Topo

Topo

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Comunicado CDL e Sindcom




A CDL, juntamente ao Sindicato Patronal de Santa Cruz do Capibaribe comunicam que na próxima sexta-feira (2), não estarão funcionando, devido ao feriado de Finados. No sábado (3), as entidades funcionam normalmente.

As empresas que desejam funcionar no feriado devem fazer o acordo coletivo do trabalho juntamente ao Sindicato dos empregados de Santa Cruz do Capibaribe. O sindicato dos empregados funciona na Avenida Prefeito Braz de Lira, nº 132, apartamento 102. (Mesmo prédio do Mercadão Expresso).

Maiores informações:  (81) 3731-3347 (Sindicato dos Empregados)

Substituição tributária é discutida no Recife

Fonte: Agência SEBRAE de Notícia


Em termos gerais, a Substituição Tributária é o regime pelo qual a responsabilidade pelo Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviçso (ICMS), devido por uma empresa é atribuída a outra pessoa jurídica da cadeira produtiva. No entanto, para as optantes do Simples Nacional, a conta é bem mais complexa, resultando em aumento de custos e necessidade de capital de giro.

Segundo números levantados pelo Sebrae e pela Fundação Getúlio Vargas, somente em 2008, as micro e pequenas empresas (MPE) perderam R$ 1,7 bilhão por causa da substituição tributária.O assunto foi debatido no 1º Encontro de Debates: a substituição tributária e as empresas optantes do Simples Nacional, realizado nesta terça-feira (30), na sede do Sebrae em Pernambuco.

O evento, promovido pelo Fórum Estadual das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, reuniu empresários, advogados, contadores, auditores fiscais e representantes de entidades ligadas ao segmento das MPE. “Pernambuco é o primeiro estado a sediar o debate”, afirmou Leonardo Carolino, gerente de Políticas Públicas do Sebrae em Pernambuco, na abertura do evento.

“Há cerca de dois anos, o sistema de tributação tarifária foi massificado. Com isso, as MPE perderam os benefícios d o Simples Nacional. Muitos setores perderam competitividade no mercado”, revelou o gerente. Segundo Carolino, a mudança atingiu em torno de 60% a 70% das empresas pernambucanas optantes do Simples Nacional.

“Nesta questão da substituição tributária, tem alguns estados que estão muito mal, e outros que estão apenas mal”, revelou o superintendente do Sebrae em Pernambuco, Roberto Castelo Branco. “O que primeiro me chamou a atenção foi a complexidade do tema, pois temos que entender e levar esse assunto para os pequenos e micro empresários. Eles sabem que isso os impacta, mas não sabem como”, afirmou Castelo Branco. “O segundo ponto é que cada estado procura privilegiar os setores que são importantes para sua economia. Por isso, o tema é oportuno, é complexo e é politizado. É importante direcionar as empresas na direção correta, porque a vida mostra que esse ganho de 1% ou 2% é significativo”, avaliou o superintendente.

Após a abertura do evento, o debate teve início com a apresentação feita pela analista da unidade de Políticas Públicas do Sebrae Nacional, Carmem Lúcia, que falou sobre o tema A substituição tributária para empresas optantes do Simples Nacional. “O cenário nacional é ruim, com um aumento de carga tributária de 38%. As MPE têm perdido muita competitividade quando comparadas com outras empresas”, disse a analista. “Se o segmento não sobrevive, ele que é o maior gerador de empregos do país, a perda é significativa”, concluiu.

“Tudo isso tem que ser discutido e repercutido em todo o Brasil para que se retire esse ônus da pequena empresa. São custos que oneram demais e a inviabilizam os negócios”, afirmou José Tarcísio da Silva, presidente da Federação das Associações de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte de Pernambuco (Femicro/PE).

Com o apoio do Sebrae em Pernambuco, o evento teve ainda participação de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção de Pernambuco (OAB/PE), da Secretaria Estadual da Fazenda e da Femicro/PE.

Ambiente de trabalho agradável vale mais do que bom salário

Fonte: Folha PE


Os consultores de carreira afirmam que o salário não é a única forma de motivar o colaborador. Quem explica este assunto é o professor Oswaldo Carvalho, mestre em Gestão de Pessoas, para quem a qualidade do ambiente organizacional influencia diretamente no comportamento do funcionário.

“Muitos negam um convite de trabalho porque estão satisfeitos com o clima do emprego atual. Quando o ambiente é agradável, com um padrão contagiante, o colaborador passa o dia feliz e isso é importante”, explica o professor. De acordo com ele, citando outro estudioso do assunto, os 35 melhores anos da vida de uma pessoa são passados dentro da empresa. “Imagina se for um inferno? Não é possível sobreviver nem produzir, porque isso interfere na saúde mental. Um bom ambiente de trabalho é sinônimo de funcionário produtivo”, afirma.

De acordo com o especialista, quando a pessoa está bem no trabalho e consigo mesma, configura-se a satisfação pessoal. A sensação de bem-estar se traduz nas relações pessoais, no interesse e na colaboração. “Veja que eu não mencionei o salário. Ele está no meio da satisfação pessoal, mas já entrevistei muitas pessoas que estavam procurando um emprego com salário menor porque o clima era extremamente motivacional”, exemplifica.

Sobre a remuneração, Oswaldo Carvalho afirma ser um determinante em vários pontos. “Você fez um curso, passou por um estágio, se qualificou. Hoje você tem outro preço. O salário é o mérito pelo seu desempenho na vida. Você tem que saber exigir isso no seu trabalho”, afirma. Ainda de acordo com o especialista, quem está em busca de aprendizado sempre tem a questão financeira como algo primordial, mas isso não está acima da satisfação vinda de um ambiente agradável.

A secretária Cintia Souza confirma o que diz o professor. Há cerca de três anos ela trabalha em uma empresa do ramo de agronegócios e credita ao bom ambiente de trabalho boa parte de sua satisfação pessoal. “É uma firma pequena, não chegam a 30 funcionários, entre internos e externos. Parece uma família mesmo. É um ambiente agradável. Você acorda e vai trabalhar com vontade”, conta.

De acordo com Cintia o salário não é o que define o melhor local para se trabalhar. “Eu sempre disse que o ambiente da empresa é o mais importante. Tive muitas experiências boas, sorte de estar em equipes bacanas por onde passei. Mas já tive uma experiência não muito agradável quando saí de um estágio para outro com melhor remuneração, mas percebi que não valia a pena e voltei para a empresa anterior. O salário era menor, mas eu me sentia melhor”, recorda.

Do emprego atual, Cintia Souza não pensa em sair. “Já aconteceu, algumas vezes, de receber outras propostas de trabalho. Mas estou em uma empresa muito boa, com muitos benefícios. Estou me estabilizando agora e, neste momento, não trocaria. Estou muito satisfeita e não arriscaria mudar”, diz.

Senai Santa Cruz oferece cursos gratuitos


Cursos oferecidos 
  • ESTILISTA -11 VAGAS
  • PEDREIRO- 13 VAGAS
  •  OPERADOR DE COMPUTADOR-05 VAGAS
  • AUXILIAR ADMINISTRATIVO-28 VAGAS
  • AUXILIAR ADMINISTRATIVO-28 VAGAS
  • ESTILISTA -20 VAGAS

Os interessados devem ter 18 anos acima e que estar cursando o Ensino Médio.

A escola do Senai funciona no antigo prédio da FADIRE, Rua Professora Ivani Batista. Telefone 3705.1767.

Agência do Trabalho de Santa Cruz do Capibaribe oferece 37 vagas para diferentes cargos


Ótima notícia para quem está em busca de emprego. A Agência do Trabalho de Santa Cruz do Capibaribe está oferecendo nesta quarta-feira (31), 37 vagas para cargos distintos.

Só para costureira são oferecidas 29 vagas. Confira abaixo as vagas para os cargos oferecidos.
  • Motoboy, primeiro grau completo, seis meses de experiência, 1 vaga;
  • Costureira(o), seis meses de experiência, 29 vagas;
  • Supervisor de Vendas, terceiro grau incompleto, 1 vaga;
  • Caixa, segundo grau completo, 2 vagas;
  • Auxiliar de Cozinha, primeiro grau incompleto, 1 vaga;
  • Entregador de Gás, primeiro grau completo, 3 vagas.

A Agência do Trabalho de Santa Cruz do Capibaribe fica localizada na Rua Capitão Pedrosa, Nº 306, bairro de São Cristóvão. Telefone: 3759-8235.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

CDL Santa Cruz do Capibaribe vai sortear uma moto na Campanha Natal Show de Prêmios


Com o intuito de valorizar o comércio lojista, fortalecer a economia de Santa Cruz do Capibaribe e premiar os clientes através de sorteios com cupons adquiridos no ato da compra, a CDL Santa Cruz do Capibaribe realiza a Campanha Natal Show de Prêmios 2012. A Campanha deste ano conta com o apoio do Sindicato Patronal, Sindcom.

As consultoras da CDL já estão nas ruas visitando os lojistas e fazendo o credenciamento das lojas que desejam participar. Toda compra no valor de R$ 30,00 nas lojas credenciadas, todo e qualquer cliente terá direito a 01 (um) cupom para concorrer no sorteio programado de 01 moto, para o dia 09 de Janeiro de 2013.

Maiores informações (81) 3731-2850

Um Sarau de homenagens


Esse ano o SARAU IAE irá homenagear o rei do baião Luiz Gonzaga. Uma série de atividades pedagógicas estão sendo desenvolvidas envolvendo diversas disciplinas e turmas da escola motivadas pelo evento.

O Sarau IAE está em sua 11º edição e será palco da obra de Luiz Gonzaga com danças, músicas, teatro, tragédias e comédias de encher os olhos dos visitantes. A principal ideia defendida pelo professor Douglas Pereira (literatura e português) foi de que o evento tratasse mesmo em seu conteúdo da genuína obra do rei, um espetáculo de biografia de um homem e da biografia de sua obra: “Eu sou Luiz Gonzaga” é o tema do evento, marcando assim a identidade do velho Lua e seu legado.

Professor Douglas chegando no IAE hoje no AQUECIMENTO SARAU 2012
Os dias 09 e 10 de novembro são as datas que você pode marcar na agenda para vir ao Sarau 2012, que continua a ser apresentado em nossa escola, depois do sucesso da edição passada com palco montado na quadra do IAE. Esse ano muitas surpresas estão sendo preparadas, acompanhe tudo em nossa fã page pelo facebook. (facebook/iaenosso) LINK

Banco do Nordeste faz palestra sobre crédito para pequenos empresários, em Santa Cruz do Capibaribe



Na próxima quarta-feira (31), o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) irá realizar em Santa Cruz do Capibaribe a palestra "Linhas de Crédito Para as Micro e Pequenas Empresas".
O evento acontecerá no auditório do Moda Center Santa Cruz, a partir das 19h. A instituição financeira pretende divulgar as formas de atuação do banco junto aos micro, pequenos e médios empresários, com o objetivo de facilitar o acesso ao crédito, especialmente para os pequenos e médios confeccionistas.

“Dentre outros produtos, estaremos apresentando nossas linhas de capital de giro para a formação de estoques e aquisição de insumos; construção, reforma e aquisição de máquinas”, disse Wellington Barbosa da Silveira, gerente de suporte a negócios da carteira MPE (Micro e Pequena Empresa).

Ao final, os gerentes de negócios do BNB esclarecerão dúvidas e darão orientações sobre a opção mais adequada às necessidades de cada empreendimento.

As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas no Centro Administrativo do Moda Center ou pelo telefone (81) 3759-1000. As vagas são limitadas.

A palestra também servirá para aproximar ainda mais o empreendedor de Santa Cruz do Capibaribe ao Banco do Nordeste. Em meados de 2013, a cidade ganhará a sua primeira agência do BNB.

SERVIÇO:
O quê? Apresentação de linhas de crédito do BNB
Para quem? Micro, pequenos e médios confeccionistas
Quando? Quarta-feira (31), às 19h
Onde? Centro Administrativo do Moda Center Santa Cruz
Quem traz? Moda Center e ASCAP
Informações: (81) 3759-1000

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Comunicado CDL



A CDL Santa Cruz do Capibaribe comunica a todos os empresários que algumas pessoas estão ligando para as empresas e se passando por consultores de uma agência de distribuição de catálogos telefônicos, com o intuito de divulgar o número da empresa em seus catálogos, totalmente gratuito. A pessoa liga pedindo autorização para divulgar o nome e o número da empresa, e em seguida diz que vai mandar um fax para o empresário assinar a autorização. Sendo que nesta autorização, em letras muito pequenas tem uma cláusula onde a empresa é obrigada a pagar algumas parcelas.


A CDL Santa Cruz do Capibaribe alerta a todos os empresários que ao receber qualquer documento, seja via fax ou não, que leia tudo antes de assinar, evitando assim maiores constrangimentos ou aborrecimentos futuros.

CDL Santa Cruz do Capibaribe, sempre perto do lojista!

Ação popular pede que nota fiscal discrimine valor do imposto pago

Matéria de Cláudia Rolli da Folha de São Paulo

Há cinco anos um projeto de lei, aprovado no Senado e que aguarda votação na Câmara, quer tornar obrigatório informar na nota fiscal a carga tributária embutida no preço de produtos.

Durante a campanha "De olho no imposto", criada em 2007 por entidades empresariais paulistas, 1,5 milhão de consumidores enviaram aos deputados, por meio de um abaixo assinado, pedido para saber o peso dos tributos na compra. Da ação popular, surgiu o projeto de lei nº 1.472, que aguarda votação.

Após percorrerem 2.000 km no Estado com o caminhão do impostômetro, associações comerciais paulistas lançam agora o movimento "Hora de Agir", para pedir a aprovação do projeto.

"O que o projeto propõe é regulamentar o que está na Constituição desde 1988. Governo algum teve interesse em mostrar o quanto o cidadão paga de imposto", diz o tributarista Ives Gandra Martins. São quatro meses e meio de trabalho só para pagar impostos em um país com carga tributária de 35%.

Há 24 anos, o parágrafo 5º do artigo 150 da Constituição prevê: "A lei determinará medidas para que os consumidores sejam esclarecidos acerca dos impostos que incidam sobre mercadorias e serviços." Sem regulamentação, não entrou em vigor.

Desde 2004, 23 projetos já foram propostos no Congresso com esse objetivo. Todos foram agrupados no PL 1.472.

Em vários países da Europa e nos EUA, é possível ver no ato da compra o quanto se paga de imposto. O valor correspondente ao IVA (imposto de valor agregado) vem discriminado no cupom fiscal.

Como o Brasil não tem um único imposto que agregue os demais, a ideia é informar o valor aproximado do total de tributos federais (como IPI, PIS, Cofins), estaduais (ICMS) e municipais (ISS) que são embutidos no preço.

Também prevê que a informação conste em painéis visíveis nos estabelecimentos. "Ninguém é contra o pagamento de imposto. Temos o direito de saber para onde vai o nosso dinheiro e exigir o bom uso do dinheiro público", diz Rogério Amato, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Apesar de apoiado por deputados de vários partidos, o projeto encontra resistência. "Mais especificamente na Receita", diz o deputado Guilherme Campos, relator do projeto na Comissão de Finanças. A Receita informou não comentar projetos de lei.

Fazenda dará prêmios de até R$ 12 mil para artigos sobre Simples


Matéria de Mônica Izaguirre do Valor On line

O Ministério da Fazenda lançou, nesta quinta-feira, a terceira edição do Prêmio Simples Nacional de Empreendedorismo,concurso que premia artigos científicos sobre o regime simplificado de tributação de micro e pequenas empresas e seus reflexos no surgimento de novos negócios.

As inscrições vão até 31 de maio de 2013, data final para postagem dos trabalhos nos Correios,via encomenda expressa (tipo Sedex).

Publicado hoje no"Diário Oficial da União", o regulamento também dá ao candidato a alternativa de entregar o artigo pessoalmente em Brasília, no Setor de Autarquias Sul, Quadra 06, Bloco J, Edifício Camilo Cola, 3º andar, sala 310,onde funcionam órgãos regionais do Ministério da Fazenda.

No total, serão premiados dez trabalhos em duas categorias. Na primeira, podem concorrer profissionais com qualquer nível de formação, que exerçam ou não atividade relacionada à administração pública e ao Simples Nacional. A segunda premia estudantes regularmente matriculados em qualquer curso de graduação ou que tenham se formado a partir de 2010.

Os prêmios variam de R$ 12 mil para o primeiro colocado a R$ 2 mil na categoria profissional e de R$ 6 mil a R$ 1 mil na categoria estudante, do primeiro para o quinto colocados.

São permitidos artigos individuais e em grupo, desde que abordem necessariamente um dos seguintes subtemas: desoneração tributária; redução de obrigações acessórias e/ou redução ou padronização dos procedimentos relacionados a seu cumprimento;redução da sonegação e/ou da inadimplência; reflexos do Simples Nacional nos níveis de emprego e na formalização do mercado de trabalho; impactos econômicos da tributação pelo Simples Nacional.

2º Salão Imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe

Economia pernambucana deve receber R$ 3,8 bi com o 13º salário

Fonte: G1 Pernambuco


 
Manoel já fez a reforma em casa com o salário extra,
recebido em junho (Foto: Vitor Tavares / G1)
Com a aproximação do final de ano e a expectativa de uma renda a mais por conta do décimo terceiro salário, trabalhadores formais aproveitam para equilibrar orçamento, realizar comprar ou planejar os gastos para 2013. Em Pernambuco, a estimativa é de que o salário extra injete cerca de R$ 3,87 bilhões da economia do estado ao final do ano, de acordo com pesquisa realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Em comparação ao ano de 2011, isso significa um aumento de 15,09%.

De acordo com o relatório, dos 8,7 milhões de pernambucanos, um pouco mais de 3 milhões devem receber ou já receberam o décimo terceiro neste ano. O grupo estudado é formado por funcionários do mercado formal (público e privado), trabalhadores domésticos e beneficiários da Previdência Social. Para a pesquisa, foram considerados tanto os salários pagos no final do ano – 70% do total – quanto os pagos em outras épocas, como durante férias ou no começo e meio do ano.

Gastos com a escola dos filhos consomem o 13º
de Gisele (Foto: Vitor Tavares / G1)
Jackeline Natal, supervisora do Dieese em Pernambuco, explicou que o crescimento maior do que 15% no valor injetado na economia do estado - o terceiro maior índice do país, perdendo apenas para Tocantins e Roraima - se justifica tanto pelo aumento da renda do pernambucano como pelos postos de trabalho gerados. "Estamos vivendo uma junção dos dois elementos, tem mais gente trabalhando e outras pessoas com aumento de rendimento e se formalizando. A estimativa é de um aumento de 3,94% no número de pessoas que deverão receber a gratificação e 10,73% no rendimento médio", comentou.



Do grupo dos que conseguiram um salário maior em 2012 faz parte o trocador de óleo Manoel Félix, que recebeu o décimo terceiro mais gordo já em junho. Com o dinheiro em mãos, a reforma de sua casa, localizada na cidade de Moreno, no Grande Recife, foi antecipada. "Já estava querendo ajeitar a casa desde o ano passado, quando tinha programado o décimo terceiro para isso, sem pensar em outra coisa. No meio do ano, eu pude adiantar", falou Manoel.

Na média, o rendimento dos que devem receber o 13º em Pernambuco será de R$ 1.189,76, 10,73% a mais em relação a 2011. Com isso, o estado ultrapassa a Bahia e ocupa a terceira posição no Nordeste na renda por pessoa, perdendo apenas para Sergipe e Rio Grande do Norte.

Com esse valor a mais na conta bancária, os trabalhadores pernambucanos já devem estabelecer um destino certo. "Se você olhar a realidade da renda, ela não oferece muita capacidade de poupança. Mas uma pessoa que mora com os pais tem probabilidade de poupar. No caso de uma mulher chefe de família, não tem condição. As pessoas que conseguem se organizar guardam para os gastos de início de ano, quando tem escola e impostos como IPTU e IPVA", destacou Jackeline Natal.

É pensando nos gastos com os três filhos em 2013 que a professora Gisele Calabria reserva o décimo terceiro. "Eu nem conto mais com ele [o 13º] nos meus planos anuais. Já sei que sempre é para os gastos com os colégios dos meus filhos. O dinheiro vai todinho embora com o material, matrícula, farda", falou. A também professora Maria Helena Pinto já se encaixa em outro grupo. Com duas filhas já casadas, o dinheiro do 13ª é usado, todo ano, para viagens. Este ano, o destino é Curitiba, no Paraná, para visitar a irmã. “Equilibro bem as contas e nunca precisei salvar dinheiro para pagar dívidas”, comemora.



Compras
A funcionária pública Fábia Araújo vai pagar dívidas
com o 13º (Foto: Vitor Tavares / G1)
Apesar de não possuir dados sobre o destino final que será dado ao salário extra do final de ano, a supervisora do Dieese Jackeline Natal acredita que, pela experiência dos anos anteriores, a maioria deve utilizar para pagar dívidas. A funcionária pública Fábia Araújo tem esse objetivo: equilibrar as contas em 2012. “Estou usando o cheque ouro e quero controlar. Vou pagar as dívidas, mas fazer outras, né? É assim que acontece. A intenção é pelo menos virar o ano com os gastos equilibrados. Vou tentar me controlar”, disse Fábia.

Segundo dados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Pernambuco (Fecomércio-PE), pessoas como Fábia, que vão consumir no final ano, devem comprar principalmente bens duráveis, como móveis, produtos de informática, celulares, eletrodomésticos, além de carros. “O 13º equilibra a realidade da economia brasileira. Nos momentos mais difíceis de crise, ele ameniza a situação, porque recompõe o consumo, dá um fôlego a mais para a economia. A gente espera que a economia do segundo semestre seja sempre mais dinâmica, com as pessoas comprando”, relatou Natal, do Dieese.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Presidente do CRECI-PE participa da abertura do Salão Imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe


A abertura da segunda edição do Salão Imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe aconteceu na tarde desta quinta-feira (25), e contou com a presença de autoridades, representantes do CRECI-PE, Caixa Econômica Federal e corretores de imóveis da cidade. O evento é realizado pela CDL da cidade, através da Câmara Setorial de Corretores de Imóveis.

Na abertura, o presidente da CDL, Fábio Lopes, solicitou ao prefeito eleito de Santa Cruz do Capibaribe que o Salão seja colocado no calendário de eventos da cidade. O presidente do CRECI-PE, Daniel Florêncio, parabenizou a CDL pela realização do evento e disse que o evento, mesmo estando apenas em sua segunda edição, já considera que o Salão é consolidado na cidade.



Consultores falaram da nova realidade empresarial para lojistas de Santa Cruz do Capibaribe





Quatro consultores, quatro palestras e um auditório lotado. Empresários, gestores e supervisores estiveram atentos aos conhecimentos de consultores do quilate de Eugênio Sales, Adilson Silva, José Siqueira e Carlos Daniel. Os assuntos foram diversos e divididos em dois dias de evento.

Carlos Daniel abordou o tema da gestão em planejamento estratégico, José Siqueira falou sobre empreender com sucesso, Adilson Silva abordou uma temática voltada para o crescimento empresarial através do uso das ferramentas do marketing e Eugênio Sales apresentou seus conhecimentos no tocante a como estimular a equipe para a excelência.

O público vibrou com as técnicas apresentadas. Ao término de cada palestra, as pessoas tiravam dúvidas sobre os temas com os consultores. Um evento promovido pela CDL Santa Cruz do Capibaribe em parceria com a CTE Soluções Empresariais e ESQ Consultoria, além do apoio de empresas locais.




Revista The Economist retrata o crescimento de Pernambuco


Uma das mais importantes revistas de economia do mundo, a The Economist, relata o crescimento de Pernambuco, sobretudo, no interior do Estado, onde existe um celeiro da micro e pequena empresa. A matéria mostra como o interior de Pernambuco vem deixando o lado obscuro da pobreza e ajudando ao Estado a ter picos de crescimento maiores que o Brasil.

De acordo com a Revista The Economist o Estado vive um boom de crescimento em todas as áreas. Só na indústria, o crescimento passou de 20% para 25%, com previsões de crescimento em torno dos 30% até 2015. A revista destaca ainda a redução da pobreza no Estado e a melhoria da educação. A The Economist cita o seguinte: “Suape é um monumento industrial e faz parte de uma aliança entre o ex-presidente Lula e o governador Eduardo Campos. Mas o boom do Estado vai mais amplo. Uma série de pequenas fábricas têxteis, alimentos e calçados estão agora remontando o desenvolvimento no interior do Estado, que antes só se via pobreza”.

Bruno Bezerra é Diretor de Desenvolvimento e Empreendedorismo da CDL Santa Cruz do Capibaribe. Através do seu Facebook, o diretor comentou a matéria. “O ambiente empreendedor baseado na pequena empresa de confecção do agreste pernambucano é citado na matéria com o governador Eduardo Campos na revista "The Economist". Precisamos cuidar verdadeiramente desse ambiente empreendedor extraordinário que é o Polo de Confecções do agreste de Pernambuco.

Precisamos cuidar, pensar e planejar os próximos 10, 20, 30, 50 anos de cidades que são pilares para o Polo de Confecção, como é o caso de Santa Cruz do Capibaribe. Nosso ambiente empreendedor chama atenção do mundo, não é possível que não desperte o nosso cuidar, o nosso pensar, o nosso planejar.













A matéria está em inglês no site da The Economist. Para ler, clique aqui!



Apagão afeta o Nordeste do país

Fonte: G1.com


Um apagão afetou os nove estados do Nordeste do país desde o final da noite de quinta-feira (25) e início da madrugada desta sexta (26).
Foram atingidos os estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, além de parte do Pará, Tocantins e Distrito Federal.
O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável por administrar o Sistema Interligado Nacional, confirmou a falta de energia na região a partir da 0h14, porém, não sabe dizer ainda a causa do desligamento das linhas de transmissão. Segundo o órgão, a luz foi restabelecida em Tocantins e Pará pouco depois de 1h30 (hora local).
É a segunda vez nos últimos 35 dias que ocorre um apagão na Região Nordeste. Em 22 de setembro, segundo o ONS, um problema nas interligações Sudeste/Norte e Sudeste/Nordeste, atingiu o fornecimento de energia elétrica em parte da região Nordeste do país.
Bahia
A Bahia sofreu um apagão por volta das 23h20 (hora local) desta quinta. De acordo com a Companhia de Eletricidade do Estado (Coelba), um problema no sistema interligado nacional, do ONS, atingiu todos os consumidores baianos. Segundo a Coelba, a companhia deixou de receber energia para fazer a distribuição.

A Coelba informou que outros estados do país também foram afetados pelo apagão.
A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que o Aeroporto Internacional de Salvador funcionou normalmente com geradores. Nenhum voo previsto para o final da noite de quinta e madrugada de sexta foi cancelado.
O posto policial do Hospital Geral do Estado (HGE), um dos principais da rede pública de saúde em Salvador, informou que apenas o centro cirúrgico da unidade funcionou com geradores nesta madrugada.
Ceará
No Ceará, a Companhia de Energia Elétrica do Ceará (Coelce), empresa distribuidora de energia no estado, informou que houve um problema no sistema interligado nacional que afetou todo o Nordeste. A companhia não soube informar sobre as causas do blecaute.

Rua de Recife iluminada por faróis de carros e pela lua (Foto: Heudes Regis/JC Imagem/Estadão Conteúdo)Rua do Recife iluminada por faróis de carros e pela lua (Foto: Heudes Regis/JC Imagem/Estadão Conteúdo)
Em Fortaleza, moradores dos bairros, Messejana, Benfica, Jardim Iracema, Barra do Ceará, Fátima, Aldeota, Meireles relataram a queda de energia. Moradores de outras cidades do estado como Crato, Juazeiro do Norte, Sobral e Maracanaú usaram as redes sociais para falar sobre a falta de energia.
Maranhão
A Companhia Energética do Maranhão (Cemar) informou que um blecaute com mais de duas horas de duração ocorreu em todo o estado.

Em São Luís, a energia caiu por volta de 23h20 (horário local). O problema foi atribuído à distribuição de energia do Sistema Interligado Nacional, de responsabilidade do ONS.
Nas redes sociais, moradores de Imperatriz, a 626 km da capital, confirmaram o apagão e relataram que a energia começou a ser restabelecida a partir de 0h30 (hora local).
Paraíba
Na Paraíba, faltou luz em todas as cidades do estado a partir das 23h30 de quinta, segundo informou a concessionária de energia elétrica do estado, a Energisa. Autoridades orientaram a população a evitar sair de casa, especialmente em seus automóveis pois os semáforos não estavam funcionando.

Rio Grande do Norte
Já na cidade de Natalna principal delegacia da Zona Sul, os policiais civis tiveram que parar as atividades. Eles ligaram os faróis da viatura para ter algum tipo de iluminação. No lado de dentro da delegacia, o bom e velho lampião foi quem clareou o ambiente. Não foi possível autuar em flagrante um dos detidos da noite, que acabou dormindo no escuro da cela.

Do alto da ponte que dá acesso à Zona Norte, a quantidade de luzes acesas era pequena. Somente locais com gerador de energia elétrica permaneciam iluminados.
Pará
No Pará, por volta das 23h de quinta, o apagão afetou o Aeroporto Internacional de Belém. Até a meia-noite foram registradas cerca de dez quedas de energia no local. Mesmo com gerador de energia, o saguão do aeroporto ficou na total escuridão em alguns momentos. Com isso, muitos passageiros tiveram que fazer o check-in no escuro.

Caixas eletrônicos não funcionavam e até algumas lojas e farmácia dentro do aeroporto tiveram que parar de funcionar até que a energia fosse restabelecida por completo, por volta de 01h30.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Sonho da casa própria será realizado no 2º Salão Imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe



O sonho de sair do aluguel pode ser realizado a partir de hoje no 2º Salão Imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe. A partir das 3 horas da tarde o evento será aberto ao público que vai poder conferir as inúmeras possibilidades de realizar o sonho da casa própria. O evento é realizado pela CDL Santa Cruz do Capibaribe, através da Câmara Setorial de Corretores de Imóveis.

De acordo com o Coordenador da Câmara Setorial, Flávio Dunda, serão ofertados imóveis com valores iniciais de R$ 70 mil , além de outros produtos com valores mais elevados, que irão atender a demanda de todos os tipos de clientes. O evento vai acontecer no Clube Ypiranga, onde está sendo montada toda uma estrutura para receber a população. O espaço vai contar com 19 empresas, entre construtoras, lojas de materiais de construção, arquitetura e móveis planejados.

A Corretora e Secretária da Câmara Setorial dos Corretores de Imóveis da CDL, Gláucia Arruda, destaca a documentação que é preciso levar para realizar a compra de um imóvel. “É preciso levar identidade, CPF e comprovante de residência. Caso a pessoa more em casa alugada, deve levar o contrato de aluguel e os últimos três recibos. Se for casado, a pessoa deve levar a certidão de casamento. Se a pessoa é fichada só precisa levar a carteira de trabalho, juntamente com o contracheque. Para os autônomos pode comprovar renda através de decore”, explicou a corretora.

Outra novidade para o evento deste ano é a parceria firmada com a Caixa Econômica Federal, onde estará com toda estrutura bancária montada para fazer simulações ou financiamentos na hora. O público que for para o evento vai poder conferir a oferta de 400 casas dentro do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal.

O salão começa hoje (25), às 3 horas da tarde será a abertura oficial, e se estende até às 10 da noite. Amanhã, o Salão começa às 4 horas da tarde até as 10 da noite. No sábado (27), o evento é aberto das 10 da manhã às 10 da noite.

MDIC seleciona projetos de capacitação para MPES

Fonte: Folha.com


O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) seleciona até o dia 2 de novembro propostas para apoio à realização de projetos de capacitação para micro e pequenas empresas, empreendedores individuais e potenciais empreendedores.

A iniciativa está sendo implementada por meio do edital de Chamada Pública de Projetos nº 01, de 02 de outubro de 2012, e faz parte da agenda de medidas do Plano Brasil Maior para estimular a competitividade dos pequenos negócios capacitando empresários e empreendedores.

Os projetos contemplados pelo edital serão apoiados individualmente em até R$ 215 mil e a execução deles será realizada ao longo de 2013.

As entidades interessadas em participar do processo de chamada pública deverão apresentar suas propostas de projeto por meio do Sistema de Gestão de Contratos e Convênios do Governo.

MPE gera mais de 100 mil empregos em setembro

Fonte: Agência Sebrae


As micro e pequenas empresas (MPE) brasileiras foram responsáveis pela geração de 103.299 postos de trabalho no mês de setembro. Isso representa um aumento de 5,1% se comparado com o mês anterior. Em agosto, o segmento – que reúne as empresas que faturam até R$ 3,6 milhões por ano – criou 98.283 vagas. “O emprego continua em expansão nos pequenos negócios e a perspectiva para os próximos meses também é positiva: 27% das micro e pequenas empresas pretendem contratar mais pessoas até novembro“, afirma o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.  
O setor que mais criou empregos foi o de Serviços, respondendo por 33,6% do total. Em seguida, ficaram Comércio (22,6%), Indústria de Transformação (15,1%) e Construção Civil (9,7%). Os números estão na análise realizada pelo Sebrae com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.
Em setembro, 68,7% do total de 150.334 empregos formais foram criados pelas MPE. A participação das médias e grandes empresas na geração de vagas no período foi de 31,3%, cresceu em relação a agosto, que foi de apenas 2,6%.
Esse crescimento expressivo no período explica-se pela grande geração de empregos na Indústria de Transformação, principalmente no ramo dos produtos alimentícios, responsável por quase 30% do total de vagas criadas em setembro no país. Em agosto, a participação das médias e grandes empresas no segmento de Transformação foi de apenas 0,1%, ante 16,2% das MPE.
Desde o início de 2012, as empresas com até 99 funcionários geraram mais de 966 mil empregos, o que representa 77,2% dos 1,25 milhão de novos cargos no país.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Palestras sobre Nova Realidade Empresarial começam hoje


Começa hoje o Workshop “A nova realidade empresarial”. Logo mais às 19 horas os empresários e gestores que se inscreveram para participar do evento, é preciso ficar atento, pois devido o ar-condicionado do Teatro Municipal está com problema, o evento mudou de lugar e vai acontecer no auditório do Centro Administrativo Manoel Nunes Paulino, no Moda Center Santa Cruz.

O credenciamento começa às 18:30. Quatro consultores estarão abordando temas pertinentes a boa gestão da sua empresa.

Ainda restam algumas vagas. Mais informações (81) 3731-2850

Nota da Polícia Militar


“VAMOS DENUNCIAR AS ARMAS QUE MATAM NOSSA POPULAÇÃO!”


O Comandante da 3ª CIPM, Major Jossemar Diniz, convoca toda população das cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Brejo da Madre de Deus, Taquaritinga do Norte, Vertentes, Frei Miguelinho, Santa Maria do Cambucá e Jataúba, a exercerem sua Cidadania de forma ativa na denúncia aos marginais que fazem uso de arma de fogo como instrumento de criminalidade.


As denúncias poderão ser feitas através de diversos meios: pela nova versão do DISQUE-DENÚNCIA no endereço eletrônico: www.disquedenunciape.com.br, através do telefone da Central de Comunicação da 3ª CIPM (3759-8200) ou do Oficial de Operações (9488-5748). Como foi veiculada anteriormente através da imprensa, a população pode fazer suas denúncias de todo o tipo e, sobretudo, ter a certeza de que seu anonimato está garantido, pois, no caso do DISQUE-DENÚNCIA, via Internet, o endereço do computador (IP da máquina) não é capturado por outras pessoas, nem as informações são armazenadas.

Toda a ação é anônima, sem a identificação da pessoa! Por telefone, o Comando capacitou os atendentes da central e os oficiais de operações a seguirem um protocolo de procedimentos no trato das informações que ficarão sob o máximo sigilo do Serviço Reservado.



Essa iniciativa faz parte do conjunto de ações e metas previstas no Plano Estadual de Segurança Pública “Pacto pela Vida”, a qual está em sintonia com o plano do comando da 3ªCIPM, a fim de enfrentar os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) e os Crimes contra o Patrimônio (CVP) ocorridos na área sob a responsabilidade das instituições de Segurança Pública.





“NOSSA PRESENÇA, SUA SEGURANÇA”

Fórum Estadual para Empreendedores Individuais vai acontecer nesta quinta (25) em Caruaru


terça-feira, 23 de outubro de 2012

Presidente da Federação das CDLs de Pernambuco, Adjar Soares, convida aos pernambucanos para a 53ª Convenção do Comércio Lojista que vai acontecer em Natal-RN

Atacadistas de todo o Brasil chegam ao Moda Center para as compras de fim de ano


Apenas nessa segunda-feira (22), o Moda Center Santa Cruz, em Santa Cruz do Capibaribe – PE, recebeu 176 ônibus e 164 vans, além de milhares de carros particulares. Considerado o maior shopping de atacadista de confecções da América Latina, o parque recebe semanalmente pessoas do Brasil inteiro e até de outros países.





A cliente Maine Alves da Silva, que veio de Americana – SP, ficou encantada com a grandiosidade do Moda Center. “É a primeira vez que eu venho aqui. Fiquei quase louca com tantas novidades, roupas bonitas e preços bons. Aqui é enorme, muito melhor que as feiras de São Paulo. Vale muito a pena fazer compras no Moda Center”, disse, entusiasmada.

O proprietário do boxe Vik’s Lingerie, Jurandir Ferreira, que comercializa no Setor Laranja, disse que a feira desta semana foi boa, mas que está esperando feiras ainda melhores nos próximos dias. “Até o final do ano, teremos grandes feiras no Moda Center”, garantiu o comerciante.

Já para Josilene Barbosa, proprietária da loja Corpo Bello, localizada no Setor Azul, o movimento da feira superou as expectativas. “A feira foi muita boa, o que acarretou muitas vendas”. Assim como Jurandir, até o fim do ano, ela também espera feiras maiores que as registradas no ano passado, quando o Moda Center superou todos os recordes de público da sua história.

O empresário Antônio Elionaldo, que veio da cidade de Teixeira – PB, disse que prefere comprar em Santa Cruz do Capibaribe a comprar em outras feiras. “Eu tenho uma loja e sempre compro minha mercadoria aqui. O Moda Center é um lugar muito bom para fazer compras, devido aos bons preços e os produtos de qualidade”, finalizou.

Além do preço e da qualidade, os clientes são atraídos para o Moda Center também pela segurança e comodidade que o parque oferece. Os hotéis localizados dentro do condomínio, a cobertura de 120.000m², com suas seis praças de alimentação, estacionamento gratuito e outros diferenciais são os chamarizes dos atacadistas.

O Moda Center Santa Cruz foi inaugurado em 7 de outubro de 2006. Sua estrutura é composta por seis módulos que abrigam mais de 9 mil boxes e mais de 700 lojas. Os dias de feira são: domingo, segunda e terça.

Lista de bons pagadores estará disponível a partir de janeiro de 2013

Fonte: G1

Na semana passada, foi regulamentado o cadastro positivo. E essa nova lista dos bons pagadores vai está disponível a partir de janeiro. Com isso, as instituições financeiras vão poder ter acesso às informações do comportamento do consumidor em relação a pagamentos a prazo. E vão saber se o cliente é bom ou mau pagador.

Compra aprovada ou não aprovada. Vai pouco além disso a relação do cliente com o mercado de crédito. Exceto para as instituições financeiras, que têm acesso a informações sigilosas, o histórico financeiro dos consumidores é desconhecido. Quem empresta dinheiro cobra caro pelo risco de calote.

Mas essa história pode começar a mudar a partir do ano que vem com o chamado cadastro positivo. A lei sancionada no ano passado acaba de ser regulamentada no Diário Oficial. Faltam ainda as regras do Conselho Monetário Nacional.

O consumidor terá que solicitar sua entrada no cadastro. Os 15 últimos anos serão analisados. Com exceção de quem deixou de pagar alguma dívida, somos todos iguais para o comércio. A única referência são as listas negras do SPC, do Serasa e do Banco Central.

O cadastro positivo pode ser um novo parâmetro, onde valem também as contas que foram quitadas. A ideia é que um bom histórico de pagamentos seja uma arma a mais por taxas de juros menores.

Em países onde foi adotado, o cadastro levou a uma queda dos juros. “A gente é bastante otimista de que os consumidores, em um curto espaço de tempo, vão poder se beneficiar de taxas diferenciadas, condições de pagamento também mais favoráveis a ele”, afirma Vander Nagata, superintendente de informações ao consumidor do Serasa Experian.

“Quando isso tudo estiver implantado e disponível, com absoluta certeza vai reduzir a taxa de juros, porque a taxa de juros, um dos fatores que gera essa taxa é o risco, então se o risco for menor, certamente a taxa pode ser menor”, explica Nelson Barrizzelli, economista do SPC Brasil.

Segundo a regulamentação entra em vigor em primeiro de janeiro do ano que vem. A resolução do Conselho Monetário Nacional, que ainda falta, vai definir a forma como os bancos irão repassar às informações de seus clientes às empresas que vão operar os cadastros.

Governo quer reduzir preço das tarifas de máquinas de cartão

Fonte: CNDL


O governo quer reduzir o preço das tarifas de administração das máquinas de cartão de crédito e débito. Para cada compra com cartão de crédito, 4% do valor ficam com a operadora do cartão e, no caso dos cartões de refeição, 6%. Os custos são altos e acabam sendo repassados para o consumidor.

Assim como as tarifas bancárias, as taxas administrativas estão na mira do governo. O Congresso também está discutindo um rigor maior na fiscalização do Banco Central.

Uma coleção de maquininhas de passar cartão. Se não for assim, o empresário diz que não dá. “O fato de nem todos os cartões passarem sempre na mesma máquina nos força a ter várias maquinas, para que a gente consiga atender todos os clientes”, explica o gerente Luiz Guilherme.

No caso de bares e restaurantes ainda tem os cartões de refeição. O empresário reclama que isso gera custos, considerados altos demais. Para ter uma máquina dessas, o estabelecimento paga um aluguel que pode chegar a R$ 70 por mês. E ainda uma taxa de administração.

Sobra para o consumidor

“Na verdade, o custo está cada vez mais alto. E a gente precisa negociar na ponta com as administradoras dos cartões e com os vales-refeição para poder também tentar baixar os preços” Rodrigo Freire, vice-presidente da Abrasel.

Segundo a Associação Nacional de Bares e Restaurantes, os pequenos estabelecimentos não têm como arcar com tantos custos. “Existe algumas casas que só aceita se for em espécie, em dinheiro, o que também é um transtorno. Eu não ando mais assim, ando mais com cartão”, afirma o empresário Eduardo Sena.

No Congresso há vários projetos para regulamentar o setor. Um deles diz que o Banco Central deve ser o responsável. Há propostas também para aumentar a concorrência entre as operadoras de cartão.

A Associação dos Bares e Restaurantes disse que vai pedir ao governo para que interfira no assunto. De 2006 a 2011 as transações com cartão de crédito aumentaram 113%, segundo dados oficiais.

Geps analisa a evolução do IDH em Santa Cruz do Capibaribe


segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Corretores de imóveis doam leite a famílias carentes


A Campanha do Leite promovida em Santa Cruz do Capibaribe pelos corretores de imóveis, está beneficiando a famílias carentes da cidade. Na semana passada, o delegado do Creci Santa Cruz do Capibaribe, Thiago Feitosa e a corretora Gláucia Arruda, estiveram entregando as latas e bolsas de leite arrecadadas na Campanha na Igreja Vale da Benção no Bairro da Palestina.

“Ações como essa são muito importante na vida das famílias que residem neste bairro. Agradecemos muita a Deus e aos representes das instituições que promoveram a doação”, enfatizou Irmã Marines, responsável pela congregação.



Salão imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe pretende movimentar R$ 20 milhões


A segunda edição do Salão Imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe começa esta semana. Nos dias 25, 26 e 27, a população terá oportunidade de realizar o sonho da casa própria. O evento é promovido pela CDL Santa Cruz do Capibaribe através da Câmara Setorial de Corretores de Imóveis. Várias empresas estarão participando do Salão, que estarão lançando casas populares, além de algumas construtoras que irão lançar novos empreendimentos.

O 2º Salão Imobiliário de Santa Cruz do Capibaribe pretende movimentar R$ 20 milhões e atrair um grande público para o evento. A cidade vive uma boa fase no mercado imobiliário, o que deixa toda a classe de corretores e construtoras otimista.