Topo

Topo

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Oficina: Criando a Imagem da sua marca

Entender que a sua marca é a identidade da sua empresa, é de suma importância para alavancar o crescimento do seu negócio. A CDL de Santa Cruz do Capibaribe, em parceria com o SENAC e SEBRAE está promovendo uma oficina com o Designer de Moda, Luiz Clério. O evento já está com inscrições abertas e vai acontecer no dia 24 de outubro.


quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Fotografia para o mercado de moda


O curso de fotografia para o mercado da moda, promovido pela CDL de Santa Cruz do Capibaribe gerou resultados satisfatórios para os participantes. Os alunos criaram suas produções, estilos e fotografaram peças que ficaram uma verdadeira beleza. Trabalho para profissional nenhum botar defeito. Além de participar de todo o processo para produzir e fotografar a campanha de moda, os alunos aprenderam noção de como fotografar para as mídias digitais, assim como também definir uma pauta, planejamento, paginação, pós-edição e publicação.


“A fotografia sempre foi largamente utilizada como principal linguagem para a publicidade de Moda, o Instagram ampliou a disseminação dessas imagens, hoje é essencial para os profissionais que atuam na área da Moda compreenderem como a fotografia, aliada a produção, pode atrair público para as marcas, o curso foi pensado para atender esta necessidade da nossa cidade”, concluiu a professora Marialu Bezerra.

As peças idealizadas pelos alunos estão expostas no hall de entrada da CDL de Santa Cruz do Capibaribe.

Veja o que dizem alguns dos participantes do curso:



Nota de Pesar


quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Transformando pessoas para um mundo melhor


A Biblioteca Indústria do Conhecimento de Santa Cruz do Capibaribe realizou esta semana uma ação com alunos das escolas públicas municipais. De acordo com a coordenadora da Biblioteca, Eronilda Paiva, o objetivo maior da ação é desenvolver nas crianças um pensamento ético e moral. “O nosso intuito é ensinar as crianças valores morais de forma lúdica para formar bons cidadãos”.


A Biblioteca do Conhecimento de Santa Cruz do Capibaribe foi implantada na cidade através de uma parceria da empresa Rota do Mar e SESI, com total apoio da CDL local.

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Bancos já podem receber boletos vencidos acima de R$ 100

Fonte: Agência Brasil

Os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida entrou em vigor no último sábado (13) e o primeiro dia útil de compensação dos documentos é hoje (15). A medida faz parte da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que começou a ser implementada em julho do ano passado.
Para serem aceitos pela rede bancária, em qualquer canal de atendimento, os dados do boleto precisam estar registrados na plataforma. Segundo a Febraban, os clientes que tiverem boletos não registrados na Nova Plataforma, rejeitados pelos bancos, devem procurar o beneficiário, que é o emissor do boleto, para quitar o débito diretamente. 
O novo sistema permite o pagamento em qualquer banco, independentemente do canal de atendimento usado pelo consumidor, inclusive após o vencimento, sem risco de erros nos cálculos de multas e encargos. Além disso, segundo a Febraban, o sistema traz mais segurança para a compensação de boletos, identificando tentativas de fraude, e evita o pagamento, por engano, de algum boleto já pago.
As mudanças estão sendo feitas de forma escalonada, tendo sido iniciadas com a permissão para quitação de boletos acima de R$ 50 mil. Entretanto, em junho deste ano, após dificuldades de clientes para pagar boletos, a Febraban alterou o cronograma.
A previsão inicial era que a partir de 21 de julho deste ano fossem incluídos os boletos com valores a partir de R$ 0,01. A expectativa era de que em 22 de setembro o processo tivesse sido concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros. Pelo novo cronograma, os boletos a partir de R$ 0,01 serão incluídos a partir do próximo dia 27 e os boletos de cartões de crédito, doações, entre outros, no dia 10 de novembro de 2018.
Segundo a Febraban, apesar de o sistema passar a processar documentos de menor valor, com volume maior, os bancos não preveem dificuldade na realização dos pagamentos, com base nos testes feitos nas fases anteriores. Com a inclusão e processamento desses boletos no sistema, a Nova Plataforma terá incorporado cerca de 3 bilhões de documentos – aproximadamente 75% do total emitido anualmente no país. Nas próximas fases, serão incorporados 1 bilhão de boletos de pagamento.
A Febraban lembra que a nova plataforma é resultado de uma exigência do Banco Central, com incorporação de dados obrigatórios, como CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018


Com alta de 7,71%, vendas a prazo no Dia das Crianças crescem pelo segundo ano seguido, apontam CNDL/SPC Brasil

Fonte: CNDL




As vendas a prazo nas duas semanas anteriores ao Dia das Crianças cresceram 7,71% na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). A alta de 2017 sucede um crescimento de 8,25% observado no mesmo período do ano passado. Já entre 2015 e 2016, as vendas haviam caído -3,59% e -12,20%, respectivamente.


Apesar das vendas para o Dia das Crianças acumularem dois anos seguidos de alta, o movimento nas lojas ainda não recuperou as perdas aprofundadas no período da recessão econômica. Mesmo com a alta de 7,71% em 2018, as vendas a prazo amargam um resultado 1,30% menor do que em 2014, por exemplo.
Para o presidente da CNDL José Cesar da Costa, o crescimento das vendas é positivo, especialmente, quando se considera que o Dia das Crianças é a última data comemorativa antes do período natalino. “O balanço é positivo para o varejo, que já começa a sentir um pequeno reaquecimento das vendas, depois de enfrentar um cenário econômico desfavorável nos últimos anos. Ainda assim, o cenário é desafiador para os próximos meses, uma vez que há incerteza por conta das eleições e o desemprego segue limitando o poder de compra das famílias”, pondera o presidente.
Neste ano, segundo levantamento do SPC Brasil e da CNDL, os presentes mais procurados seriam roupas e calçados (38%), bonecas (37%), aviões e carrinhos de brinquedo (21%), com um gasto média de R$ 187,00.

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

O dia é das crianças, mas o seu faturamento pode ser de gente grande. Valorize o comércio de Santa Cruz do Capibaribe.


CDL fecha para o feriado do dia 12 de outubro

A CDL Santa Cruz do Capibaribe comunica a todos os lojistas que amanhã (sexta-feira 12), será feriado nacional, em virtude do Dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, portanto a CDL estará fechada, na sexta e no sábado (13). A entidade comunica ainda que o funcionamento voltará ao normal na segunda-feira (15).

Dia das Crianças deve movimentar R$ 9,4 bilhões no varejo, aponta pesquisa CNDL/SPC Brasil

Fonte: Ascom CNDL



Apesar da lenta retomada da economia refletir no ânimo dos brasileiros, a maioria dos consumidores (72%) deve ir às compras este ano no Dia das Crianças — em especial as mulheres (77%). É o que revela pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais. No ano passado, 67% compraram presentes na data. Para 2018, a expectativa é de que o varejo movimente cerca de R$ 9,4 bilhões.
Diante de um cenário com alto índice de desemprego e renda achatada, os gastos do consumidor também prometem ser ponderados. De acordo com o levantamento, (39%) dos entrevistados que presentearão, principalmente filhos, sobrinhos, netos ou afilhados, pretendem gastar o mesmo valor que o ano assado, enquanto 24% planejam comprar menos. No total, cada consumidor deve desembolsar, em média, R$ 187 com presentes.
O Dia das Crianças representa a última festa comemorativa antes do Natal e dará sinais de como será o desempenho das vendas no final do ano. “As intenções de compra da data servirão de termômetro para o fim de ano, ao trazer as primeiras impressões do que deve acontecer no Natal, principalmente em um momento que o poder de compra das famílias continua sendo afetado pelas dificuldades econômicas”, explica a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.
Orçamento apertado é principal motivo para 34% dos consumidores segurarem gastos. Seis em cada dez entrevistados afirmam que presentes estão mais caros 
Os impactos da crise ainda estão presentes no dia a dia das pessoas e contribuem para que boa parte gaste menos na data. A principal razão para que haja um freio no consumo daqueles que pretendem gastar menos este ano deve-se ao orçamento apertado (34%), enquanto 24% desejam economizar, 18% estão desempregados e por essa razão se veem impossibilitados de comprar e 9% têm outras prioridades de aquisição (9%), como carro e casa. Há ainda os que precisam pagar dívidas em atraso (8%).
Embora os consumidores estejam cautelosos, a pesquisa mostra que cerca de um terço (30%) pretende comprar dois presentes e 25% apenas um. A maioria (66%) espera pagar os produtos à vista e o dinheiro será a opção de 51% dos entrevistados. Em segundo lugar, aparece o cartão de crédito parcelado (34%) e em terceiro, o cartão de débito (28%). Entre os que planejam parcelar as compras, a média de prestações é de quatro parcelas.
Os shopping centers são o lugar preferido dos consumidores para fazer suas compras (42%), embora 35% optem pela internet, provavelmente motivados pela comodidade e praticidade de encontrar seus presentes. Já 28% mencionaram que buscarão o tradicional comércio de rua. Mesmo com uma inflação menor se comparada ao auge da crise, a maioria dos entrevistados (59%) avalia que os preços dos presentes estão mais caros do que em 2017. Para 31%, os preços estão na mesma faixa e apenam 6% dizem estar mais baratos.
80% pretendem pesquisar preços e 69% dos inadimplentes que vão às compras estão com o nome sujo
O estudo aponta ainda que oito em cada dez consumidores (80%) pretendem pesquisar preços antes de comprar — em especial as mulheres (84%) e as classes C e D (82%). Entre os que adotam a prática da comparação pela internet (77%), o meio de pesquisa mais utilizado são os sites de busca, como o Google (66%). Também há os que recorrem aos portais e aplicativos de comparação de preços (51%) e os sites de ofertas (48%). Muitos entrevistados disseram ter o hábito de pesquisar preços também em lojas de rua (46%), principalmente as mulheres (51%).
A economista do SPC Brasil alerta que os consumidores só devem ir às compras se o orçamento permitir e não houver contas em atraso. “Mesmo que os valores pareçam baixos, todo esforço deve ser direcionado ao pagamento das dívidas. Já para quem está com as contas em dia, a recomendação é planejar os gastos e pagar à vista”, orienta.
Quando indagados se costumam gastar mais do que podem para presentear no Dia das Crianças, a maioria das pessoas (74%) respondeu que não. Por outro lado, 22% reconhecem assumir despesas acima de suas possibilidades financeiras.
A consequência do hábito de gastar além do próprio orçamento é a inadimplência: 28% dos que pretendem fazer compras nesta data possuem alguma conta atrasada, sendo que destes, 69% estão com o nome sujo. Entre os que compraram presentes ano passado, 23% admitem ter ficado negativado devido às compras do Dia das Crianças, sendo que 16% ainda estão nesta situação.
15% vão dividir compra com outras pessoas; 37% dizem existir pressão das crianças para presentes desejados
No ranking dos itens que devem ser mais comprados aparecem: roupas e calçados (38%), bonecas (37%), aviões e carrinhos de brinquedo (21%). Em tempos de dificuldades, uma opção que atrai muitos consumidores é dividir o valor dos presentes com outras pessoas como forma de economizar. Cerca de 15% afirmaram que pretendem dividir o valor das compras, sendo que 50% vão fazê-lo com o cônjuge, enquanto 24% com o pai ou mãe da criança e 21% com outros familiares.
Para 32%, a divisão do preço do presente será usada como estratégia de redução dos gastos. Mas parcela significativa dos consumidores também respondeu que vai dividir a compra por estar com o orçamento apertado (26%) ou por estar desempregado (22%). Já um em cada oito entrevistados respondeu que espera pagar os presentes sozinhos (80%), sobretudo os homens (86%).
Em relação ao protagonismo dos pequenos no momento da escolha dos presentes e a influência do círculo de convívio e dos meios de comunicação nos hábitos de consumo das crianças, o estudo indica que para 37% dos entrevistados existe pressão da criança para comprar o que ela deseja. Por outro lado, 62% das crianças não fazem qualquer tipo de pressão para ganharem o presente almejado.
Em outro dado instigante, quase a totalidade (92%) disse acreditar que a publicidade influencia as crianças na hora de pedirem presentes – especialmente entre os consumidores de 35 a 54 anos (96%). Além disso, a grande maioria (91%) ouvida também concorda em algum grau que as crianças sejam influenciadas por outras na definição dos presentes que gostariam de ganhar.

José Gomes Filho eleito síndico do Moda Center Santa Cruz

Novo gestor do centro atacadista dará continuidade ao trabalho das gestões anteriores

A União dos Confeccionistas, à frente do Moda Center Santa Cruz há oito anos, foi reconduzida à administração do maior centro atacadista de confecções do país. O empresário José Gomes Filho foi eleito hoje (10/10) como o novo síndico e vai gerenciar o parque para o biênio 2018-2020. “A minha expectativa é que eu possa contribuir para o desenvolvimento do Moda Center e da região. É um momento de muita ansiedade, pois a responsabilidade é grande. Nossa gestão é formada por 25 pessoas que com certeza vão me apoiar neste percurso”, declarou José Gomes Filho, que finalizou seu discurso de posse registrando que “Santa Cruz já me serviu muito, e estou preparado para retribuir”.

Entre as principais propostas da nova gestão estão dar continuidade ao investimento na divulgação do Moda Center para fora do estado; investir e realizar estudos para melhoria da infraestrutura do centro atacadista; continuar incentivando o processo de formalização dos condôminos e comerciantes do parque; realizar ações de fidelização dos guias de excursões; continuar cobrando das autoridades a conclusão da duplicação da BR-104; investir na capacitação para o quadro de colaboradores do Moda Center; dar continuidade à realização do Estilo Moda Pernambuco, entre outras (confira lista abaixo).


Cinco novos nomes passam a integrar o grupo: Antônio Carlos Batista, proprietário da marca Rastro Ativo; José Fernandes Cezar, da Camisaria Pai & Filhos, de Pão de Açúcar, Taquaritinga do Norte; José Amaro de Oliveira Barbosa, proprietário da marca Allyry Lingerie; Luciano Araújo de Sousa, da marca Toogood; e Janaína Marques Ramos, contadora, ex-presidente Associação Santa-cruzense de Contabilistas (Ascont) e proprietária de loja no centro atacadista. Composta por 25 membros, a chapa conta ainda com os ex-síndicos Valmir Ribeiro (2010-2014) e Allan Carneiro (2014-2018).



NOVO SÍNDICO – O empresário José Gomes Filho nasceu em Patu, no interior do Rio Grande do Norte (RN), onde viveu até os 14 anos. Filho de pais artesãos e agricultores, foi para São Bento, no interior da Paraíba, para fazer o Ensino Fundamental e Médio. Durante a infância e juventude, trabalhou vendendo frutas, dudu e trabalhou numa tecelagem na cidade. Um ano antes de concluir os estudos (1981), começou a trabalhar em um banco como auxiliar de serviços gerais e contínuo.

Dois anos depois, foi promovido à caixa. Em 1985, recebeu nova promoção e foi transferido para Francisco Dantas, outra cidade no interior do RN, para atuar como chefe de seção. Depois, foi promovido a subchefe de expediente, o que equivalia à subgerência de uma agência do porte no interior. Ocupou o cargo até 1996, quando deixou a carreira bancária para se dedicar totalmente à Joggofi, que tinha fundado com a esposa e irmão em 1991.

O foco da empresa sempre foi malharia. Nos primeiros anos, confeccionava roupas para blocos de carnaval, fardamentos e camisetas promocionais. Em 1997, mudou-se com a família para Santa Cruz do Capibaribe, época em que enxergou na cidade a oportunidade de prosperar na área de confecções. Montou uma nova confecção, na qual cortava, riscava tecido, modelava, costurava e vendia, e começou a produzir shorts e camisas de malha. Atualmente, a empresa vende para todo o país, conta com quase 200 colaboradores e produz cerca de 110 mil peças por mês. 

Integrantes da nova administração do Moda Center Santa Cruz

José Gomes Filho
Síndico

José Mariano Castro Oliveira Brito
1º Subsíndico

Tales Nery Maia
2º Subsíndico

Josivan Oliveira Ramos
1º Tesoureiro

Maria de Fátima do Nascimento
2ª Tesoureira

Edna Lúcia Pessoa Mota
1ª Secretária

José Robélio da Silva
2º Secretário

Conselho Fiscal
Paulo Estevão da Silva
José Batista de Araújo
Janaína Marques Ramos

Suplentes do Conselho Fiscal
Áurea Maria Xavier da Rocha Félix
Luciano Araújo de Sousa
José Amaro de Oliveira Barbosa

Conselho Consultivo
Valmir Gomes Ribeiro
Janilton Allan Maia Carneiro
Manoel Nunes Paulino
João Ramos de Moura
João Nilson Silva Virgorvino
José Ronaldo da Silva

Suplentes do Conselho Consultivo
Aldeni Gomes da Silva
José Fernandes Cezar
José Arruda de Lima
José Deolécio do Nascimento
Antônio Carlos Batista da Silva
Cristiano de Oliveira Torres

Propostas para a gestão 2018-2020 do Moda Center Santa Cruz

1. Continuar aumentando os investimentos em publicidade e propaganda;
2. Desenvolver projeto para a redução da temperatura interna do parque;
3. Dar continuidade à realização do evento Estilo Moda Pernambuco;
4. Continuar desenvolvendo ações que visem a fidelização dos guias de excursões;
5. Reformar os alojamentos dos motoristas e guias de excursões;
6. Reformar os banheiros dos setores Vermelho, Amarelo e Branco;
7. Executar melhorias na sinalização interna e externa do Moda Center;
8. Dar continuidade aos estudos para aproveitamento da água das chuvas;
9. Elaborar projeto de tratamento e reaproveitamento (e reuso) de água;
10. Executar melhorias no sistema de monitoramento por câmeras;
11. Ampliar ações de combate às vendas clandestinas no interior do Moda Center;
12. Estudar medidas para viabilizar a expansão do sistema de geração de energia solar;
13. Adquirir novos geradores para a melhoria do fornecimento de energia elétrica;
14. Desenvolver campanhas de trânsito, de racionamento de água, energia e limpeza;
15. Investir em capacitações para o quadro de colaboradores do Moda Center;
16. Continuar cobrando das autoridades a conclusão da duplicação da BR-104;
17. Dar continuidade às ações promocionais com foco no cliente atacadista em regiões estratégicas;
18. Continuar incentivando o processo de formalização dos condôminos e comerciantes do parque;
19. Implantar sistema de gestão do lixo interno, a fim de eliminar a problemática do rodízio das lixeiras;
20. Revitalizar as calçadas laterais, por meio de parceria, otimizando os serviços.

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Moda Center abre normalmente no Dia do Comerciário

Na próxima segunda-feira (15/10), Dia do Comerciário na maioria das cidades brasileiras, o Moda Center Santa Cruz funcionará normalmente, das 7h às 18h.

Devido a um acordo entre o Sindicato das Empresas do Comércio de Bens e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe (Sindilojas) e o Sindicato dos Empregados no Comércio de Bens e Serviços (Sindecom), a data comemorativa é celebrada na cidade sempre na terceira sexta-feira do mês de março.

A expectativa é que os clientes de várias regiões brasileiras aproveitem o feriado para fazer compras no maior centro atacadista de confecções do país e comecem a preparar seus estoques para as festas de fim de ano.

O empreendimento também funcionará normalmente no dia 16 de outubro (terça-feira).

Parabéns

Nesta terça-feira (09/10), o empresário e filho ilustre desta terra, Arnaldo Xavier, celebra mais um ano de vida. Parabéns a este santacruzense que tanto nos orgulha e tanto divulga nossa querida Santa Cruz do Capibaribe, um empresário que transformou a pequena confecção Xavier na mega empresa Rota do Mar que hoje é destaque no Brasil e no Mundo. Arnaldo Xavier é ainda 2º Diretor-presidente da CDL Santa Cruz do Capibaribe, contribuindo de forma eficaz e eficiente para o fortalecimento do movimento lojista. A Arnaldo, muita saúde, paz e felicidade. Esses são os votos de todos que fazem a CDL da Capital das Confecções.

Com seu café e seu mar, viemos lhes desejar, muita saúde e bem-estar!

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Moda Center Santa Cruz comemora 12 anos e ganha Museu da Sulanca

O Moda Center Santa Cruz, maior centro atacadista de confecções do Brasil, situado em Santa Cruz do Capibaribe, coração do Polo de Confecções de Pernambuco, completou 12 anos de funcionamento neste domingo (7). No entanto, as comemorações serão realizadas nesta e na próxima segunda (8 e 15), no espaço de compras. “É uma data muito importante, que mostra a consolidação do parque e do Polo. É um momento para comemorar o sucesso do Moda Center e de quem integra a cadeia produtiva de confecções”, afirma Allan Carneiro, síndico do Moda Center.

O destaque será a abertura do Museu da Sulanca, que acontece nesta segunda (8), às 16h, no Centro de Eventos e Moda de Pernambuco. O local vai contar a história da economia confeccionista da região, desde o seu surgimento, e conta com um acervo de máquinas, equipamentos e utensílios antigos, assim como fotografias e documentos. “É uma ação de resgate da história do Moda Center e do Polo de Confecções, para manter as memórias vivas e poder contar para as gerações atuais e posteriores como tudo começou”, comenta Allan.

No dia 15, das 9h às 13h, entre os setores Branco e Amarelo, será montada uma área de recreação com brinquedos como pula-pula e cama elástica para as crianças, além de lanches como algodão doce e pipoca grátis. Às 16h, entre os setores Azul e Laranja, será realizado o corte do bolo, que terá 12 metros de comprimento, em alusão aos 12 anos do Moda Center.

Um dos pilares do Polo de Confecções do estado, o Moda Center foi inaugurado no dia 7 de outubro de 2006. Composta por seis módulos, que ocupam uma área coberta de 120 mil m², construída num espaço de 32 hectares, a ampla estrutura do Moda Center Santa Cruz reúne mais de 10 mil pontos comerciais, entre lojas e boxes, onde é comercializado um mix de produtos variados – roupas e acessórios – especialmente no atacado.

O local recebe clientes de todo o País, com predominância dos estados do Norte e Nordeste. Nos últimos anos, tem crescido a procura de compradores vindos do Centro-Oeste e, mais ainda, do Sudeste, a exemplo dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. A alta temporada de compras ocorre em junho/julho e novembro/dezembro.

O Moda Center Santa Cruz foi inaugurado com quatro módulos (setores vermelho, laranja, azul e verde) e, em 2010, ganhou mais dois (branco e amarelo). Hoje, o parque disponibiliza seis praças de alimentação com restaurantes e lanchonetes, rede própria de hotéis e dormitórios com mais de dois mil leitos, posto ambulatorial, caixas eletrônicos, banheiros, fraldários, carrinhos de compras, sistema de som e TV e circuito interno de segurança. Na baixa temporada, o centro atacadista recebe uma média de 150 a 200 ônibus de todo o país. Na alta, cerca de 500 por feira.

As feiras no Moda Center Santa Cruz ocorrem tradicionalmente às segundas e terças, das 7h às 18h. Nesses dias, todas as unidades de vendas estão em funcionamento. Não há feira de quarta a sábado, mas dezenas de boxes e lojas abrem de acordo com a determinação de cada comerciante.

HISTÓRIA - O centro atacadista surgiu da necessidade de se criar um espaço adequado para que a antiga Feira da Sulanca, que acontecia no centro de Santa Cruz do Capibaribe entre 1960 e 2006, pudesse crescer. A estrutura limitada, sem área para estacionamento de ônibus, alimentação ou banheiros para os clientes, dificultava o processo de evolução dos negócios e de aumento do volume de produtos comercializados. A ideia dos comerciantes poderem contar com uma estrutura mais adequada começou a ser trabalhada na década de 1990, por parte do poder público e da iniciativa privada.

O espaço começou a ser erguido em 2002 em um terreno cedido pelo poder público e passou a ser um grande condomínio, resultando no crescimento da importância da cidade para o setor de confecções e para a economia do Estado. Desde então, o Moda Center contribui diretamente para a melhoria da qualidade dos produtos e o profissionalismo das empresas de confecções da região. “Temos o maior orgulho da nossa história, fruto do espírito empreendedor do povo de Santa Cruz do Capibaribe. Foi um passo crucial para sermos atualmente a capital pernambucana da moda e para projetarmos a qualidade da confecção produzida no Agreste de Pernambuco para todo o Brasil”, comentou Allan Carneiro, síndico do Moda Center.

IMPACTO - O empreendimento é referência até mesmo para os concorrentes. A administração do Moda Center Santa Cruz recebe visitas de empresários do Ceará, do Acre, de São Paulo, de Minas Gerais e da Bahia interessados em se inspirar para implantar projetos similares. Essa solidificação do Moda Center como centro atacadista de confecções é fruto do trabalho de muitos atores e do processo de profissionalização sistemático da sua gestão. “Podemos dizer que somos um case de sucesso em empreendedorismo e em geração e distribuição de renda. Nosso equipamento conseguiu agregar muitos produtores. Por volta de 54 municípios de Pernambuco e adjacências produzem para vender no Moda Center semanalmente e atender clientes de todo o país, principalmente das regiões Nordeste e Norte”, comenta Allan Carneiro, ressaltando que a importância do centro atacadista é regional.

A estimativa é que o comércio realizado no centro de compras gere 150 mil empregos (confeccionistas e vendedores), sem contar na geração direta de 342 postos de trabalho do quadro próprio do Moda Center. Os colaboradores são responsáveis pela administração, manutenção, segurança e acolhimento dos clientes do centro de compras. “Reconhecemos a importância de cada um para a qualidade do serviço que prestamos aos clientes e condôminos. Costumamos dizer que nos preparamos todos os dias para um jogo de Copa do Mundo, já que recebemos milhares de pessoas semanalmente. Por isso, investimos em treinamentos, capacitação e atividades que valorizam a dedicação de cada um. Eles são fundamentais para esse processo e para o sucesso do Moda Center”, ressaltou.

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

CDL fecha no feriado do morte do Padre Zuzinha



A CDL Santa Cruz do Capibaribe comunica a todos os lojistas que amanhã (sexta-feira 5), será feriado municipal, em virtude do aniversário da morte de Padre Zuzinha. A entidade comunica ainda que o funcionamento voltará ao normal no sábado (6), das 8 às 13 horas.

Doe brinquedos e faça uma criança da AADESC feliz

Sabe aquele brinquedo usado que o seu filho não brinca mais, mas que ainda está em boas condições? Você pode fazer uma criança feliz doando ele. O Sicoob, em parceria com a CDL de Santa Cruz do Capibaribe, está realizando uma campanha de doação de brinquedos. Os pontos de arrecadação são a CDL e Sicoob, onde você pode trazer os Brinquedos que você deseja doar. Pode ser novos ou usados, desde que esteja em boas condições de uso.

Todos os brinquedos arrecadados farão a alegria de muitas crianças da AADESC – Associação que cuida de crianças com deficiência em Santa Cruz do Capibaribe. Se você doar, o dia das crianças será muito mais feliz.

A AADESC precisa de você!

A associação cuida de crianças especiais com problemas físicos de 0 a 14 anos de idade, a mesma não tem fins lucrativos ou financeiros.

Atualmente, a AADESC atende a 108 crianças da região cidade e região circunvizinha. O espaço conta com três fisioterapeutas, duas fonoaudiólogas, um psicólogo, uma terapeuta ocupacional e uma assistente social.

A AADESC está localizada na Rua Severino Balbino Bezerra, 94, bairro Dona Dom e funciona nas terças e quinta-feira durante todo o dia e, quem quiser fazer qualquer tipo de doação é só entrar em contato pelo (81)3731-3267.

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Fundação Padre Zuzinha receberá ação Projete da Câmara Setorial dos Arquitetos e Engenheiros da CDL


A 2ª Mostra de Arquitetos e Engenheiros faz parte do Projeto da Câmara Setorial de Arquitetos, Engenheiros da Construção Civil, da CDL de Santa Cruz do Capibaribe. A ação irá acontecer na Fundação Padre Zuzinha, entre os dias 25 e 27 de Outubro. O projeto reúne profissionais Arquitetos, Engenheiros da Construção Civil e Designers da cidade, todos ligados a Câmara Setorial, onde através de um trabalho de responsabilidade social, irão renovar os ambientes da Fundação Padre Zuzinha.

Os ambientes ganharão cores e ambientações, tudo novinho, custeados e assinados pelos profissionais envolvidos no Projete.  O objetivo principal é promover os profissionais Arquitetos, Engenheiros e designers apresentando-os à sociedade santa-cruzense, demonstrando todo o potencial profissional dos mesmos através dos ambientes que serão transformados, assim promovendo a valorização dos profissionais, além do objetivo social, os profissionais vão utilizar o ambiente a ser trabalhado como stands na Fundação Padre Zuzinha para demonstrar as benfeitorias dos projetos como melhorias nas instalações da mesma, possibilitando bem-estar a toda comunidade por ela atendida.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Comunicado Sindilojas - Feriado Municipal - Morte de Padre Zuzinha


O Sindicato Patronal de Santa Cruz do Capibaribe informa a todos os lojistas que na próxima sexta-feira (5), em função do feriado municipal da morte de Padre Zuzinha, as empresas que desejarem funcionar, os lojistas devem fazer o acordo coletivo de trabalho. O Sindiloja funciona na Rua Júlia Aragão, nº 237, mesmo prédio da CDL.

Para funcionar neste dia, o empresário precisa fazer solicitação junto ao SINDILOJAS, fazer o preenchimento do requerimento e pagar a taxa da contribuição sindical. Mais informações: (81) 3731-7162.