Topo

Topo

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Informativo do Sindicato Patronal de Santa Cruz do Capibaribe referente ao Dia do Comerciário



Artigo



Como Organizar Bem a Confraternização da Sua Empresa
Por: Eugênio Sales Queiroz

Depois de um ano de trabalho exaustivo, nada melhor do que se confraternizar com toda sua equipe de trabalho.

Mas para que essa confraternização possa ser realmente um sucesso é bom organizá-la da melhor forma possível para evitar contratempos de última hora.

A seguir algumas dicas importantes para que o evento seja um verdadeiro sucesso:
  • Convide alguns funcionários para que os mesmos possam colaborar com você na organização do evento.
  •  Escolha uma data e um período (manhã, tarde ou noite) que possa agradar o máximo possível a todos.
  • Escolha um local, de preferência fora do ambiente de trabalho, pode ser um clube, uma casa de festa, um restaurante, etc.
  • Determine o quanto sua empresa deseja investir e trabalhe em cima do orçamento estipulado para não ter que gastar além do previsto.
  • Providencie com bastante antecedência os brindes que sua empresa deseja sortear, procure ser bastante criativo nesta hora.
  • Se achar interessante, premie os principais funcionários que se destacaram durante o ano.
  • Escolha bem as bebidas e as comidas que serão servidas e decida com antecedência se bebida alcoólica será permitida.
  • Se decidir pelo tradicional amigo oculto, trate deste assunto com cuidado, estipulando se possível um valor mínimo e máximo para os presentes a fim de evitar constrangimento pós-festa.
  • Uma dica especial, uma mini-palestra motivacional cai muito bem nessa hora, pois a mesma pode fazer a diferença nesse período natalino.
  • Aproveite o momento para agradecer de forma coloquial o empenho de todos durante o ano que termina e claro peça ainda mais o comprometimento de todos para o ano vindouro.

Seguindo as dicas acima a confraternização da sua empresa poderá ser um verdadeiro sucesso.

Eugênio Sales Queiroz é consultor empresarial, escritor e palestrante,
ministra palestras e treinamentos nas áreas de vendas,
atendimento ao cliente, motivação e liderança.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Alunas de moda da FADIRE são finalistas no Concurso Moda que Recicla



Santa Cruz do Capibaribe, berço da moda no Agreste de Pernambuco, é só alegria. A profissionalização está cada vez mais presente no ambiente de criação, e as empresa têm agregado profissionais do segmento de moda. A cidade tem uma faculdade de moda e três alunas da graduação de Design de Moda estão concorrendo a fase final do concurso cultural “Moda que Recicla”.

O Concurso tem como objetivo de fomentar na sociedade as discussões em torno da sustentabilidade. O desafio maior é criar uma consciência acerca do cuidado ao meio ambiente, e ao invés de descartar muitos materiais que podem ser recicláveis, aproveitar os mesmos na produção de vestuário. As alunas tiveram suas criações todas voltadas para essa temática e ambas estão concorrendo ao concurso Moda que Recicla.

sobre o meio ambiente e a Moda. O grande desafio para os alunos foi o de transformar materiais considerados como descarte pelas grandes fábricas de confecções, em Moda. O projeto preza pela responsabilidade social e ambiental e incentiva o uso consciente e a redução de danos ao meio ambiente através do reaproveitamento de peças que normalmente iria ser destinadas ao lixo.

A classificação será por meio do voto popular, onde você pode escolher a sua candidata preferida. Acesse o site da Modateca e dê o seu voto!

Ascont vai realizar curso de atualizações fiscais


quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Parabéns





Informativo do Sindicato Patronal de Santa Cruz do Capibaribe referente ao Dia do Comerciário



Classe C é a que mais empreende no Brasil

Fonte: Agência SEBRAE


Metade dos empreendedores brasileiros está concentrada na Classe C. Pesquisa do Sebrae revela que 55,2% estão nessa classe socioeconômica, enquanto 37,5% são das classes A e B e apenas 7,3% dos que empreendem pertencem às classes D e E. Os dados compõem o estudo Empreendedorismo e a nova Classe Média, encomendado ao instituto Data Popular. “Na média mundial, os empreendedores estão concentrados em faixas de renda mais altas. Isso mostra que, no Brasil, o empreendedorismo é fator de inclusão social”, destaca o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto.
A pesquisa aponta ainda que 54% dos empreendedores que iniciam um negócio ganham até três salários mínimos. No caso das empresas já estabelecidas, essa mesma faixa de renda reúne 53%. Cerca de 30% dos empresários ouvidos, tanto os que iniciam um negócio como aqueles já estabelecidos, recebem entre três e seis salários mínimos.
“Entre 2003 e 2011, 32 milhões de pessoas saíram das classes D/E para as classes C e A/B. Até 2014, mais 15 milhões podem seguir o mesmo caminho. E, consequentemente, a Nova Classe Média tornou-se a grande empreendedora de pequenos negócios e a principal consumidora de produtos e serviços oferecidos por esses mesmos pequenos negócios, que são 99% das empresas do país”, analisa Barretto.
Outro dado do estudo evidencia que o empreendedor brasileiro trabalha sozinho e fatura até R$ 60 mil por ano. Quase 58% dos empresários no Brasil não atuam com funcionários. Entre os entrevistados, 19,1% empregam entre duas e cinco pessoas, enquanto 12,4% têm apenas um empregado. A pesquisa também indica que 64,7% dos empreendedores ganham até R$ 60 mil por ano. Quase 24,5% faturam mais de R$ 60 mil e até R$ 360 mil anualmente.

terça-feira, 27 de novembro de 2012


Classe C detém mais da metade dos pequenos negócios no país, aponta Sebrae

Fonte: Folha.com

Enquanto nos países ricos o empreendedor é de classe mais alta, no Brasil, ele é, em sua maioria (55,2%), da classe C, segundo estudo do Sebrae (Agência de Apoio ao Empreendedor e Pequeno Empresário).


O aumento da renda e do consumo é uma das explicações, segundo o presidente da agência, Luiz Barretto. As classes D e E respondem por 7,3% dos empreendedores, e as A e B, por 37,5%.

De 2003 a 2011, 32 milhões de brasileiros deixaram as classes D e E e migraram para a C, com acesso a bens que não possuíam antes.

Além do mercado aquecido, Renato Meirelles, diretor do Instituto Data Popular (responsável pela pesquisa), vê um otimismo na classe C, porque viu a vida melhorar, o que estimularia a abertura de novos negócios.

"O sonho do empreendedorismo é o de ser dono do próprio nariz. De não ter cartão de ponto, de poder estar junto com a família e isso vem junto do 'empoderamento' da classe C", afirma Meirelles.

O estudo considerou que a classe C abrange famílias com renda familiar per capita entre R$ 291 e R$ 1.019.

Rinaldo Polito, 48, é um dos que aproveitaram a economia aquecida para deslanchar nos negócios. Em 1984, Polito, que é da classe C, desistiu do curso de engenharia química porque não encontrava emprego e abriu um salão de cabeleireiro na garagem de casa.

Hoje, é dono do Rinaldo Estetic Center, em São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo. O salão é especializado em depilação masculina, que foi responsável por impulsionar o negócio a partir de sua implantação, em 2005. "As pessoas gastam mais com beleza hoje", afirma ele.

MENOS BUROCRACIA

A pesquisa do Sebrae também mostra que, entre 2009 e 2012, dobrou o número de médios, micro e pequenos que se formalizaram através de cadastro do portal do empreendedor individual e do Simples nacional (que reduz e facilita a tributação).

"A legislação simplificou a burocracia para abrir e fechar empresas e reduziu em 40% a carga tributária dos pequenos", comenta Barretto.

Cabeleireiros, lojas de roupa, lanchonetes, obras de alvenaria e minimercados são os negócios mais comuns desses empresários.

"O aumento do consumo da classe C se abastece em regiões periféricas junto a pequenos mercados, formados por esse empreendedor [da classe C]", comenta Ricardo Abramovay, professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

Mas, para Abramovay, os dados podem revelar uma realidade não tão otimista: cerca de 54% desses empreendedores ganham o equivalente a até três salários mínimos por mês (R$ 1.866) e 64,7% faturam até R$ 60 mil por ano.

"Esses negócios são pequenos não porque as oportunidades de negócios se democratizaram, mas, sim, porque eles são muito precários", afirma Abramovay. Não é possível afirmar, com base apenas nesses dados, que o empreendedorismo possibilita inclusão social, diz.

Sua hipótese é que, com faturamento mensal em média de R$ 5.000 e margens baixas devido à concorrência, essas empresas não são muito prósperas e não têm perspectiva de crescimento. São muito mais frutos da necessidade das famílias do que de um impulso empreendedor, segundo o pesquisador.

Lavanderias voltam a ser foco de discussão

Fonte: Agência SEBRAE


O segundo maior polo têxtil do país volta a discutir o futuro sustentável das lavanderias. São novos critérios tecnológicos e práticas socioambientais aplicadas à produção, pautas frequentemente debatidas nesses encontros. Sendo assim, com o tema Inovação com Sustentabilidade, o Sebrae em Pernambuco realiza o II Seminário de Lavanderias, nesta quinta-feira, 29, a partir das 19h, no Condomínio Jardim das Oliveiras (BR 104, depois do Parque das Feiras, em Toritama). A temática volta a cena devido a defasagem de fiscalização para cobrar dos empreendimentos a regularização essencial para o funcionamento. São exigências de órgãos como CPRH, Ibama, Ministério Público de Pernambuco, entre outros. Quem não cumpre a medida está caracterizado como clandestino.

O Agreste possui mais de 200 lavanderias, segundo diagnóstico elaborado pelo Sebrae. Mas, de acordo com a entidade, algumas delas não trabalham a questão sustentabilidade nos seus processos diários de produção, o que não significa dizer que não são formais. Os atos não formalizados, além de contribuírem para um comportamento ambiental indiscriminado, prejudicam a própria empresa já que, sem histórico financeiro, é mais difícil conseguir alguns incentivos como financiamentos e outros fatores ligados a manutenção do empreendimento no âmbito formal.

O destaque dessa vez é a evolução que o setor vem sofrendo nos últimos 10 anos. No seminário passado, a temática englobou a lavanderia e a confecção, reforçando a importância dessa parceria. “As lavanderias serão mais fortes quando a confecção entender a importância delas. As empresas precisam inovar em seus processos com responsabilidade socioambiental. O foco é levar essa mensagem, de que é preciso inovar, mas com sustentabilidade”,disse Francisco Braga, gestor do Projeto de Lavanderias do Sebrae, explicando a finalidade do evento.

Para entendermos um pouco desse processo, é na lavagem que a peça é beneficiada, ganhando ainda mais valor. Por exemplo, um artigo de confecção que tem o preço inicial de R$ 20 pode chegar a custar R$ 100 após receber lavagem e tingimentos em uma lavanderia. Processo que pode valorizar em até 500% o produto final. Ao todo, a região do Polo de Confecções do Agreste beneficia mais de 4 milhões de peças por mês nas lavanderias instaladas no local. Dessas, quase 2 milhões são tratadas apenas em Caruaru.

Outra medida do II Seminário de Lavanderias do Sebrae será incentivar o correto tratamento dos efluentes e a reutilização da água no processo. A conta é simples: se são utilizados 60 litros de água para se lavar uma bermuda, a cada mil peças, o consumo de água chega aos 60 mil litros. Com o uso consciente, pode-se reduzir essa quantidade em cerca de 70%, o que representaria cerca de 17 mil litros de água para lavar as mesmas bermudas.

A ação também trará os conceitos do Selo Verde, projeto totalmente voltado para a questão de sustentabilidade das lavanderias na região.“Pretendemos identificar as não conformidade e orientar os proprietários sobre o que fazer para atender as exigências dos órgãos fiscalizadores”,revela Lenildo Pedro, consultor do segmento.

Selo verde – Lançado em 2010, o Selo Verde,é o trabalho resultante de uma parceria entre o Sebrae, via consultoria Sebraetec, e o Itep. O projeto é um manual de critérios tecnológicos e de gestão, que obedece a componentes exigidos pelo Ibama, Ministério Público e CPRH. O objetivo é deixar essas empresas totalmente dentro da legalidade. Trata-se de um levantamento de tudo que é exigido pela Lei, para que se tenha eficiência na gestão e com o meio ambiente, além de um compromisso econômico e sustentável.

Os serviços prestados pelas lavanderias são diferenciais na indústria têxtil. Esses processos conferem peculiaridade e detalhes estéticos que caracterizam cada peça e ajudam a impulsionar todo o mercado da Moda. Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o setor de lavanderias emprega 1,7 milhões de pessoas no país. No Agreste do Estado são 20 mil empresas na cadeia têxtil, gerando 150 mil empregos diretos e indiretos. 

Parabéns


Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente.


Esse texto do Carlos Drummond de Andrade é para felicitar Fábio Lopes, ele que faz idade nova nesta terça-feira (27), e nós da CDL temos o prazer de parabenizá-lo. Fábio é um ser inigualável que conquista a todos com muita facilidade. Um ser humano exemplar, responsável, ético e acima de tudo muito batalhador pelos ideais nos quais ele acredita.

A CDL Santa Cruz do Capibaribe, em nome de toda a diretoria, colaboradores, parceiros e associados desejam muita saúde, paz e felicidade para o presidente da CDL, Fábio Lopes.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Cenários socioeconômicos de 2013 na pauta da Agenda TGI

Fonte: Pernambuco Investimento
Francisco Cunha, consultor da TGI. Foto: Bernardo Soares/JC Imagem


O Recife enfrenta um abismo urbanístico, Pernambuco um abismo fiscal e o País um abismo na infraestrutura e planejamento. Essa é a análise do consultor Francisco Cunha, que discute hoje os cenários socioeconômicos de um mundo em crise, do Brasil às vésperas da Copa 2014 e do Estado em crescimento econômico acelerado no lançamento da 14ª Agenda TGI.

Segundo o consultor, para a capital pernambucana os problemas urbanos representam a principal questão a ser resolvida pela gestão do novo prefeito Geraldo Júlio. “A cidade no meu entendimento está diante da ultima chance de evitar uma queda em um abismo urbanístico. O nível de deterioração intenso do Recife não resistiria mais quatro anos de uma gestão que não trate o assunto. Ou todos nos mobilizamos junto à nova administração para evitar esse colapso, ou teremos uma cidade destruída e sem qualquer qualidade de vida.”, afirma Francisco Cunha.

Na análise do campo nacional, Francisco irá levantar os desafios de planejamento e infraestruturas enfrentados pelo País. Já na perspectiva estadual, o abismo a ser enfrentado, segundo o consultor, é referente aos reflexos das recentes desonerações fiscais promovidas pelo governo federal, que terão um impacto direto nas contas do governo do Estado.

O evento acontecerá às 18h30, no Armazém Blu’nelle, para um público de cerca de 400 convidados. A palestra será transmitida ao vivo no portal NE10 e no site da consultoria (www.tgi.com.br). Os organizadores afirmam que é possível interagir com a apresentação através do Facebook, Twitter e e-mail, mandando perguntas.

Campanha de Trânsito da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe tem saldo positivo


Pelo terceiro ano, a CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe realizou a Campanha de conscientização no trânsito na cidade. O evento teve dois dias de ações, onde no primeiro dia (quinta-feira 22) foram apresentadas palestras e apresentações, além de blits em bares e restaurantes do município, com a distribuição de bafômetros descartáveis. Toda a ação contou com a participação da Turma do Fom Fom e com o técnico do Detran-PE, Edson Estevam.

No segundo dia (sexta-feira 23), os diretores da CDL Jovem estiveram no giradouro da Avenida 29 de Dezembro fazendo panfletagem e orientando os condutores sobre a importância do uso do cinto de segurança e uso de todos os equipamentos, sobretudo, para os condutores de moto, que insistem em pilotar de chinelo e com a viseira do capacete levantada.

De acordo com a presidente da CDL Jovem, Laiane Nobélia, a ação foi de extrema importância, pois trata-se de uma campanha orientativa e de conscientização no trânsito. “Nós começamos a nossa campanha pelas escolas, pois essas crianças e adolescentes serão os novos motoristas do amanhã. É preciso plantar uma semente hoje para colhermos bons frutos no futuro, porque do jeito que o trânsito se encontra não dá para continuar e nós podemos ser a mudança que queremos para o mundo. Tudo começa em nós, e a CDL Jovem tem cumprido o seu papel dentro da cidade de Santa Cruz do Capibaribe e na região”, explicou Laiane.


A campanha do trânsito deste ano teve como tema “Quem dirige com prudência também cuida de quem ama” e teve uma abrangência em toda a cidade. Cerca de 1200 alunos estiveram presentes nas apresentações dentro das escolas públicas e particulares. Já na ação das ruas foram distribuídos bafômetros descartáveis e mais de cinco mil panfletos, com o apoio da Guarda Municipal e a parceria do Grupo Gaviões do Capibaribe.

Confira mais fotos da campanha abaixo!

Escola Primeiro Mundo de Aprendizagem

Escola Primeiro Mundo de Aprendizagem

Escola Albert Einstein

Escola Dinâmica

Escola Padre Zuzinha

Escola Luiz Alves

Bares e Restaurantes

Escola Luiz Alves


Atleta de Santa Cruz do Capibaribe sobe ao pódio no Brasileiro de Bicicross


Mais uma vez o atleta Mattheus Hening subiu ao pódio em uma competição nacional. Ele participou da Copa Brasil de Bicicross, que aconteceu na cidade de Venâncio Aires -RS, o evento contou com a presença de aproximadamente 300 atletas de vários estados de todo o Brasil. O piloto participou de duas categorias na Boys 14 anos onde conquistou o 4° lugar e na Cruizer ate 16 Anos onde ficou com o 3° lugar.

Além da Copa Brasil de Bicicross, o Rio Grande do Sul sediou também o Campeonato Brasileiro (CBBX), na cidade de Sapiranga. O evento foi bem disputado, pois vários pilotos estava na briga pelo título de Campeão Brasileiro, Mattheus Henning foi o único atleta pernambucano que participou, ficando com a 5ª posição.

Em todos os eventos que Mattheus vai participar ele conta com patrocínios importantes da cidade de Santa Cruz do Capibaribe e o atleta aproveita para agradecer. “Obrigado a prefeitura, câmara de vereadores e CDL de Santa Cruz do Capibaribe que sempre tem apoiado, e também aos seus patrocinadores a Rota do Mar, Moda Center, Meta Mania, Escola Menino Jesus e Academia Corpo e Arte e ao Clube Ypiranga que vem acreditando forte no meu trabalho e é claro não posso deixar de falar de todos os meus amigos que me incentivam e que me apoiam, estamos chegando no final de mais um ano e pra mim um ano de grandes vitórias dentro e fora das pistas, agora e retomar os treinamentos e já se preparar para os próximos campeonatos, começando em fevereiro que acontecera a primeira etapa do Campeonato Latino Americano na Argentina”, agradeceu o piloto.

Comércio abre as portas para contratações temporárias: 205,3 mil devem ser efetivados

Fonte: Ascom CNDL

Pesquisa encomendada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) revela que 293,2 mil comerciantes devem contratar pelo menos um funcionário temporário para ajudar nas vendas de fim de ano. Segundo o estudo, quase três em cada dez empresários brasileiros pretendem contar com a ajuda destes profissionais. A expectativa é de que 205,3 mil temporários sejam efetivados após o período de vendas de fim de ano. A pesquisa SPC Brasil buscou conhecer a intenção de contratação e o perfil do empregado temporário do varejo, tradicionalmente chamado para atender o aumento da demanda de clientes na época natalina. Para isso, foram entrevistados comerciantes das 26 capitais brasileiras e do Distrito Federal. 

O estudo mostra que o setor de roupas e calçados é o que mais deverá contratar: 45% dos comerciantes vão reforçar a equipe da loja. Em segundo lugar vem o segmento de perfumaria e cosméticos (40%), seguido de artigos diversos (moda esportiva, ótica e brinquedos), com 25% de intenção de contratar mão de obra extra. Papelaria deve ser o setor que menos irá reforçar o quadro de funcionários: 82% dos lojistas do setor afirmaram que não vão aumentar o número de colaboradores em dezembro.


Dos varejistas que não vão contratar colaboradores temporários, a maioria (71%) afirma estar satisfeita com a equipe atual. Para o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, Roque Pellizzaro Jr, o número de empresários satisfeitos reflete o bom resultado dos esforços que o varejo brasileiro tem feito para treinar e capacitar as próprias equipes. “O mercado de trabalho experimenta índices baixíssimos de desemprego e crescimentos salariais acima da inflação. Isso faz com que boa parcela da mão de obra especializada já esteja empregada. Com a equipe já formada e bem treinada, o varejista muitas vezes opta por fazer um remanejamento interno dos funcionários, transferindo os empregados temporariamente de um setor para outro”, explica Pellizzaro Jr.

Perfil do profissional

A pesquisa também procurou conhecer características pessoais e habilidades profissionais dos empregados procurados pelos comerciantes de shoppings e lojas de rua. Mais da metade dos varejistas (55%) têm intenção de contratar mão de obra jovem, entre 18 e 24 anos. Quando perguntados sobre o salário que provavelmente iriam pagar para os novos funcionários, 85% responderam até dois salários mínimos. “É importante ressaltar que é prática habitual do comércio varejista remunerar por comissão de vendas, o que na maioria dos casos multiplica a renda de quem trabalha no setor”, pondera o economista do SPC Brasil Nelson Barrizzelli. 

A maior parte dos comerciantes (73%) pretende preencher de uma a cinco vagas extras para o fim de ano. O requisito básico para a maioria dessas oportunidades é o pretendente possuir ensino médio completo ou já ter tido experiências anteriores no ramo. A concorrência por uma contratação também promete ser grande: a maior parte dos lojistas (70%) pretende efetivar pelo menos um temporário. Comprometimento com o trabalho, dinamismo, pró-atividade e bom trabalho em equipe são habilidades profissionais que podem encurtar este caminho, na opinião dos próprios empregadores, que consideram difícil achar profissionais que se encaixem neste perfil, devido à falta de comprometimento (50%). “Essa percepção dos contratantes pode ser um reflexo da falta de motivação, principalmente social, da faixa etária buscada para os cargos temporários oferecidos”, explica Nelson Barrizzelli.

Vendedores serão os mais procurados pelos comerciantes: sete em cada dez lojistas (71%) querem este profissional para atuar na linha de frente, cara a cara com o cliente. Caixas e estoquistas aparecem em segundo e terceiro lugares, com 26% e 17% de intenções de contratação, respectivamente. Vale ressaltar que a pesquisa captou que 4% dos mais procurados são cabeleireiros e manicures. Na avaliação do presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Jr, o Natal é característico por beneficiar praticamente todos os segmentos da economia. "O consumidor injeta dinheiro das formas mais variadas possíveis. Ele compra roupas novas, quita dívidas, revisa o carro da garagem e pode até começar uma reforma. Assim, todas as engrenagens giram juntas para fazer a máquina econômica funcionar", afirma Pellizzaro Jr. 

Metodologia da pesquisa

Para elaborar o estudo foram ouvidos aleatoriamente 609 empresários de todas as capitais do país. A fonte usada para desenhar o plano amostrar foi o total da População Economicamente Ativa (PEA) por município disponibilizado pelo IBGE. A margem de erro amostral é de 4% e a confiança é de 95%. 

Parabéns


O sábado (24) foi dia de festa para a Secretária Executiva da CDL Santa Cruz do Capibaribe, Katyane Amaral. Logo na sexta-feira (23), ela apagou as velinhas em uma comemoração com os diretores da CDL Jovem.

Katyane é dessas mulheres aguerridas que não cessam enquanto não consegue atingir seus objetivos. A ela que gere tão bem a CDL da Capital das Confecções, todos nós que fazemos a entidade, além de toda a diretoria e associados, queremos desejar-lhes parabéns, cheio de saúde, paz e muita felicidade.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Informativo do Sindicato Patronal de Santa Cruz do Capibaribe referente ao Dia do Comerciário


Receita fecha o cerco sobre as pequenas empresas

Fonte: Giro Contábil


Uma ameaça pesa sobre 441 mil pequenas e microempresas brasileiras, das quais quase 100 mil instaladas na região Sul. Pelo ultimato disparado pela Receita Federal, elas têm até o final de dezembro para colocar em dia seus débitos com o fisco. Do contrário, poderão perder as vantagens do Simples Nacional, regime criado pelo governo federal para desburocratizar a vida das pequenas empresas e que, na prática, resulta em uma redução de cerca de 10% na despesa com tributos. 

A bolada que a Receita Federal tenta recuperar atinge, no país inteiro, a cifra de R$ 38,7 bilhões. Das 97 mil empresas da Região Sul que estão no radar da Receita Federal, 70 mil se concentram no Paraná e no Rio Grande do Sul.

Apesar de serem obrigados a quitar seus débitos, uma nova modalidade de pagamento alivia um pouco a apreensão das empresas ameaçadas de perder o vínculo com o Simples federal. É que, no ano passado, foi aberta a possibilidade de parcelamento das dívidas tributárias, em prazos e valores que variam de acordo com o tamanho do débito, e a juros menos salgados. É justamente por ter concedido essa válvula de escape aos empresários que a Receita Federal decidiu apertar ainda mais o cerco aos inadimplentes - e está forçando a regularização imediata das notificações, que chegam por meio de cartas às caixas de correio das empresas. “A eficiência da arrecadação do governo é cada vez maior”, enfatiza Cesar Rissete, coordenador de políticas públicas do Sebrae-PR. Rissete lembra que, há cerca de cinco anos, a despesa da Receita Federal com a cobrança dos inadimplentes era muito maior. Hoje, basta ser enviada para o devedor uma carta que é gerada eletronicamente. “Para a Receita essa busca é compensadora. Ela não precisa mais deslocar o auditor fiscal até a porta da empresa” assinala Rissete.

Escudos contra o endividamento

A exclusão do Simples Nacional pode significar sérios prejuízos para o caixa da empresaa. Em geral, os contribuintes tem na carteira de despesas tributárias um gasto com oito tributos: seis federais, um estadual (ICMS) e um municipal (ISS). O modelo de quitação tributária simplificado facilita o trâmite de diversas informações que devem ser fornecidas pela empresa em relação ao pagamento dos impostos. Carlos Rissete as define como “obrigações acessórias”. E ressalta: “No Simples Nacional, esse procedimento é bem menos burocratizado”. Mas as vantagens vão além: a empresa que adere ao regime tem cerca de 10% a menos de obrigações fiscais. Parece pouco, mas é um desconto faz a diferença para os resultados da empresa.

Ao receber uma notificação da Receita Federal, Rissete sugere que, antes de pagar a fatura, o empresário verifique com o contador da companhia se a dívida realmente existe. Não é incomum chegarem cartas com cobranças que já foram quitadas. “Caso haja algum problema, deve-se entrar com uma representação na Receita”, sugere o economista. Se o débito já está inscrito em dívida ativa, a solução é buscar a forma mais adequada de fazer a quitação. A possibilidade de parcelamento é sempre bem-vinda, segundo Rissete. “O pagamento em parcelas está disponível para ser usado”, enfatiza.

A chegada de uma notificação da Receita Federal – embora sempre indesejada - tem um efeito pedagógico: o de indicar que algo de errado está acontecendo no planejamento financeiro. A postergação no pagamento dos impostos, prática corriqueira dentro das companhias, pode virar uma bola de neve mais adiante. “Quando existe um débito tributário considerável, está na hora de rever a questão financeira da empresa. Tem algo que não está fechando. O preço não está adequado ao produto... É hora de fazer o planejamento”, sugere Rissete.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Maior parte do comércio varejista prevê alta de vendas no Natal de 2012


Fonte: G1.com


Pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) divulgada nesta terça-feira (20) revela que a maior parte do comércio varejista acredita em alta das vendas no Natal deste ano, em comparação com 2011. No levantamento, foram ouvidos empresários de todas as 26 capitais brasileiras e do Distrito Federal.

Para 60% dos comerciantes, informou a CNDL, as vendas em dezembro serão melhores do que as do ano passado. Dos entrevistados, 36% acreditam que o crescimento será de até 10%. Ao mesmo tempo, 31% estão "bem mais otimistas" e esperam vendas até 20% maiores. Já 24% dos varejistas têm expectativa de vendas em 2012 iguais a 2011. A minoria, 11% dos entrevistados, está pessimista e conta com resultado pior que o ano passado.

O principal motivo para tanto otimismo no comércio, de acordo com os próprios empresários entrevistados, é o aumento da oferta de crédito (20%). Em segundo lugar vem a estabilidade gerada pelos altos níveis de emprego (19%), seguida pelo maior planejamento financeiro das famílias brasileiras (16%) e pela redução das taxas de juros (14%), informaram a CNDL e o SPC Brasil.

Na avaliação do presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Jr, o período natalino se caracteriza por beneficiar praticamente todos os segmentos da economia, de maneira homogênea. "O consumidor injeta dinheiro das formas mais variadas possíveis. Ele pode comprar uma roupa nova, quitar dívidas, revisar o carro da garagem, dar um vinho de presente e até começar uma reforma. Assim, todas as engrenagens giram para fazer a máquina econômica funcionar", avaliou ele.

Turma do Fom Fom se apresenta em escolas de Santa Cruz do Capibaribe em campanha do trânsito da CDL Jovem



A Campanha do Trânsito da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe está levando alegria e educação no trânsito para crianças e adolescentes das escolas da cidade. Este é o terceiro ano que a Campanha é realizada, e de acordo com a presidente da CDL Jovem, Laiane Nobélia, o evento acontece com o intuito de amenizar os acidentes no trânsito e reeducar a população para que todos possam ter um trânsito seguro.

A Turma do Fom Fom se apresentou durante todo o dia desta quinta-feira (22), nas escolas e a noite estará visitando a Escola Dr. Adilson Bezerra. Logo mais às 20 horas, os diretores da CDL Jovem e a Turma do Fom Fom estarão fazendo uma blitz nos bares da cidade e distribuindo bafômetros descartáveis. Na manhã desta sexta-feira (23), toda a turma estará na Avenida 29 de Dezembro fazendo adesivagem e distribuindo panfletos.



CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe realiza Campanha de Conscientização no Trânsito


Pelo terceiro ano consecutivo a CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe realiza a Campanha de Conscientização no Trânsito. Este ano, o evento acontece nesta quinta-feira (22) e sexta-feira (23). A campanha surgiu com a proposta de orientar os cidadãos santa-cruzenses e visitantes a se reeducarem quanto à questão do trânsito, estando o cidadão exercendo o papel de pedestre ou condutor, desta forma cumprindo seus deveres, para que também possa exigir seus direitos.
O objetivo da campanha é promover a educação no trânsito, com o intuito de conseguir á diminuição de acidentes de trânsito no município. A temática da campanha para este ano é “Quem dirige com prudência, também cuida de quem ama”. O evento terá a participação da Turma do Fom Fom, onde na oportunidade serão promovidas palestras educativas nas escolas com foco no respeito às leis de trânsito, direitos e deveres dos cidadãos, importância do pedestre e ciclista no trânsito, o uso correto de dispositivos de segurança e a importância do condutor habilitado.
LOCAL
DATA
HORA
AÇÃO
Escola Primeiro Mundo
22/11/2012
9:00
Apresentação teatral para crianças e adolescentes com a TURMA DO FOM FOM.
Escola Dinâmica
22/11/2012
11:00
Apresentação teatral para crianças e adolescentes com a TURMA DO FOM FOM.
Escola Padre Zuzinha
22/11/2012
14:00
Apresentação teatral para crianças e adolescentes com a TURMA DO FOM FOM.
Escola Luiz Alves
22/11/2012
16:00
Apresentação teatral para crianças e adolescentes com a TURMA DO FOM FOM.
Escola Dr. Adilson
22/11/2012
19:00
Apresentação teatral com a TURMA DO FOM FOM.
Av. 29 de Dezembro
23/11/2012
9:00
Panfletagem, adesivagem e exposição de carro batido na Avenida 29 de Dezembro de Santa Cruz do Capibaribe.

Caixa libera mais R$ 600 milhões para concessão de crédito para MPEs

Fonte: Folha.com

A Caixa Econômica Federal reforçou em R$ 600 milhões o orçamento de 2012 para concessão de crédito a micro e pequenas empresas nas operações do Programa de Geração de Emprego e Renda Urbano (Proger Urbano).

O valor é proveniente dos recursos liberados pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Até final de dezembro, pessoas jurídicas com faturamento de até R$ 7,5 milhões por ano podem ser atendidas com os empréstimos.


As linhas de crédito do Proger podem ser usadas para compra de equipamentos e reformas, além de contar com modalidade de capital de giro associado. O prazo máximo das operações é 48 meses, com carência de até seis meses, ao custo da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) mais 5% ao ano.

A Caixa informou ainda que a modalidade Proger Turismo tem prazos e taxas diferenciados para atendimento aos segmentos de bares, restaurantes, hotéis e outras empresas do ramo.

Excelente oportunidade de qualificação de mão de obra em Santa Cruz do Capibaribe



quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Instituto Albert Einstein vai promover palestra sobre Finanças Pessoais nesta quinta-feira, às 7 horas da noite


Informativo do Sindicato Patronal de Santa Cruz do Capibaribe referente ao Dia do Comerciário



Estudante de Moda de Santa Cruz do Capibaribe vence Olimpíada do Conhecimento do SENAI



Valeu a pena tanto esforço, trabalho, estudo e determinação para a aluna, Rosilaine de Oliveira, do SENAI Santa Cruz do Capibaribe. A estudante foi vencedora na modalidade Confecção de Roupas, na 7ª edição da Olimpíada do Conhecimento trazendo medalhas de ouro no peito, para orgulho de Santa Cruz do Capibaribe.


O resultado final da competição foi divulgado na noite do último domingo (18), no Ginásio Poliesportivo José Correia, em Barueri, na Grande São Paulo, onde aconteceu o encerramento oficial da disputa. Cerca de três mil pessoas estiveram presentes na cerimônia, que foi conduzida pela atriz Taís Araújo e o apresentador Rodrigo Faro. Na chegada da estudante, em Santa Cruz do Capibaribe, ela foi recebida pela diretora do SENAI, Cristina Barbosa e toda a equipe de professores da Instituição, além dos estudantes.


Rosilaine atualmente é estudante do ensino superior em Design de Moda da Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional (Fadire), em Santa Cruz do Capibaribe. A estudante se prepara agora para concorrer a vaga para o WorldSkills International (competição internacional de ensino técnico e profissional), em Leipzig, Alemanha, em julho do ano que vem.




60% dos empresários esperam crescimento nas vendas de final de ano

Fonte: Ascom CNDL

O setor varejista brasileiro está confiante no cenário econômico nacional e espera que as vendas neste fim de ano superem o resultado obtido em 2011. Foi o que apontou pesquisa encomendada pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito). Para realizar o estudo, foram ouvidos empresários de todas as 26 capitais brasileiras e do Distrito Federal.


Para 60% dos comerciantes, as vendas em dezembro serão melhores do que as do ano passado. Dos entrevistados, 36% acreditam que o crescimento será de até 10%. 31% estão bem mais otimistas e esperam vendas até 20% maiores. Já 24% dos varejistas têm expectativa de vendas em 2012 iguais a 2011. A minoria, 11%, está pessimista e contam com resultado pior que o ano passado.

O principal motivo para tanto otimismo no comércio, de acordo com os próprios empresários entrevistados, é o aumento da oferta de crédito (20%). Em segundo lugar vem a estabilidade gerada pelos altos níveis de emprego (19%), seguida pelo maior planejamento financeiro das famílias brasileiras (16%) e pela redução das taxas de juros (14%).

Na avaliação do presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Jr, o período natalino é característico por beneficiar praticamente todos os segmentos da economia, de maneira homogênea. "O consumidor injeta dinheiro das formas mais variadas possíveis. Ele pode comprar uma roupa nova, quitar dívidas, revisar o carro da garagem, dar um vinho de presente e até começar uma reforma. Assim, todas as engrenagens giram para fazer a máquina econômica funcionar", afirma Pellizzaro Jr.

Contratações temporárias

Outra expectativa é de que o comércio brasileiro se prepare para atender o típico aumento da demanda de clientes do final de ano com contratação de mão de obra temporária.  A CNDL e o SPC Brasil divulgam nesta quinta-feira (22/11), em Brasília (DF), o resultado da pesquisa que revela dados como o número de funcionários temporários que devem ser contratados, o percentual de profissionais efetivados e o perfil desses trabalhadores.

Santa Cruz do Capibaribe ganhará sistema de tratamento de esgoto


Está marcada para o dia 29.11, uma consulta pública em Santa Cruz de Capibaribe para apresentação e discussão sobre o projeto que vai implantar um sistema de esgotamento sanitário para coletar e fazer o tratamento dos efluentes de uma área correspondente a 40% da cidade. O evento, aberto ao público, será realizado na Câmara de Vereadores da cidade, às 09 horas.

A obra será financiada pelo Projeto de Sustentabilidade Hídrica (PSHPE), coordenado pela secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos de Pernambuco (SRHE), com recursos de um empréstimo contratado junto ao Banco Mundial (Bird). O projeto foi concebido através da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) que também vai fazer o acompanhamento e fiscalização da obra.

O sistema contará com 8 mil ligações domiciliares. O sistema de esgotamento sanitário será composto por rede coletora, estações elevatórias e emissários, além de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), com capacidade para tratar uma vazão média afluente de 166 litros/segundo. O destino final do esgoto, já devidamente tratado e submetido a um processo de cloração, será o rio Capibaribe.

A implantação do sistema de esgotamento sanitário na área periférica da cidade está projetado para um horizonte de 20 anos com expectativa de atender a mais de 28 mil pessoas. Atualmente, há em Santa Cruz do Capibaribe, um sistema de coleta de esgoto e águas pluviais que é operado pela prefeitura, mas não inclui o tratamento do efluente.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

UESCC promoverá mais um Encontro Literário no próximo sábado (24)


De um lado, a UESCC. Do outro, os livros, poesias, contos e outras estórias. E, no meio. Ah, no meio disso tudo, pessoas interessadas em arte e cultura, que, geralmente nos últimos sábados de cada mês reúnem-se na sede da União dos Estudantes de Santa Cruz do Capibaribe (UESCC), para vivenciar a arte da leitura. O público é diverso, não importa idade, mas na verdade o que de fato importa; chama-se bom senso para saber escolher diante de tantas possibilidades, um texto gostoso e primoroso na hora de ler. O evento é organizado pela UESCC, e os visitantes podem chegar, escolher uma boa leitura e ler em grupo para todos os presentes. Você não vai ficar de fora. Participe! Quem ler, viaja!

Serviço:
O que: Encontro Literário
Onde: UESCC (Por trás da Escola Padre Zuzinha)
Quando: Sábado (24 de novembro)
Horário: a partir das 4 horas da tarde

Faculdades de Santa Cruz do Capibaribe lançam vestibular 2013



Empresários de Santa Cruz do Capibaribe participaram da 53ª Convenção Nacional do Comércio Lojista em Natal-RN





Muito positivo! Foi essa a avaliação que os diretores da CDL Santa Cruz do Capibaribe fizeram da participação na 53ª Convenção Nacional do Comércio Lojista que aconteceu na semana passada em Natal-RN. A parte técnica do evento contou com uma programação eclética onde foram contemplados vários segmentos do varejo nacional através de palestras, painéis e debates com nomes de personalidades do empresariado nacional e figuras do entretenimento.

Nomes como Flávio Rocha (Grupo Guararapes/Riachuelo); Pedro Lima (Grupo 3 Corações); Rogério Mainardes (Grupo Positivo); Renato Castro (Grupo Baumann); Renata Rouchou (Grupo Trigo); Glauber Gentil (Gentil Negócios); Renato Lapa Claro (QiValor); Luiz Felipe Scolari (Técnico e Futebol); Lourenço Bustani (Consultoria Mandalah); Claudio de Oliveira Santos (Totvs); Fred Alecrim (Ponto de Referência); Paulo Barros (Carnavalesco da Unidos da Tijuca); Jussier Ramalho (Jornaleiro Palestrante); Fernanda Young (Escritora e Apresentadora), apresentaram suas palestras, deixando o público em geral muito motivado.

Em um total de cinco mil varejistas de todo o Brasil estiveram juntos discutindo o varejo nacional. Desse total, 18 empresários de Santa Cruz do Capibaribe foram conferir os debates em torno do varejo, na 53ª Convenção Nacional do Comércio Lojista. A comitiva da CDL da Capital das Confecções foi recepcionada na cidade de Natal, pelo membro do Conselho Consultivo, Manoel Paulino, ele que mora na cidade e recebeu os colegas cedelistas com um churrasco em sua casa.



Diretoras da Ascont realizam ação de responsabilidade social


A Associação Santacruzense de Contabilistas (Ascont) realizou dia 7 de novembro a entrega de 19 cestas básicas em duas creches de Santa Cruz do Capibaribe. Os alimentos foram arrecadados por associados da entidade, que beneficiaram as creches Menino Jesus (bairro Acauã) e Alcançando Crianças Carentes. A entrega foi feita pelas diretoras Aninha, Rosângela Leão , Janaína Marques e Márcia Aragão.

Pernambuco apreende mais de R$ 500 mil em produtos irregulares

Fonte: G1 Pernambuco


Em uma semana, a Operação Fronteira Fechadas, deflagrada pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) de Pernambuco, já recuperou quase R$ 5 milhões em débitos e apreendeu mais de R$ 500 mil em mercadorias irregulares. A ação, a maior realizada pelo Fisco este ano, começou no último dia 12 e deve seguir até o fim deste mês, podendo ser prorrogada até dezembro.

A ideia da Sefaz é aumentar a arrecadação do ICMS nos últimos meses do ano e combater o desvio de mercadorias em trânsito nos postos fiscais de fronteira do Estado. A ação tem como foco principal o segmento atacadista devido ao aumento significativo de mercadorias que circulam no Estado para as festas de fim de ano. Produtos mais consumidos nesta época, como combustíveis, tecidos, confecções, eletrodomésticos, eletrônicos, bebidas e cigarros, estão na mira.

A ação ainda busca recuperar débitos fiscais da ordem de R$ 105 milhões do total de 5.839 contribuintes descredenciados desde o último dia 9. "Uma empresa, quando abre, tem o benefício de comprar produtos e só pagar os impostos deles no mês subsequente. Só que muitos [contribuintes] não honraram este compromisso e foram descredenciados. Quando regulariza o débito com a Fazenda, volta ao status de credenciada", explicou o diretor-geral de Fiscalização Especial e Controle de Mercadorias da Sefaz, Anderson Alencar.

De acordo com o gestor, nesta primeira semana de operação, houve R$ 5 milhões em pagamento de débitos. "Quem não está credenciado, fica com as mercadorias [encomendadas] retidas nos postos fiscais. Com o escopo desses inadimplentes, nós montamos outras duas frentes de ação nas portas de entrada do nosso estado", disse o diretor.

A primeira diz respeito à cobertura das principais divisas de entrada de cargas de Pernambuco, os corredores de acesso aos grandes centros comerciais e as principais rotas alternativas e de desvios dos postos fiscais. Esta etapa envolverá cerca de 300 auditores fiscais, cem policiais militares e dez policiais civis.

Os postos com fiscalização intensificada ficam em Xexéu, na Mata Sul, onde 50% dos produtos entram no Estado; Águas Belas, Bom Conselho e São Caetano, no Agreste; e Ibó, no Sertão. As BRs 101, 232, 423, 104 e 424 também estão com o alerta vermelho. Nesta semana, segundo Alencar, foram apreendidos R$ 170 mil em arroz, R$ 160 mil em madeira, R$ 70 mil em farinha de trigo, além de outros produtos em menor quantidade.

A outra vertente, que tem como principal objetivo complementar este trabalho fronteiriço, se baseia na intensificação da conferência das cargas nas principais transportadoras de Pernambuco. Com isso, espera-se coibir o desvio de mercadorias em trânsito e a circulação de mercadorias desacompanhadas da nota fiscal a partir do lacre das cargas nos postos fiscais de fronteira.

"Estamos empenhados nesta ação voltada a incrementar a arrecadação do ICMS na reta final do ano, quando as empresas adquirem mais mercadorias para a formação dos seus estoques", ressalta Anderson Alencar, destacando a participação na ação das Regionais, Postos Fiscais, Agências da Receita Estadual e Central de Cargas e Central de Notas.