Topo

Topo

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Burocracia desestimula empreendedor

Fonte: Fenacon

Por Marília de Camargo Cesar
Do Valor Econômico de São Paulo

O consultor Max Gehringer acha que, no Brasil, é mais fácil ser presidente de multinacional do que microempresário. Comentarista, palestrante e ex-executivo de grandes empresas, Gehringer tornou-se conhecido por suas dicas práticas de administração de carreiras em revistas, no rádio e na televisão. Agora, ele amplia o escopo de suas análise e entra no universo das micro e pequenas empresas. Neste domingo, estreia um novo quadro no "Fantástico", da TV Globo, onde vai acompanhar microempreendedores em suas dificuldades diárias e aconselhá-los. Dos primeiros cases, o consultor já tirou algumas lições. Entre elas, a de que a burocracia para as MPES é desestimulante. Veja trechos da entrevista concedida ao Valor:

Valor: A falta de formação educacional e de experiência em gestão são alguns dos graves problemas enfrentados pelo pequeno empreendedor brasileiro. Nesse aspecto, quais as principais dificuldades observadas nos cases que entram no quadro de estreia do novo programa?

Max Gehringer: Queremos começar mostrando que entusiasmo e otimismo são duas características louváveis, mas são também as maiores responsáveis pela quebradeira de metade das microempresas em menos de 3 anos. A primeira mancada é pensar em abrir um negócio pelo motivo errado. Por exemplo, 'cansei de trabalhar para os outros', ou 'estou desempregado faz 8 meses', ou 'tem gente mais burra que eu que montou um negócio e deu certo'. São todas razões emocionais e não leva muito tempo até o neófito descobrir que o lado racional pesa muito mais na sobrevivência de uma empresa. Os microempresários que participarão do programa vão começar confessando que desconheciam noções elementares de gestão. Que não fizeram nenhuma pesquisa para saber se o negócio tinha a mínima chance de dar certo. Que não se preocuparam em separar o dinheiro da empresa do dinheiro da família. Que não tinham recursos para se manter caso o negócio não desse certo desde o primeiro dia. A partir desses casos reais, vamos mostrar o que vinha sendo feito e o que deveria ter sido feito.

Valor: Qual o encaminhamento e sugestões práticas apresentadas e como o empresário reagiu a isso?

Gehringer: Passamos 2 meses acompanhando o dia a dia das 3 empresas, que eram bem diferentes entre si - uma começando do zero, outra com 2 anos de vida, e a terceira há 25 anos no mercado. O que mais incomodou, principalmente nesta última, foi descobrir que o negócio tinha um potencial para gerar dinheiro e não estava gerando porque os sócios simplesmente nunca definiram quem era responsável pelo quê.

Valor: Quais as outras grandes dificuldades para quem está começando do zero e qual a melhor maneira de aprimorar o trabalho?

Gehringer: Começa pela burocracia, que é desestimulante, passa pela dificuldade em obter financiamentos a juros decentes, e continua na seleção dos empregados. A empresa nem começou a funcionar e o novo empresário já está estressado. O que ele quer é botar a mão na massa o mais rapidamente possível, e nessa hora ele esquece que não entende de fluxo de caixa, que não sabe como conseguir clientes, que não tem um plano elementar de divulgação e que não sabe que mecanismos utilizar para saber se o negócio está no rumo certo. Como eu disse no começo, essa é a hora do entusiasmo e do otimismo, que vão gerando frustrações com o decorrer dos meses.

Valor: Dificuldade para lidar com a gestão financeira é outro aspecto sempre lembrado pelos especialistas. Como um pequeno empreendedor pode melhorar essa formação, no caso de não dispor de recursos ou muito tempo para isso?

Gehringer: Nós queremos mostrar que 'gestão financeira' é uma expressão assustadora para o microempresário, porque ele fica pensando em coisas fora de seu alcance material ou intelectual, como computadores, planilhas e fórmulas, quando na verdade a maior parte do processo requer apenas bom senso. Naquela empresa que já completou 20 anos de existência, o sistema básico era 'tem dinheiro no caixa?'. Se tinha, cada sócio pegava o que precisava e depois prestava contas. Parece a coisa mais simples do mundo de resolver, mas, segundo o Sebrae, a maioria dos microempresários age exatamente assim.

Valor: O senhor está habituado a responder dúvidas de colaboradores de grandes empresas (ou candidatos) sobre o universo corporativo. Como foi envolver-se diretamente com a rotina dessas três microempresas? O que esse trabalho lhe trouxe de ensinamentos?

Gehringer: Que é mais fácil ser presidente de multinacional, como eu fui, do que ser microempresário. As grandes empresas já têm processos definidos e as decisões são compartilhadas. Nenhum funcionário precisa saber fazer meia dúzia de coisas diferentes ao mesmo tempo, e uma área não se preocupa muito com o que está acontecendo na outra. Agora, faz 11 anos que sou microempresário. Não é melhor nem pior que ser executivo, mas é radicalmente diferente.

Valor: A taxa de mortalidade das MPEs brasileiras vem diminuindo, mas ainda é uma das mais altas. Ao mesmo tempo, o Brasil é um dos países com maior índice de empreendedorismo do mundo. O que há de obstáculos entre o ser empreendedor e o tornar-se um empresário longevo e bem-sucedido?

Gehringer: O Sebrae tem um dado muito interessante. A mortalidade é realmente alta no primeiro negócio, mas cai pela metade no segundo, e não chega a 10% no terceiro. O empreendedor que não desiste no primeiro tombo aprende com os próprios erros e sua teimosia em continuar tentando se reflete positivamente nas estatísticas. Minha conclusão é que, se o microempresário tivesse buscado as informações necessárias, não precisaria ter quebrado para aprender. Hoje existem no Brasil cerca de 6 milhões de micro e pequenas empresas formais. Dessas, nem 1% fez o curso básico de empreendedorismo no Sebrae. Quantas das que quebraram, e foram milhões nos últimos 10 anos, teriam quebrado se tivessem procurado aprender com quem podia ensinar, em vez de se aventurar com a cara e a coragem?

Valor: Num ambiente de fissuras externas, como o microempreendedor pode se precaver de assumir riscos desnecessários?

Gehringer: O século 20 foi o século do emprego e a equação se inverteu, com todo mundo se bandeando para as cidades em busca da carteira assinada. Mas os países que conseguiram dominar a economia mundial desde a Revolução Industrial não foram aqueles que formaram bons empregados. Foram os que formaram grandes empreendedores. Se o Brasil realmente quiser ser uma potência, este é o século do empreendedor. É só o governo ajudar um pouquinho.

Governo quer aprovar o Simples Nacional na próxima semana

Fonte: Fenacon

Abnor Gondim

O relator do projeto que aumenta em 50% o teto do Simples Nacional, senador José Pimentel (PT-CE), propôs ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que a proposta seja apreciada em sessão extraordinária na próxima semana para engrossar as comemorações do Dia da Micro e Pequena Empresa, dia 5. Tudo porque a pauta está trancada por três medidas provisórias.

Até ontem, porém, a assessoria da presidência ainda não se posicionara a este respeito.

Contra a aprovação do projeto na CAE, há intensa movimentação no Congresso Nacional de secretários estaduais da Fazenda e governadores.

De acordo com o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), a rápida tramitação da matéria, já aprovada na Câmara dos Deputados, impediu que os estados calculassem as perdas de receita.

O senador José Pimentel argumentou que, desde a implantação do SuperSimples, em julho de 2007, com a unificação de oito impostos, tem havido aumento de receitas. No caso de São Paulo, ele citou que, em 2010, 52% das micro e pequenas empresas pagaram o ICMS na forma de substituição tributária (antecipação do imposto na indústria). Procurado pelo DCI, o secretário da Fazenda de São Paulo, Andrea Calabi, não retornou os contatos.

"Ou seja, hoje, das empresas do Estado de São Paulo que estão enquadradas no Simples Nacional, 48% recolhem pela tabela do Simples e 52% são alcançadas pela substituição tributária e são objeto de um grande debate no Estado de São Paulo", disse e concluiu: "O Estado de São Paulo já teria a devolver, porque ele implantou o sistema de substituição tributária..."

Avaliação do Sebrae

Na avaliação do gerente de Políticas Públicas do Sebrae, Bruno Quick, a tendência é de que, havendo acordo e votação, haverá possibilidade de aprovar três pontos: a alteração e baixa de atividades do Empreendedor Individual gratuita e automática via Internet, o parcelamento de débitos tributários para empresas do Simples Nacional e o aumento do teto do Simples Nacional apenas para a última faixa, de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões, sem alterar as demais faixas, o que ficaria para debate a partir de 2011, junto com as outras mudanças.

"A prioridade dada para esses temas por parte dos parlamentares que buscam acordo leva em conta o pouco tempo para se conseguir acordo, tendo em vista o pouco tempo que falta para o recesso do Congresso Nacional e, principalmente, os graves impactos que a falta dessas mudanças acarretará às empresas", explicou o gerente do Sebrae.

Limite máximo

O projeto de lei da Câmara cria o parcelamento automático de débitos de empresas do sistema, em até 60 meses.

Profissionais liberais lideram inadimplência, aponta BC

Fonte: JC Online

Profissionais liberais têm as maiores taxas de inadimplência do Brasil. Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (29) pelo Banco Central mostra que o nível de calote entre os brasileiros que trabalham por conta própria em atividades como a arquitetura, contabilidade, direito e odontologia é a mais elevada entre todas as categorias de clientes identificados pelo BC.

Segundo o levantamento apresentado nesta quinta-feira, em todas as regiões do Brasil clientes com a ocupação "profissional liberal" ocupam o desconfortável primeiro lugar na lista de inadimplentes. Na região Centro-Oeste, é onde há o pior indicador: 5,2% dos profissionais liberais estão com pagamentos de dívidas com atraso superior a 90 dias. Em seguida, estão as regiões Sudeste (5,1%), Sul (4,6%), Nordeste (4,5%) e, por último, os Estados do Norte (4,4%).

A segunda categoria com mais calotes é a dos empresários, cujas taxas de inadimplência oscilam entre a máxima de 4,3% no Centro-Oeste e a mínima de 3,7% no Sudeste. No restante do Brasil, a taxa de atrasos entre os empresários é de 4% no Nordeste e Norte e de 3,8% no Sul do Brasil.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Câmara Setorial de Boutiques da CDL Santa Cruz do Capibaribe começa formatar ações para o segmento



A Câmara Setorial de Boutiques, recém criada na CDL Santa Cruz do Capibaribe visa unificar ações que beneficiem ao segmento comercial de Boutiques na cidade. Algumas ações já estão sendo discutidas, dentre elas, o concurso de vitrine para as datas comemorativas Natal e Ano Novo.

Na última reunião, realizada na CDL, nesta terça-feira (27), a coordenadora da Câmara, Madelon, reuniu-se com 15 empresárias do comércio de Boutiques, onde já ficou agendada a realização do concurso para dezembro, além de uma liquidação específica para os clientes de boutiques.

Nordeste está perto de passar o Sul em tributos

Fonte: DCI

O forte crescimento econômico da Região Nordeste nos últimos anos pode transformá-la na segunda maior em arrecadação de impostos estaduais em breve. O nordeste foi o único a apresentar crescimento das receitas com ICMS no primeiro semestre em todo o País: R$ 17,813 bilhões.

No mesmo período, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul arrecadaram R$ 18,467 bilhões, com uma queda de quase 10%.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

CDL Santa Cruz do Capibaribe fecha nesta quinta-feira (29)

A CDL Santa Cruz do Capibaribe não funcionará nesta quinta-feira (29), em virtude do feriado municipal, referente ao dia dos padroeiros da cidade, Senhor Bom Jesus dos Aflitos e São Miguel. A entidade funciona normalmente na sexta-feira (30), e sábado (1º), das 8 ao meio dia.

A CDL deseja a todos um bom feriado!

Movimento Lojista Brasileiro se mobiliza contra a volta da CPMF

A Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) está se mobilizando em todo Brasil, através das Federações e CDLs contra a volta da CPMF, que o governo visa ressuscitar. Para votar contra, clique no link abaixo e assine ao abaixo assinado proposto pela CNDL.


Quimilson vai realizar 2º Fórum de Estamparia Têxtil do Agreste

Nos dias 04 e 05 de outubro acontece o 2º Fórum de Estamparia Têxtil do Agreste, organizado pela Tintas Quimilson de Santa Cruz do Capibaribe. O Fórum está dentro da programação do Moda Santa Cruz, que acontece no Moda Center, no período de 1 a 5 de outubro.

Serão diversas palestras e mesas de debate, com início às 18h30 e término às 22h. A Gênesis Indústria e Comércio de Produtos Químicos, empresa que atua no mercado serigráfico dos principais estados brasileiros, estará no evento contribuindo com alguns tema:

Palestra: ESTAMPANDO COM QUALIDADE

04 de Outubro, às 18h40 (Duração: 01 hora)

A palestra apresenta os princípios fundamentais para se obter sucesso na serigrafia, desde a criação de estampas e pré-impressão, preparação de matrizes, escolha das tintas e adequação do ambiente de trabalho.

Palestra: QUADRICROMIA NA SERIGRAFIA

04 de Outubro, às 20h30 (Duração: 01 hora)

A palestra aborda o processo de se reproduzir uma quadricromia na serigrafia, desde a manipulação no computador, fotolito, revelação até a impressão em silk screen.

Palestra: NOVIDADES E EFEITOS DIFERENCIADOS

05 de Outubro, às 20h (Duração: 40 minutos)

A palestra apresenta as principais novidades e lançamentos da Gênesis e Gênesis Global em tintas serigráficas, produtos auxiliares e efeitos diferenciados em serigrafia.
 

SENAI Santa Cruz do Capibaribe ganha medalha de ouro nas olimpíadas do conhecimento



O aprendizado do SENAI Santa Cruz do Capibaribe tem sido apreendido pelos alunos que compõem a instituição. Na semana passada, aconteceu a Olimpíada do Conhecimento em todo Estado de Pernambuco, e a medalha de ouro foi barganhada por uma aluna do SENAI da Capital das Confecções.

Rosilaine de Oliveira é aluna da entidade e treinou bastante com a sua professora, Emília Medeiros. Foram três dias de provas no Recife, e Rosilaine conta que além da satisfação de poder participar, o que mais importa é a experiência. “A emoção foi muito grande. Eu não esperava de ganhar, mas quando recebi a medalha e me dei conta que estava representando Santa Cruz do Capibaribe, mostrar que a nossa escola foi primeiro lugar, a emoção bateu forte”, disse a estudante.

Rosilaine passou por uma série de treinamentos. Primeiro partiu da organização da escola e do treino diário com a professora Emília Medeiros, que não mediu esforços para ajudar no desenvolvimento da aluna e de toda sua turma.

Com o ganho da medalha de ouro, Rosilaine ficou classificada para a Olimpíada Nacional, que vai acontecer em novembro de 2012, em São Paulo. Sorte para a garota que vai representar o aprendizado do SENAI Santa Cruz do Capibaribe. A nossa Indústria só tem a ganhar!

Artigo

Dicas para contratar talentos
Por: Evaldo Costa

Você está seguro de ter uma boa estratégia para contratar talentos?
Há muita gente disponível no mercado e encontrar uma pessoa para ocupar um posto em sua organização pode não ser difícil, porém, se você deseja contratar uma pessoa que se encaixe perfeitamente ao perfil desejado, à tarefa não será tão fácil como comer mamão com açúcar.
É fato que a área de recrutamento conta com muitas técnicas, mas para ser bem sucedido na arte de contratar talentos, é preciso ser criterioso e usar as ferramentas disponíveis, como a sapiência.




Neste contexto, a primeira e mais importante consideração a fazer ao contratar alguém, é sempre lembrar que são as pessoas que podem verdadeiramente transformar uma organização, independentemente de seu porte, ramo de atividade ou idade. Daí, caso você quiser otimizar o grau de acertos nas contratações, poderá recorrer aos princípios básicos seguintes:

1 – Tenha boas fontes e as diversifique – É fundamental terboas fontes de consultas. Além disso, você pode recorrer aos recursos online para divulgar a sua vaga. Há exemplo de sites especializados, associações e federações da qual a sua empresa faz parte, você poderá recorrer às mídias sociais, a exemplo: o Facebook, LinkedIn, Twitter,Youtube e tantas outras.

Porém, antes de sair atirando para todos os lados, o ideal é olhar para dentro de casa; na tentativa de identificar alguém que possa ser aproveitado. Além disso, incentive os seus colaboradores a fornecer indicação. Elas costumam ser fontes ponderosas decontratação.

Pode até parecer engraçado, mas muitas vezes recrutar alguém pode ser comparado a uma pescaria. Onde o pescador está tentando arremessar o anzol o mais distante possível de sua posição; como se os melhores peixes estivessem sempre mais distantes. Com o passar dos anos, muitos descobrem que muitas vezes os melhores peixes estão bem abaixo de seu barco.

Finalmente, considere que você poderá encontrar o candidato que procura em muitos lugares; desde filas de supermercado, conversando com amigos ou mesmo no lazer do final de semana. Considere que se tratando de recrutamento, o céu é o limite.

2. Crie as suas próprias fontes – Muitas empresas do passado colocavam uma placa na entrada do estabelecimento informando as vagas disponíveis. Isso sempre funcionou bem. Mas atualmente com os recursos dainternet, você pode criar uma sub página de recrutamento onde poderá receber cadastros dos interessados, além de manter um banco rico para futuras contratações. Há muitas vantagens nesse procedimento, como o fato de estar com as informações de uma pessoa que revela interesse em trabalhar com você.

3. Avalie, controle e otimize – Você precisa estar o tempo todo atento para saber se seus métodos de recrutamento são eficazes. Para isso, caso não tenha, poderá criar um padrão de avaliação, contemplando os seguintes tópicos: plano de contratação interna, trabalho e postagens em site de carreira, revisão das fontes de contratação, processo de entrevistas, metodologia de contratação entre outros.

Agindo assim, você poderá aprimorar-se sempre e contratar os melhores do mercado.

Pense nisso e ótima semana!

EvaldoCosta

Blog:
www.evaldocosta.blogspot..com

E-mail:
evaldocosta@evaldocosta.com

Siga no Twitter/LikedIn/Facebook/Orkut: evaldocosta@icbr.com.br

Indústria do Conhecimento abre inscrições para mais uma Oficina do SEBRAE



A Biblioteca Indústria do Conhecimento de Santa Cruz do Capibaribe, situada na palestina, em frente a Escola Municipal Lucinalva Santos, informa que está com inscrições abertas para mais uma Oficina que será realizada em sua sede, através de parcerias firmadas com o SEBRAE.

A Oficina terá como tema: “Sei Comprar” e vai acontecer no dia 6 de outubro, das 19 às 22 horas. A Biblioteca Indústria do Conhecimento funciona das 8 horas da manhã às 18 horas.

Não deixe de participar, faça a sua inscrição totalmente gratuita.

Moda Santa Cruz: evento atrairá compradores de todo Brasil



O Moda Santa Cruz que será realizado de 1 a 5 de outubro, no Moda Center Santa Cruz terá um Show Room da Moda Pernambucana, com Rodada de Negócios. Esta especificidade do evento vai atrair compradores de todo Brasil, inclusive clientes que não conhecem o maior empreendimento de confecções da América Latina.

Com isso, o Moda Santa Cruz viabiliza grandes oportunidades de divulgação e mídia gratuita do Moda Center, pois o evento é voltado para a economia têxtil do estado. O evento é uma realização da é uma realização da Associação Comercial e Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe – Ascap, CDL Santa Cruz do Capibaribe e Moda Center Santa Cruz.

No Moda Santa Cruz você vai poder participar de mini cursos, palestras e uma feira com as principais novidades em máquinas, componentes e serviços ligados ao setor. O evento será grandioso e, além disso tudo, o visitante poderá apreciar belos desfiles e o lançamento da quinta edição do Guia de Compras e do Caderno de Tendências Inverno 2012.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Mudanças no Simples Nacional são aprovadas no Senado

Fonte: FENACON

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal aprovou agora a pouco o relatório do senador José Pimentel (PT-CE) ao Projeto de Lei da Câmara (PLC) nº 77/2011 que faz ajustes no Simples Nacional.

A proposta foi aprovada conforme texto aprovado no Plenário da Câmara dos Deputados no dia 31 de agosto, com o acréscimo de quatro emendas de redação, que tem por objetivo adequar termos utilizados, porém, sem inclusão de novos assuntos. As emendas que incluíam questão de mérito foram rejeitadas para ser anexadas a outro projeto que está na pauta do Plenário da Casa, o PLS 467/2008, que também propõe ajustes na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

Entre as principais mudanças mantidas no relatório está o reajuste em 50% das tabelas de enquadramento das empresas no Simples que valerá a partir de 1º de janeiro de 2012. Os tetos passarão de R$ 36 mil para R$ 60 mil, no caso do empreendedor individual, de R$ 240 mil para R$ 360 às micro empresas e de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões às empresas de pequeno porte.

Outra medida é o parcelamento da dívida tributária para os empreendedores que estão enquadrados no Simples Nacional, o que até agora não era permitido. O prazo de pagamento será de até 60 meses. Quanto a exclusão de empresas cuja receita bruta ultrapassem os limites estabelecidos, o projeto cria uma transição, já que os valores serão aumentados em 2012. A empresa de pequeno porte que tiver obtido receita bruta total em 2011 entre R$ 2,4 milhões (limite atual) e R$ 3,6 milhões (novo limite) poderá continuar no Simples Nacional no próximo ano.

Para o presidente da Fenacon, Valdir Pietrobon, foi muito importante o entendimento de todos os parlamentares acerca da importância da aprovação desse projeto. “É muito positivo vermos o empenho do Legislativo brasileiro em levar adiante projeto tão importante para o País. Não tenho dúvidas de que a criação de novos postos de trabalho e empresas irá aumentar, além da arrecadação para os estados”, avalia.

Foi aprovado ainda na comissão requerimento de urgência para votação no Plenário. Assim, existe a possibilidade da proposta entrar ainda essa semana na pauta.

CDL firma parceria com a UFPE Campus Caruaru

Neste mês de setembro foi firmada uma parceria entre a CDL Santa Cruz e a UFPE (Campus de Caruaru).

A primeira reunião aconteceu no dia 14/09, onde o presidente da CDL, o Sr. Fábio Lopes, apresentou as demandas por pesquisas em nosso município.

A ideia de formar um grupo de estudos foi elogiada pelas professoras Alane Silva e Fabiana Ferreira, que ficarão responsáveis por apoiar e orientar todos os alunos envolvidos neste projeto.

Dessa forma, está sendo estruturado o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Socioeconômico de Santa Cruz do Capibaribe, cujas reuniões estão acontecendo na sede da CDL com a participação voluntária de 10 estudantes dos Cursos de Administração, Economia e Design.

Uma das primeiras ações que o grupo de estudos está realizando é o mapeamento de tudo que já foi publicado sobre nossa cidade. O conhecimento desses dados e sua organização em um só local irá facilitar o desenvolvimento de futuras pesquisas. Além disso, serão publicados mensalmente boletins econômicos retratando o comportamento do consumidor no comércio local.

Em breve, os resultados dessas atividades estarão disponíveis e beneficiarão todos os cidadãos santacruzenses.











Centenário de Raymundo Francelino Aragão

Na semana em que se comemorou o centenário de um dos homens públicos mais honestos de Santa Cruz do Capibaribe, a CDL da Capital das Confecções tem a honra de homenagear Raymundo Francelino Aragão, e parabenizar a todos os seus familiares pela data comemorativa tão importante para este município.

2º Fórum de Estamparia Têxtil do Agreste

Jornada SEBRAE chega a Santa Cruz do Capibaribe


Decisão sobre mudanças no Simples Nacional pode sair nesta terça-feira

Fonte: Agência Senado

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) retoma nesta terça-feira (27) o exame do projeto de lei complementar que reajusta em 50% as tabelas de enquadramento das micro e pequenas empresas no Simples Nacional (Supersimples), regime especial de tributação que possibilita o pagamento de diversos tributos por meio de alíquota única. A previsão é de que o reajuste passe a valer a partir de 1º de janeiro de 2012.

Com outros aperfeiçoamentos na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, a proposta do governo chegou ao Legislativo em agosto e foi aprovada rapidamente pela Câmara dos Deputados. No Senado, onde tramita como o Projeto de Lei da Câmara 77/11 - Complementar, o texto ainda terá de ser examinado em Plenário. Se aprovado, seguirá à sanção presidencial.

Na semana passada, um pedido de vistaSolicitação feita pelo senador para examinar melhor determinado projeto, adiando, portanto, sua votação. Quem concede vista é o presidente da comissão onde a matéria está sendo examinada, por prazo improrrogável de até cinco dias. Caso a matéria tramite em regime de urgência, a vista concedida é de 24 horas, mas pode ser somente de meia hora se o projeto examinado envolve perigo para a segurança nacional. coletivo adiou o exame da matéria depois da leitura do relatório pelo senador José Pimentel (PT-CE). Ele rejeitou as dez emendas que haviam sido apresentadas à comissão, só incluindo uma alteração de sua própria iniciativa, para correta menção do Comitê do Simples Nacional (CGSN) no texto. Outras duas emendas foram apresentadas nos últimos dias e ainda estão sem parecer.

Ao ler o relatório, José Pimentel esclareceu que rejeitou as emendas de mérito para evitar que o texto retornasse à Câmara, com atraso na aplicação dos benefícios previstos. No entanto, conforme explicou, as emendas serão consideradas em substitutivo do PLS 467/2008, que também altera a lei do Simples Nacional e que está sendo analisado pelo Plenário do Senado.

O projeto já havia passado na Câmara dos Deputados deixando de lado emendas semelhantes, para atender outras demandas do segmento da micro e pequena empresa. Os deputados abriram mão de modificar o texto para que seu exame não fosse atropelado por medidas provisórias que estavam entrando em pauta. Porém, no acordo de líderes, ficou a promessa de que o Senado examinaria as alterações. Ficou de fora, por exemplo, a permissão para a entrada de novas categorias econômicas no Simples Nacional.

Novas faixas

Com o ajuste de 50% nas tabelas de tributação, a receita bruta anual máxima para que as microempresas possam optar pelo regime simplificado passa de R$ 240 mil para R$ 360 por ano. Para a pequena empresa, a nova faixa de enquadramento irá de R$ 360 mil até o teto de R$ 3,6 milhões. O projeto também amplia o limite para o Empreendedor Individual (EI), de R$ 36 mil para R$ 60 mil anuais.

Parcelamento

O projeto também autoriza o parcelamento dos débitos tributários dos optantes do Simples Nacional, com prazo de até 60 meses A medida alcança tributos federais e também municipais e estaduais, como o Importo Sobre Serviços (ISS) e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Em 2006, o regime simplificado foi aprovado sem assegurar o esperado parcelamento dos débitos.

- Hoje, quando uma pequena empresa ultrapassa dois meses sem recolhimento de um dos impostos, ela é excluída e vai para a tabela de lucro presumido. Com isso, nem consegue pagar o que devia e nem sobrevive, indo a falência - explicou José Pimentel na semana passada.

Substituição tributária

Um dos pontos que ficaram de fora do texto foi a reivindicação para o fim da substituição tributária quando sua incidência afetasse micro ou pequena empresa. Utilizada especialmente pelos estados, a substituição permite a uma empresa do início de uma cadeia de sucessivas vendas - uma cervejaria, por exemplo - cobrar e recolher ao fisco o imposto devido pelo cliente.

A substituição é considerada prejudicial quando o cliente é uma micro ou pequena empresa optante do Simples Nacional porque o ICMS recolhido pelo fornecedor terá de ser novamente pago como uma fração da alíquota única da tributação simplificada. É uma facilidade para a fiscalização e a cobrança do tributo que, na prática, representa bi-tributação para as micro e pequenas empresas ou desestímulo à adesão ao Simples Nacional.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Campanha do Trânsito da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe repercute no Ministério das Cidades

A Campanha do Trânsito realizada pela CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe, na última semana repercutiu de forma positiva na imprensa de toda região e nas redes sociais de todo Brasil, chegando a ser divulgada no Flicker do Ministério das Cidades.


Para ver as imagens divulgadas pelo Ministério das Cidades clique aqui!



Tudo Pronto para o Moda Santa Cruz: Evento que vai colocar Pernambuco no foco da moda

Acontecerá no período de 1º a 5 de outubro, em Santa Cruz do Capibaribe, o Moda Santa Cruz. O evento, totalmente voltado para a economia têxtil do estado, é uma realização da CDL Santa Cruz do Capibaribe, Associação Comercial e Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe - Ascap e Moda Center Santa Cruz.

Durante cinco dias, no estacionamento frontal do Moda Center Santa Cruz, acontecerão desfiles, showroom com as principais empresas do APL Têxtil Pernambucano, mini cursos, palestras e uma feira com as principais novidades em máquinas, componentes e serviços ligados ao setor. Além da presença de artistas nacionais, também haverá o lançamento da 3º Guia de Compras da Moda Pernambucana e o lançamento do Caderno de Tendências Inverno 2012.

O Moda Santa Cruz promoverá excelentes oportunidades de negócios para clientes atacadistas e varejistas de todo o país, que procuram qualidade, variedade e preços de fábrica.

A iniciativa está sendo patrocinada pela Caixa Econômica, Governo Federal, Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe e Sebrae. Importantes parceiros como o Senai e várias empresas do setor têxtil também estão abraçando a ideia.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

1º de outubro de 2011 - Sábado
9h – Abertura do 1º dia do Showroom de Negócios e Feira dos Componentes Têxteis. Encerramento às 18h30;
19h – Abertura oficial do evento com coquetel de lançamento e desfiles de moda das empresas participantes do Guia de Compras da Moda Pernambucana;
20h – Lançamento do Guia de Compras da Moda Pernambucana; Lançamento do Caderno de Tendências Inverno 2012;

2 de outubro de 2011 - Domingo
9h – Abertura do 2º dia do Showroom de Negócios e Feira dos Componentes Têxteis. Encerramento às 18h30;
19h – Desfile com seis empresas do APL Têxtil de Pernambuco;
20h – Atração cultural.

3 de outubro de 2011 - Segunda-feira
9h – Abertura do 3º dia do Showroom de Negócios e Feira dos Componentes Têxteis. Encerramento às 18h30;
17h – Curso “Qualidade no Atendimento”. Encerramento às 21h;
19h – Desfile com seis empresas do APL Têxtil de Pernambuco; Desfile do Núcleo de Moda do Senai Santa Cruz do Capibaribe; Presenças de artistas nacionais;
20h – Palestra com Luiz Clério (Tendências da Moda);

4 de outubro de 2011 - Terça-feira
9h – Abertura do 4º dia da Feira dos Componentes Têxteis. Encerramento às 18h30;
17h – Curso “Qualidade no Atendimento”. Encerramento às 21h;
18h30 – Abertura do 2º Fórum de Estamparia Têxtil
18h40: 1ª Palestra “Estampando com qualidade”
19h30: Mini Palestra “A Versatilidade da Serigrafia”
20h30: 2ª Palestra “Quadricromia na Serigrafia”

5 de outubro de 2011 - Quarta-feira
9h – Abertura do 4º dia da Feira dos Componentes Têxteis. Encerramento às 18h30;
17h – Curso “Qualidade no Atendimento”. Encerramento às 21h;
18h30 – 2º Fórum de Estamparia Têxtil
1ª Palestra “Componente da Matriz”
19h30: Mini Palestra “Análise de Custo na Serigrafia”
20h10: Palestra “Novidades e Efeitos Diferenciados”
20h50: Coffee Break
21h10: Palestra Motivacional “Quebrando paradigmas e os processos de mudança”

SERVIÇO:

Moda Santa Cruz

Período: 1º a 5 de outubro de 2011

Horário: 9h às 21h

Local: Estacionamento frontal do Moda Center Santa Cruz – Rodovia PE-160, Km 12, Santa Cruz do Capibaribe-PE.

Mais informações: (81) 3731-2818 / 3759-1000

Biblioteca Indústria do Conhecimento realiza palestras voltadas para o empreendedorismo


Desde que foi inaugurada em Santa Cruz do Capibaribe, a Biblioteca Indústria do Conhecimento, é uma das unidades mais visitadas em todo Estado. Não é a toa, que a unidade da Capital das Confecções recebe o maior número de visitantes por mês. Com mais de mil títulos de livros, a Biblioteca conta com um espaço especialmente para os candidatos a empreendedores.

Neste mês de setembro, além deste espaço, uma parceria foi firmada com o SEBRAE, a fim de movimentar ainda mais a indústria do conhecimento. Duas palestras foram ministradas para os empreendedores. Sei controlar o meu dinheiro e Sei Vender, foram os temas escolhidos para as palestras que aconteceram no local. Ambas, proferidas pelos consultores do SEBRAE, Sérgio Emílio e Aluízio Andrade, respectivamente.

De acordo com a Coordenadora da Biblioteca, Eronilda Paiva, o intuito dessas palestras é fazer com que os empreendedores possam sentir a Indústria do Conhecimento como verdadeira parceira do desenvolvimento econômico e cultural de Santa Cruz do Capibaribe.

A Biblioteca Indústria do Conhecimento funciona em frente a Escola Municipal da Palestina, e foi inaugurada na cidade através de uma parceria da Empresa Rota do Mar, CDL e SESI.

Restaurante Menu oferece serviço de Buffet

O Chef Henrique Feitosa, vem através deste sugerir para sua empresa os serviços da pousada e restaurante menu com sua grande estrutura que oferece lazer e o melhor da gastronomia para sua empresa e seus colaboradores.

Confraternizações em grande estilo e requinte com serviço de primeira qualidade, conforto, vista panoramica da cidade, clima agradável, boa música e muito mais.

Faça seu orçamento pelo (81) 9452-2118 / 9965-1099

Servimos o buffet no espaço do restaurante ou na área externa, ''piscina e campo''.

Abrimos também para turmas de escolas e faculdades.

Varias opções de pratos com preços acessiveis.




Tempo de hibernação do aviso de notificação

Como é de conhecimento de todos, a Empresa de correios e telégrafos (ECT) está com suas atividades parcialmente paralisadas desde o dia 14 de setembro.

Deste modo, a fim de evitar que os registros sejam realizados antes da notificação aos consumidores, o sistema SPC Brasil está configurado para estender o prazo de hibernação do aviso de notificação de 13 para 25 dias, para todos os registros inseridos a partir do dia 14 de setembro.

Este parâmetro será considerado também para aqueles municípios cuja greve já foi encerrada e permanecerá com este prazo estendido até que a situação de entregas seja normalizada em todo o país.

Assim que os serviços dos Correios forem restabelecidos, o prazo de hibernação voltará ao padrão de 13 dias.


Aviso prévio passa de 30 para 90 dias

Fonte: jurídico da CNDL

O Plenário da Câmara aprovou na quarta-feira um projeto de Lei que concede aos trabalhadores demitidos aviso prévio de até 90 dias, dependendo do tempo de trabalho, dos atuais 30 dias, segundo nota publicada no site da Agência Câmara.
 
De acordo com o Projeto de Lei n. 3941/89, o aviso prévio que o empregador deve conceder em caso de demissão passa a ser proporcional ao tempo de trabalho na empresa. Para quem tem até um ano, nada muda, continuando o aviso de 30 dias previstos na Constituição.

A partir de um ano, serão acrescidos ao aviso três dias para cada ano de trabalho, podendo chegar ao máximo de 90 dias.

A matéria ainda precisa ser sancionada pela presidente Dilma Rousseff.



domingo, 25 de setembro de 2011

Os parabéns de hoje vai para Pedro Phillipi

A CDL Santa Cruz do Capibaribe parabeniza o diretor de Assuntos jurídicos, Pedro Phillipi. Ele que atua na diretoria, tanto da CDL Sênior como também da CDL Jovem. Que a sua vida seja iluminada não só apenas no dia de hoje, mas sempre. São os votos de todos que fazem a CDL Santa Cruz do Capibaribe. Parabéns!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Avenida 29 de Dezembro é passarela para mais uma Campanha de Trânsito da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe

Conscientização! Esta é a palavra chave para designar o objetivo da 2ª Edição da Campanha do Trânsito, realizada pela CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe. Na semana em que o Brasil comemorou a Semana Nacional do Trânsito, a CDL Jovem da Capital das Confecções entrou no clima e desde segunda-feira (19), trabalha de forma sistemática quanto a conscientização de condutores e pedestres em toda cidade.

A campanha teve início com uma panfletagem e entrevista dentro do Moda Center Santa Cruz, e no decorrer da semana, os diretores da entidade se revezaram pelas escolas do município, levando palestras para os estudantes. Mais de 600 pessoas assistiram as apresentações dos jovens empreendedores, membros da CDL.

Embora todo mundo seja conhecedor de seus direitos e deveres, é comum encontrar condutores desrespeitando as vias públicas, como também é possível encontrar pedestres que trafegam pelas ruas e passam fora da faixa destinada a eles. Portanto, a prudência foi um dos motes da campanha que teve como tema: Pare de Errar no Trânsito: Quem é Prudente Evita Acidentes.

A presidente, da CDL Jovem, Laiane Nobélia, explicou que a campanha tem o intuito de reeducar e conscientizar a população, pois é cada vez mais alarmante os dados de acidentes em nosso país. “Se quisermos modificar o mundo, precisamos começar por nós, e, consequentemente, pelo ambiente em que vivemos. Nós precisamos ser a mudança que queremos para o mundo e essa mudança surge a partir de pequenas atitudes, como o mero fato de quando estivermos nas ruas, trafegarmos dentro da maior segurança possível, tanto como condutores, como também como pedestres. Só assim conseguiremos amenizar a violência no trânsito”, disse Laiane.

Ascont comemora dia do contador

A Ascont comemorou o dia do contador com uma mesa redonda sobre substituição tributária, na oportunidade estiveram presentes os diretores do departamento de orientação tributaria da Sefaz, os auditores Marco Alto e Jader Toscano.

O auditório da CDL ficou lotado e os participantes tiveram a oportunidade de tirar várias dúvidas a respeito do tema. Para a contadora Carla Aline, "o evento deu a oportunidade para que os profissionais se atualizassem sobre um tema tão polêmico". Outros eventos já ficaram definidos como: workshop para obtenção de empréstimos junto ao Banco do Nordeste e sobre a nova plataforma do Conectividade Social ICP.

Fonte: Blog da Ascont

IDE Brasil realiza mais um módulo do curso gestão com empreendedores nas Micro e Pequenas Empresas

O Instituto de Desenvolvimento Empresarial e Treinamento (IDE Brasil) está aplicando mais um módulo do curso gestão com empreendedores nas Micro e Pequenas Empresas. O curso está acontecendo desde o mês de junho, através de uma parceria do IDE Brasil com a CDL. Todos os consultores que ministram aulas com os empresários são contratados diretamente pelo IDE Brasil. As aulas acontecem no auditório da CDL, e conta com 32 empresários da cidade e região.
 
Esta semana, o Consultor Amandeo, ministra o módulo: Negociações, compras e estoques, onde por meio de aulas teóricas e práticas, o consultor faz demonstrações de como amenizar perdas em compras, organizar melhor o estoque e aumentar as negociações.


CNDL quer que projetos de qualificação para a Copa contemplem também empresários do varejo

Fonte: CNDL

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) apresentou nesta terça-feira, 20, proposta para operacionalizar projetos de qualificação profissional que serão lançados pelo Ministério do Trabalho e Emprego como forma de qualificar trabalhadores para a Copa do Mundo de 2014. A ideia que é os programas contemplem não só taxistas e profissionais de hotelaria como também trabalhadores do comércio e até empresários do setor de serviços.

“O que nós percebemos é que existe hoje muito lojista sem qualificação para receber esse público mais exigente, que é o turista estrangeiro, então temos que pensar também em como desenvolver projetos que contemplem todas as frentes do setor de serviços”, disse o vice-presidente da CNDL, Vitor Augusto Koch.

O dirigente também apresentou a FCDL/RS, entidade que preside, como uma opção para viabilizar projetos de qualificação que o Ministério do Emprego pretende lançar no estado. “Não podemos pensar só em Porto Alegre, que será uma das 12 cidades-sede, mas nas localidades que certamente receberão turistas durante a Copa, como Gramado e Caxias do Sul, que são cidades muito turísticas. É preciso pensar em um desenvolvimento mais abrangente”, lembrou.

As propostas foram apresentadas ao ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, que solicitou que as lideranças formalizassem os projetos técnicos para concorrer em licitações e concorrências públicas. “Quanto mais gente executando os projetos (de qualificação), melhor para o Ministério. Temos todo o interesse nessa parceria”, disse o ministro.

Conforme reforçou o superintendente da CNDL, André Luiz Pellizzaro, a iniciativa faz parte de uma série de ações que a entidade vem desenvolvendo como forma de preparar as cidades para o evento esportivo. “Temos pensado em discutir formas de melhorar nossa capacidade de atender bem o cliente e o turista, a exemplo do Projeto Copa 2014, que preparou as cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014 para pensar soluções tecnológicas”, contou.

Entidades assinam acordo para Massificar Certificação Digital

Fonte: FENACOM

Na manhã de ontem, 22, representantes de várias Entidades, entre elas Fenacon Certificação Digital, estiveram presentes na sede do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) para assinar um Protocolo de Entendimentos para comercialização de Certificados Digitais no padrão ICP-Brasil. A Entidade foi representada pelo presidente Executivo do Instituto Fenacon, Carlos Castro.

O objetivo da medida é massificar o uso da Certificação Digital para micro e pequenas empresas, empresas de pequeno porte, empregadores individuais e empreendedores individuais. Principalmente atendendo a solicitação da Caixa Econômica Federal que disponibilizará a partir de 01 de janeiro de 2012 o acesso ao Conectividade Social para transmissão de arquivos do Fundo de Garantia por Tempo de serviço (FGTS) via Certificação Digital.

Destinada a todas as empresas e pessoas físicas que fazem depósitos mensais para seus funcionários no FGTS, a Conectividade Social ICP é a evolução do Conectividade Social, sistema que hoje é utilizado para a transmissão, via internet e no ambiente da própria empresa, dos arquivos gerados pelo programa Sistema de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (Sefip). “Com certeza o novo Conectividade Social ICP trará muito mais segurança para os empregadores e empregados, ou seja, para a sociedade em geral, pois passa a utilizar tecnologia de ponta no tráfego e sigilo da informações via internet”, avalia Carlos Castro.

Para mais informações você pode acessar o link Conectividade Social ICP no site da Fenacon (www.fenacon.org.br).



quinta-feira, 22 de setembro de 2011

CDL Jovem intensifica campanha do Trânsito em Santa Cruz do Capibaribe

O trabalho de conscientização de trânsito realizado pela CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe, nesta semana que se comemora a Semana Nacional do Trânsito, vai muito além de mera distribuição de panfletos pelas ruas da cidade. Tendo como base a educação em toda a sua amplitude, a CDL Jovem visa atingir a todas as classes sociais e faixas etárias. Por isso, a Campanha se estendeu com palestras nas escolas do município, e mais de 500 crianças e adolescentes já assistiram a palestra, ministrada pelos instrutores de trânsito da Auto Escola Nossa Senhora das Graças.

Com o Tema: “Pare de Errar no Trânsito: Quem é prudente evita acidentes”, os jovens diretores estão percorrendo toda a cidade, mostrando dados da importância de se ter um trânsito seguro. Na manhã desta quinta-feira (22), rádios como a Comunidade FM, Vale do Capibaribe e Santa Cruz FM, receberam os diretores, Pedro Phillipi e Paulo Henrique, além da presidente Laiane Nobélia, que concederam entrevistas sobre a campanha.

Em paralelo as entrevistas, outros diretores como: Hélio Aragão, Alan César, Magda Rocha, Janaina Marques, João Isidoro e Carlos Feitosa, se revezavam com as palestras pelas escolas.

Na manhã desta sexta-feira (23), os diretores farão uma grande mobilização na Praça do Estudante, de onde sairão percorrendo algumas ruas fazendo panfletagem e adesivação com a logomarca da Campanha.

Veja mais imagens da Campanha:







Salão Imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe atende a todos os públicos da região

O Primeiro Salão Imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe realizado pela CDL, no período de 15 a 17 de setembro, no Clube Ypiranga da cidade, atingiu a todas as classes sociais. A população santacruzense conheceu um dos eventos mais conceituados de todo Estado, uma vez que atendeu a todos as classes sociais, sobretudo, aos trabalhadores que sonham em comprar a casa própria.

O Salão Imobiliário ofertou casas dentro do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, onde por meio de subsídios, a pessoa pode comprar sua casa. Toda estrutura do evento ofereceu estande da Caixa Econômica Federal, onde os visitantes podiam fazer simulações de crédito e preparando o dossiê de aprovação, fazendo toda preparação de financiamentos dentro do evento.

De acordo com o Coordenador do Salão, Pedro Vieira, muitas possibilidades foram oferecidas. “A Viana e Moura, por exemplo, estava com 150 unidades com valores muito acessíveis. São casas com valores de 44 mil e 900 reais, com subsídios da Caixa de 11 mil reais. Outra empresa que teve casas prontas foi a JL Empreendimentos, com casas prontas em torno dos 100 mil reais, totalmente financiadas. Tivemos também terrenos com valores bem acessíveis, como os de Toritama, com entrada de 400 reais e parcelas de 99 reais”, explicou Pedro.

O presidente da CDL Santa Cruz do Capibaribe, Fábio Lopes, explica que ficou encantado com o mix de produtos ofertados. São preços de imóveis para todas as classes sociais. “Foi ofertado no Salão desde casas do projeto Minha Casa Minha Vida a terrenos e casas populares, lotes de terra, até os apartamentos que estão sendo erguidos em nove torres aqui em Santa Cruz do Capibaribe. O 1º Salão Imobiliário da cidade está sendo bem avaliado pelos expositores e pelo público em geral, e nós enquanto CDL e realizadores estamos satisfeitos por movimentar nossa economia intensamente durante os três dias de Salão. São de ações como esta que precisamos para que realmente tenhamos melhores dias e desenvolvimento, provocando ações de outros segmentos de grande importância em nosso município”, enfatizou.

O Coordenador da Câmara Setorial de Corretores de Imóveis, Flávio Dunda, diz que o mercado imobiliário da cidade está crescendo e abrange a todas as classes sociais. “Muitas novidades e facilidades foram destaque como apartamentos, entre os valores de R$: 98.000,00 a 430.000,00. Loteamentos na entrada da cidade, (Oscarzão) a partir de R$: 199,00 a parcela. Sem falar nas facilidades da CAIXA. Que esteve no meu stand todos os dias do evento. Atendendo e esclarecendo todas as dúvidas das pessoas que vinham de outros stands para se informar, sobre financiamentos, da casa própria, e o de material de construção”, disse o coordenador.