Topo

Topo

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Vendas no varejo fecham 2011 com alta de 6,7%, diz IBGE

Fonte: CNDL

O volume de vendas do comércio varejista brasileiro cresceu 0,3% em dezembro, em relação a novembro, e fechou o ano de 2011 com alta de 6,7%, segundo informou, nesta terça-feira (14), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No último mês de 2011, a receita nominal também cresceu 0,3%, completando o 38º mês seguido de taxas positivas. No acumulado no ano, a alta foi de 11,5%.

Entre as dez atividades pesquisadas pelo IBGE, com ajuste sazonal, sete registram aumento nas vendas, com destaque para equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (6,9%), móveis e eletrodomésticos (2,6%) e artigos médicos. Na contramão, com recuo no volume de vendas estão livros, jornais, revistas e papelaria (-5,3%) e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-1,5%) e combustíveis e lubrificantes (-0,5%).

Já comparação com dezembro de 2010, livros, jornais, revistas e papelaria foi o único setor a apresentar resultado negativo (-2,3%). Entre as altas, as mais influentes partiram de móveis e eletrodomésticos (15,3%). "O desempenho foi decorrente da manutenção do crescimento do emprego e do rendimento, como também da redução dos preços", disse o IBGE, por meio de nota.

Por região

Em dezembro, sobre novembro, 17 estados tiveram aumento nas vendas, oito mostraram queda e dois não apresentaram variação. As principais altas foram vistas no Acre (8,7%), em Tocantins (7,25), no Amapá (1,9%) e em Goiás (1,7%).

As principais quedas foram vsitas no Piauí (-7,8%), no Amazonas (-1,6%) e em Sergipe (-1,4%). Não houve variação em São Paulo e Santa Catarina.

Nenhum estado registrou variação negativa para o resultado acumulado do ano de 2011.

Nenhum comentário: