Topo

Topo

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

9ª Campanha Natal Show de Prêmios da CDL Santa Cruz do Capibaribe já está nas ruas

O Natal Show de Prêmios da CDL Santa Cruz do Capibaribe é um evento que visa valorizar as riquezas do município e mobilizará o comércio de bens e serviços da região. Nessa festa, a prosperidade fará parte do mercado lojista de toda a cidade, trazendo alegria e realizações para a economia da Capital das Confecções.

Com base em experiências anteriores, o Natal Show de Prêmios vem gerar um incremento real em vendas entre as lojas participantes, o que eleva o número de empregos, negócios, renda e principalmente suas vendas que aumentarão em aproximadamente 20%.

O Natal Show de Prêmios é uma super promoção que vem transformar os meses de novembro e dezembro em ótimas datas para o varejo. O objetivo maior da campanha é valorizar o comércio lojista e fortalecer a economia de Santa Cruz do Capibaribe, além de premiar os clientes através de sorteios com cupons adquiridos no ato da compra em todas as lojas credenciadas.

Você não vai querer ficar de fora. Ou vai? Entre em contato com a CDL agora mesmo e compre a sua cota. O Natal Show de Prêmios conta com o apoio do SINDCOM.

Maiores Informações (81) 3731-2850

CDL fecha neste feriado de finados

A CDL Santa Cruz do Capibaribe comunica a todos os associados e comunidade em geral que a entidade será fechada nesta quarta-feira (2), Dia de Finados. Desde já a CDL deseja a todos um bom feriado!

Faltam 4 dias para o I Econtro de Empretecos de Santa Cruz do Capibaribe


A CDL Santa Cruz do Capibaribe e o SEBRAE Pernambuco irão realizar o I Econtro de Empretecos de Santa Cruz do Capibaribe.

O evento vai acontecer na quinta-feira (3), no auditório da FADIRE, onde na ocasião será apresentada uma palestra sob o tema “Talentos em Ação: seja um empreendedor de sucesso”, com Paulo Araújo, ele que é especialista em Inteligência em Vendas e Motivação de Talentos, além de Diretor de Projetos de CRM e Inteligência em Vendas da empresa Clientar.

Serviço

Evento: I Encontro de Empretecos de Santa Cruz do Capibaribe

Quando: dia 3 de novembro (Quinta-Feira)

Horário: 19 horas

Local: Auditório da FADIRE (Rua Professora Ivani Batista Silva, 29 – Nova Santa Cruz

Redes sociais ganham espaço nas vendas de fim de ano

Fonte: CNDL

O varejo começa a estruturar ações voltadas às plataformas sociais para impulsionar as vendas do Natal, e aposta no comércio virtual como ferramenta de apoio para a época de fortes vendas. As plataformas ganham força por contar com a opinião gratuita dos demais usuários e os depoimentos que avaliam os produtos. Esse ‘marketing viral’ tem trazido volume para as redes sociais das grandes companhias, que disponibilizam links nos sites de busca para facilitar o acesso dos usuários.

Reportagem publicada no jornal O Estado de S. Paulo destaca ações pontuais como a da Livraria Cultura, que ofereceu uma promoção de 24 horas no perfil do Twitter e liderou o ranking de tópicos mais comentados. Em apenas um dia, a varejista vendeu mais livros do que em três meses. Para o Natal nas redes sociais, a aposta é a biografia do cofundador da Apple, Steve Jobs, além de livros virtuais, aplicativos para tablets e smartphones. A troca de experiências gera volume de comentários e a interação da empresas com os usuários cria uma importante força no relacionamento. Críticas e recomendações negativas, desde que devidamente respondidas, também podem ter retorno positivo.

CESAC promoveu debate sobre o caso do Lixo Hospitalar


Na última quinta-feira, dia 27 de outubro, alunos e professores do CESAC participaram de um debate com o Diretor de Desenvolvimento e Empreendedorismo da CDL de Santa Cruz do Capibaribe. Na ocasião, Bruno Bezerra, que também é membro do Comitê Gestor constituído para acompanhar o caso do Lixo Hospitalar, compartilhou ideias e ações que estão sendo realizadas visando ao desenvolvimento do Polo de Confecções. Ele enfatizou a necessidade de se pensar e agir de forma integrada, consolidando um único discurso em defesa e valorização dos produtos confeccionados por todas as cidades que compõem o Polo.

Cerca de 100 pessoas participaram do debate, no qual foi ressaltada a importância dos acadêmicos desenvolverem pesquisas e estudos voltados para Santa Cruz do Capibaribe. A diretora do CESAC, a professora Emanuella Aleixo, destacou o papel das instituições de ensino superior na disseminação do conhecimento visando à conscientização e qualificação dos empreendedores que compõem o APL (Arranjo Produtivo Local) de Confecções do Agreste Pernambucano. "Atualmente, o CESAC dispõe, em seu acervo bibliográfico, de estudos e pesquisas acadêmicas elaboradas por professores e alunos com dados sobre a atividade econômica predominante em nossa região", disse Emanuella.

O debate teve como objetivo informar aos alunos e professores as ações que foram e estão sendo desenvolvidas pelo Comitê Gestor, e assim torná-los agentes multiplicadores dessas informações. A comunidade acadêmica ficou satisfeita com a iniciativa da CDL em possibilitar a discussão de temas e problemas diretamente relacionados à região.



sexta-feira, 28 de outubro de 2011

A indústria de transformação ainda constitui a maior fonte empregadora

Em Santa Cruz do Capibaribe, 45% das admissões são neste setor, enquanto que em Caruaru, do total de empregos gerados também no mês de agosto, apenas 20% foram na indústria de transformação. Esses percentuais revelam que a indústria de confecções, predominante em nossa região, concentra o maior grau de empregabilidade em nosso município.

De acordo com os dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, a variação mensal do emprego em Santa Cruz do Capibaribe foi positiva, ou seja, houve mais admissões do que demissões. Depois da indústria de transformação, que registrou 189 contratações no mês de agosto, o comércio é o setor que mais emprega na cidade, sendo formalizados 133 empregos, seguidos de 76 contratações no setor de serviços e 20 na construção civil.

A partir deste mês, o Grupo de Estudos formado por jovens santacruzenses que estudam na UFPE, estará divulgando dados sobre a nossa cidade na seção Curta Economia. Aguardem a próxima notícia.

A análise dos dados foi feita por um grupo de estudantes da UFPE (Campus Caruaru), sob coordenação das professoras Fabiana Ferreira e Alane Alves.

Número de consultas ao SPC minimiza os índices de inadimplência no comércio local

No mês de setembro, apesar de serem registradas 919 exclusões no Sistema de Proteção ao Crédito (SPC) em Santa Cruz do Capibaribe, foram ativadas 1780 dívidas no comércio local, fazendo com que a taxa de inadimplência mensal ficasse 21,4% mais alta quando comparada ao mês anterior.

Os dados revelaram também que, neste mesmo período, o número de consultas ao SPC foi 7,24% menor do que no mês anterior, fator este que mostra a relação direta entre a inadimplência e a falta de informações sobre os clientes. Esses percentuais trazem um alerta aos lojistas quanto à necessidade de fazer vendas mais seguras através da realização de consultas no banco de dados do SPC e SERASA, serviço este que é disponibilizado pela CDL Santa Cruz.

A análise dos históricos de consultas ao SPC quando comparadas aos dados de inclusões e exclusões de dívidas no sistema, comprovam que nos meses em que são realizadas mais consultas, há um decréscimo na variação do percentual de inclusões de dívidas. Dessa forma, fica estatisticamente comprovado que quanto mais informações o comerciante buscar sobre seu cliente potencial, mais segura será sua venda.

A análise dos dados foi feita por um grupo de estudantes da UFPE (Campus Caruaru), sob coordenação das professoras Fabiana Ferreira e Alane Alves.

Artigo

Como Melhorar o Relacionamento Interpessoal da Sua Equipe?
Por: Eugênio Sales

Sabemos que onde existe pessoas trabalhando, é grande a possibilidade de haver discórdias, desentendimentos, intrigas, etc.

E quando isso acontece, o clima não fica nada bom.

Porém, percebo que os líderes (coordenadores, gerentes, diretores, etc.) podem fazer alguma coisa, ou melhor, tomar atitudes para não deixar que o clima “esquente”, prejudicando assim, o andamento dos trabalhos.

A seguir algumas dicas simples e diretas, que você, como líder pode tomar:

1. Desenvolva a arte de ouvir (escutando) todos os pormenores.

2. Melhore sua comunicação com todos.

3. Esteja sempre pronto para dar um feedback, quando for necessário.

4. Estimule o trabalho de equipe.

5. Esteja disponível quando algum liderado precisar da sua atenção.

6. E antes de tomar qualquer atitude, observe o contexto geral da situação para não agir de forma antidemocrática.

Essas ações podem lhe ajudar de forma eficaz para que seus liderados façam o que tiver que ser feito, sem se sentirem obrigados a fazerem por pressão.

Quase 90% dos consumidores devem pagar à vista os presentes de Natal

Fonte: Infomoney

Para este Natal, 82% dos consumidores pretendem pagar à vista pelos presentes que comprarem. Deles, 58% pretendem utilizar dinheiro, enquanto 41% darão preferência ao cartão de débito e 2% aos cheques.

De acordo com a pesquisa “Expectativa em relação a gastos com presentes para o Natal”, realizada em parceria pela Enfoque Pesquisa e Marketing e a NetQuest Brasil.

Entre os consumidores que não devem pagar à vista pelos presentes de Natal, a maioria (51%) tem a intenção de pagar com cartão de crédito, utilizando o parcelamento. Na faixa de intenção de gastos dos consumidores, de R$ 100 a R$ 300, 81% pretendem pagar por esse valor à vista.

Salário

Dos entrevistados que afirmaram receber 13º salário, 64% afirmaram que pretendem utilizá-lo para comprar os presentes de Natal. Entre os que responderam positivamente, 71% têm idade entre 21 e 30 anos. Entre os 36% que não pretendem utilizar o 13º para pagar pelos presentes, 47% possuem entre 51 e 60 anos.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Copa deve gerar 930 oportunidades para pequenas empresas

Matéria de Dilma Tavares
da Agência SEBRAE de Notícias

A Copa do Mundo FIFA 2014 deve gerar 930 oportunidades de negócios para micro e pequenas empresas nas 12 cidades-sede. É o que mostra estudo desenvolvido pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O levantamento engloba nove setores da economia: agronegócio, madeira e móveis, vestuário, serviços, comércio varejista, construção civil, turismo, produção associada ao turismo (artesanato, cultura, entre outras atividades) e tecnologia da informação.

“É preciso preparar as empresas, micro empresas e também os empreendedores individuais, para que eles possam realizar negócios e, principalmente, desenvolver seus empreendimentos, seus processos de gestão e ser mais inovadores”, afirma o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto.

O mapeamento é uma das ações previstas no Programa Sebrae 2014, que receberá, até 2013, investimentos de R$ 80 milhões. Os recursos estão sendo aplicados em programas de consultoria, inovação e acesso a mercados, como o Sebrae Mais, Sebraetec, Agentes Locais de Inovação (ALI) e Centrais de Negócios. “O legado da Copa é um dos grandes objetivos desse programa. Queremos fazer com que os pequenos negócios sejam mais competitivos e ampliem sua participação na economia”, ressalta Barretto.

A primeira parte do mapeamento, que identificou as oportunidades na construção civil, turismo, produção associada ao turismo (artesanato, cultura, entre outras atividades) e tecnologia da informação, foi divulgada em março, no Rio de Janeiro.

Em junho, o Sebrae iniciou uma série de eventos com empresários nas 12 cidades-sede para divulgar os números locais do estudo. Os encontros já foram realizados no Rio de Janeiro, Brasília, Cuiabá, Natal, Recife, Belo Horizonte, Curitiba e Fortaleza. Nas próximas semanas, será a vez de Salvador, Porto Alegre, Manaus e São Paulo. Além de apresentar os resultados, as reuniões marcam também o primeiro momento de aproximação entre empresas demandantes e ofertantes.

As 930 oportunidades de negócios foram identificadas por recomendações de especialistas e validadas por grupos de empresários e representantes locais em cada uma das cidades-sede. Esses segmentos incluem as compras governamentais (com as garantias previstas na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa) e os negócios diretamente com o mercado – que representam a maior parte das oportunidades.

Micro e pequenas terão tratamento diferenciado

Fonte: Agência SEBRAE

As micro e pequenas empresas (MPE) e empreendedores individuais (EI) terão tratamento diferenciado para registrar estabelecimentos juntos aos Corpos de Bombeiros Militares. A Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) instituiu um Grupo de Trabalho (GT) que irá estabelecer os requisitos de prevenção contra incêndios necessários ao processo de licenciamento empresarial com privilégios para os negócios de pequeno porte.

A diferenciação no tratamento dos empreendimentos de pequeno porte foi incluída na pauta do GT, instituído pela Portaria nº 39, de 19 de outubro, publicada no Diário Oficial da União de 19 de outubro. Um dos objetivos do grupo é diminuir o tempo necessário para se conseguir a licença de funcionamento expedida pelos bombeiros.

A coordenação do GT será da diretora-substituta do Departamento de Políticas, Programas e Projetos (Depro) Cristina Villanova. Também participarão representantes do Sebrae, da Senasp e dos Corpos de Bombeiros Militares de Santa Catarina, Minas Gerais, Alagoas, Mato Grosso do Sul, Acre e São Paulo.

Para o desenvolvimento dos trabalhos foram convidados, ainda, representantes do Comitê Gestor da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (CGSIM), Conselho Nacional de Secretários de Desenvolvimento Econômico (Condesic), Associação Nacional de Presidentes de Juntas Comerciais (Anprej), Fórum Nacional de Secretários de Indústria e Comércio (Fonseinc), Liga Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom) e Comitê Brasileiro de Segurança Contra Incêndio.

Poderão ser convidados a participar dos debates do GT especialistas, representantes de outras instituições governamentais ou não governamentais e de outras Secretarias do Ministério da Justiça.

Empresários discutem comércio eletrônico e meios de pagamento para a Copa do Mundo em Brasília

Fonte: Ascom CNDL

Com o objetivo de trazer mais informações, conhecimentos, melhores práticas e experiências para junto do meio empresarial brasileiro, em especial junto ao Movimento Lojista e Varejista, aconteceu em Brasília, nesta terça-feira, 25, o Seminário de Comércio, Negócios Eletrônicos e Meios de Pagamento (Ecom 2011).

Realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do Distrito Federal, o Ecom 2011 discutiu soluções de tecnologia na era digital e o comércio eletrônico nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, além das capitais Florianópolis e Belém.

Os preparativos da Copa e como os empresários devem se preparar para receber milhares de visitantes, turistas e consumidores modernos e conectados também são assuntos que serão debatidos no evento.

Com o apoio das FCDL (Federações das Camaras de Dirigentes Lojistas) e envolvimento direto das CDL's nas 12 Capitais Brasileiras, escolhidas estrategicamente por serem as mesmas que serão sedes da Copa de 2014, iniciar-se-a um movimento de informação e formação profissional, para adequar o comércio e o varejo aos novos tempos.


Manaus realiza na próxima semana Road Show da Moda Pernambucana

As quatro primeiras edições dos Road Shows da Moda Pernambucana, realizadas nos estados do Amazonas, Minas Gerais, Pará e Mato Grosso, foram inovadores e resultaram em divulgação e bons níveis de negociação entre as indústrias de confecções pernambucanas e as empresas compradoras das cidades de Manaus, Belo Horizonte, Belém e Cuiabá, respectivamente, e suas regiões circunvizinhas. O volume médio de negócios gerados durante as rodadas foi da ordem de R$ 367mil, permitindo a conquista de novos mercados e novos clientes.

Mário César, gestor de Projetos de Confecções do SEBRAE, destaca a importância do evento. “O Road Show da Moda Pernambucana é formado por rodadas de negócios entre as indústrias de confecções de Pernambuco com compradores de empresas atacadistas e varejistas de confecções de outros Estados brasileiros. É um evento de prospecção de novos mercados e de solidificação da imagem das empresas pernambucanas. É também um evento de promoção comercial com foco na fixação da marca nas diversas regiões do país, bem como na recuperação mercados perdidos”, disse.

Quanto ao significado de um evento desse porte, Mário explica que os Road Shows são rodadas de negócios itinerantes, estruturados a partir da formação de caravanas de empresários de confecções de Pernambuco, com o caráter de missão comercial e encontros de negócios, para promoção das marcas e comercialização de produtos pernambucanos”, explicou.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Santa Cruz do Capibaribe terá o I Encontro de Empretecos da cidade

A CDL Santa Cruz do Capibaribe e o SEBRAE Pernambuco têm o imenso prazer de convidar todos os Empretecos de Santa Cruz do Capibaribe para participar do I Encontro de Empretecos da cidade.

O evento vai acontecer na quinta-feira (3), no auditório da FADIRE, onde na ocasião será apresentada uma palestra sob o tema “Talentos em Ação: seja um empreendedor de sucesso”, com Paulo Araújo, ele que é especialista em Inteligência em Vendas e Motivação de Talentos, além de Diretor de Projetos de CRM e Inteligência em Vendas da empresa Clientar.

Serviço

Evento: I Encontro de Empretecos de Santa Cruz do Capibaribe
Quando: dia 3 de novembro (Quinta-Feira)
Horário: 19 horas
Local: Auditório da FADIRE (Rua Professora Ivani Batista Silva, 29 – Nova Santa Cruz

Câmara Setorial de Boutiques da CDL de Santa Cruz do Capibaribe lançará campanha de Vitrine para Natal e Ano Novo

A reunião da Câmara Setorial de Boutiques da CDL que aconteceu na noite desta terça-feira (25), definiu o calendário de ações da Câmara junto aos empresários do segmento na cidade.

Ficou confirmado o evento show para as Boutiques, além de uma profissionalização quanto às duplicatas, a fim de diminuir o índice de inadimplência nas Boutiques.

Mercado de trabalho e comércio aquecidos em Santa Cruz do Capibaribe

A qualificação no mercado de trabalho de Santa Cruz do Capibaribe foi destaque hoje de matéria da TV Jornal Caruaru. A reportagem buscou na cidade o bom momento vivido pelos empresários da Capital das Confecções, sobretudo nesta época de Fim de Ano, quando há um aquecimento da economia local e regional.

O SENAI atua ativamente na cidade com qualificação profissional. A Diretora da unidade em Santa Cruz do Capibaribe, Cristina Barbosa disse que o SENAI está de portas abertas para qualificar os profissionais, basta ele estar disponível e aberto ao aprendizado. “Aqui no SENAI existem várias modalidades de cursos, muitos deles gratuitos ou a um custo reduzido. Já são mais de 11 mil alunos formados e cerca de 400 empresas atendidas durante os seus 8 anos de serviços prestados na comunidade de Santa Cruz do Capibaribe”, explicou a diretora.

O presidente da CDL, Fábio Lopes, foi um dos entrevistados, onde o mesmo frisou as parcerias que a entidade tem com o sistema S, SENAI, SEBRAE, SENAC, para qualificar os profissionais da cidade. Em relação ao aquecimento do comércio, Fábio destacou as ações da CDL para aquecer ainda mais. “Nós temos a campanha Natal Show de Prêmios que realizamos todos os anos, a fim de presentear os consumidores que acreditam no comércio local e o valoriza”, disse Fábio sobre mais uma ação da CDL, que já está com tudo quase pronto para iniciar mais uma campanha Natal Show de Prêmios.

SPC completa 11 anos de dedicação ao fortalecimento do comércio seguro

Volkswagen vai abrir fábrica de US$ 2 bi em PE

Fonte: Valor Econômico

O governo de Pernambuco e a Volkswagen acertam os últimos detalhes para a instalação da primeira fábrica da montadora alemã na Região Nordeste. A unidade, com investimentos de até US$ 2 bilhões, será erguida no município de Cabo de Santo Agostinho, 50 quilômetros ao sul do Recife, dentro do Complexo Industrial e Portuário de Suape. Trata-se do mesmo endereço escolhido pela Fiat antes de a empresa anunciar a mudança para o município de Goiana, na Zona da Mata pernambucana.

Com as negociações bastante avançadas, as duas partes trabalham agora na montagem da engenharia financeira que vai permitir o investimento. Nos últimos dias, a Volks apresentou novas exigências, entre elas um financiamento de R$ 2 bilhões, com prazo de 30 anos, que seria concedido pelo governo federal por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ou por linhas específicas para a região, com recursos dos fundos constitucionais da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). Caberá ao governo do Estado atuar com a União na modelagem da operação.

A nova planta da Volks vai produzir 200 mil unidades por ano de um modelo popular, possivelmente o Up!, apresentado pela montadora no último Salão do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha. Fontes ouvidas pelo Valor disseram que a decisão de instalar a fábrica em Pernambuco foi declarada por executivos da empresa durante um jantar, há três semanas, no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual. Participaram do encontro mais de 20 representantes da montadora, além de vários empresários locais, potenciais fornecedores da nova fábrica. O anúncio oficial da Volks só deve ser feito no dia 8, quando estará reunido o conselho de administração da empresa.

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), abraçou com entusiasmo a missão de atrair a segunda montadora para o Estado. Durante as negociações, ele chegou a viajar em segredo a São Bernardo do Campo, onde fica a sede da Volks no país, para reforçar a candidatura pernambucana, que teve a concorrência de Bahia, Paraná e São Paulo.

Santa Cruz do Capibaribe nas alturas

O crescimento econômico de uma localidade também pode ser medido através do ritmo do mercado de Construção Civil. E em Santa Cruz do Capibaribe essa é uma realidade visível. A cidade é um gigantesco canteiro de obras e para onde se olha é possível observar novos empreendimentos imobiliários.

A boa da vez é morar nas alturas. Os santacruzenses estão investindo cada vez mais em imóveis verticais. Ascensão que tem atraído os olhares das construtoras. Como é o caso da Comello Engenharia. A construtora, que possui 25 anos de atuação no mercado, traz empreendimentos verticais que vão compor o cenário urbanístico de Santa Cruz.

O primeiro deles é o Terraço Capibaribe. O residencial possui apartamentos amplos, de 190 m² e quatro quartos (sendo duas suítes – uma delas master), compõem o perfil desse edifício, o primeiro de alto padrão do município. Característica que acompanha a Comello, já que a construtora também ergueu o primeiro edifício classe A de Caruaru, o Gisele, hoje residência de várias personalidades locais.

A construtora também pré-lançou, durante o 1º Salão Imobiliário local, promovido pela CDL de Santa Cruz do Capibaribe, em setembro, outro edifício: o Parkville, incorporação resultante de uma parceria com a Caixa Econômica Federal e a Maj, empresa do ramo de empreendimentos imobiliários. O perfil desse prédio, com 17 andares, está totalmente ligado ao mercado desafiador da terra das confecções. Pensando na cidade, que é estratégica para a região (recebendo profissionais de várias outras que precisam de uma segunda moradia), foi formatado o Parkville com apartamentos que medem de 70 m² a 80 m².

Entretanto, a área de lazer, com 20 componentes (minicampo, piscina com raia, deck seco, playground, churrasqueira, entre outros) é o principal chamariz e diferencial da obra. “Santa Cruz tem potencial. Morar em um edifício traz comodidade e tranquilidade para o proprietário, que conta com mais segurança, conforto, praticidade. Outro atrativo é a economia com a manutenção da propriedade, já que os custos com o condomínio são bem menores do que aqueles empregados em uma residência horizontal”, disse João Melo Neto, um dos diretores da Comello.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Mercado de lavanderias em debate

Iniciativa reúne empresários, líderes associativistas e entidades para discutir o atual cenário do segmento em Caruaru e região

Integrar o setor de lavanderias e mostrar os avanços no processo produtivo do segmento é um dos principais objetivos do workshop “Lavanderia e Confecção, uma Parceria de Futuro”. O evento, promovido pelo Sebrae em Pernambuco nesta quinta-feira, 27/10, discutirá os rumos do segmento de lavanderias no Agreste do Estado. Segundo a entidade, existem cerca de 240 lavanderias distribuídas nas cidades de Caruaru, Riacho das Almas, Toritama e Vertentes. Dessas, 89 somente na Capital do Agreste. O objetivo da ação é conscientizar os proprietários desses empreendimentos sobre as práticas econômicas e ecológicas do setor.

Os serviços prestados pelas lavanderias são diferenciais na indústria têxtil. Esses processos conferem peculiaridade e detalhes estéticos que caracterizam cada peça e ajudam a impulsionar todo o mercado da Moda. De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o setor de lavanderias emprega 1,7 milhões de pessoas no país. No Agreste de Pernambuco são 20 mil empresas, gerando 150 mil empregos diretos e indiretos.

O workshop “Lavanderia e Confecção, uma Parceria de Futuro” contará com um show-room com artigos beneficiados por lavanderias, além de debates e apresentações de temas inerentes ao setor, a exemplo dos novos critérios tecnológicos e práticas socioambientais que geram economia e dinamismo à produção, como o selo verde. Prefeitos e presidentes de associações de cidades que compõem o Polo de Confecções local também participarão da ação, que tem apoio da Fiepe e do Conselho Regional de Lavanderias do Agreste Pernambucano.

As palestra ocorrerão no Centro Tecnológico da Moda (Itep-Caruaru), a partir das 14h30min.

Veja a programação:

WORKSHOP – LAVANDERIA E CONFECÇÃO, UMA PARCERIA DE FUTURO
14h30min as 15h00min - Visita ao Showroom de peças beneficiadas pelas lavanderias do APL do agreste para apreciação e interação entre os participantes.
15h00min as 15h10 - Abertura; Formação da mesa oficial
15h10min as 15h30 - Primeira Palestra: LINHA DO TEMPO - A EVOLUÇÃO DAS LAVANDERIAS DO APL – Carlos Paiva – SEBRAE – Relato das ações desenvolvidas para a evolução do setor de lavanderias.
15h30min as 15h40min - Cerimônia de Posse do Conselho Regional de Lavanderias do Agreste Pernambucano.
15h40min as 16h20min - Segunda Palestra: A IMPORTÂNCIA DO SELO VERDE – Edilson Tavares – Lavanderia Mamute – Quais os benefícios que o selo verde poderá trazer para o setor de lavanderias.
16 h20min às 16h40min - Intervalo
16h40min as 18h00min - MESA REDONDA – LAVANDERIA E CONFECÇÃO UMA PARCERIA DE FUTURO – Como tornar viável a parceria desses setores, para o fortalecimento da cadeia produtiva de confecção do agreste.
I8h00min às 18h50min - Terceira Palestra: AUTOESTIMA PARA CRESCER E SUPERAR OS OBSTÁCULOS – Adriany Carvalho - Como tornar minha empresa mais rentável.
19h00min – Encerramento.

Serviço
Data: 27 de outubro de 2011 (quinta-feira)
Local: Centro Tecnológico da Moda – ITEP Caruaru (Rua Dalto Santos, 319, bairro São Francisco)
Hora: 14h30min

Feira da Sulanca não foi abalada pelo escândalo das importações ilegais

Fonte: Diário de Pernambuco

A tradicional feira da sulanca de Santa Cruz do Cabibaribe, no Agreste, foi aberta, na manhã de ontem, com um clima de expectativa e seguiu, à noite, com um certo ar de alívio entre comerciantes e frequentadores.

Depois do escândalo envolvendo lençóis manchados de sangue misturados a lixo hospitalar importados dos Estados Unidos pela empresa Império do Forro de Bolso (nome fantasia da Na Intimidade), esperava-se que o recomeço seria mais difícil. Não foi isso o que se viu. O espaço foi tomado por comerciantes de todo o Nordeste e por famílias pouco preocupadas com as denúncias.

A pergunta “é dos Estados Unidos?” repetiu-se ao longo dos imensos corredores do Moda Center Santa Cruz. Na maioria das vezes em tom de brincadeira por parte dos clientes. A feira acontece todas as semanas, de domingo a terça-feira. A expectativa é de que o comércio no espaço aqueça ainda mais hoje.

O domingo na Capital da Sulanca, como é conhecida Santa Cruz, é dia de passear na feira e fazer compras a varejo, assim como em um shopping de cidade grande. A dona de casa Maria do Carmo da Conceição e as três filhas separaram R$ 300 para gastar com roupas. “Sempre comprei bermuda para meus filhos aqui e nunca vi nada de nome de hospital nos forros”, afirmou a mulher, que veio de Brejo da Madre de Deus.

A partir de hoje é que os negócios na feira devem ser aquecidos pelos compradores de fora do estado, que reservam a segunda-feira para as compras no atacado. Mesmo assim, muitos deles já podiam ser vistos ontem ao longo dos imensos corredores do Moda Center Santa Cruz, espaço que abriga a feira da sulanca. “Venho aqui pelo menos uma vez por mês para comprar mercadoria e abastecer minha loja, no Espírito Santo. Nunca tive problemas”, disse Celimar Pereira. Junto com a irmã, ela enfrenta 30 horas dentro de um ônibus para chegar a Pernambuco.

As irmãs baianas Rosimeire Souza, 43, e Rosemary Souza, 39, vão a Santa Cruz duas vezes por mês. “Em Salvador, o comentário é esse escândalo. Até no hotel onde vou dormir já perguntei se o lençol era dos Estados Unidos”, brincou. O polo do município recebe clientes também de Fortaleza e Maranhão. Os comerciantes de jeans eram os mais apreensivos por conta dos forros de bolso que eram vendidos pela Império do Forro de Bolso. Mas ontem, muitos tratavam de explicar. “O forro do bolso da minha mercadoria é de jeans, não é dos Estados Unidos não”, disse José Pereira.

Na opinião dos comerciantes, o que atrapalhou mesmo a feira nas últimas semanas não foi o escândalo e sim a greve dos bancos. Isso porque muitos deles apenas aceitam dinheiro ou cheque. Nesse último caso, só quando o comprador é velho conhecido. Com o movimento de ontem, muitos já comemoravam o fato de ter vendido em um só domingo o que deixaram de comercializar durante a greve bancária.

Saiba mais

Santa Cruz do Capibaribe

A feira no munícipio, que junto com Toritama e Caruaru forma o Polo de Confecções do Agreste, começa por volta das 9h do domingo e segue até a terça, às 10h

90 mil é a população do município
60 mil pessoas trabalham nas fábricas de confecções
250 ônibus, além de vans e outros veículos chegam ao município nesses dois dias
30 mil é a estimativa de consumidores a cada semana (nos dois dias de feira), totalizando 120 mil consumidores por mês.

Moda Center lotado

Compradores de todo Brasil chegam a Santa Cruz do Capibaribe como uma resposta positiva ao empreendedorismo sério da Capital das Confecções e região. Todo o estacionamento ficou lotado de carros, ônibus e vans vindos dos mais variados estados do país. Santa Cruz do Capibaribe e região merecem.

CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe é destaque nacional

A Revista o Dirigente Lojista deste mês traz uma matéria com a CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe. Na reportagem, destaque para Guilherme Aragão, Diretor da CDL Jovem, que participou da II Conferência Municipal de Juventude, onde na oportunidade ele entregou ao Prefeito, Toinho do Pará, uma pauta de reivindicação da CDL Jovem para melhorias no município de Santa Cruz do Capibaribe.

Para folhear a Revista o Dirigente Lojista, Clique aqui!

Artigo

Mudanças em favor do varejo e da sociedade. Assine embaixo.

As vitórias do Movimento Lojista Brasileiro sempre foram frutos de uma intensa mobilização e da forte união que caracteriza o associativismo. Graças a sintonia de propósitos e a resposta imediata ao chamamento à participação nas grandes questões que afetam o varejo, com reflexos em toda a sociedade, foi possível conquistar muitos avanços em nossas reivindicações. Atualmente temos duas grandes questões que atingem não somente os empresários, mas a todos os cidadãos. Uma é a pretendida recriação da CPMF que a sociedade já havia sepultado. Outra é a urgência na aprovação das mudanças no Simples Nacional. Não podemos ficar calados e muito menos imobilizados neste momento. Assim, como medida prática, em atendimento às solicitações que recebemos de diversos setores representativos e da própria população, a CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) está disponibilizando dois abaixo assinados como forma de posicionamento claro a estes dois temas que tem impactos na vida econômica do país. Os abaixo assinados podem ser acessados no site da CNDL www.cndl.org.br

O Brasil precisa de uma “Reforma Tributária” com “Justiça Fiscal” para melhorar a qualidade e a distribuição da carga tributária entre os contribuintes sem a criação de novos tributos. Precisamos combater a informalidade e a sonegação com mais competitividade e geração de novos empregos e renda para a população. Nossa atual carga tributária, inclusive sobre a folha de pagamento inibe o crescimento econômico. A recriação da CPMF representará maior carga tributária, onerando a sociedade e o consumo, com aumento do “Custo Brasil” afetando o capital de giro das empresas, em especial das MPEs, investimentos e geração de emprego. Por tudo isto é que o Movimento Lojista posiciona-se a favor da reforma tributária com “Justiça Fiscal” sem a possibilidade do aumento da carga tributária, hoje excessiva, ainda, sendo contrário a recriação da “Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF)” na forma de “Contribuição Social para a Saúde (CSS)”.

Reportagem publicada em setembro na Folha de S. Paulo revelou que os três expedientes usados pelo governo para compensar parcialmente a extinção da CPMF acabaram por permitir que a receita da União, hoje, supere a de 2007, último ano da cobrança sobre movimentação financeira. De lá para cá, relata a matéria da Folha, foram elevadas as alíquotas do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), além das parcelas dos lucros das empresas estatais repassadas ao Tesouro Nacional. Ou seja, não existe nem argumento para a recriação da famigerada contribuição.

Já o Simples Nacional é responsável pelo fortalecimento e manutenção das MPEs, expansão do emprego, massa salarial, fortalecimento da economia interna para enfrentamento das crises internacionais e ampliação da arrecadação de impostos. No entanto, o Simples Nacional esta diante de uma séria ameaça em função da expansão indiscriminada da utilização da substituição tributária e antecipação do ICMS para produtos de baixa relevância tributária, mas que muito afetam as MPEs e consumidores. Por tudo isto o Movimento Lojista se posiciona a favor do disciplinamento da substituição e antecipação do ICMS nas operações que envolvam as MPEs conforme proposta de empresários e da Frente Parlamentar da MPE apresentada ao Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ).

Nossa mobilização, com apoio dos abaixo assinados, tornará mais forte nossa voz que se fará ouvir no meio governamental e no Congresso Nacional, a fim de que possamos ver concretizadas as mudanças necessárias para o Brasil continuar crescendo com renda, emprego, justiça social e competitividade. Assine embaixo destas propostas. A mudança está em nossas mãos e a CNDL quer mais uma vez os lojistas, junto com a sociedade, unidos e em sintonia, para que consigamos atingir os nossos objetivos e realizar as transformações necessárias em favor da coletividade.

* Roque Pellizzaro Junior - Presidente da CNDL

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Mensagem de Isac Aragão ao Polo Têxtil de PE

A cidade de Santa Cruz do Capibibaribe, mostrou ao Brasil inteiro que é capaz de vencer dificuldades que para a maioria das outras cidades seria impossível.

O povo de Santa Cruz transformou a cidade no 2º maior polo de confecções do país, pois, antes dessa prova de empreendedorismo deste povo éramos uma cidade tipicamente agrícola, sem ajuda dos poderes públicos e sem nenhuma pespectiva de desenvolvimento na área industrial.

Hoje com a soma de esforços deste povo trabalhador,dos poderes públicos,orgãos de apoio ao empreendedor,entidades de clases e sociedade organizada, Santa Cruz do Capibaribe se transfomou num exemplo de superação, portanto repudiamos e não aceitamos críticas e comentários negativas proferidos principalmente por jornalistas e orgãos da imprensa nacional tentando denegrir a imagem de um povo que contribuiu e contribui para melhorar a qualidade de vida e matar a fome de milhões de pessoas que jamais foram nem se quer lembradas por esses orgãos da imprensa.

Quero afirmar que este ato criminoso foi praticado por um forasteiro que se instalou na cidade à pouco tempo e que o seu alvará de funcionamento foi cancelado pela prefeitura.

Isac Teodoro Aragão
Pres. Conselho Consultivo da CDL-Sta.Cruz do Capibaribe, Pres.Conselho Consultivo do Moda Center Santa Cruz, Pres. do Sindcom [Sindicato do Comercio de Bens e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe]

Eles apóiam o Polo Têxtil de Pernambuco

A manhã deste domingo (23) foi marcada por uma grande mobilização por empresários de Santa Cruz do Capibaribe, no Moda Center Santa Cruz. A concentração aconteceu na empresa Rota do Mar, onde foi conversado sobre a importância do empresariado se manter com a auto estima elevada, a fim de não transparecer sentimento de revolta sobre as notícias da última semana.

A comitiva de empresários foi até o Moda Center, e percorreu todo o empreendimento levando mensagem de apoio a todos os condôminos e explicando aos clientes que as importações que vinham para Santa Cruz não é prática comum de todos confeccionistas, além de ter tido efeito negativo nas vendas, pois seria muito cedo mensurar na semana passada, uma vez que na segunda-feira (17), era feriado e com a greve dos bancos poucos compradores estavam viajando.

Moda Center registra aumento no fluxo de pessoas na feira do domingo

Logo na manhã deste domingo (23), era visível o crescente número de carros, vans e ônibus que chegavam ao Moda Center para a primeira grande feira depois do fim da greve dos bancários, do feriado do Dia do Comerciário (17/10) e das últimas notícias sobre casos de importação de tecidos dos EUA, registrados em vários estados brasileiros.

O vendedor José Roberto de Lima, que reside em Vertentes-PE e tem um box de roupas jeans no Setor Branco do Moda Center, disse que os vários pedidos feitos nos últimos dias estão todos mantidos. Segundo ele, o tecido usado no forro de bolso de suas peças é de primeira qualidade. “Acredito que não deva haver esse tipo de peça aqui no Moda Center, até porque era uma única empresa que trabalhava com esse produto, no meio de milhares de empresas sérias”, frisou.

Há 10 anos, Isac Pedrosa faz suas compras em Santa Cruz do Capibaribe, quando ainda sequer existia o Moda Center Santa Cruz. “Quem compra aqui conhece a boa qualidade. Eu ouvi muito falar sobre esse problema dos tecidos, mas acho que não tem nada a ver. Nunca vi isso nas peças que eu compro”, disse o cliente que mora em Mirador - MA.

Visando antecipar presentes e compras de fim de ano, o organizador de excursões Eliezer Supino e sua esposa Sandra Maria organizaram um grupo de 50 pessoas que vieram de Campina Grande-PB. De acordo com ele, que é evangélico, esse turismo de compras é feito com regularidade várias vezes ao anopelos membros de sua igreja.

“Comparando aos domingos anteriores, houve um considerável aumento no fluxo de veículos no Moda Center”, disse o orientador de estacionamento, Carlos Botelho. Segundo ele, espera-se que nesta segunda-feira (24) haja um bom número de compradores no parque, o que tende a aumentar com a proximidade dos meses de alta temporada para o turismo de compras do setor, novembro de dezembro.

Pequenas empresas geram 130 mil empregos em setembro

Matéria de Mariana Flores
da Agência SEBRAE de Notícias

As micro e pequenas empresas (MPE) geraram 130 mil vagas de emprego em setembro, o que corresponde a 62% do total. Os pequenos negócios têm sido os grandes geradores de postos de trabalho. De cada dez vagas abertas nos nove primeiros meses de 2011, sete estão no segmento. No total, elas contrataram 1,3 milhão de trabalhadores desde janeiro.

Os números foram levantados pelo Sebrae a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. O ministério considera como micro e pequena empresa aquelas que possuem um quadro de funcionários de, no máximo, 49 empregados, nos setores de comércio e serviços, e 99 trabalhadores no setor industrial.

Em setembro, o setor de serviços e o comércio foram os que mais contrataram. As MPE de serviços empregaram 61,8 mil pessoas apenas no mês passado. As de comércio contrataram 39,5 mil. As micro e pequenas indústrias de transformação geraram 22,3 mil vagas. As outras sete mil contratações foram feitas pelos setores de construção civil, indústria extrativa mineral, serviços industriais de utilidade pública e pela administração pública. As pequenas propriedades rurais fecharam 4,4 mil postos de trabalho no mês.

As oportunidades geradas em 2011 beneficiaram a ex-professora Ana Lúcia Berg, de 42 anos. Após nove anos sem trabalhar, Ana Lúcia decidiu retornar ao mercado de trabalho quando os filhos cresceram. Mas a volta não foi fácil. Ela precisou procurar por um ano e meio até conseguir uma oportunidade. Hoje trabalha como vendedora em uma loja de brinquedos educativos em Brasília (DF). "Foi difícil voltar a trabalhar, mas agora estou muito feliz. Meu salário tem ajudado na renda da família", conta.

A expectativa é que até o fim do ano as contratações continuem crescendo em função do aquecimento do comércio com a proximidade do Natal. A Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem) estima que o comércio abra 147 mil vagas temporárias até o Natal. A previsão é que 29% desses trabalhadores sejam efetivados no emprego após as datas comemorativas. As empresas de comércio representam 52% do total de micro e pequenos negócios brasileiros.

sábado, 22 de outubro de 2011

NOTA DE APOIO DA FCDL-PE AOS EMPREENDEDORES DO POLO DE CONFECÇÕES

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Pernambuco (FCDL-PE), representante das 57 CDLs do Estado e defensora incansável do comércio varejista, vem, através desta, externar seu apoio aos empresários sérios, maioria absoluta, do Polo de Confecções.

O Polo de Confecções é um conglomerado de empresários comprometidos com o desenvolvimento de nosso Estado. São mais de 20 mil empreendedores trabalhando duro na indústria e no comércio, sendo cerca de 98% micro e pequenas empresas.

Os milhares de empreendedores sérios não podem pagar pela irresponsabilidade de alguns. Sendo assim, a FCDL-PE, em nome do movimento lojista de Pernambuco, e as CDLs de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Caruaru trazem a público a total confiança no trabalho realizado no Polo de Confecções do agreste pernambucano.

Federação das CDLs de PE

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

CDL Recife envia nota de apoio ao Polo Têxtil de PE

A CDL Recife vem prestar total solidariedade e apoio aos lojistas, a CDL de Santa Cruz do Capibaribe, e demais cidades do agreste de Pernambuco. Repudiamos e lamentamos a ação da empresa que importou lixo hospitalar dos Estados Unidos para revender às fábricas e lojas. Tal prática, além de colocar em risco a saúde pública, acaba manchando a imagem construída com muito esforço por cada lojista e o trabalho que a CDL de Santa Cruz do Capibaribe desenvolve. Não é aceitável que a imagem desse grande pólo seja denegrida pela irresponsabilidade de um empresário.

Sabemos da importância e representatividade que a região tem como pólo têxtil, tanto no Estado, como no País, sendo responsável pela produção de mercadorias que sempre apresentaram qualidade. Acreditamos na seriedade do trabalho realizado no pólo têxtil e toda região agreste de Pernambuco. Por isso, reiteramos nosso compromisso junto ao movimento lojista e nos colocamos à disposição para lutar pelos direitos comercias da nossa região, visto que todo o Estado sai prejudicado com essa situação. Esperamos que tudo seja resolvido e acreditamos no êxito do trabalho que a CDL em Santa Cruz, junto ao Governo e órgãos competentes realizarão para contornar o problema.

Eduardo Catão - Presidente da CDL Recife

Vigilância Sanitária de Santa Cruz afirma que importação de lixo foi caso isolado

Sete importadoras de tecido em funcionamento em Santa Cruz do Capibaribe foram inspecionadas pelo Departamento de Vigilância em Saúde do Município, nesta quarta e quinta-feiras. A equipe técnica percorreu as lojas e os galpões em que estocam seus produtos. Ao todo, foram vistoriados 12 locais, pois algumas importadoras operam com mais de um galpão de depósito. O laudo deixa claro que não foi encontrado nenhum tipo de irregularidade semelhante ao que foi encontrado em Suape há algumas semanas. O documento é assinado por Pedro de Castro Pedrosa Neto, coordenador da Vigilância Sanitária municipal.

SEBRAE promoverá Workshop “Lavanderia e Confecção, uma Parceria de Futuro”

O Sebrae em Pernambuco promoverá nesta segunda-feira, 24/10, uma coletiva de imprensa sobre os rumos do segmento de lavanderias no Agreste do Estado. As abordagens fazem parte do workshop “Lavanderia e Confecção, uma Parceria de Futuro” (que será realizado na quinta-feira, 27/10).

Segundo a entidade, existem mais de 300 lavanderias distribuídas nas cidades de Caruaru, Riacho das Almas, Toritama e Vertentes. O objetivo da ação é conscientizar os proprietários desses empreendimentos sobre as práticas econômicas e ecológicas do setor.

Na ocasião, os consultores também analisarão os impactos no setor têxtil local, causados pela vinda de tecidos provenientes de hospitais americanos à região, com as presenças de prefeitos e presidentes de associações do Polo de Confecções.

Qualificação profissional para os empreendedores do Polo Têxtil de Pernambuco

Qualificar para crescer. É com esta visão que as empresas do Polo de Confecções do Agreste de Pernambuco buscam implementar cada vez mais a qualidade das roupas produzidas na região. De acordo com o Gestor de Projetos de Confecções do SEBRAE, Mário César, o SEBRAE já trabalha com os empresários do Agreste Pernambucano há nove anos e todo trabalho tem sido feito para o desenvolvimento de produtos com a mais alta qualidade.

“Todas as ações do SEBRAE no Polo de Confecções de Pernambuco têm o objetivo de promover uma sustentabilidade através da qualificação profissional das empresas que resulta em um alto índice de empregabilidade no APL. O trabalho é focado nas empresas visando a competitividade no mercado. Assim, o SEBRAE age de forma no fomento de apoio em toda e qualquer iniciativa de melhoria da gestão e melhoria na comercialização, sobretudo na gestão empresarial do APL Têxtil, principalmente na qualificação profissional”, disse Mário.

O SENAI de Santa Cruz do Capibaribe reafirma a fortaleza do Polo de Confecções do Agreste e registra que no ano de 2011 já comemora o recorde de atendimentos neste segmento. “Já são mais de 11 mil alunos formados e cerca de 400 empresas atendidas durante os seus 8 anos de serviços prestados na comunidade de Santa Cruz do Capibaribe”, enfatiza Cristina Barbosa, Diretora do SENAI na cidade.