Topo

Topo

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Gestão de novas lideranças é sinônimo de desenvolvimento

A dinamicidade do mercado na atualidade acaba corroborando para a chegada de novas lideranças e, consequentemente, um desenvolvimento maior para as empresas, sejam elas privadas, públicas ou ainda do terceiro setor. Antigamente era comum o gestor ser um senhor sisudo e de pouco contato com os colaboradores. Atualmente, as empresas contam com lideranças jovens antenadas com os distintos cenários mercadológicos. São jovens que desde muito cedo passam a fazer parte do mundo empresarial e que despontam como verdadeiros líderes de negócios.

No Brasil e no mundo tem se tornado cada vez mais comum, matérias jornalísticas enfatizando safras de jovens talentos que saem da universidade e adentram no mundo dos negócios se destacando como grandes gestores. No agreste de Pernambuco, celeiro da micro e pequena empresa, o empreendedorismo lateja nas veias de jovens empresários. São moças e rapazes que utilizam grande parte do seu tempo dentro do seu próprio negócio. Diante de todo esse cenário, é possível perceber que toda essa transformação começa ainda na empresa familiar e é aprimorado na escola e em cursos profissionalizantes, que torna esses jovens em verdadeiras lideranças, hábeis para gerir qualquer negócio, sem esquecer a responsabilidade social.

O movimento lojista nacional tem atentado para essa nova gama de jovens lideranças e criado as CDLs Jovens em todo Brasil, a fim de aguçar ainda mais tal aprendizado e desejo de colocar em prática. Em Santa Cruz do Capibaribe, a CDL Jovem é exemplo disso, e em menos de três anos de criação tem dado grandes frutos. A diretoria é formada por jovens empreendedores, que em sua maioria gerem as empresas familiares ou que já possuem seu próprio negócio.

Isso tem refletido em todo seio empresarial, pois na cidade a maioria das organizações como, CDL, Associação Empresarial e Moda Center Santa Cruz, são administradas por jovens empresários que fazem a empresa gerar resultados. No setor privado, podemos perceber empreendedores do quilate de Helinho Aragão, que mesmo gerindo a empresa familiar junto ao seu pai, Hélio Aragão, mantém a sua própria empresa de evento. Laiane Nobélia, Lúcio Fábio, João Neto, Gabriela e Monnika Marikinha, exemplos que, dentre muitos outros ajudam a gerir com muito sucesso as empresas de seus pais.

Além desses jovens empreendedores que lidam com os negócios familiares, Santa Cruz do Capibaribe e toda região congrega empresas líderes de mercado, de jovens empresários que seguem outras áreas e abrem seus próprios negócios, como é o caso de Emerson Elias, que possui empresa em outro segmento de mercado, diferentemente do seu pai, Elias Ferreira que lida com comércio de aviamento. Assim como também, Gustavo Mestre, Allan César, Kléber Colino, Diana Nunes, João Isidoro, José Jailson e Carlos Antônio, em suma são jovens que fazem a diferença; jovens que mantém suas empresas com muito sucesso!

Enfim, as lideranças jovens estão aí e muito tem buscado contribuir com primor para o crescimento e desenvolvimento da cidade, do estado e do Brasil.

Nenhum comentário: