferecemos uvas desidratadas, por exemplo, conseguimos potencializar nossas mercadorias, agregando maior valor e diferenciando o nosso produto", ressaltou.

Encontro

O foco da comercialização da rodada de negócios que será realizada em setembro estará nos setores de confecção, móveis, decoração, alimentação e bebidas, construção civil e cosméticos. No evento, estarão presentes compradores de 15 países, entre eles Portugal, Espanha, Chile, Equador, Paraguai, Polônia, Emirados Árabes Unidos e Nigéria. Para participar da qualificação, que é gratuita, é preciso estar inscrito no encontro, cuja taxa é de R$ 100.

O cadastro vai até o dia 20 e os interessados devem enviar um perfil empresarial para o fax (81) 3421 8778 ou para o e-mail comex@fiepe.org.br . Há vagas para 50 pessoas na qualificação. Já para a capacitação não há limite de inscrições. Mais informações pelo 0800-570-0800, de segunda a sexta, das 8h às 20h.

Veja o que vai ser explorado nos dois dias da capacitação:

1 - O que é uma rodada internacional de negócios?


Já no ínicio da oficina, os empresários vão entender tudo o que se passa num encontro com importadoras;

2 - Quais os primeiros procedimentos para exportar?

Um representante do Banco do Brasil irá explicar, passo a passo, do que os microempresários precisam para levar os seus produtos ao mercado externo;

3 - Como se habilitar como exportador?

Um especialista vai mostrar as etapas de documentação e certificação que o microempresário têm que percorrer para começar a exportar;

4 - Como apresentar seu produto?

Os participantes descobrirão a melhor forma de vender e adequar suas mercadorias de acordo com as regras internacionais;

5 - Construção de uma planilha de preço -


Todos os procedimentos exemplificados anteriormente serão colocados em planilhas, que guiará o microempresário na rodada de negócios. As planilhas serão analisadas pelos especialistas do Sebrae, que vão informar erros ou comentar opções.
>>Com informações do site da Secretaria de Juventude e Emprego de PE




quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Sindicato dos empresários é implantado na Terra das Confecções

O Sindicato das Empresas do Comércio de Bens e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe – SINDCOM, empossou na noite desta quarta-feira (18), no Teatro Municipal da cidade a primeira diretoria que tem como presidente o empresário Isac Aragão. O Teatro ficou lotado de empresários, representantes do Poder Público, Câmara de Vereadores, CDL local, Secretarias de Defesa Social e Indústria e Comércio, além de estudantes do Curso de Administração do Centro de Ensino Superior – CESAC.


Na oportunidade, Seu Isac Aragão tomou posse sob a representatividade da FECOMERCIO que enviou Thomas Albuquerque para conferir o evento. O presidente Isac Aragão, em seu discurso relatou que já estava mais do que na hora de Santa Cruz do Capibaribe ter seu sindicato próprio. “Já existiam gente de fora querendo fundar uma entidade aqui, e a gente precisa cuidar do que é nosso”, alertou.

Ele aproveitou para apresentar toda diretoria do SINDCOM e falou sobre as suas ações como empresário e representante da Sociedade civil organizada, enquanto membro efetivo da CDL, desde a sua fundação.

Confira os empresários diretores do SINDCOM:

Diretoria executiva
Presidente:
Isac Teodoro Aragão
Vice-Presidente: Manoel Nunes Paulino
Secretário: Rafaela Morais e Abrantes

Suplentes da Diretoria executiva

1º Suplente: José Ailton de Lima
2º Suplente: José Adelmo Pereira
3º Suplente: Valmir Gomes Ribeiro

Conselho Fiscal

Bruno Bezerra de Souza Pereira
José Rivaldo Mestre (Zé Cueca)
Jairon Anderson Nunes

Suplentes do Conselho Fiscal

Pedro Phillipi Feitosa da Silva
Áurea Maria Xavier da Rocha Félix
George Luis Aragão Monteiro

Delegados junto a FECOMERCIO

Isac Teodoro Aragão
Rafaela Moraes e Abrantes

Suplentes dos delegados na FECOMERCIO

Bruno Bezerra
Hélio Aragão



Palestra: “Inovar é preciso! Criatividade, relacionamento e motivação”

Em paralelo a posse do SINDCOM, o público pode conferir a Palestra: “Inovar é preciso! Criatividade, relacionamento e motivação”, que foi apresentado por um grupo teatral de São Paulo, a Cia Teatramp. A peça foi montada pala Companhia Teatral em parceria com o SEBRAE e o SENAC.

No decorrer da apresentação, o elenco interagiu bastante com a plateia e demonstrou como se deve manter uma equipe dentro de uma empresa motivada. Os atores, em apenas quatro, se dividiam entre o palco e o público. Uma interação muito peculiar para mostrar ao empresariado local que se relacionar com seus clientes internos é necessário para enfrentar o mercado competitivo existente na atualidade.

Veja as imagens:



quarta-feira, 18 de agosto de 2010

CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe se apresenta na 22ª Convenção em Garanhuns


O presidente da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe se apresentou na Convenção das CDLs de Pernambuco que foi realizada entre os dias 12 e 15 de agosto, na cidade de Garanhuns. A apresentação do jovem presidente, Isac Filho aconteceu na manhã do sábado (14), para um público estimado em 500 lojistas de todo Estado.

Na oportunidade, Isac apresentou as ações desenvolvidas pela Entidade Jovem da Terra das Confecções, além de exibir um vídeo divulgando a economia da cidade e o Moda Center Santa Cruz. De acordo com Isac Filho, a Convenção é uma vitrine para divulgar boas ações como as que vem sendo desenvolvidas pela CDL Jovem. “A cdl jovem assume um papel importante nos dias atuais com a preparação não só de jovens empreendedores, mas também de líderes e de pessoas de caráter. Sinto-me feliz e muito orgulhoso em fazer parte desse processo e dar a minha parcela de contribuição”, destacou Isac Filho.

Isac relatou ainda que CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe vem se destacando a nível nacional como uma das CDL´s Jovens mais atuantes do Brasil. “Isso é mérito de toda a diretoria que tem se esforçado e dado o melhor de sí para que esse sucesso aconteça. Muito me orgulhou ter divulgado as ações da nossa CDL Jovem, como também a nossa cidade e o Moda Center para empresários e lojistas de todo o estado de Pernambuco na última convenção do comércio lojista realizado em Garanhuns”, concluiu.





Ser sócio do SPC da CDL Santa Cruz do Capibaribe é garantia de vendas seguras!


Mata Sul ainda espera crédito prometido

Fonte: JC on line

Faz quase um mês que o governo anunciou que o BNDES liberaria R$ 1 bilhão para socorrer as vítimas das chuvas. Até agora, nada aconteceu Dizem que vai ser hoje, amanhã, na próxima semana. O sentimento é de revolta. Todo mundo aqui está no sufoco, com funcionário sem receber, fornecedor cobrando. Tudo que têm feito é malabarismo . É assim que o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Palmares, Luís Carlos Ferreira Lins, resume a maneira com que os empreendedores da Mata Sul que tiveram seus negócios destruídos pelas cheias de junho encaram mais um atraso na liberação do crédito de R$ 1 bilhão de ajuda prometido pelo governo federal há quase um mês, no dia 21 de julho. O dinheiro que deveria ter começado a ser liberado ontem, mais uma vez, não veio.

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou que só haviam sido liberados os créditos para quem utilizou o Banco do Brasil (BB) como agente financeiro. No entanto, nenhum empresário contatado ao longo do dia de ontem pela reportagem do Jornal do Commercio havia recebido os recursos. Só às 19h20 a assessoria de imprensa do BB confirmou, através de uma nota oficial, que o dinheiro saiu, garantindo que hoje, R$ 2,219 milhões estarão disponíveis na conta corrente de 49 empreendedores. No entanto, 23 operações intermediadas pela Caixa Econômica Federal e 33 realizadas junto ao Banco do Nordeste continuam sem previsão.

A promessa de que os recursos seriam disponibilizados a partir de ontem foi a terceira em menos de um mês. A primeira veio uma semana após o anúncio do pacote bilionário de reconstrução das economias de municípios pernambucanos como Barreiros, Cortês, Água Preta e Palmares e alagoanos devastadas pelas águas. Tudo porque, logo nos primeiros dias, o que era para ser ágil e desburocratizado se mostrou travado. Até título de eleitor do empresário foi solicitado para formalizar o pedido de financiamento, quando muitos sequer tinham carteira de identidade, pois perderam todos os documentos nas cheias.

Foi quando o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Fernando Bezerra Coelho, no dia 2 de agosto, informou que o governador Eduardo Campos havia enviado ao BNDES uma série de sugestões para acelerar as liberações. Dois dias depois, foram assinados 105 contratos, em um ato promovido na cidade de Palmares. Só que no dia seguinte, os empresários já começaram a desconfiar que o dinheiro iria demorar a chegar. Depois das primeiras reclamações, o gabinete de crise do governo estadual anunciou que as verbas seriam liberadas até o último dia 13. No dia 9, o chefe do Departamento Regional Nordeste do BNDES, Paulo Guimarães, anunciou medidas que reduziriam pela metade a espera pelos recursos.

Só que veio o dia 13 e nada do dinheiro. A expectativa, por todo esforço feito em acelerar o processo, era essa. Tudo foi feito para retirar o maior número de entraves. Existe uma visão muito negativa de burocracia, mas ela acontece para dar segurança a tudo que se está fazendo. Um dia é muito tempo para quem precisa, mas é preciso ter um pouco mais de paciência , justificou o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Jenner Guimarães, representante do Palácio do Campo das Princesas para o assunto. Rapidamente, o BNDES tratou de informar que o cronograma da instituição sempre fixou ontem, dia 16, como data de início dos desembolsos. Resta saber se os primeiros 49 empresários vão mesmo encontrar a verba nas suas contas hoje pela manhã. O JC vai ouvi-los de novo.





terça-feira, 17 de agosto de 2010

CDL Recife completa 50 anos defendendo os interesses lojistas

Prestes a completar 50 anos de fundação, a Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL Recife é uma das entidades mais antigas do país. A CDL da capital foi fundada em 1960, ainda denominada de Clube dos Diretores Lojistas. No início eram apenas 26 empresas associadas, hoje a CDL Recife conta com mais de 3 mil lojistas como sócios.

A CDL Recife é uma entidade ativa e atua diretamente com a FCDL do Estado dando total apoio as outras associações e buscando cada vez mais acompanhar o desenvolvimento do varejo estadual e nacional. O carro chefe da entidade, é o serviço de proteção ao crédito – SPC que atua junto ao lojista, dando-lhes segurança na efetivação de vendas.

Sílvio Vasconcelos, atual presidente da entidade Recife, afirma que esta é uma data muito importante para a CDL e que a diretoria como um todo está se esforçando ao máximo para que a data seja comemorada da melhor maneira possível. “Esta data representa o que realmente a CDL tem feito por Recife. Estamos nesses 50 anos desenvolvendo parcerias com a prefeitura, com Polícia Militar, enfim nós estamos procurando levar a todos os lojistas o que há de melhor, o que a gente pode ajudar, porque afinal de contas, a CDL não é só do lojistas, pois ela se preocupa com as questões sociais e com isso nós esperamos que os próximos 50 anos sejam feitos da mesma maneira que foi feito até hoje, com dedicação, com amor e sempre elevando cada vez mais, o nome da CDL Recife”, destacou.

Uma das ações mais relevantes da CDL Recife é a manutenção da Fundação CDL, que atende mais de 700 jovens em situação de risco. Os jovens são acompanhados por profissionais que os instrumentalizam para entrar no mercado de trabalho.






segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Santa Cruz do Capibaribe terá Sindicato dos empresários

Na próxima quarta-feira (18), a será implantado na Terra das Confecções o Sindicato das empresas do Comércio e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe. Na ocasião, será dado posse ao primeiro presidente, que será o senhor Isac Teodoro Aragão. O evento vai acontecer as 19:00, no Teatro Municipal da cidade, onde o SEBRAE em parceria com o SENAC irão apresentar um espetáculo teatral pela Cia Teatramp, com o tema: “Inovar é preciso! criatividade, relacionamento e motivação".



FEMUP: Feira das Mulheres Artesãs é inaugurada no Parque Florestal

As mulheres artesãs de Santa Cruz do Capibaribe ganharam um espaço para comercializar a sua produção. A parceria é da CDL local, Secretarias do município, Prefeitura e Câmara de Vereadores. A feira teve sua inauguração na manhã do último sábado (14), e na oportunidade as artesãs montaram suas barracas e puderam expor suas produções. São artigos diversos. Desde peças melhor trabalhadas a alimentos caseiros. A feira acontecerá duas vezes por mês, sempre aos sábados e no Parque Florestal.

Confira as imagens da primeira feira e a satisfação no rosto das artesãs!






Entrevista CDL

A UNICRED Empresarial é um órgão totalmente ligado ao associativismo e tem por finalidade agregar os empresários em prol de objetivos vencedores. São centenas de unidades por todo País. Em Pernambuco, na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, mais uma unidade será aberta em breve e funcionará na sede da CDL do município. O presidente da UNICRED Empresarial, Fred Leal se mostra bastante convicto do sucesso dessa unidade que deverá ser inaugurada em outubro.

Confira a entrevista!

Quais as suas perspectivas quanto a instalação da UNICRED em Santa Cruz do Capibaribe?

Fred Leal –
olhe a ideia nossa é que já a princípio de outubro a gente já esteja inaugurando mais essa agência no interior. Nós inauguramos a primeira em Caruaru, a perspectiva é que a gente dê a Santa Cruz do Capibaribe que é um Polo extremamente interessante e a intenção é que a gente possa ajudar no desenvolvimento do empresariado da cidade.

A economia do Polo é muito forte e atrativa. Qual a sua análise sobre o Polo de Confecções do Agreste, sobretudo em Santa Cruz do Capibaribe que foi onde tudo começou?

Fred Leal –
Eu acho Santa Cruz do Capibaribe um fenômeno não só no nosso Estado, mas no Brasil todo. Ele conseguiu fazer com que, em uma área tão pobre e hoje é uma referencia no mercado de confecções em todo país. Eu vejo como fenômeno, mostra o empreendedorismo dos empresários de Santa Cruz do Capibaribe e foi por conta disso que nós resolvemos abrir uma UNICRED na cidade.

O senhor enquanto diretor da CDL Recife, gostaria que o senhor destacasse o trabalho da CDL Santa Cruz do Capibaribe.

Fred Leal –
Eu estive recentemente em Santa Cruz do Capibaribe e fiquei muito impressionado pelo dinamismo da diretoria, principalmente do presidente Fábio, é uma pessoa muito atuante, eu não o conhecia e ele prontamente acolheu a ideia da UNICRED Empresarial. Eu fiquei muito satisfeito em ver a determinação e a vontade do presidente Fábio a dos diretores da CDL Santa Cruz do Capibaribe em ter uma unidade da UNICRED Empresarial.

Para finalizar, eu peço que o senhor convide os empresários da cidade a se filiar a UNICRED.

Fred Leal –
A UNICRED Empresarial é uma ferramenta extremamente importante para ajudar ainda mais no crescimento do empresariado de Santa Cruz do Capibaribe. É um processo onde todos precisam participar, é uma coisa coletiva e ao mesmo tempo muito ligada ao associativismo. No fundo, todos se unem em prol de um mesmo objetivo maior que é crescer, evidentemente visando a parte financeira que esse é o objetivo da UNICRED. Então, eu conclamo a todos que embarquem neste empreendimento sério. A UNICRED conta com apoio da Federação da Indústria, a Federação do Comércio e todas as Associações do Estado, mas ela só pode crescer com o apoio e a união de todos.