Topo

Topo

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Feriado municipal – Padroeiros de Santa Cruz do Capibaribe


A CDL Santa Cruz do Capibaribe e o Sindicato Patronal (Sindcom) informam a todos os empresários que, caso desejem funcionar no feriado deste dia 29 de setembro, feriado municipal, devem se dirigir até o Sindicato dos Empregados do comércio de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Surubim, localizado na Rua 13 de maio, para solicitar autorização e assinar o acordo da Convenção Coletiva de Trabalho, firmada no último dia 13 de setembro.

Corretores de Santa Cruz do Capibaribe realizam evento para distribuir leite às entidades carentes


A Campanha do Leite, organizada em Santa Cruz do Capibaribe pela corretora Glaucia Arruda foi finalizada com um saldo bastante positivo. Mais de mil e cem latas e bolsas de leite arrecadadas. O Presidente do Creci-PE, Daniel Florêncio, veio prestigiar o evento de entrega do leite às entidades que cuidam de pessoas carentes. A Campanha acontece em todo Estado de Pernambuco e é coordenado pelas mulheres corretoras, do Creci Solidário.

Os resultados da Campanha foram apresentados no Auditório da CDL Santa Cruz do Capibaribe e contou com a presença dos corretores locais. A corretora Glaucia, organizadora da campanha na cidade, agradeceu a todos, sobretudo pelo empenho das entidades parceiras, como a CDL e da Câmara Setorial dos Corretores de Imóveis, além do envolvimento de todos com a campanha.

O presidente do Creci-PE, Daniel Florêncio, parabenizou a todos os corretores da cidade e disse que estava maravilhado com o resultado da campanha, onde foram arrecadadas mais de mil latas e bolsas de leite. “Eu estou muito feliz com essa prova da responsabilidade social dos corretores de Santa Cruz do Capibaribe, que se uniram para realizar essa campanha tão bonita. Na região da Mata Sul, uma cidade fez, mas foi de forma muito tímida, arrecadando lá, apenas 200 latas de leite, e aqui a gente ver uma grandiosidade dessas. Não tenho outra coisa a fazer, a não ser parabenizar a todos vocês”, disse o presidente.

A entrega aconteceu de forma simbólica a Casa da Criança, representada pela Marinês Arruda Dantas. Outras entidades também serão beneficiadas, como a AADESC e o Lar dos Idosos, além de algumas famílias carentes do Bairro da Palestina.




Comunicado CDL


A CDL Santa Cruz do Capibaribe comunica a todos que estará fechada neste sábado (29), em função do feriado da Festa dos Padroeiros da cidade, São Miguel e Senhor Bom Jesus dos Aflitos. A CDL volta a funcionar normalmente na segunda-feira, dia 1º de outubro. A entidade aproveita a oportunidade para desejar boas festas a todos os paroquianos da cidade e um bom feriado a todos os cidadãos de Santa Cruz do Capibaribe.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Informativo Sindcom | CDL


Participe da 53ª Convenção Nacional do Comércio Lojista


Indústria do Estado mantém produção acima da média nacional

Fonte: Fiepe


Pelo segundo mês consecutivo, o setor produtivo de Pernambuco manteve a produção acima da média regional e nacional. De acordo com a última edição da Sondagem Industrial, elaborada pela unidade de Pesquisas Técnicas da FIEPE e divulgada nesta quarta-feira (26), o indicador de produção da indústria de transformação e extrativa mineral do Estado alcançou 59,7 pontos em agosto, enquanto o Nordeste ficou com 58,6 pontos e o Brasil com 54,7 pontos.
O resultado de Pernambuco ficou 6,1 pontos acima do computado na edição anterior da pesquisa, em julho. As médias acima dos 50 pontos indicam evolução positiva. O indicador do Estado referente à evolução do número de empregados também se manteve ascendente, fechando o mês de agosto com 50,6 pontos, resultado acima do indicador nacional (49,8 pontos) e abaixo do regional (52,2 pontos).
Já a avaliação quanto às expectativas dos empresários pernambucanos, referente ao mês de setembro, mostrou estabilidade em relação ao mês anterior, registrando 56,1 pontos. Os indicadores de demanda por produtos, compra de matérias-primas e quantidade exportadas, no entanto, apresentaram recuo, contabilizando, respectivamente, com 65,8 pontos, 59,9 pontos e 47,9 pontos.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Certificação Digital é na CDL Santa Cruz do Capibaribe


Estudo do SPC Brasil revela que 41% dos brasileiros já teve o nome “sujo”

Fonte: Ascom CNDL

Pesquisa nacional encomendada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aponta que 41% dos consumidores brasileiros já foram ou estão impossibilitados de fazerem compras a prazo por estarem com o nome “sujo”. Apesar deste cenário incluir pessoas das classes A e B, o estudo mostra que são os brasileiros das classes C e D os que mais sofrem com a situação da inadimplência. Os motivos principais são a falta de planejamento financeiro e a dificuldade de avaliar o quanto efetivamente pagam quando fazem compras parceladas.




O estudo aponta uma relação direta entre renda e escolaridade: quanto maior o faturamento mensal per capta, maior o nível de instrução destas pessoas. E para o economista do SPC Brasil, Nelson Barrizzelli, um dos fatores que evitaria a inadimplência é justamente o conhecimento dos juros embutidos nos financiamentos. “Em casos como o do cartão de crédito e o dos juros do cheque especial, os custos cobrados ao final superam em muito os do principal utilizado. Um conhecimento efetivo sobre esses juros evitaria que as famílias se tornassem inadimplentes pelo uso inadvertido desses instrumentos de crédito”, avalia o economista.

Apesar de o conhecimento sobre o custo das taxas de juros praticadas pelo mercado ser essencial na hora de contratar um financiamento, a pesquisa mais uma vez revela que quanto menor a renda, menor o interesse em se obter essas informações. “Pessoas com menos escolaridade são as que mais ignoram o assunto e, como consequência, são as que mais juros pagam nas suas compras financiadas, fato que as leva à inadimplência”, explica Barrizzelli.



O problema é ainda mais grave quando se observa que 64% das famílias com renda até R$ 3.835,00 possuem entre um e quatro cartões de crédito. Nas famílias com renda acima desse limite, o percentual é de 77%. Dessa forma, famílias com poder aquisitivo completamente diferentes têm praticamente o mesmo acesso ao uso de cartões, que atualmente praticam os juros mais altos do mercado. No entanto, a pesquisa revela que as primeiras (de menor poder aquisitivo) não conseguem avaliar a risco de inadimplência que estão correndo, caso surja algum obstáculo financeiro de qualquer natureza durante o período de financiamento.



Para o SPC Brasil, o país obteve ganhos qualitativos importantes nos últimos anos e parte destas conquistas deve-se à expansão do crédito. O uso consciente do crédito é especialmente importante para famílias de menor poder aquisitivo, pelo fato de poderem ter acesso a bens e serviços que não teriam caso tivessem que fazer pagamentos à vista. Mas por outro lado, é importante que a ânsia de adquirir seja dosada com a educação a respeito de como pensar o futuro e cumprir os compromissos assumidos.

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o SPC Brasil têm alertado tanto varejistas como consumidores de que o uso correto do crédito é um poderoso instrumento para auxiliar o desenvolvimento do país e trazer mais bem estar para as famílias. “Tomar crédito sem capacidade para avaliar as consequências desse ato pode levar um país a crises como a que ocorreu em 2008, nos Estados Unidos. Naquele país, nos anos que antecederam essa crise, quem ofereceu crédito para quem não podia tomá-lo, agiu de forma irresponsável uma vez que sabia estar lidando com tomadores de alto risco. As consequências repercutiram em todo mundo”, avalia Barrizzelli.

Mais da metade das empresas quer investir em treinamento

Fonte: CNDL

A Across, consultoria de desenvolvimento organizacional com foco em gestão de pessoas, realizou uma pesquisa com gestores de 43 multinacionais e uma conclusões foi que, apesar da crise, as organizações pretendem investir mais do que no ano passado em programas de desenvolvimento de liderança (56%), planejamento de carreira (58%) e desenvolvimento de habilidades e competências críticas para os líderes (58%).


Além disso, a pesquisa mostrou que e evolução da carreira dos funcionários é a principal prioridade na gestão de talentos. Essa afirmação foi feita por 84% dos entrevistados.

Os resultados brasileiros vão ao encontro dos números estrangeiros apontados pela Global Novations. O desenvolvimento do pipeline de lideranças também foi apontado como prioridade para 61% das empresas norte-americanas e 67% das latino-americanas.

Apesar da prioridade na gestão de talentos nas empresas brasileiras ser o desenvolvimento da carreira dos colaboradores, aumentar a produtividade dos mesmos foi apontado por apenas 12% dos entrevistados.

Nos Estados Unidos essa questão foi apontada como prioritária por 43% das empresas e nos países latino por 41%.

Entre os principais fatores a serem trabalhados neste ano pelos gestores de RH, o desenvolvimento e planejamento de carreira (60%) e o desenvolvimento de habilidades e competências críticas para líderes (60%) foram os destaques.

Os executivos também citaram a realização de treinamentos de coaching e mentoring (42%), desenvolvimento de equipes (35%) e desenvolvimento e aprendizagem de colaboradores (35%).

CDL e o Boticário vão deixar você linda

Imagem ilustrativa

As vagas para os cursos de auto maquiagem para o dia a dia já foram preenchidas e as aulas acontecem hoje e amanhã na sede da CDL Santa Cruz do Capibaribe. O intuito desse curso é capacitar as mulheres, sobretudo, as que trabalham em boutiques, para que as mesmas possam se produzir e ficar linda para o trabalho ou para outras ocasiões diárias. O curso acontece com a parceria também da Câmara Setorial de Varejistas de Vestuário e Acessórios de Moda.

Outras turmas já estão sendo montadas, e o curso deve acontecer nos dias 10 e 11 de outubro, das 19 às 22 horas.

As vagas são limitadas em cinco pessoas por turma. Esse número reduzido é devido o tempo para que todas as participantes possam praticar a auto maquiagem.
Maiores informações (81) 3731-2850

terça-feira, 25 de setembro de 2012


PORTABILIDADE DE DÍVIDAS BANCÁRIAS


Por: Dr. Leandro Tokumori

Diante da crise financeira mundial que assombra os dias atuais, o Brasil demonstra-se, por enquanto, “imune” à recessão mundial. Objetivando manter-se nesse patamar, levando-se em consideração que estamos prestes a receber importantes competições esportivas como as Olimpíadas e a Copa do Mundo, o Governo Federal cada vez mais procura meios para movimentar a economia, reduzindo taxas de juros e aumentando a possibilidade de crédito para as classes econômicas menos favorecidas.

Uma das últimas novidades é a portabilidade de dívidas bancárias, mecanismo ainda pouco divulgado pelos meios de comunicação e consequentemente quase que desconhecido pelo consumidor, por inexistir interesse das instituições financeiras, principalmente as privadas, de perder os respectivos clientes.

A referida portabilidade de dívidas possui grande semelhança ao que ocorre nos dias atuais com o ramo da telefonia, possibilitando ao consumidor migrar seu plano (com o mesmo número) para a operadora que oferecer a melhor proposta em termos de serviços ou preços.

Com as dívidas bancárias acontece o mesmo, o consumidor que firmou contrato de empréstimo, financiamento de veículos e imóveis ou até mesmo dívidas de cartão de crédito e cheque especial (comum nos dias de hoje), pode efetuar a troca da instituição financeira por outra, diante de condições mais favoráveis, possibilitando “sair do vermelho”, organizando seu orçamento financeiro.

Para efetivar essa transação, o consumidor deve procurar seu banco, solicitando o valor atualizado da dívida. Com essa informação, deve-se procurar a “nova” instituição financeira que apresentará as condições de pagamento.

Se aceito, a “nova” instituição financeira quita a antiga dívida. Porém, a troca de instituição financeira deve ser muito bem analisada, considerando que a troca deve ocorrer com intuito de diminuir o período para a quitação da dívida ou de efetuar o pagamento de valores mensais que se encaixem em seu orçamento, levando-se em consideração de que o não pagamento do novo contrato junto à “nova” instituição financeira acarretará a cobrança de eventuais multas e encargos.

Deve-se atentar, também, as tarifas cobradas pela portabilidade, entre as quais, o CET (custo efetivo total), Tarifa de Cadastro, caso não possua conta junto à “nova” Instituição Financeira” (Resolução CMN 3.919, de 2010 – BACEN), que acaba por encarecer a portabilidade.

Segundo especialistas, antes de migrar sua dívida para outra Instituição financeira é aconselhável ao cliente
procurar seu banco para tentar renegociar seu débito, apresentando as condições oferecidas pelo concorrente, gerando-se, pois, maior margem para negociação.

A disputa acirrada das Instituições Financeiras geram benefícios ao consumidor que, para não perder o cliente, oferecem melhores condições oferecidas pelo mercado ou as equiparam.

Caso o consumidor não consiga transferir suas dívidas para outra Instituição Financeira ou não consiga o valor atualizado da dívida, pode reclamar junto à Ouvidoria do próprio Banco, além do PROCON e no Banco Central.

Parabéns


Hoje, 25 de setembro, a CDL Santa Cruz do Capibaribe tem o prazer de parabenizar esse jovem empreendedor, PEDRO PHILIP, ele que é Diretor Jurídico da CDL Sênior e da CDL Jovem, e tem contribuído muito para o desenvolvimento da CDL da Capital das Confecções.

Felicidades pelo seu aniversário.

Que seu caminhar seja sempre premiado com a presença de Deus, guiando seus passos e intuindo suas decisões, para que suas conquistas e vitórias, sejam constantes em seus dias.

Parabéns por hoje, mas felicidades sempre.
É o desejo que todos os que fazem a CDL Santa Cruz do Capibaribe!

Pernambuco realiza reunião do Conselho Estadual de SPCs

A FCDL/PE realizou, no dia 14 de setembro, reunião que tratou sobre o Conselho Estadual de SPCs. O presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, participou do encontro acompanhado do presidente do SPC Brasil, Roberto Alfeu Pena Gomes, que foram recebidos pelo presidente da FCDL/PE, Adjar Soares.

Durante a reunião, que contou ainda com a participação de conselheiros do SPC, os participantes discutiram sobre o projeto e a forma de trabalho do Conselho. Na oportunidade, os presidentes da CNDL e do SPC Brasil falaram a respeito de experiências em outras entidades.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

A Nova Realidade Empresarial será tema de Workshop em Santa Cruz do Capibaribe


Ascont homenageia CDL e Jucepe pelos bons serviços prestados em Santa Cruz do Capibaribe



A Associação Santa-cruzense de Contabilistas (Ascont) realizou um jantar para a classe de profissionais de Santa Cruz do Capibaribe. O evento aconteceu na noite desta quinta-feira (20), na sede da entidade e contou com a presença de vários profissionais e empresários da cidade.


Na oportunidade, algumas pessoas e instituições foram homenageadas pela entidade, como a CDL Santa Cruz do Capibaribe, representada pelo presidente, Fábio Lopes. A Ascont entregou uma placa a CDL Santa Cruz do Capibaribe, pelos bons serviços prestados a toda cidade, sobretudo ao lojista, fortalecendo o comércio local. A placa foi entregue pelo Contador Ronaldo, ele que representou a presidente da Ascont, Janaina Marques.


Outra entidade também homenageada foi a Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe), escritório de Santa Cruz do Capibaribe que funciona no prédio da CDL. As analistas chefes Michele Lyra e Maria Marques estiveram no evento e receberam a placa na sede da Junta. 

Artigo


Nota Você Acha Que Seus Clientes Dão ao Atendimento da sua Empresa?

Por: Eugênio Sales Queiroz

Pesquisas assustadoras revelam que 68% dos clientes abandonam uma empresa por problemas relacionados ao atendimento.

E o que é mais assombroso ainda é que muitos empresários, gerentes, supervisores, não sabem ou se sabem dessa estatística não fazem nada para reverter esse quadro de “falência’.

Se o cliente é a razão de ser de uma empresa, a mesma deve está o tempo inteiro programada para não só satisfazer mas superar satisfatoriamente a expectativa de cada cliente.

E você amigo (a) leitor (a) pode está pensando: “Quais os motivos que fazem o meu cliente ir comprar no concorrente mais próximo?”.

Relaciono alguns a seguir:

  • Equipe de atendimento altamente desmotivada e despreparada;
  • Informações insuficientes;
  • Demora no atendimento;
  • Tecnologia ultrapassada ou a falta de treinamento para quem as usa;
  • Falta de iniciativa e comprometimento por parte dos funcionários;
  • Falta de interesse em encantar o cliente;
  • Falta de atenção aos pedidos dos clientes;
  • Falta de entusiasmo da equipe;
  • Aparência física descuidada;
  • Falta de conhecimento dos produtos/serviços da empresa;
  • Falta de uma apresentação segura dos produtos/serviços;
  • Desconhecimento dos procedimentos internos;
  • Falta de planejamento para vendas adicionais.


Essas são falhas que levam seus clientes para o concorrente mais próximo.
Mas sempre é tempo de mudar essa situação.

Portanto, promova uma Grande Mudança na sua empresa para que a mesma tenha uma Nova Política de Atendimento ao cliente.

E lembre-se: seu cliente não quer um bom atendimento e sim um Atendimento Excepcional.

Pense nisso e tome as providências necessárias para sua empresa vender sempre mais.

Eugênio Sales Queiroz é um vibrante escritor, consultor e palestrante nas áreas de vendas, excelência profissional, motivação e liderança. Ministra cursos e palestras por todo Brasil levando uma forte mensagem de otimismo, bom humor e crescimento profissional. Contato: www.eugeniosales.com.br

Santa Cruz do Capibaribe ocupa 19º lugar de Empreendedores Individuais do Estado


Governo estuda flexibilizar leis trabalhistas

Texto de Lu Aiko Otta e João Villaverde, de O Estado de S. Paulo

Como parte da agenda para aumentar a competitividade da economia, a presidente Dilma Rousseff ensaia entrar num terreno pantanoso para um governo do PT: a flexibilização das normas trabalhistas. A Casa Civil analisa proposta de projeto de lei pelo qual trabalhadores e empresas poderão firmar acordos com normas diferentes das atuais, baseadas na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), em vigor há 69 anos.

Na prática, o projeto permite que os salários e a jornada de trabalho sejam reduzidos de forma temporária em caso de dificuldades econômicas. Ele abre caminho também para a utilização mais ampla do banco de horas, pelo qual os trabalhadores cumprem horas extras sem receber adicional, e compensam o tempo trabalhado a mais com folgas.

Os acordos entre empregados e empresas seriam firmados por meio do Comitê Sindical de Empresa (CSE), segundo prevê o projeto de lei. As normas à margem da CLT comporiam um acordo coletivo de trabalho.

Empresas que concordarem em reconhecer no CSE seu interlocutor e os sindicatos que aceitarem transferir ao comitê o poder sindical terão de obter uma certificação do governo.

O papel dos sindicatos, nesse sistema, seria o de atuar nas empresas que optarem por continuar sob o "modelo CLT". Eles também selariam com as entidades patronais as convenções coletivas - por meio das quais empregados e patrões definem, anualmente, aumentos salariais. Todos os membros do CSE terão de ser sindicalizados.

A proposta em análise foi elaborada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, baseada no modelo alemão. O texto foi entregue ao ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. Recentemente, a Casa Civil, que auxilia Dilma na elaboração de normas legais, pediu para analisar o projeto.

Ainda não está certo se o governo adotará o projeto como seu e o enviará ao Congresso. A presidente costuma pedir análises detalhadas dos projetos que considera interessantes, para depois decidir se os levará adiante ou não. Para colher mais subsídios, um grupo deverá ir à Alemanha nas próximas semanas.

Na Alemanha, boa parte da indústria e dos sindicatos concordaram em reduzir a jornada de trabalho e os salários, em caráter excepcional e com prazo de validade, para permitir que a economia atravessasse a crise sem falências ou demissões. "Formaram um pacto nacional, que só foi possível do ponto de vista legal porque as leis lá são flexíveis", diz uma fonte graduada da equipe econômica do governo.

O projeto é visto com simpatia no Palácio do Planalto e, principalmente, no Ministério da Fazenda. Chegou a ser citado pelo secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, em palestra na Fundação Getúlio Vargas de São Paulo, como parte da agenda do governo.

sábado, 22 de setembro de 2012

22 de setembro: Dia do Contador


Parabéns


Santa Cruz do Capibaribe hoje está radiante pelo aniversário desse santa-cruzense que irradia alegria por onde passa. Nós estamos falando do empresário, Diretor do Conselho Consultivo e ex-presidente da CDL, de Elias Ferreira, seu Elias do aviamento, como é mais conhecido. As reuniões e eventos da CDL não são iguais quando seu Elias não comparece. Por tudo o que esse empresário contribui para a cidade e para a nossa CDL, nós queremos desejar muita paz e saúde para este homem que tanto nos orgulha pelo seu carisma e alegria!

É o desejo que todos os que fazem a CDL Santa Cruz do Capibaribe!

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Ascont celebra Dia do Contador com palestra, jantar e homenagens



Um jantar em homenagem ao Dia do Contador, comemorado no dia 22 de setembro, foi oferecido pela Associação Santacruzense de Contabilidade (Ascont). O evento aconteceu na noite desta quinta-feira (20), no Restaurante Sabor Capibaribe e contou com a presença dos profissionais que atuam na área em Santa Cruz do Capibaribe, além de representantes do Conselho Regional de Contabilidade.



Em um clima de descontração, a Ascont homenageou várias entidades que atuam diretamente com a contabilidade. As instituições abaixo receberam uma placa em nome da contadora Alyne Aragão Bezerra.
  • Secretaria da Fazenda de Santa Cruz do Capibaribe, representada por Pedro Lemos;
  • Junta Comercial de Pernambuco (Escritório Santa Cruz do Capibaribe), representada por Maria do Carmo e Michele Lyra;
  • CDL Santa Cruz do Capibaribe, representada pelo presidente Fábio Lopes;
  • Conselho Regional e Contabilidade, representado pelos contador Paulo e Josemir;
  • SENAI Santa Cruz do Capibaribe, representado por Pedro;
  • Associação dos Contabilistas de Caruaru (ACCAPE), representada por Benício;
  • Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional (Fadire), representada pelo professor Rildo Feitosa;
  • Sindicato das empresas de serviços contábeis, representado pela Alba Rosa;
  • Câmara de Vereadores, representada por Carlos;
  • Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (Ascap);
  • Moda Center Santa Cruz;



Antes do jantar e da homenagem, os contabilistas assistiram a uma palestra com a contadora Alba Rosa. O evento contou com a presença da família Aragão Bezerra, representada pelo Felipe Augusto. A presidente da Ascont, Janaina Marques disse que um evento como esse é de suma importância para unir ainda mais a classe. “Esta noite é muito especial, pois além de comemorarmos o dia do contador e homenagearmos essas entidades, a gente homenageia também a grande mulher e profissional Alyne Aragão Bezerra, ela que contribuiu muito para a nossa classe e com a nossa associação”, concluiu.


O jantar foi animado pela MPB da cantora Alexiana.

Brasil: um país menos desigual (com exceção da região Norte)

Fonte: Exame.com

Desiguldade social no Morumbi, em São PauloA distância entre a população que ganha menos e mais no Brasil diminuiu entre 2009 e 2011. A constatação é da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) divulgada pelo IBGE nesta sexta-feira. Apenas a região Norte foi na direção contrária.

O rendimento médio mensal dos trabalhadores cresceu 8,3% em relação a 2009, passando de 1.242 para 1.345 reais. Mas como os ganhos cresceram mais – quase 30% - para o grupo de 10% das pessoas que ganham menos, houve diminuição na desigualdade de ganhos.

Em relação aos rendimentos, o índice de Gini, que mede a concentração de renda, recuou de 0,518 em 2009 para 0,501 no ano passado. Quanto mais próximo de zero, mais igualitário é um país.
Mesmo assiml, em 2011, os 10% da população ocupada com os rendimentos mais elevados concentraram 41,5% do total da renda de trabalho.
As várias regiões acompanharam o movimento, menos a Norte, onde o índice de Gini passou de 0,488, em 2009, para 0,496. Isso porque, na região, o maior aumento dos rendimentos ocorreu para os 5% da população que já ganhava mais. A média do segmento mais elevado era de R$ 5.840 e foi para R$ 6.429 reais.
No período analisado, a região Nordeste, com índice de Gini de 0,522, continuou apresentando a maior concentração de renda do país. 

Débitos junto à Receita Federal do Brasil


A Receita Federal do Brasil (RFB) iniciou, desde o dia de 17 de setembro de 2012, os procedimentos de cobrança dos contribuintes optantes pelo Simples Nacional inadimplentes com tributos administrados por este órgão ou pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), ou seja, daqueles que possuam débitos do Simples Nacional, débitos de contribuições previdenciárias e/ou de outros tributos, referentes aos exercícios de 2007 a 2012.


Para tanto, a RFB emitiu 441.149 Atos Declaratórios Executivos (ADE), os quais foram enviados pelos Correios aos contribuintes inadimplentes, informando-os acerca da existência de débitos nos sistemas corporativos da RFB e/ou da PGFN.


Esses ADE relacionam os débitos do próprio regime do Simples Nacional, e, caso o contribuinte possua também débitos de contribuições previdenciárias e/ou de outros tributos, a discriminação de todos os débitos poderá ser consultada pelo próprio contribuinte no portal e-CAC, disponível no sítio da RFB na internet - www.receita.fazenda.gov.br, mediante utilização de código de acesso ou certificação digital.


O contribuinte também pode consultar as suas pendências no sitío da RFB na internet selecionando, sequencialmente, as seguintes opções: "Empresas" - "Simples Nacional" - "Exclusão 2012" - "ADE de Exclusão 2012" - "Consulta Débitos".


O contribuinte terá o prazo de 30 dias para regularizar os seus débitos, que podem ser pagos à vista ou parcelados. O contribuinte também pode utilizar a internet para imprimir as guias para pagamento à vista da maior parte dos seus débitos ou para solicitar o seu parcelamento.


A falta regularização de todos os débitos dentro do prazo de 30 dias, contados da ciência do ADE, implicará a exclusão automática da pessoa jurídica do Simples Nacional a partir de 1º de janeiro de 2013, conforme previsto no art. 17, inciso V, da Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.


AVISO IMPORTANTE: Contribuintes que receberam o Ato Declaratório Executivo - ADE de exclusão do Simples Nacional emitido pela Receita Federal do Brasil (RFB) e possuem exclusivamente débitos desse Regime Simplificado, caso já tenham solicitado o parcelamento na RFB, não serão excluídos por ocasião do processamento final da exclusão. Nesse caso, não há necessidade de se solicitar novo parcelamento no sítio da RFB na internet.

Missão Empresarial para a Bélgica e Itália será realizada em novembro com empresários pernambucanos


A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Pernambuco (Fecomércio-PE) lançou a Missão Empresarial do Brasil à Bélgica e Itália 2012. A reunião de lançamento do projeto aconteceu no Sindicato dos Lojistas (Sindloja) em Caruaru. O evento contou com a presença do presidente do Sindicato do Comércio de Bens e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe (Sindcom), Isac Teodoro Aragão.

A missão ocorrerá de 11 a 24 de novembro e inclui na programação participação em seminários sobre oportunidades de investimentos no Brasil, rodada de negócios e visitas técnicas a empresas públicas e privadas.

Você empresário que deseja fortalecer o associativismo em Santa Cruz do Capibaribe venha ser sócio do Sindicato Patronal. Mais informações ligue (81) 3731-2850.

Classe média já é a maioria da população do Brasil

Fonte: Liberdade


A classe média, que já representa mais da metade da população brasileira, teve um crescimento de renda maior que a média das famílias nos últimos dez anos. Entre 1999 e 2009, essa fatia da população teve um crescimento de renda per capita de 3,5%, período que a média da renda cresceu 2,4% para o total dos brasileiros.

Os dados são do estudo Vozes da Classe Média, divulgado nesta quinta-feira (20) pela SAE (Secretaria de Assuntos Estratégicos) da Presidência da República.

De acordo com a pesquisa, a 35 milhões de pessoas entraram na classe média nos últimos dez anos e essa fatia da população já representa 53% do total de brasileiros. Se a classe média brasileira fosse um país, seria o 12º mais populoso do mundo.

O ministro de Assuntos Estratégicos, Moreira Franco, ressaltou que a classe média já movimenta cerca de R$ 1 trilhão da economia, "mais que o PIB de muitos países".

– A classe média hoje busca o protagonismo e nós precisamos conhecer essa população. A classe média não tem pai médico, advogado ou jornalista. Ela está construindo a sua história sozinha e nós queremos conhecê-la.

Em 1999, uma pessoa na classe média tinha renda média per capita de R$ 309. Dez anos depois, essa renda subiu 3,5%, chegando a R$ 438. O crescimento acelerado só perde para a classe baixa, que aumentou sua renda em 4,9% nos últimos anos.

O consumo dessa fatia da população é maior que a própria renda, mas não cresce na mesma velocidade que a renda. Em 1999, com renda per capita de R$ 438, a classe média gastou R$ 464 consumindo, um crescimento de 2,7% em dez anos.

Crescimento

Se seguir essa tendência de crescimento e a redução da desigualdade também continuar no mesmo patamar, em 2022 a classe média deve representar 57% da população.

Segundo o estudo da SAE, a classe média trabalha mais que a média da população. Enquanto 58% dos brasileiros em idade ativa está trabalhando, na classe média esse índice sobe para 61%.
Em 2012, a estimativa é que 54% do total de trabalhadores pertençam à classe média.

Impostômetro não é assunto para impostores

Fonte: Diário do Comércio


O que era para ser uma apresentação neutra do secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, sobre investimentos e carga tributária do Brasil em um Fórum de Economia realizado pela Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (EESP-FGV) se converteu em hostilidade ao Impostômetro, painel eletrônico da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Durante o evento, na última segunda-feira, Barbosa disse que o Impostômetroé uma "bobagem" e que para justificar a cobrança de impostos é preciso analisar a receita e a despesa do governo juntas.

A declaração foi considerada infeliz pelos criadores do Impostômetro, que além de painel – instalado na fachada do prédio da ACSP – é uma ferramenta social na internet e desde 2005 possibilita ao brasileiro saber o quanto o Leão morde de impostos municipais, estaduais e federais a cada segundo.

Dicionário

Para Guilherme Afif Domingos, vice-governador do Estado de São Paulo e criador do Impostômetro durante seu mandado na ACSP, a declaração de Barbosa foi a de "um impostor". "Segundo o (dicionário) Houaiss, impostor é o que pratica a impostura, que é uma carga de imposto maior do que a população pode carregar", explica Afif. Procurado pelo Diário do Comércio, Nelson Barbosa não se manifestou sobre a repercussão negativa de sua declaração.

Rogério Amato, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), diz que o Impostômetro não é uma bobagem e sim um dever constitucional do governo, que hoje é exercido pelo setor privado. "A cada ano aprimoramos essa ferramenta para que a população tenha noção clara de quanto paga de imposto. É uma questão de cidadania. O segundo passo é mostrar aos pagadores de impostos para onde vai o dinheiro", diz Amato.

O presidente da ACSP e da Facesp afirma que, em novembro, lançará o Gastômetro, ferramenta que mostrará os gastos (municipais, estaduais e federal) de cada pasta do setor público. "Se pago, logo exijo. Isso é um direito, não uma bobagem", diz Amato.

Afif Domingos, vice-presidente da ACSP, lembrou que a campanha nacional De Olho no Imposto, em 2006, arrecadou mais de 1,5 milhão de assinaturas para que seja regulamentado o artigo 150 e parágrafo 5º da Constituição Federal, que diz: "A lei determinará medidas para que os consumidores sejam esclarecidos acerca dos impostos que incidam sobre mercadorias e serviços."

Notas fiscais

Segundo Afif Domingos, o projeto de Lei 1472/2007 – que determina que o valor dos impostos embutidos nos preços dos produtos seja discriminado nas notas fiscais de compra – está parado por culpa dos impostores. "O projeto já passou pelo Senado e por todas as comissões na Câmara. Agora está na mão do presidente da Câmara dos Deputados. Existe uma pressão contra o projeto, por parte dos impostores e da Fazenda. Na hora que as pessoas descobrirem quanto pagam de impostos em cada produto ou serviço haverá uma revolução em prol da reforma tributária", diz Afif.

Além de gerar um projeto de lei, o Impostômetro contribuiu, indiretamente, para que os governos fossem mais pressionados a não elevar impostos. Esta é a avaliação do coordenador de estudos do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) e também idealizador do painel da ACSP, Gilberto Luiz do Amaral. "Depois do Impostômetro ficou mais difícil para o governo aprovar a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) porque a sociedade se indigna. Ficou mais difícil dizer que não tem dinheiro público porque está tudo lá no Impostômetro", lembra Amaral. O coordenador do IBPT disse que o comentário de Barbosa foi típico ao de um burocrata. "Ele critica uma ferramenta social e procura um culpado pela ineficiência do setor público", afirma Amaral.

Gastômetro chega em novembro

O segundo passo para a cidadania será o lançamento do Gastômetro, ferramenta social que vai mostrar o quanto cada nível de governo (estadual, municipal e federal) gasta em cada setor público. O lançamento está previsto para novembro. "Será um complemento do Impostômetro. É uma ferramenta de busca digital, que estamos desenvolvendo há dois anos. Todos vão conseguir saber para onde vai o dinheiro público", afirma Rogério Amato, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Segundo o coordenador de estudos do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), Gilberto Luiz do Amaral, o Gastômetro é formulado nos mesmos moldes do Impostômetro. "Devemos ter um painel, mas o cidadão poderá entrar no site e pesquisar, por exemplo, quanto o governo gasta com saúde em São Paulo", diz Gilberto Luiz do Amaral.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012


Micro e pequenas empresas devem pagar Simples até hoje, 20

Fonte: Folha.com


As micro e pequenas empresas que optaram pelo regime de tributação do Simples Nacional e tiveram a receita bruta anual recolhida no mês de agosto devem fazer o pagamento até 20 de setembro.

O imposto deve ser pago por microempresas com ganhos ao ano entre R$ 60 mil e R$ 360 mil e empresas de pequeno porte com renda entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões. Os valores das taxas variam conforme os rendimentos.

O MEI (Microempreendedor Individual) cadastrado e com receita anual de até R$ 60 mil também precisa fazer o pagamento mensal do tributo até o dia 20. Ele paga a contribuição previdenciária e o imposto relativo à sua atividade: ICMS para comércio ou indústria ou ISS para prestadores de serviços.

O valor referente do INSS é de R$ 31,10, equivalente a 5% do salário mínimo (R$ 622). O MEI paga ainda mais R$ 1 de ICMS ou R$ 5 de ISS. Assim, os prestadores de serviços que aderiram ao programa desembolsam R$ 36,10 por mês pela formalização, e os vendedores e pequenos industriais, R$ 32,10.

O pagamento é feito por meio de carnê emitido apenas no site do Portal do Empreendedor. É necessário ao empresário preencher o relatório de receitas obtidas no mês anterior, disponível no portal.

Em caso de não haver expediente bancário em 20 de setembro, o Simples deve ser pago no dia útil imediatamente posterior. Se for feriado no município-sede da empresa, por exemplo, o pagamento pode ser feito no dia 21.


Crescimento de empregos formais em Pernambuco é o maior do NE

Fonte: Diário Oficial de Pernambuco

O SETOR com melhor desempenho na geração de empregos
foi o de Serviços, com novos 48,5 postos de trabalho

A geração de emprego em Pernambuco continua apresentando índices de crescimento acima da média nacional. Segundo dados da Relação Anual de Informações Sociais - RAIS, divulgados terça-feira última pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o Estado apresentou um crescimento de 7,31% na geração de empregos formais em 2011.


Esta é a maior taxa de crescimento entre os estados do Nordeste, e a quinta maior taxa do País. A renda do trabalhador pernambucano também aumentou, registrando a maior taxa de crescimento da região Nordeste e a segunda maior taxa do País. O rendimento real médio aumentou 5,7% em relação a dezembro de 2010, como resultado do crescimento nas remunerações médias percebidas pelos homens (+5,82%) e pelas mulheres (+5,54%).

“Os dados divulgados comprovam que Pernambuco está no rumo certo e que, mesmo com a crise que estamos vivendo, com o Brasil apresentando uma desaceleração no nível de atividade econômica, nosso Estado continua crescendo tanto em empregos formais quanto no rendimento dos trabalhadores”, comemorou Eduardo.

Foram gerados em Pernambuco, no ano passado, 112,3 mil postos de trabalho, equivalente a um crescimento de 7,31%, alcançando 1,6 milhão de trabalhadores formais no Estado. Os setores com o melhor desempenho no tocante à geração de empregos foram os de Serviços, com aumento de 48,5 mil postos de trabalho (+10,43%), o Comércio, que gerou mais de 22,4 mil postos (+8,48%) e a Construção Civil, com a criação de 21,7 mil postos de trabalho (+17,69%).

Para o governador a manutenção do nível de investimento do Estado foi fundamental para o crescimento: “Saltamos em quatro vezes a capacidade de investir no estado de Pernambuco sem aumento de impostos, mas como racionalização dos gastos públicos. Atraímos diversas empresas e também acertamos na escolha dos quatro setores estratégicos da economia: siderurgia, Petróleo e Gás, automotivo e serviços”, disse Eduardo.



quarta-feira, 19 de setembro de 2012



Sindicatos discutem Convenção Coletiva de Trabalho com o Ministério do Trabalho e Emprego de Pernambuco


A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para os municípios de Santa Cruz do Capibaribe e Toritama foi discutida no dia 13 de setembro, em uma reunião que aconteceu na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, em Recife. Estiveram presentes o presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Surubim, Cleibson Mota, o presidente do Sindicato Patronal de Santa Cruz do Capibaribe, Isac Teodoro Aragão e o advogado da Fecomércio e do Sindcom Santa Cruz do Cruz do Capibaribe, Thomas Albuquerque.

A reunião contou com a presença do mediador público, Mário César de Carvalho, onde foi discutido e acordados os seguintes pontos:
  1. Piso salarial de R$ 670,00 para os municípios de Santa Cruz do Capibaribe e Toritama
  2. Reajuste linear no percentual de 7%;
  3. Ajuda de custo para o empregado pelo trabalho aos domingos e feriados no valor de R$ 18,00;
  4. Que a data base para o ano de 2013 será antecipada para 1º de abril de 2013
  5. Multa por descumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de R$ 300,00 por empregado, mantendo-se a redação anterior;
  6. Encargos operacionais em favor do sindicato profissional para os trabalhos nos domingos e feriados, no valor de R$ 5,50 mensais, nos meses em que a empresa vier a funcionar nos domingos e feriados;
  7. Quebra de caixa no valor de 8% da hora normal;
  8. O dia do comerciário será celebrado no dia 15 de março de 2013;
  9. A taxa assistencial profissional será de 12 parcelas, equivalente a 1% do piso (ajustaram ainda, que caso as empresas venham a optar em adotar o plano odontológico no valor de R$ 10,00 por empregado, oferecido pelo Sindicato dos Empregados, a mesma ficará isenta dos encargos operacionais destacados no item 6.
Os valores acordados serão retroativos a 1º de maio de 2012 e ficou ratificado as demais cláusulas da Convenção anterior.

Workshop: A nova realidade empresarial


Artigo


Características Indispensáveis ao Líder Moderno

Por: Eugênio Sales Queiroz

Para que o líder moderno tenha uma liderança altamente eficiente é necessário que o mesmo tenha ou desenvolva algumas características primordiais que faça seu trabalho ser eficiente.

Algumas dessas características ajudam ao líder-empreendedor a ter domínio e equilíbrio suficientes para que seus liderados sigam suas orientações.

Portanto, para que você líder do século XXI tenha seu trabalho reconhecido e valorizado é preciso que você:

  • Tenha uma personalidade agradável;
  • Seja dinâmico;
  • Inspire a sua equipe a fazer um trabalho muito bem feito;
  • Planeje bem antes de delegar tarefas;
  • Conheça de perto o estilo de trabalho de cada membro da equipe;
  • Seja sempre justo e democrático;
  • Saiba reconhecer e valorizar cada trabalho realizado com sucesso;
  • Promova um ambiente de aprendizado;


·         E lembre-se da Regra de Ouro da Liderança: Elogiar em público e chamar a atenção no reservado.

Agora amigo leitor (a) releia cada tópico aqui citado e veja qual ou quais deles você precisa prestar mais atenção para que sua liderança seja mais eficiente.

Lembre-se também que o verdadeiro líder tem mente fértil, ou seja, procura sempre ter novas ideias que possam somar ao trabalho de equipe. E ao ter novas ideias toma imediatamente a iniciativa para que o trabalho seja realizado.

Pense nisso e seja um líder mais eficiente e dinâmico, seus liderados agradecem.
Siga: www.facebook.com.br/eugeniosalesqueiroz

Eugênio Sales Queiroz é um vibrante escritor, consultor e palestrante nas áreas de vendas, excelência profissional, motivação e liderança. Ministra cursos e palestras por todo Brasil levando uma forte mensagem de otimismo, bom humor e crescimento profissional. Contato: www.eugeniosales.com.br