Topo

Topo

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Uma vitrine atraente é estratégica para aumentar as vendas

Fonte: SEBRAE


A vitrine é o primeiro canal de contato que o cliente tem com a loja. Um espaço bem aproveitado pode gerar o primeiro impulso para a compra. Por isso, este é um aspecto que deve ser considerado importante para o varejista.

Conheça algumas dicas sobre como explorar o espaço de exposição da loja e criar um ambiente atrativo para os clientes:

Iluminação e temas
A iluminação é ponto importante na criação de um espaço agradável. No varejo, é fator determinante: pode transformar o clima, fazendo o cliente sentir-se confortável ou não, valorizar um produto ou esconder suas qualidades, criar um cenário atrativo ou deixar que ele passe despercebido na vitrine.

Por isso, a iluminação focada é ótima estratégia quando se quer valorizar um produto. Eles podem ser dispostos para valorizar a composição, no caso de uso de displays onde ficam os produtos. Os focos também podem estar direcionados de forma mais geral. Neons, abajures e outros tipos de iluminação são soluções criativas para criar uma vitrine diferente.

O ato de decorar vitrines e ambientações é uma arte complexa, visto que é necessário colocar-se como consumidor e tentar imaginar o que pode lhe agradar.

A escolha de um tema para a montagem da vitrine pode estar associada às estações do ano ou datas comemorativas, por exemplo. Seja qual for a temática escolhida, o objetivo é despertar a atenção dos clientes, apresentando seus produtos e serviços em pequenas histórias montadas em suas vidraças ou dentro de suas lojas.

Elementos inusitados
Elementos diferentes também podem ser utilizados nas áreas de exposições. A música, por exemplo, por ser versátil, inspira cenários atrativos. Instrumentos musicais clássicos, de movimentos culturais como o punk e o rock ou mesmo da homenagem a um artista específico rendem ideias interessantes. 

Dependendo do espírito da campanha, o uso de recursos relativos à música apresentam a possibilidade de obter vitrines impactantes que darão destaque a diferentes tipos de comércio.

Além da música, elementos suspensos são recursos interessantes e eficazes no momento de ambientar vitrines e interiores de loja. Eles ajudam a liberar o piso, instigam e propõem formas criativas de expor produtos.

O uso de escadas também é uma opção na hora de montar um cenário diferente. Práticas e baratas, elas podem ser utilizadas para expor produtos, servir de inspiração para a colocação de manequins, além de poderem ser repaginadas (com cores novas) para a próxima ideia.

Texturas
Elementos com texturas também ajudam a compor um visual diferenciado para a vitrine e para o ambiente da loja. O aspecto macio, liso, rugoso ou brilhante de uma superfície ajuda a chamar a atenção do potencial comprador.

Vale ainda trabalhar com a criação de uma padronagem texturizada, por meio da repetição de um determinado elemento ou produto, criando um cenário diferenciado e atrativo.

Entre as opções de texturas, podem ser usados, por exemplo, tecidos, penas de travesseiro, bolas (coloridas, transparentes ou da mesma cor), móveis de diferentes materiais, elementos naturais, como troncos, pedras e folhas, ou recursos como grama artificial e paredes ou muros pintados.

Os elementos podem estar suspensos, afixados na parede ou mesmo no piso da vitrine, dependendo do tema e dos produtos que se quer evidenciar.

Moda infantil
As técnicas de exposição dos produtos infantis nas vitrines devem encantar os filhos e também agradar os pais, além de criar um diferencial no padrão de montagem, com universos e necessidades diferentes.

Para atender a esse público, é importante determinar espaços e decorações para cada faixa etária, seja para crianças ou adolescentes, pois os gostos são diferentes em cada uma delas.

Confira algumas dicas:

Mantenha produtos e os temas escolhidos na altura de ambos os cliente, para os pequenos e os pais, pois é importante atender esses dois públicos no varejo de moda infantil.
Ambientes coloridos e agradáveis são aspectos que sempre devem ser levados em consideração nesse ramo, mas sem criar um ambiente carregado.
Algumas lojas optam por criar um visual mais clean, o que pode dar certo, basta não se esquecer de sempre relacionar a algum artigo ou aspecto que cative os pequenos.
Se o estabelecimento comercializar produtos para diferentes faixas etárias, o uso de manequins que remetem a crianças e adolescentes pode ser um recurso interessante para expor os produtos na vitrine.
Cenários temáticos, tanto na decoração das vitrines como no interior da loja, despertam curiosidade, e dependendo do tema proposto, é possível impressionar ambos os públicos.
Balanços podem ser sempre utilizados em vitrines, independentemente da época do ano.
Dentro da loja, espaços de interação para os pequenos, com brinquedos ou blocos de colorir podem servir para entreter as crianças enquanto os pais escolhem os produtos.

Nenhum comentário: