Topo

Topo

quinta-feira, 30 de junho de 2016

A era da colaboração entre marca, agência e consumidor

Fonte: Oracle

Quase 40% dos profissionais de marketing dizem que suas organizações não são altamente eficientes em colaborar com suas contrapartes de marca e agência para traduzir uma visão de marketing em um programa segmentado multicanal. Leia os resultados neste relatório.
Desafios de função, responsabilidade e colaboração
60% dos executivos de agências e marcas dizem que suas funções e responsabilidades mudaram significativamente ao longo dos últimos dois anos.
48% dos executivos de marketing afirmam que o desenvolvimento das funções de marcas e de agências está dificultando uma colaboração bem-sucedida entre parceiros.
Leia A era da colaboração entre marca, agência e consumidor: As quatro chaves do sucesso para traduzir visões de marketing em consumidores mais engajados.

Venha se qualificar com os cursos do Qualipolo


quarta-feira, 29 de junho de 2016

Benefícios CDL - Parcerias em prol da qualificação profissional

Atualmente os colaboradores de uma empresa precisam estar constantemente atualizados. Profissionalmente falando, quem não busca se atualizar para o mercado de trabalho e com a crise que vem assolando a economia, a tendência é que o desemprego aumente e só os melhores ficarão no mercado. Para isso, faz-se necessário uma educação profissional que promova essa qualificação atualizada para empresários e colaboradores.

A CDL Santa Cruz do Capibaribe mantem parcerias com Instituições de renome nacional para trazer os melhores treinamentos, cursos, palestras e seminários para os seus associados e comunidade em geral da Capital das Confecções.









SPC Brasil

Atividades inesperadas podem atrapalhar toda a sua rotina de trabalho. É por isso que executivos e especialistas em produtividade sugerem deixar pelo menos 30% do seu tempo sem programação, reservado para demandas urgentes.

Com esse tempo “livre”, você terá a chance de resolver as urgências sem atrapalhar sua operação.

Foto de SPC Brasil.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Não fique de fora do Qualipolo. Garanta a sua vaga no curso de sua preferência!


Confira as vagas de emprego da Agência do Trabalho de Santa Cruz do Capibaribe

A Agência do Trabalho de Santa Cruz do Capibaribe 06 vagas de emprego para esta terça-feira (28):

Ocupação
Escolaridade
Experiência
Vagas
Barman
2º grau completo
6 meses
1
Estoquista
2º grau completo
6 meses
1
Operador de Furadeiras
2º grau completo
6 meses
2
Supervisor de Vendas
2º grau completo
6 meses
1
Vendedor Pracista
2º grau completo
6 meses
1


A Agência do Trabalho de Santa Cruz do Capibaribe fica localizada na Rua Capitão Pedrosa, Nº 306, bairro de São Cristóvão. Telefone: 3759-8235.

Para SPC Brasil, desemprego e economia fraca limitam expansão do crédito

Fonte: Ascom SPC Brasil e CNDL

De acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (27/06) pelo Banco Central, os juros cobrados para pessoas físicas continuam em uma trajetória de alta, ao mesmo tempo em que as concessões de crédito para os consumidores continuam recuando. No acumulado dos últimos 12 meses, as concessões de crédito para pessoas físicas diminuíram 7,9%. Para o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Júnior, os dados não surpreendem em função do cenário adverso da economia brasileira, apesar de alguns sinais de estabilização observados nas últimas semanas.

“Com a escalada do desemprego, queda no poder de compra dos consumidores e as perspectivas que ainda indicam fraqueza da economia nos curto prazo, os bancos estão cada vez mais seletivos para conceder crédito. Além disso, o risco de inadimplência acaba potencializando o aumento dos juros nas operações de crédito”, explica Pellizzaro.

Mesmo em um cenário de restrição de crédito, que acaba limitando a capacidade de endividamento das famílias, a inadimplência segue em alta. Dados apurados pelo BC mostram que a taxa de inadimplência passou de 3,7% para 3,8% entre abril e maio, ficando acima dos 3,0% verificados em maio do ano passado. No segmento de pessoas físicas, em que a inadimplência se manteve no mesmo nível de abril, em 4,3%, destacam –se os atrasos nas modalidades de crédito mais caras: Cheque especial (14,9%) e cartão de crédito rotativo (37,5%). Além disso, é destaque o alto percentual de inadimplência das renegociações para pessoas físicas: 18,1%.

A inadimplência ainda crescente tem mais uma vez impacto sobre as taxas de juros já elevadas. Neste mês, surpreendeu o avanço de quase 20 p.p. nas taxas de cartão de crédito, que passaram de 452% para 471% ao ano. Em maio do ano passado a taxa era de 360% a.a., o que representa um aumento de quase 100 p.p. em apenas 1 ano. O cheque especial, que também é sempre destaque por conta de taxas de juros elevadas, avançou de 309% a.a. para 311% a.a.

Moda Center encerra a temporada de feiras aos domingos

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Sete em cada dez brasileiros acham que gastos com beleza são uma necessidade e não um luxo

Fonte: Ascom SPC Brasil e CNDL

O consumidor brasileiro é vaidoso com a aparência e admite gastar com produtos e serviços de beleza para melhorar a autoestima. A constatação é de um levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais e no interior dos 26 Estados e do Distrito Federal. Segundo dados do estudo, seis em cada dez (62,7%) brasileiros consideram-se pessoas vaidosas e preocupadas com sua aparência e 65,7% concordam com a ideia de que cuidar de beleza não é luxo, mas uma necessidade.

Outro número que reforça a preocupação do brasileiro com a própria imagem é que quase a metade dos entrevistados (49,4%) acredita que gastar dinheiro com o propósito de melhorar a aparência física é um investimento que vale a pena, ao proporcionar sensação de felicidade e satisfação.

Há ainda uma parcela considerável de consumidores que reconhece exagerar nesse tipo de gasto, colocando em risco a saúde financeira: quase um quarto (23,4%) dos consumidores brasileiros assume o hábito de gastar mais do que efetivamente pode com cuidados estéticos, sendo o comportamento mais frequente entre mulheres (26,5%), pessoas com idade entre 18 e 34 anos (29,0%) e pertencentes à classe C (25,0%).

O estudo sugere que a preocupação com a aparência tem uma ligação direta com as relações sociais e de trabalho. Também foi perguntado aos consumidores sobre as características que mais influenciam o sucesso profissional de uma pessoa e, os resultados mostram que a boa aparência foi a quarta opção mais citada (32,1%), ficando à frente de atributos como inteligência (28,9%), disciplina (23,4%), atendimento atencioso (21,7%) e simpatia (20,9%). As primeiras colocações ficaram com esforço e dedicação (48,1%), qualificação e estudo (47,4%) e honestidade (41,4%). De acordo com o estudo, sete em cada dez (74,8%) entrevistados acreditam que pessoas bem cuidadas aparentam ser profissionais melhores e mais da metade (52,6%) concordam que pessoas bonitas têm mais oportunidades na vida – opinião partilhada sobretudo entre os entrevistados da classe C (54,7%).

“O estudo mostra que o investimento em beleza reflete não apenas a busca pelo bem-estar e felicidade das pessoas, mas também como um investimento na possibilidade delas encontrarem melhores oportunidades na vida pessoal e profissional”, explica o educador financeiro do portal ‘Meu Bolso Feliz’, José Vignoli, que ainda faz um alerta: “cuidar da beleza é importante para manter a autoestima e a satisfação consigo mesmo, mas isso pode ser feito sem gastar muito e sem prejudicar o orçamento doméstico, desde que o consumidor faça uma lista de prioridades e ajuste seus hábitos de consumo ao tamanho do bolso”, garante.

Para 57% dos consumidores produtos de beleza têm poder para mudar aparência

Gastos com roupas, calçados e assessórios (40,5%), alimentação saudável (40,2%), cuidados com a unha (30,3%) e com os dentes (38,0%), controle do peso (35,4%), cremes para o corpo e rosto (34,5%), atividades físicas (32,5%) e pintura do cabelo (26,9%) são as medidas mais tomadas pelos consumidores entrevistados para cuidar da beleza. O estudo descobriu ainda que mais da metade (57,4%) dos consumidores acreditam que os produtos de beleza têm a capacidade de modificar a aparência das pessoas para melhor, chegando a 66,8% entre as mulheres e 61,6% entre os consumidores da classe C. Quanto às motivações dos que consomem produtos para ficar mais bonitos, a pesquisa indica que a principal delas é o aumento da autoestimaa (62,1%).

A pesquisa também procurou saber quais são os produtos ou serviços que os entrevistados têm a intenção de adquirir nos próximos três meses para cuidar da aparência e constatou que os cosméticos estão em primeiro lugar do ranking, com mais da metade das citações (50,7%), seguidos pelas roupas, calçados e assessórios (43,9%) e pelos cuidados com o cabelo, unha, barba e pelos (42,3%). Outras opções ainda mencionadas foram tratamentos odontológicos (24,4%), maquiagens (20,9%) e remédios e vitaminas (19,0%).

Já com relação aos tratamentos de maior valor financeiro e de maior complexidade que os entrevistados desejam realizar pelos próximos 12 meses, os mais mencionados são clareamento dentário (20,9%), aparelho para correção nos dentes (14,8%) e a aplicação de porcelana nos dentes (10,4%).

Preço e qualidade dos produtos são características mais avaliadas

Na avaliação dos consumidores brasileiros, o valor é o principal fator a ser levado em conta no momento de escolher o local de compra dos produtos e serviços de beleza e estética: 58,1% consideram o preço como a condição mais importante, ao passo que 47,1% dão mais atenção à qualidade do produto e 33,2% ao atendimento.

Quanto às características dos produtos, os consumidores consideraram de alta influência fatores como qualidade (79,4%), cheiro (71,0%) e preço (70,8%).  O estudo também descobriu que a associação de pessoas famosas a determinadas marcas e produtos é uma estratégia que impacta um grupo pequeno de entrevistados: apenas 20,2% atribuem alta influência ao uso da imagem de celebridades na escolha de um produto de beleza, ficando em último lugar entre todos os investigados no estudo. Já as principais fontes em que as pessoas mais pesquisam e buscam informações sobre produtos e serviços de beleza são amigos e familiares (46,8%), sites especializados (42,7%) e redes sociais (22,1%). Principalmente antes de adquirir cosméticos (54,4%), vestuário (43,1%) e maquiagens (23,6%).

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, “a pesquisa é um indicativo de que empresários do ramo de beleza precisam investir não apenas em produtos acessíveis financeiramente, mas também em itens capazes de corresponder às expectativas da qualidade de quem os adquire, pois o consumidor tem se mostrado mais exigente e informado”.

Maioria dos brasileiros admite ser vaidosa e 55% se preocupam com opinião alheia

A pesquisa indica que a vaidade é parte da característica da maioria dos brasileiros: 62,7% consideram-se pessoas vaidosas – sendo que 12,7% são muito ou extremamente preocupados com a aparência. A nota média geral que o brasileiro atribui para si quando levada em conta a aparência física é 7,0, numa escala que varia de zero a dez. A pesquisa detectou ainda que as pessoas vaidosas são mais frequentemente encontradas entre as mulheres (67,7%) e aqueles com idade entre 18 e 34 anos (71,2%).

Em contrapartida, 37,3% dos entrevistados não podem ser definidos como vaidosos, dentre esse grupo, a principal justificativa é a falta de importância dada ao assunto, já que o foco está em outras prioridades de vida (51,8%). Porém, nem sempre o cuidado com o visual é uma questão de escolha: 27,3% alegam não ter dinheiro para se cuidar.

De modo geral, o estudo comprova que os brasileiros dão atenção considerável ao visual: 82,9% se sentem mais atraentes quando estão arrumados, 44,8% estão preocupados em evitar os efeitos do envelhecimento, 33,6% admitem que ter uma boa aparência é uma das suas principais preocupações na rotina diária e 55,0% se importam com a opinião das demais pessoas a respeito da sua aparência física.

quarta-feira, 22 de junho de 2016


Diretores da CDL Arapiraca-AL conhecem case de sucesso da CDL Santa Cruz do Capibaribe

Conhecida como uma das CDLs mais produtivas de Pernambuco, a CDL Santa Cruz do Capibaribe está ultrapassando as fronteiras e tornando-se conhecida em outros estados. Tendo em vista isso, a entidade tem recebido visita de comitivas de outras CDLs para conhecer o modo operacional da CDL da Capital das Confecções, além do seu modelo gerencial, capitaneado pela executiva Katyane Amaral.

Ontem a tarde, o presidente da CDL, Valdir Oliveira, juntamente com a executiva Katyane Amaral, recebeu a comitiva da CDL da cidade de Arapiraca-AL, para uma visita. A presidente da CDL de Arapiraca, veio junto com outros diretores, onde puderam conversar com a executiva da entidade Santa-cruzense e entender todo funcionamento da CDL. Uma espécie de benchmarking onde, é possível observar o que deu certo em uma organização a fim de incorporar em outra.

De acordo com a presidente da CDL Arapiraca, a entidade tem uma organização consolidada, a qual teceu grandes elogios a forma de atuação da entidade e saiu muito satisfeita com a receptividade da CDL Santa Cruz. Para o presidente Valdir Oliveira, esse processo é de suam importância, porque ajuda a consolidar ainda mais o movimento lojista nacional. “Nós temos toda satisfação de receber diretores de outras CDLs para essa valiosa troca de experiência. A CDL de Arapiraca é uma entidade muito organizada também, e ficamos felizes em receber a presidente Tânia e sua comitiva em nossa CDL”, finalizou. 

Pesquisas mostram aumento da demanda de MPEs por crédito em maio

Fonte: CNDL

Dois levantamentos divulgados nesta terça-feira, 21, mostram que o interesse de empresas por financiamento aumentou em maio na comparação com abril. Segundo o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito, houve avanço de 12% na busca por financiamentos no mês passado em relação ao mês anterior. O avanço resultou, sobretudo, da intenção de micro e pequenas empresas (+12,6%), visto que as companhias de porte médio registraram uma alta bem menor (+0,4%), e as grandes diminuíram em 0,2% a sua procura por crédito.

O mesmo apetite por capital entre as micro e pequenas empresas foi observado no Indicador de Demanda por Crédito MPE, que cresceu 15,1% em maio ante abril e chegou a 13,44 pontos. O índice é calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

No confronto de maio com o mesmo período do ano passado, as pesquisas apontam movimentos divergentes. O levantamento da Serasa mostrou um aumento da demanda por crédito também em relação a maio de 2015 no caso das MPEs (+12,1%), enquanto o levantamento do SPC Brasil e da CNDL apontou uma retração (de 16,36 pontos para 13,44 pontos).

Na avaliação do SPC, essa variação reflete a tendência ao longo de toda a série histórica de os micro e pequenos empresários estarem com baixa intenção de contratar crédito. Pela metodologia dessa instituição, quanto mais próximo de 100 pontos, maior é a probabilidade de os empresários procurarem crédito e, quanto mais próximo de zero, menos propensos eles estão para tomar recursos emprestados para os seus negócios.

No caso da pesquisa da Serasa Experian, os economistas explicam que a melhora da intenção de contratar crédito aconteceu devido à maior quantidade de dias úteis (21) em maio deste ano tanto em relação a abril de 2016 quanto a maio de 2015, ambos com 20 dias úteis. Outro fator que contribuiu para essa evolução foi "a melhora gradual dos níveis de confiança empresarial", que impulsionou a procura das empresas por crédito durante o mês passado, segundo os analistas responsáveis pelo levantamento.

De acordo com a Serasa, todos os setores pesquisados apresentaram crescimento em suas demanda por empréstimos em maio de 2016 na comparação com o mês imediatamente anterior: Indústria (+12,5%); Comércio (+12,8%) e Serviços (+11,1%). Pelo levantamento, os avanços foram observados em todas as regiões: Sudeste (+14,0%); Nordeste (+10,6%), Sul (+10,0%), Norte (+9,6%) e Centro-Oeste (+9,3%).

Investimento

O levantamento do SPC Brasil e da CNDL sinalizou, no entanto, que apesar da melhora a baixa demanda por crédito persiste, porque a maioria dos empresários que planeja investir usará dinheiro próprio (68,5%). A boa notícia é que o Indicador de Propensão a Investir MPE das instituições parceiras mostrou que aumentou a intenção por investimentos dos micro e pequenos empresários.

O índice passou de 19,96 pontos em abril para 25,22 pontos em maio. Quanto mais próximo de 100, maior é a propensão ao investimento. O resultado levou o dado ao nível do primeiro trimestre do ano (média de 24,88), mas ainda é inferior ao observado em maio de 2015 (32,06 pontos).

Para o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, a ainda baixa propensão para expandir os negócios é justificado "em parte, pela falta de confiança dos empresários derivada das dificuldades econômicas que o país atravessa". "Sem boas perspectivas com os rumos da economia, os MPEs estão reticentes para assumir compromissos financeiros de médio e longo prazo, já que os juros ainda estão elevados e a demanda do consumidor segue diminuindo por conta da renda mais baixa e aumento do desemprego", explica o presidente.



segunda-feira, 20 de junho de 2016

Moda Center Santa Cruz implanta projeto piloto de energia solar

Investimento faz parte das ações de sustentabilidade do centro atacadista

Localizado em Santa Cruz do Capibaribe, agreste de Pernambuco, uma das regiões mais ensolaradas do estado, o Moda Center Santa Cruz decidiu apostar no clima da cidade para investir na sustentabilidade e, ao mesmo tempo, economizar recursos com energia elétrica. O centro atacadista passa a contar, a partir de julho, com sistema de captação de energia solar.

Ao todo, 92 placas estão sendo instaladas no telhado do centro administrativo do Moda Center, ocupando uma área de 154 metros quadrados. O investimento de cerca de R$ 160 mil no projeto piloto deverá render uma economia de R$ 21.881,00 neste primeiro ano. “Essa é uma ação extremamente importante e histórica, apoiada pelos nossos condôminos, e o primeiro passo de um grande projeto de cunho ambiental”, comentou Allan Carneiro, síndico do Moda Center.

Ao todo, 92 placas estão sendo instaladas no telhado do centro administrativo

A expectativa de geração anual de energia do sistema é de 39.073 KWh, que serão utilizados para alimentar o próprio centro administrativo. O atual consumo médio mensal do local é de 3.237 kwh e a geração média será de 3.256 kwh por mês, o que tornará o centro administrativo autossustentável. O projeto foi elaborado e implementado pela empresa ATP Solar.

A administração do Moda Center está otimista com o investimento que, além de contribuir para a redução do consumo de energia, representará uma economia crescente para o centro nos próximos anos. “Investir em ações ambientais e em energias renováveis alternativas é extremamente importante principalmente no momento em que sofremos com a escassez de água, recurso do qual a nossa principal matriz energética – geração hidrelétrica - depende. Por isso, apesar dos custos ainda altos, esse é um excelente momento para começaremos a aproveitar uma de nossas maiores riquezas: a luz solar”, complementou Carneiro.


Para o segundo ano de implantação, a expectativa é alcançar cerca de R$ 26 mil de economia e, no vigésimo, de até R$ 138.758,00. A estimativa é feita considerando reajustes tarifários de 20% no primeiro ano, 15% no segundo e 10% por ano nos demais. 

A perspectiva do Moda Center é avaliar a implantação da tecnologia para que, no futuro, ela possa ser adotada gradativamente por todo parque, principalmente na área onde funcionam os boxes e as lojas do centro atacadista. A estimativa de investimento para essa cobertura e autossuficiência total é de R$ 11 milhões.


SUSTENTABILIDADE – A preocupação com o meio ambiente é uma constante no Moda Center Santa Cruz. Para reduzir o impacto da falta de água que atinge Santa Cruz do Capibaribe há alguns anos, o centro atacadista realiza campanhas de conscientização sobre o uso racional da água entre os comerciantes e donos de restaurantes. Desde o ano passado, passou a utilizar água de poço nas descargas dos banheiros. Também realiza conscientização sobre a necessidade de economia de energia entre os comerciantes e colaboradores, recolhe pilhas usadas no seu serviço de atendimento ao cliente e óleo de cozinha em coletores distribuídos pelas praças de alimentação do centro atacadista, incentivando o descarte e destinação correta desses resíduos. Recentemente, mais de 500 mudas de árvores de diversas espécies foram plantadas em áreas estratégicas do parque.

ESTRUTURA – Referência nacional, o Moda Center Santa Cruz é o maior centro atacadista de confecções do Brasil. A ampla estrutura é composta por seis módulos, que ocupam uma área coberta de 120 mil metros quadrados construída num espaço de 32 hectares. O empreendimento reúne mais de 10 mil lojas e boxes onde são comercializadas peças no atacado e no varejo. O mix de produtos inclui de itens populares a artigos mais trabalhados. O parque disponibiliza seis praças de alimentação com restaurantes e lanchonetes, estacionamento gratuito para 6.500 veículos, rede própria de hotéis e dormitórios com mais de dois mil leitos, posto ambulatorial, caixas eletrônicos, banheiros, fraldários, carrinhos de compras, sistema de som e tv e circuito interno de segurança.

Comunicado Sindilojas | Feriado de São João

O SINDICATO DAS EMPRESAS DO COMÉRCIO DE BENS E SERVIÇOS DE SANTA CRUZ DE CAPIBARIBE- SINDILOJAS, comunica que no dia 24 (sexta-feira), dia de São João, é um feriado decretado pela Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, através da ementa de lei Municipal Nº 1.892/2010, que aprova a instituição dos feriados Municipais. Neste dia, todas as empresas deverão fechar, podendo funcionar apenas as que estão com o Acordo Coletivo de Trabalho em dia. Caso funcionem sem o acordo, estas empresas estão sujeitas a multas.


Os acordos coletivos de trabalho poderão ser feitos até o meio dia da próxima quarta-feira (22), com a Secretaria do Sindilojas, Tais Cardoso. O Sindilojas funciona no mesmo prédio da CDL. Mais informações (81) 3731-2850. 

Feriado São João | Confira o funcionamento da CDL


Comunicado Sindilojas - Convenção Coletiva de Trabalho

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO
COMÉRCIO - 2015/2016


O SINDICATO DAS EMPRESAS DO COMÉRCIO DE BENS E SERVIÇOS DE SANTA CRUZ DE CAPIBARIBE- SINDILOJAS  INFORMA às empresas do COMÉRCIO   DE BENS E SERVIÇOS estabelecidas no município de SANTA CRUZ DE CAPIBARIBE, que após rodadas realizadas na SRT– PE/M.T.E, FOI CONCLUÍDA A NEGOCIAÇÃO com o SINDICATO DE EMPREGADOS DO COMÉRCIO DE BENS E SERVIÇOS DOS MUNICÍPIOS DE SANTA CRUZ DE CAPIBARIBE, TORITAMA e SURUBIM referente a CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO  período 2016/2017,  devendo as empresas praticarem os índices abaixo indicados no sentido de reduzir o acúmulo das diferenças salariais, ressalvando-se que tal prática será posteriormente será compensada, conforme determinará a nova convenção, já disciplinada nas convenções anteriores. 
  •      DATA BASE: 1º de MARÇO de 2016
  •      PISO SALARIAL: R$930,00  (retroativo à 1º de março de 2016)
  •      REAJUSTE SALARIAL: 11% (retroativo à 1º de março de 2016)


Observação: As diferenças referentes aos meses de março e abril poderão ser quitadas até o último dia do prazo legal para pagamento da folha de pessoal do mês de JUNHO/2016; As diferenças referentes aos meses de maio e junho poderão ser quitadas até o último dia do prazo legal para pagamento da folha de pessoal do mês de JULHO/2016.


Santa Cruz de Capibaribe, 15 de junho de 2016.
Atenciosamente,

SINDILOJAS – SANTA CRUZ DE CAPIBARIBE
ISAAC ARAGÃO

Presidente

CDL e SENAI lançam 3ª Edição do projeto Qualipolo em Santa Cruz do Capibaribe

O planejamento da sua carreira profissional foi o tema central da palestra de lançamento da 3ª Edição do Qualipolo, promovido pela CDL e pelo SENAI de Santa Cruz do Capibaribe. O evento contou com a presença de empresários e colaboradores das empresas santa-cruzenses, além de parceiros, como a exemplo do diretor do CESAC, Professor Betto Aragão, um dos locais que acontecerão os cursos de férias do Qualipolo.


A palestra foi ministrada pelo Coach George Fontes com o tema: “Como planejar a sua carreira com coaching profissional”. O auditório da CDL ficou lotado. Após a palestra, a consultora comercial, Priscila, apresentou a ordem dos minicursos, que devem acontecer de 11 a 15 de julho. As inscrições já estão abertas e devem ser feitas, exclusivamente na CDL. Mais informações: (81) 3731-2850.





quinta-feira, 16 de junho de 2016

CDL Santa Cruz do Capibaribe é declarada entidade de utilidade pública



Pelos seus relevantes serviços prestado à sociedade santa-cruzense a CDL, recebeu o titulo de utilidade pública da Câmara de Vereadores Santa Cruz do Capibaribe, aprovado por unanimidade, na reunião extraordinária na manhã desta quinta-feira (16). A referida lei será fruto da iniciativa do vereador e presidente da Câmara Professor Afrânio, através do Projeto de Lei nº 107/2015, o qual foi apresentado por todos os vereadores em atendimento aos pedidos dos vereadores Junior Gomes e Luciano Bezerra.

De acordo com o professor Afrânio, a CDL é uma entidade que tem prestado serviços que engrandecem a cidade como um todo. “Independente de política, eu tenho visto a CDL fazer esse grande trabalho para o bem social. Não importando quem esteja no poder público, ou quem esteja a frente da CDL, nós vemos que a entidade é apartidária e busca a solução de problemas para o bem de todos. Por isso vi a necessidade e fiquei muito feliz em apresentar o projeto conjuntamente com todos os vereadores, porque para mim, o que importa é o trabalho que a CDL desenvolve. Então, quando os vereadores sugeriram, eu achei fantástico e apresentamos todos em conjunto, pela relevância dessa entidade para a nossa cidade”, explicou o presidente da Câmara, professor Afrânio.

Para o presidente da CDL, Valdir Oliveira, o projeto reconhece o trabalho da CDL, deixando todos os diretores da entidade muito felizes. “A CDL é uma entidade que visa, de fato, primeiro o engrandecimento do comércio lojista, mas nós, enquanto cedelista, entendemos que para um comércio forte, faz-se necessário uma cidade forte, acolhedora e que cuide da sua população. Por isso, enquanto entidade representativa, estamos sempre envolvidos em solucionar problemas que afetem o desenvolvimento da nossa cidade, como foi o caso do lixo hospitalar, questões de segurança pública, abastecimento de água, parcerias que ajudam a engrandecer a cidade, nós sempre iremos está presentes e buscando melhorias”, finalizou.

Comunicado Sindilojas

Prezados Supermercadistas,

O Sindicato das Empresas do Comércio de Bens e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe - SINDILOJAS, novo representante patronal das empresas de HIPERMERCADOS, SUPERMERCADOS, MERCADINHOS, MINI-MERCADOS, MERCEARIAS, DELICATESSENS, AÇOUGUES, PEIXARIAS, ESTABELECIMENTOS DE VENDAS DE PRODUTOS HORTIFRUTIGRANJEIROS, LOJAS DE CONVENIÊNICA E SIMILARES, estabelecidas no âmbito do município de Santa Cruz do Capibaribe, celebrou CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO com o Sindicato Intermunicipal dos Empregados nas Empresas de Supermercados e Similares de Pernambuco – SESSEPE, que regulamentará as relações de trabalho no período 2016/2017, onde foi estipulado o seguinte:

  1. PISO SALARIAL - retroativo a 1º de maio de 2016;

  • GRUPO 1: R$ 1.006,00 (Mil e seis reais), para os empregados do município de Santa Cruz do Capibaribenas empresas com MAIS DE 40 (quarenta) empregados.
  • GRUPO 2: R$958,00 (Novecentos e cinquenta e oito reais), para os empregados do município de Santa Cruz do Capibaribe, nas empresas com ATÉ 40 (quarenta) empregados.

 ATENÇÃO: As empresas para praticarem o PISO SALARIAL DO GRUPO 2 descrito acima, deverão apresentar listagem do CAGED atualizada ao SINDILOJAS, objetivando emissão do CERTIFICADO que autoriza tal prática.

  • REAJUSTE SALARIAL: Os empregados representados pelo sindicato profissional, que PERCEBEM ACIMA DO PISO SALARIAL da categoria, terão reajustados os salários em 9% (Nove por cento) a partir de 1º de maio de 2016.


Informações e/ou Consultas poderão ser realizadas junto ao SINDILOJAS SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE, através do fone: 3731-2850 (Taís), ou junto à Consult & Advogados Associados, responsável pela assessoria/consultoria jurídica da entidade, através do fone: 3423-6040, e-mail: consult.advogados1@gmail.com ou pessoalmente, com agendamento prévio.

Atenciosamente,

ISAC TEODORO ARAGÃO

PRESIDENTE

Curso de avaliação e perícias judiciais de imóveis será realizado na CDL Santa Cruz do Capibaribe



CDL Jovem realiza confraternização junina

Os diretores da CDL Jovem de Santa Cruz do Capibaribe realizaram na noite desta quarta-feira (15), a tradicional festa junina da CDL Jovem. O evento aconteceu na residência da diretora Laiane Nobélia, em Pão de Açúcar, e reuniu vários diretores da entidade, além da executiva Katyane Amaral.

Boas conversas, comidas típicas e muito forró deixaram a noite dos cedelistas jovens muito mais animada. Para o presidente da CDL Jovem, Alan César, o momento foi de descontração, mas também para trocar ideias e aprimorar o trabalho da CDL Jovem em Santa Cruz do Capibaribe.




quarta-feira, 15 de junho de 2016

CDL Santa Cruz do Capibaribe fica em segundo lugar no ranking de entidades com Cadastro Positivo

A CDL Santa Cruz do Capibaribe é a segunda CDL do Estado de Pernambuco que mais realiza cadastros positivos com os consumidores. O ranking foi apresentado no Encontro de SPC Brasil, que aconteceu durante esta semana em Recife. A executiva da CDL da Capital das Confecções, Katyane Amaral, esteve presente no encontro, onde foi anunciado.


O Cadastro Positivo significa que ao apresentar o histórico de compromissos, e hábitos de pagamentos do consumidor, aumenta o rigor na avaliação do risco de consumidores e empresas, possibilitando o desenvolvimento de políticas mais inclusivas e aplicáveis a diferentes etapas do ciclo de negócios.



terça-feira, 14 de junho de 2016

Executiva da CDL participa de capacitação do SPC Brasil

A executiva da CDL Santa Cruz do Capibaribe, Katyane Amaral, está participando esta semana de uma capacitação do SPC Brasil. A ação é promovida pela FCDL de Pernambuco e envolve todas as CDLs do Estado e tem por objetivo, consolidar ainda mais os produtos oferecidos pelo SPC Brasil. O encontro acontece hoje e amanhã, no Recife, onde serão apresentados novos produtos e estratégias e sua inserção do mercado. Além de toda capacitação, estão previstas algumas palestras de cunho motivacional e também de relevância profissional para serem implementadas no comercial das CDLs de todo Estado.



CDL e SENAI oferecem palestra gratuita sobre planejamento profissional


Vendas parceladas do Dia dos Namorados caem 15%

Fonte: Ascom SPC Brasil e CNDL

As expectativas pessimistas dos comerciantes brasileiros se confirmaram e o comércio varejista amargou o pior resultado dos últimos sete anos para o Dia dos Namorados. De acordo com o indicador calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), as vendas a prazo caíram 15,23%, entre os dias 5 e 11 de junho, na comparação com o mesmo período do ano passado. Desde 2011 o comércio vem desacelerando o seu ritmo de crescimento para a data, sendo que nos últimos dois anos as vendas haviam registrado resultado negativo. Em anos anteriores, as variações foram de -7,82% (2015), -8,63% (2014), +7,72% (2013), +9,08% (2012), +10,80% (2011) e 7,00% (2010).

O Dia dos Namorados é a terceira data mais lucrativa para o comércio, ficando atrás somente do Natal e do Dia das Mães. Segundo uma pesquisa de intenção de compras feita pelo SPC Brasil, os produtos mais procurados neste período seriam os itens de vestuário, calçados, perfumaria, floricultura, jóias e bijuterias.

Para o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, o varejo já não conta com os mesmos fatores que ajudaram a impulsionar o setor em anos anteriores, como o alto nível de emprego, crescimento real da renda e a oferta de crédito mais barata aos consumidores. Desse modo, a incerteza com relação ao futuro da economia brasileira tem impactado nos compromissos financeiros como o parcelamento de compras. “Considerando o fraco desempenho das outras datas comemorativas ao longo de 2015 e no início de 2016, a expectativa dos lojistas já era baixa. A piora das condições econômicas, como o aumento do desemprego, da inadimplência e o crédito mais restrito, vem exercendo forte impacto sobre o consumidor, que acaba sendo obrigado a limitar e rever seus gastos para salvar as finanças. Quando o brasileiro precisa pagar contas atrasadas ou fazer ginástica para conseguir honrar seus compromissos financeiros, uma medida de contenção é evitar novos gastos e, nesses casos, presentear outras pessoas muitas vezes deixa de ser prioridade”, avalia Pinheiro.

Na avaliação da economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, “a intenção de presentear ainda é alta, mas neste ano houve um redirecionamento para os presentes mais baratos e geralmente pagos à vista, tendo em vista que os consumidores estão mais preocupados em não comprometer o próprio orçamento com compras parceladas”.

Sobre o desempenho do varejo para as próximas datas comemorativas, a economista pondera anda, que, embora os dados de confiança comecem a mostrar interrupção da piora que era vista desde 2014, ainda é cedo para afirmar que haverá um impacto positivo nas datas do segundo semestre.  “Para que a melhora efetiva seja sentida pelos comerciantes é preciso que se verifique uma tendência de melhora na confiança dos consumidores, calcada no avanço da renda e do emprego, o que num cenário otimista deve se efetivar apenas em 2017”, explica.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Ação para o Dia dos Namorados da Rua da Moda foi um sucesso

A Rua Cabo Otávio nunca mais será a mesma. Conhecida como a Rua da Moda, os lojistas tiveram um dia de muitas expectativas com a ação promocional, promovida pela Câmara Setorial da Cabo Otávio, da CDL de Santa Cruz do Capibaribe. A ação aconteceu durante todo o dia do último sábado (11), e foi alusiva ao Dia dos Namorados.

Durante todo o dia, milhares de compradores do município e de outras cidades do agreste, embalados ao som de muito forró pé-de-serra, estiveram visitando as lojas participantes. A cada compra realizada, os clientes ganhavam cupons para concorrer a quatro prêmios: 02 jantares românticos (no valor de R$ 150,00 cada) no restaurante Freguesia da Picanha e também a 02 mesas no Jantar dos Namorados que foi realizado neste domingo (12), no Cellebre Recepções. Cada ganhador da mesa pode, ainda, levar mais um casal amigo para completar a festa.

O sorteio dos prêmios foi realizado no final da tarde e, de acordo com empresários participantes, a ação promocional foi um sucesso, onde houve um relevante aumento no volume de vendas.

Confira os quatro ganhadores dos prêmios principais, que serão contatados pelos organizadores:

CLIENTE
LOJA ONDE COMPROU
BAIRRO
Andreza Maria da Silva
Photo Mais
Palestina
Thammy Carvalho
Malaka Bijou
Centro
Edja Karen
Atacadão do Jeans
Oscarzão
Ednara Silvestre
Maria Bela
Centro


Em tempo: A Câmara Setorial já se programa para mais uma ação promocional, que deve acontecer no dia 23 de junho, onde haverá quadrilha junina, trio de forró, lojas ornamentadas e distribuição de comidas típicas.